Arquivo Mensal

Janeiro 2017 - page 4

Critério “Alves Barbosa”: atletas da ACR Roriz repetem êxito

Atualidade/Concelho/Desporto port

No passado sábado, dia 21 de janeiro, os atletas da ACR Roriz marcaram presença no Critério de Pista “Alves Barbosa”, uma prova promovida pela Federação Portuguesa de Ciclismo e que decorreu no Velódromo Nacional da Anadia (Sangalhos).

Tal como aconteceu na semana anterior, os atletas realizaram boas prestações, resultando em vários pódios.

Na categoria de Juniores, de destacar a vitória do Vinicio Rodrigues na disciplina de Pontos, onde Francisco Moreira foi 4º e o Carlos Vale 8º.

Também na disciplina de Pontos mas na categoria de Cadetes, repetiu-se o pódio da semana anterior, onde João Carvalho foi 1º e Pedro Fernandes 2º, sendo que Manuel Barbosa finalizou no 11º lugar.

Já nas provas de Perseguição por Equipa, a ACR Roriz voltou a vencer em Cadetes (Pedro Silva/Manuel Barbosa/João Carvalho/Flávio Fernandes), enquanto a equipa Júnior (Carlos Vale/Francisco Moreira/José Vieira/Vinicio Rodrigues) finalizou no 2º lugar.

Em Juniores femininas, Débora Figueiredo foi 4ª na prova de Eliminação e 5ª classificada em Scratsh.

acrroriz3

Nos Master 30, Hélder Braga foi 6º em Eliminação e 7º no Scratsh.

A próxima competição será os Campeonatos Nacionais, nos dias 28 e 29 de janeiro.

Fonte e fotos: página oficial da ACR Roriz.

Atletas da ACR Roriz sagram-se Campeões Minhotos de Ciclocrosse

Atualidade/Concelho/Desporto port

No último domingo, realizou-se, no Centro de Estágios de Melgaço, a 5ª, e última, prova pontuável para a Taça de Portugal de Ciclocrosse, prova essa que consagrou, igualmente, os novos Campeões Minhotos desta modalidade: José Dias, Hélder Gonçalves e Lucas Braga.

José Dias foi 3º classificado em Elites, o que lhe valeu o título de Campeão Minhoto. Igual título conquistou Hélder Gonçalves, ao alcançar o 3º lugar na prova de Juniores. Por fim, Lucas Braga, com o seu 2º lugar na prova de Cadetes, conquistou o tão almejado título.

Relativamente aos restantes resultados nesta etapa, Tiago Fernandes em Juniores foi 6º, Tiago Santos 8º e Rafael Alves 13º. Nos Cadetes, João Lobo foi 3º, Bruno Silva foi 4º e Sandro Macedo desistiu. Nos Juvenis, Luís Lobo foi 2º e Nicole Gonçalves foi 3ª classificada. Nos Master 30, Hélder Braga foi 8º e em Master 40 Carlos Saleiro foi 17º classificado.

No ranking geral da Taça de Portugal, de destacar o 2º lugar de Lucas Braga e o 3º lugar de Hélder Gonçalves.

Já nas classificações do Campeonato Minhoto, de realçar, em Juniores, o 3º posto de Tiago Fernandes; em Cadetes, João Lobo foi vice-campeão e Bruno Silva foi 3º classificado. Nos Master 30, Hélder Braga foi 3º classificado. Em Juvenis, de destacar Luís Lobo, com a sua 2ª posição, logo seguido pela Nicole Gonçalves no 3º lugar.

acrroriz1

Fonte e Fotos: página oficial da ACR Roriz.

Domingos Pereira coloca em perigo maioria parlamentar do PS

Atualidade/Concelho/Política port

De acordo com a estação de televisão SIC, o deputado barcelense Domingos Pereira terá comunicado ao Secretário-Geral do Partido Socialista, e Primeiro-Ministro, António Costa que devolveria o cartão de militante, deixando de pagar as quotas de militante, abandonando, assim, o partido. Essa decisão terá sido comunicada ao líder socialista na última reunião da Comissão Política Nacional do PS.

