Arquivo Mensal

Abril 2017

As decisões de abril

Atualidade/Mundo/Opinião/Política port
raquelsfernandes
Raquel dos Santos Fernandes

Face aos recentes acontecimentos na arena política internacional no mês de abril, este artigo destacará dois assuntos distintos, porém, com importantes repercussões para nós, cidadãos portugueses, europeus e civilizados, face às implicações que poderão advir para o projeto europeu tal como o conhecemos e, acima de tudo, pelo que possa significar para nós enquanto sociedade globalizada, laica e democrática.

“Esta é a primeira vez na História da Turquia que o povo turco aprova mudanças constitucionais tão importantes. No passado, era o parlamento que decidia aprovar ou não alterações constitucionais mas hoje, pela primeira vez, a vontade do povo foi manifestada.” Foi assim que Recep Tayyip Erdogan reagiu, ao cair da noite do dia 16, assim que foi noticiada a vitória no referendo para alterar a Constituição. O “sim” alcançou 51% dos votos, perdeu em Istambul, em Ancara e em Izmir, as principais cidades turcas. Pedia-se aos turcos para aprovarem ou rejeitarem “um novo projeto de constituição” que agora representa a ausência de controlos sobre o poder de Erdogan e que, a partir de 2019, será, simultaneamente, chefe de Estado e chefe de Governo, detendo ainda total poder sobre os tribunais. No poder há 14 anos, Erdogan poderá por lá continuar até 2029. As perspetivas do país aderir ao bloco europeu são, neste momento, remotas, após os eventos mais recentes que vieram azedar as relações. O Conselho da Europa afirma que “o espaço de debate democrático diminuiu após o levantamento militar” do ano passado e os deputados europeus apelam à suspensão das conversações para a adesão.

O atual Presidente turco chegou ao poder prometendo a liberalização económica e política. No entanto, consolidou o poder pessoal, purgou os rivais e suprimiu a dissidência. O homem forte do Médio Oriente habilmente mobilizou o eleitorado da periferia em prol de um interesse comum, sob uma doutrina demagoga em torno da estabilidade do país. E o povo, democraticamente, abriu-lhe caminho para um futuro que de democrático nada tem. Na história centenária da Turquia republicana, Erdogan foi o político que mais procurou fazer com que a periferia começasse a desempenhar um papel importante na economia e na política do país e, essa mesma periferia, pouco educada e bastante afeta à religião, retribui-lhe, considerando que o Ocidente não é o caminho e que um Estado secular não é o futuro.

Por fim, não poderia deixar de abordar as eleições presidenciais francesas, que depois de uma primeira volta disputada por 11 candidatos, se disputarão agora por Marine Le Pen e Emmanuel Macron. Para os europeus, que ainda se debatem com os efeitos do Brexit, o que advir desse resultado poderá ter consequências ainda mais relevantes do que no caso do Reino Unido. No país da igualdade, da liberdade e da fraternidade, Marine Le Pen optou pelo mote de campanha “França para os Franceses” para a primeira volta e “Escolher a França” para a segunda (este obviamente menos xenófobo) e colocou em cima da mesa a rejeição dos tratados comerciais internacionais e a impossibilidade de legalização aos migrantes em situação ilegal. Porém, após uma campanha “fraquinha” e vazia de conteúdo, dificilmente Le Pen chegará ao Eliseu. Macron poderá não ser o mais-querido, mas Le Pen é, certamente, a mais abominada. E, talvez por isso, Macron tenha adotado agora o mote “Juntos, França!”, numa derradeira estratégia de apelo ao voto útil.

Por: Raquel dos Santos Fernandes*.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade do/a autor/a)

Óquei de Barcelos vai discutir a CERS em Itália

Atualidade/Concelho/Desporto/Mundo port

O OC Barcelos vai defender, este domingo às 18h00, o título alcançado na anterior edição, em Barcelos.

Contra a equipa italiana do Sarzana, o OC Barcelos foi objetivo no seu jogo, principalmente depois de estar a vencer por 3-1, logo aos quarenta segundos da segunda parte.

