Arquivo Mensal

Janeiro 2017 - page 2

Concertos no Centro Pastoral de Gilmonde

Atualidade/Concelho/Cultura port

Realizam-se nos próximos dias 04, pelas 21h00, e 05 de fevereiro, pelas 18h30, no Centro Pastoral da paróquia de Gilmonde, dois concertos com o intuito de angariação de receitas para as obras de renovação da Igreja Paroquial de Gilmonde, com a atuação do grupo “The Classic”.

De princípio estava previsto apenas um concerto mas, porque os bilhetes para dia 04 esgotaram, a organização decidiu realizar mais um, no dia seguinte.

Fonte e cartaz: Facebook das paróquias de Fornelos, Gilmonde e Vila Seca.

Evento de dança “Sequência um dois três”

Atualidade/Concelho/Cultura port

Realiza-se nos próximos dias 04 e 05 de fevereiro, no Teatro Gil Vicente, o evento de dança contemporânea “Sequência um dois três”, apresentado pelas bailarinas da “Sequência Companhia de Dança Jovem” de Aveiro, com a participação especial de Anita Garcia Grosse e de outros bailarinos, que se qualificam através de um workshop técnico e artístico, dirigido pelo professor, bailarino e coreógrafo Álvaro Ribeiro.

sequência2

Terá a apresentação de 3 coreografias da autoria do referido Álvaro Ribeiro, de Lara Pereira e de Ana Cláudia Capela, com uma sessão no dia 04, pelas 21h30 e outra no dia 05, pelas 16h00. O promotor do evento é a Associação Amigos do Ballet, da Várzea.

O workshop sobre elaboração da coreografia “três: Bolero” realizar-se-á no dia 04, com o registo a iniciar às 9h00 e duração até às 18h00. Finalizará com a estreia absoluta perante o público geral no dia 04 e repetição da atuação no dia 05 de fevereiro.

A inscrição, e mais informações, poderá ser feita através do email aab.amigosdoballet@gmail.com ou pelo telefone n.º 966 271 870.

 

 

Fontes e imagens: Agenda Cultural da CM Barcelos e página Facebook do evento.

Estado de saturação

Atualidade/Opinião/Política port
raquelsfernandes
Raquel dos Santos Fernandes

Não há consenso sobre o que realmente constitui uma democracia e, como tal, perante a ausência de unanimidade sobre uma teoria que a sustente, durante longos anos, associamos a democracia à nossa libertação da ignorância, da dependência, da intolerância… Cansados, contentamo-nos hoje, de bom grado, com a garantia de que quem chega ao poder ou nele se mantém, o faz através da vontade da maioria.

Foi desta forma que, um pouco por todo o mundo, a eleição de Donald Trump como 45º Presidente dos EUA foi encarada – um resultado da vontade da maioria (ressalve-se que, neste caso, a vontade da maioria é referente aos eleitores do Colégio Eleitoral e não ao voto popular). Porém, quando a maioria dita as regras sem apelar à justiça e à equidade e quando as disposições contra a discriminação consagradas na Carta das Nações Unidas não são respeitadas, o que nos resta do processo democrático para além do sufrágio universal? E o que pensar quando um Estado, pai da globalização que tanto ajudou à difusão dos valores democráticos, descura da diversidade e do pluralismo?

Nós por cá, no velho Continente, temos vindo a assistir ao incremento de movimentos nacionalistas e populistas. Enquanto os níveis de desemprego continuarem elevados, muitos serão os governos que continuarão a adotar políticas migratórias restritivas e Farage, Le Pen e Hofer prosperarão… Com a recessão, os problemas de integração aumentam, de mãos dadas com o desemprego massivo e as retóricas xenófobas. Em 2015, na Polónia, já havíamos presenciado isso – afinal, o partido nacionalista Lei e Justiça não teve dificuldades em formar governo sem recorrer a alianças, contrariando a opinião dos líderes europeus. O desemprego jovem no país rondava os 24%, aproximadamente o triplo do valor apresentado pela vizinha Alemanha. As remunerações salariais, três vezes inferiores. Um ano antes, na Hungria, o Jobbik, autodenominado “radicalmente cristão e nacionalista”, tornava-se na terceira maior força política do país.

Estes partidos e movimentos políticos têm recebido apoio de votantes das mais diversas ideologias políticas. Desenganem-se os que pensam que apenas os homofóbicos, os xenófobos, os racistas e os machistas o fazem… Este apoio é-lhes dado por uma maioria que protesta contra o desemprego galopante, contra a fraca estrutura económica dos Estados e que procura uma alternativa… por pior que essa alternativa nos possa parecer. Cansados das elites políticas e do aparelho do Estado, os norte-americanos votaram em Trump, os polacos em Duda e Szylo e, por este mundo fora, outras maiorias começam a refazer a história dos Estados democráticos ou daquilo que deles resta. Porém, se os direitos humanos são, ainda, o apogeu do Estado democrático e se ainda desejamos uma maior igualdade política e social, não deveremos respeitar esses mesmos direitos?