Como Domingos Pereira, eleito pelo círculo de Braga, não se demite da Assembleia da República, passará a independente, o que poderá colocar em causa a maioria parlamentar caso, por exemplo, o PCP se abstenha nalguma votação, pois deixará de estar obrigado a disciplina de voto. Isso poderá levar a negociações caso a caso, fazendo lembrar o “célebre” caso do “Orçamento limiano”.

Tudo isto, de acordo com a SIC, deve-se a uma rutura com a direção nacional, que o afastou da corrida à Câmara Municipal de Barcelos em detrimento de Costa Gomes, atual Presidente, e contra a decisão da concelhia barcelense.

Por outro lado, ganha cada vez mais força a hipótese de uma candidatura independente de Domingos Pereira à CM de Barcelos.

 

 

Foto: Facebook do PS Barcelos.

II Encontro Internacional de Psicogeriatria em Barcelos

Atualidade/Concelho port

Nos próximos dias 27 e 28 de janeiro, no Auditório Bento Menni – Casa de Saúde S. João de Deus, realiza-se o Encontro Internacional dedicado ao tema: «Agir em Psicogeriatria – Desafio(s) do Tempo(s)»,que é organizado pelo Instituto S. João de Deus e contará com as presenças de, entre outros, Professor Doutor Pinto da Costa, Dr. António Leuschner – Presidente do Conselho Nacional de Saúde Mental – e D. Jorge Ortiga – Arcebispo Primaz de Braga.

Tem como objetivo chamar a atenção para a importância da temática a nível global, refletir sobre a forma como os estados se devem preparar para garantir o máximo de qualidade de vida a esta camada da população e, finalmente, como as pessoas, em sociedade, se devem preparar e contribuir para esta realidade.

Um dos oradores internacionais convidados, Dr. Juan Luís Muñoz, dará a conhecer o projeto atualmente em prática no complexo assistencial de Zamora (Espanha) e que tem vindo a revelar resultados muito satisfatórios com a utilização de novos fármacos e novos tratamentos na doença de Alzheimer.

De acordo com a organização, a conferência sobre a «Estratégia Nacional para as Demências» conduzida pelo presidente do Conselho Nacional de Saúde Mental, Dr. António Leuschner, antecederá o debate «Envelhecimento, Demência e Trabalho em Rede», cuja tónica incidirá sobre a enorme importância da criação de sinergias e protocolos nestas áreas, já que só através desta «mecânica» de trabalho é possível proporcionar uma maior qualidade de vida àqueles que resistem ao avançar da idade e do tempo.

Nas várias intervenções e mesas de debate, ao longo de dois dias, o ISJD pretende criar e potenciar um espaço privilegiado de reflexão e constituir-se como um contributo sólido e importante na resolução destas temáticas e que têm a ver com a qualidade de vida e respeito pela pessoa humana.

O evento encerrará com a apresentação do livro «Cuidados Paliativos – Diagnóstico e Intervenção Espiritual» do Pe. Alberto Mendes, da Ordem Hospitaleira S. João de Deus, cuja apresentação será feita por D. Jorge Ortiga, Arcebispo Primaz de Braga.

A organização salienta, também, que este II Encontro Internacional de Psicogeriatria marcará o início das celebrações do 90º aniversário da Casa de Saúde de S. João de Deus e integrará um conjunto de iniciativas que ilustram a diversidade da resposta do ISJD, com todo o seu trabalho em rede, relativamente a este enorme desafio.

Refere, igualmente, que, em particular, a Casa de Saúde S. João de Deus tem um imenso trabalho desenvolvido resultante das várias parcerias criadas com entidades públicas e privadas (C. M. Barcelos, Associação Alzheimer Portugal, entre outras) e que lhe permite ter atualmente no terreno projetos como o “Café Memória”, o “Cuidando”, e ser parceira na Rede Local de Cuidados Especializados e no Projeto Europeu Palliare.

Atualidade/Cultura/Opinião port
joanamartins
Joana Martins

 

Me deu frio

 

No sopro de um suspiro

Corre em mim, um arrepio

Toco nas teclas do piano

As notas que quero soltar.