A primeira parte foi marcada pelas famosas bolas paradas. Neste capítulo, as duas equipas tiveram a mesma “pontaria”, ou seja, falharam e marcaram.

A turma italiana podia ter feito o primeiro golo cedo mas Ricardo Silva defendeu um livre direto, por cartão azul mostrado a Luís Querido. Logo a seguir, foi a vez de Reinaldo Ventura também não aproveitar, desta vez, uma grande penalidade.

18195890_1409747462404931_1623399174_o

No entanto, aos dezoito minutos, Álvaro Morais abriu o marcador, mas a resposta do Sarzana foi imediata, com David Borsi a empatar.

O clube de Barcelos respondeu ainda na primeira parte por Reinaldo Ventura, num remate forte e colocado, sem hipóteses para o guarda-redes do Sarzana.

Na segunda parte, o OC Barcelos começou logo a aumentar o marcador, por Miguel Vieira, após excelente passe de Reinaldo Ventura.

Com dois golos de vantagem, e sabendo que o Sarzana podia surpreender com o seu jogo direto, fechou bem a sua defesa, segurando a preciosa vantagem e a passagem à final.

18209902_1409754485737562_1809163153_o

Final essa que jogará, às 19h00, contra o Viareggio (Itália), que venceu o Caldés (Espanha) por 2-0.

Por: Miguel Bastos.

Com o apoio de:

18190993_1364363086935516_39107630_n

Já é possível levantar dinheiro sem usar cartão

Atualidade/Concelho/Mundo/Opinião port
diogo-sendim-lourenço
Diogo Sendim Lourenço

É uma revolução na forma como levantamos dinheiro das caixas multibanco: a app MB Way passou a disponibilizar uma funcionalidade que permite fazer isto sem usar qualquer cartão.

A partir do passado dia 18 já é possível levantar dinheiro sem recurso ao cartão de multibanco. Através da aplicação MB Way pode levantar dinheiro em “caixas automáticas da rede multibanco sem necessidade de utilização de um cartão bancário”.

Isto deve-se à nova funcionalidade da app MB Way, que passa a disponibilizar um código que vai funcionar como “cartão”. O sistema permite usar, depois, esse código numa máquina multibanco para levantar dinheiro.

A entidade que gere a rede Multibanco em Portugal, a SIBS, anunciou, sob a forma de comunicado, a entrada em funcionamento do levantamento de dinheiro no multibanco usando a aplicação MB Way. Depois de instalada no smartphone, basta selecionar o cartão do qual pretende fazer a operação, escolher a opção “Levantar dinheiro” na “app” MB WAY e introduzir o montante pretendido.

multibanco

O código pode ser utilizado pelo próprio utilizador, ou ser enviado para qualquer outra pessoa, que nem sequer precisa ser utilizador do MB Way, ou ter qualquer cartão bancário. Sendo que bastará dirigir-se a uma máquina Multibanco, carregar na tecla verde, e de seguida introduzir o código com os 10 dígitos. Estes códigos expiram ao fim de 30 minutos. A ideia é que os mesmos sejam utilizados no momento; sendo que, se por algum motivo não puderem ser usados a tempo, bastará criar um novo código quando necessário, ficando aqueles sem efeito e com a indicação de que os mesmos não foram utilizados na app do utilizador MB Way, que também poderá ver se os mesmos já foram utilizados.




Será uma forma simples e prática de enviar dinheiro para alguém em situações de emergência – por exemplo, alguém a quem tenham roubado a carteira durante as férias. Mas, também, já estou a imaginar que em breve se possa criar um novo passatempo nacional, com pessoas a sentarem-se à frente de uma caixa MB o dia todo a tentarem a introdução de códigos à sorte, a ver se por acaso acertam no “jackpot“.