Por: Raquel dos Santos Fernandes (investigadora – mestre em Ciência Política)

OC Barcelos termina 1ª volta no 5º lugar

Atualidade/Concelho/Desporto port

Com uma exibição tranquila, a equipa do OC Barcelos venceu a Sanjoanense por 6-0, em jogo disputado ontem, no Pavilhão Municipal.

Foi na última jornada da primeira volta e que permite aos barcelenses manterem o quinto lugar.

16388833_1562448347115928_941510322_o

Um jogo onde a superioridade do OC Barcelos foi notória e onde o resultado peca por escasso. O intervalo chegou com 2-0 para o OCB com golos de Joca Guimarães e Luís Querido. No segundo tempo Zé Pedro, Álvaro Morais, Reinaldo Ventura e Hugo Costa fecharam o marcador.

Agora, o nacional da 1ª divisão sofre uma paragem para as competições europeias com o OC Barcelos a jogar no próximo sábado em Vilafranca, Espanha, a primeira mão dos quartos de final da Taça CERS.

 

Por: Miguel Bastos.

Amor e um café

Atualidade/Opinião port
teresa pimenta
Teresa Augusta Pimenta

Restava, apenas, um menstruado som, até que a noite desse à luz o dia. E eu levantei-me, antes mesmo de o despertador tocar. Nem é costume. (O que é o costume?) Mas ele tocou, impertinente, ainda assim, sabendo-me apática, julgando-me morta. Ah, é verdade, não estás cá. Emigraste. Nós somos o verdadeiro drama da emigração. Fui tomar um café, hábito que tu me instituíste. Precisava de um café para acordar. (Ainda não tinha acordado?) Mas o café não soube igual. Creio que nem a café sabia. O sabor era uma mistura de saudade e esperança, amargo à mesma. E o senhor ficou muito espantado, quando eu trauteei o meu pedido.

“- Bom dia. Queria amor e um café, se faz favor!

– Bom dia, menina. Pedimos desculpa, mas aqui não servimos amor.

– Oh!, que disparate. Julguei ter visto outra pessoa atrás do balcão.

– Não tem mal menina, pode ser que o café lhe conforte o coração.

– O que me conforta o coração não é fungível, nem consumível.

– Beba o café, menina. Tudo na vida é café. Amargo, mas necessário, escuro, mas revitalizante, tão rápido é quente, tão certo que esfria, pequeno, mas poderoso, intenso, mas perecível.

– Não quero. Esfriou.”

Esfriou, mas amanhã vai estar quente outra vez. E vou tomar o café como tu o tomas. Com a elegância que só tu tens. Com a subtileza de quem sabe sempre estar. Acompanhada de um jornal. Sem açúcar. Não obstante, levarei o pacote para casa. Vou juntar todos os pacotes para ti. Eu sei que gostas. Desses pacotes, faremos um bolo de banana e canela.

O dia já voou. Era noite, outra vez. E de tanto sofrimento que possuía, só todo é que restava.

Por: Teresa Augusta Pimenta (Jurista de formação…convicta de personalidade)

Gil Vicente empata em casa com o Benfica “B”

Atualidade/Concelho/Desporto port

O Gil Vicente empatou 1 -1,  esta tarde, com o Benfica “B” no Estádio Cidade de Barcelos.

A equipa Gilista entrou bem no jogo mas o Benfica, com alguns contra-ataques venenosos, criou as melhores oportunidades da primeira parte. Num desses contra-ataques, a equipa lisboeta chegou ao golo. Aos 23 minutos, lance na direita do ataque do Benfica, Buta fez um passe de rotura para a zona central, onde se desmarcava Zé Gomes que, na cara do guarda-redes Gilista, não perdoou.

Até ao intervalo, o jogo manteve-se equilibrado, com uma ligeira superioridade da equipa da casa, que tinha Paulinho a criar algum pânico junto da defesa do Benfica.

Na segunda parte, o Gil Vicente entrou muito forte e aos 52 minutos de jogo chegou ao golo por intermédio de Paulinho, que respondeu ao cruzamento de Ricardinho da melhor forma, com um cabeceamento mortífero, colocando a bola ao segundo poste, sem hipótese de defesa para o guarda-redes.

O Gil manteve a toada e desperdiçou mais duas boas oportunidades para chegar à vantagem. O Benfica beneficiou de duas grandes penalidades, ambas defendidas por Vozinha.

 

gil 2

O Guardião Gilista defendeu com grande classe os dois penaltis, sendo que um foi o último lance da partida.

No final do jogo, na conferência de imprensa, ambos os técnicos consideraram injusto o resultado para as suas equipas.

 

Por: Gonçalo Santos.

Festas em honra de N.ª Sr.ª da Purificação em Galegos St.ª Maria

Atualidade/Concelho/Cultura port

Realizam-se entre 30 de janeiro e 05 de fevereiro as festas tradicionais em honra da Padroeira de Galegos Santa Maria.