 

Faz-se música no ar

E danço, a liberdade em mim

Suspiro, no sopro que me arrepiou

Me deu frio, me congelou.

 

E me aqueço, me protejo

Do arrepio, que me persegue

Sigo devagarinho

Quase que a gatinhar.

 

Digo baixinho:

Acredito em mim e sempre vou acreditar!

E deixo o sopro soprar

A música que continua no ar.

 

E livre continuo a dançar

A dança num arrepio

Me deu frio, me deu frio

Mas me aqueci, dançando.

 

Por: Joana Martins (poetisa barcelense)

Óquei de Barcelos empata em Paço d’Arcos

Atualidade/Concelho/Desporto port

No último sábado, a equipa do OC Barcelos esteve muito perto de obter mais uma vitória, mas duas grandes penalidades convertidas pela equipa da casa, na segunda parte, impediram esse objetivo.

Ao intervalo, o OC Barcelos estava na frente do resultado, graças ao tento de Álvaro Morais.

No segundo tempo, Joca Guimarães colocou o Barcelos a vencer por 2-0. A reação da equipa da casa apareceu e até ao fim conseguiu chegar ao empate a duas bolas.

O OC Barcelos ainda teve as suas oportunidades para chegar ao triunfo mas Reinaldo Ventura, no último minuto, falhou um livre direto.

Com o empate, a equipa barcelense mantém o quinto lugar, com vinte e dois pontos. No próximo sábado fica completa a primeira volta do Nacional com a receção ao último classificado, a Sanjoanense, que apenas soma sete pontos.

Texto: Miguel Bastos

Foto: David Veiga

A Educação de adultos em Portugal (Parte I)

Atualidade/Educação/Opinião port
Amaral
Dr.ª Maria José Amaral Neco

Ao longo dos anos, a educação de adultos, não mereceu a devida atenção por parte dos governos. Com a adesão à atual União Europeia, estes problemas passaram a ser alvo de análises, rankings e comparações internacionais, que, esmiuçando a situação portuguesa, acabaram por fazer emergir as fragilidades do nosso sistema de ensino, com particular enfoque na educação de adultos.

Depois de se conhecerem determinadas estatísticas e de se fazerem notar de forma mais evidente, as diferenças entre os diversos países da União Europeia, no que toca à educação de adultos, urgiu tomar decisões. Em Portugal, a elevada percentagem de baixas qualificações constitui-se como um entrave à melhoria de certos setores ou mesmo da aproximação das pessoas às necessidades reais do mercado de trabalho.

Com apoio dos fundos comunitários, foram criados os Centros de Reconhecimento, Validação e Certificação de Competências. Estes centros permitiram alguma descentralização do poder central, pois, passaram a ter alguma autonomia na forma como operavam. Os Centros de Novas Oportunidades (CNO), mais tarde assim denominados, permitiram uma maior aproximação às vicissitudes regionais. Estes vieram aproximar a educação, das pessoas, e, de certa forma, permitiram também uma maior aproximação do poder central às especificidades locais. Na sociedade atual, não podemos permitir que a falta de acesso à educação, as poucas qualificações ou dificuldades dessa ordem acabem por ditar a exclusão de alguns cidadãos e dos seus direitos sociais.

 

 

 

Por: Dr.ª Maria José Amaral Neco 

(Mestre em Educação. Especialista em Ciências da Informação e Documentação)

Nova Temporada

Atualidade/Desporto/Opinião port
carlosferreira
Carlos Ferreira

Em janeiro começa a nova temporada de ténis, com torneios no hemisfério sul, essencialmente na Austrália, preparação para o Australia Open, primeiro grande torneio do ano em fins de janeiro.

Será que os novos líderes do ranking masculino e feminino, Andy Murray e Angelique Kerber respetivamente, vão conseguir manter os seus reinados, ou os seus antecessores estão ansiosos por voltar a reinar?

Após um ano fabuloso, Murray quer continuar a reinar e, por isso, está preparado para todos os embates, com a determinação que lhe é conhecida.

Kerber terá que defender o seu título na Austrália e será a sua primeira prova de fogo para se manter como nº 1.