O programa inclui, para além de Novenas entre dia 30 e dia 02 de fevereiro, a Procissão de Velas e Novena à chegada, no dia 03 de fevereiro, sexta-feira, pelas 20h00, seguida da animação musical com “Marco e Ricardo”, no Centro Paroquial, com oferta de bifanas.

No sábado, dia 04, realiza-se a “Bênção das Crianças”, pelas 14h30, seguida de animação para elas pela Companhia de Teatro de Santo Tirso e Sérgio Macedo. Pelas 19h30, haverá a Missa em honra a N.ª Sr.ª da Purificação e, pelas 21h00, o grupo “Nortucha” fará a animação nas instalações do Centro da Sagrada Família, novamente com oferta de bifanas. O encerramento será feito pelo tradicional fogo de artifício.

O programa termina no domingo, dia 05 de fevereiro, com a Missa Solene pelas 10h00. Às 14h30 será feita a entrada da Fanfarra dos Escuteiros de Galegos Santa Maria, com o Terço com sermão e procissão em honra da N.ª Sr.ª da Purificação a começarem pelas 15h00. Perto do final da tarde, pelas 17h00, haverá a atuação do Grupo Folclórico Juvenil de Galegos Santa Maria e o Rancho Folclórico Divino Salvador de Delães.

 

Fonte e imagem: Agenda Cultural da CM Barcelos.

 

Álvaro Magalhães ajusta o plantel para a segunda volta

Atualidade/Concelho/Desporto port

O técnico Álvaro Magalhães dispensou o avançado Hugo Ragelli e  o médio-ala Serge Brou, encontrando-se estes a acertar os detalhes da rescisão com o clube.

O Gil Vicente pretende reforçar a equipa, mais propriamente o ataque, até ao fecho do mercado de transferências. Decisão que vai ao encontro das ideias do treinador Álvaro Magalhães, sendo que este não pretende um plantel superior a 24 elementos, não fechando, no entanto, o plantel no que toca a entradas e saídas neste defeso.

13255915_1081007398611650_5606665565284120626_n

O Gil Vicente encontra-se em preparação para o jogo de amanhã, onde irá defrontar, pelas 15 horas, no Estádio Cidade de Barcelos, o Benfica “B” para a Liga Ledman Pro.

Mais uma vez, Álvaro Magalhães tem motivos para sorrir porque vai poder contar com Avto e Pedro Lemos, que estão recuperados das lesões que condicionaram o trabalho semanal da formação Gilista.

 

Fotos: Facebook do Gil Vicente FC.

Eliminatória da Taça Cidade de Barcelos

Atualidade/Desporto/Opinião port
luisgoncalves
Luís Gonçalves

Olá a todos!

Esta semana escrevi um texto mais curto, devido a ser fim de semana de Taça.

E como a Taça é frutífera em surpresas, esta eliminatória não se deixou rogada e tivemos a eliminação do detentor do troféu. O Carapeços foi eliminado aos pés do Pedra Furada.

Destaco, ainda, o facto de estarem apuradas para a próxima fase 5 equipas da 1ª Divisão e 2 equipas da 2ª Divisão (mais o vencedor do jogo Carvalhas vs. Feitos).

O destaque pela negativa vai para o jogo Carvalhas vs. Feitos, que foi interrompido ao aproximar do minuto 70, com cenas pouco dignas e que levaram à interrupção do jogo. Cabe agora ao Conselho de Disciplina analisar os factos e apurar um vencedor, ou até ordenar que se dispute o restante do jogo para apurar quem segue em frente.

Sendo assim, estão já apurados para os quartos-de-final : Negreiros, Carvalhal, Fragoso, Silveiros, Pedra Furada, Macieira e São Mamede (faltando, como referido antes, o vencedor do Carvalhas vs. Feitos).

Um abraço do vosso amigo Luís Gonçalves.

Gil Vicente perto de ser comprado por chineses

Atualidade/Concelho/Desporto port

O jornal “O Jogo” de hoje informou que o Gil Vicente estará muito perto de ser adquirido pela Ocean Holding, empresa que já investiu, por exemplo, no Inter de Milão (Itália). O jornal refere que Peter Kenyon, ex-diretor executivo de Manchester United e Chelsea, será o intermediário das negociações.

A Ocean Holding é liderada pelo chinês Zhang e junta capitais chineses e ingleses.

Em declarações a “O Jogo”, António Fiusa, presidente do Gil Vicente, terá confirmado que “as negociações estão bem adiantadas” e poderá haver novidades nos próximos dias. No entanto, Fiusa ressalvou que o negócio ainda não está fechado, faltando, por exemplo, que a Ocean Holding entregue as garantias bancárias pedidas pelos gilistas.

Se o negócio se concretizar, o grupo ficará com 60% da futura SAD, investindo seis milhões de euros.

 

Foto: Facebook oficial do Gil Vicente FC (Estúdios Lima – Vila Verde).

Pin It on Pinterest

Ir Para Cima