Quer Novak Djokovic, quer Serena Williams tentarão tudo por tudo para reconquistar o seu posto. Após superar a lesão que o condicionou durante muito tempo na época passada, Djokovic entrará nesta temporada com mais pressão e a defender o seu título no Open da Austrália. O sérvio já provou, mais que uma vez, que consegue superar muitos desafios.*

Serena, após longa ausência dos courts, estará sem ritmo mas fará tudo para recuperar e não será fácil derrotar esta grande campeã, habituada a ganhar.

E o que podem fazer os regressados Nadal e Federer, capazes de bater qualquer jogador do circuito, e que podem muito bem complicar as contas aos primeiros do ranking?

Será que este ano irá aparecer um jovem jogador a dominar o circuito? Candidatos existem, a ver vamos como se comportam em campo.

Temos, assim, um início de temporada que muito promete e cheia de emoções.

E o que farão os nossos jogadores João Sousa e Gastão Elias? Será que conseguem manter-se na elite do ténis mundial e alcançar vitórias em torneios? Esperemos que sim pois têm capacidade para isso e seria fantástico que Elias conseguisse entrar no top 50, o que não será fácil. Mas achamos que está ao seu alcance.

Novos valores do ténis em Portugal estão para se afirmar e tentar chegar ao top 100, especialmente Frederico Silva.

No princípio de fevereiro, Portugal defronta Israel para a Taça Davis na primeira eliminatória do grupo I da zona Europa/África. E uma vitória seria um bom prenúncio na melhoria do ténis em Portugal.

 

(*ndr: o artigo foi entregue ao Barcelos na Hora antes da eliminação do sérvio.)

Por: Carlos Ferreira.

Concerto de Reis com cantoras de ópera barcelenses

Atualidade/Cultura/Mundo port

É já no próximo domingo, dia 22 de janeiro, pelas 18h15, que se realizará o Concerto de Reis da Paróquia de São José de São Lázaro (Braga), com organização da referida Paróquia e com o apoio da União de Freguesias de São José de São Lázaro e de São João do Souto.

O evento contará com a atuação do “Minho Vocal Studio”, sob orientação dos professores Elisabete Matos, Dora Rodrigues e João Lima. A audiência poderá assistir a obras de Vivaldi, Piccini, Haydn, Mozart, Rossini, Mendelssohn, Gounod, Brahms, Bizet, Grieg, Tosti e Léhar.

De acordo com a organização, serão interpretadas, entre outros, pelas Sopranos barcelenses Ana Isabel Carvalho e Ana Sofia Vintena.

IPCA acolhe Fórum Politécnico com presença de Ministro

Atualidade/Concelho/Educação port

O Instituto Politécnico do Cávado e do Ave (IPCA) acolhe, no próximo dia 25 de janeiro, entre as 10h30 e as 16h30, o Fórum Politécnico #5, que será dedicado ao tema “Tecnologias da Informação e Comunicação e competências digitais”. A sessão de encerramento contará com a presença do ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Manuel Heitor.

Manuel-Heitor
Manuel Heitor

Este Fórum Politécnico é promovido pelo Conselho Coordenador dos Institutos Superiores Politécnicos (CCISP), em estreita colaboração com o Programa de Modernização e Valorização do Ensino Politécnico, do Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, com vista a potenciar e fortalecer “Cidades e Regiões com conhecimento”. Decorrerá no Auditório Eng.º António Tavares, no Campus do IPCA (Barcelos).

De acordo com a instituição, a sessão terá como objetivo específico a discussão de projetos de I&D e atividades em curso orientadas para o desenvolvimento de redes de escolas e laboratórios multidisciplinares de relevância local, nacional e internacional nesta área do conhecimento e a sua evolução.

Cada Fórum Politécnico visa identificar ações e projetos que possam contribuir para a implementação de políticas públicas sectoriais e responder a necessidades e objetivos específicos das regiões, do tecido social e empresarial. Pretende, também, contribuir para modernizar e reforçar o papel das instituições de ensino superior politécnico, incluindo novas ofertas formativas e parcerias para o conhecimento, bem como novos projetos de I&D baseados na prática.

 

Fotos: Facebook do IPCA e página oficial do Governo de Portugal.

Ir Para Cima