Por: Diogo Sendim Lourenço*

Rua Duques de Barcelos, 17

4750-264 Barcelos

Email: diogosendimlourenco@gmail.com

Contacto: 932 908 025

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade do/a autor/a)



Batismo de jet ski e mota de água no Cávado

Atualidade/Concelho/Desporto port

Realiza-se no próximo dia 1 de maio, entre as 10h00 e as 13h00, um batismo de jet ski e mota de água, no Rio Cávado, no areal de Barcelinhos, junto à Ponte Medieval.

moto-galos-logo

Esta é uma iniciativa organizada pela Associação de Jet Ski e Motonáutica do Norte, em conjunto com a Associação Clube Moto Galos de Barcelos e o Motor Clube de Barcelos, e conta com o apoio da Câmara Municipal de Barcelos.

motor-clube-barcelos

Trata-se de uma atividade lúdica, sem caráter competitivo, que visa propor, gratuitamente, a todos os interessados a experiência de deslizar sobre a água e tomar contato com a modalidade. Não é necessário efetuar inscrição, basta comparecer no local.

Na ação participarão, igualmente, pilotos da Escola de Jet Ski da Moto Galos, que aproveitarão a oportunidade para treinar para a prova inaugural do Campeonato Nacional 2017, que arranca em Viana do Castelo, nos dias 6 e 7 de maio, e ainda crianças e jovens de instituições do concelho, à semelhança dos anos anteriores.

Fonte e imagens: Agenda Cultural da CM Barcelos, páginas Facebook da AC Moto Galos e MCB.



Atualidade/Concelho/Desporto/Opinião port
luisgoncalves
Luís Gonçalves

Olá, amigos!

Depois de um interregno no campeonato, para se jogar as meias-finais da Taça, em que o São Mamede é uma das equipas finalistas, depois de ter vencido em Pedra Furada por 1-3, um feito inédito para a equipa de Vilar do Monte.

A outra equipa é o Negreiros que estará pelo 2° ano consecutivo na final. Esta equipa recebeu, e venceu, o Silveiros por 2-0.

Parabéns aos finalistas!

Depois da paragem, jogou-se uma jornada dupla.

No sábado e na terça-feira, feriado nacional, em que os Leões, mais uma vez, não conseguiram vencer em casa! Desta feita até perdeu, frente ao Baluganense. 1-2 foi o resultado final. Ainda assim, têm uma diferença de três pontos para o Pereira, que não aproveitou a derrota dos Leões e empatou a zero, frente ao Carvalhal. Mesmo assim, reduziu a desvantagem pontual.

O Negreiros mantém a diferença de oito pontos para os Leões.

O destaque destas jornadas vai inteirinho para o Baluganense, que venceu os dois últimos jogos, tendo empatado os quatro anteriores. Ou seja, nos últimos seis jogos fez 10 pontos, dando, cada vez mais, esperança à luta pela permanência.

O Palme também venceu os dois últimos jogos e, tal como o Baluganense, também está na luta para permanecer no escalão maior do futebol popular.

As cinco últimas jornadas serão, por isso, decisivas, quanto ao título bem como à descida de divisão. Senão vejamos: do 7° lugar (Silva) até ao 14° (Sequeade, Campo e Carvalhal), a diferença pontual é de apenas seis pontos!

Ao rubro é como está este campeonato! Na próxima jornada, destaco o Campo-Leões da Serra e o Negreiros-Pereira.




Na 2ª divisão: desde já, felicito o Fragoso, pois está de volta à primeira divisão! Parabéns G.D. Fragoso!

O Feitos poderá, na próxima jornada, também festejar a subida. Para isso, terá que vencer na casa do Carvalhas e, com isso, conseguir um feito inédito para o clube.

O Perelhal perdeu (2-0) nos Feitos. No jogo anterior, Perelhal-Águas Santas, o jogo foi interrompido já perto do final da partida. Naquela altura, o jogo encontrava-se 4-2 para os homens de Perelhal.

Nesta 29ª jornada, dos oito jogos realizados, sete equipas venceram no seu reduto e apenas uma, o Creixomil, venceu fora de portas! 0-2, em Cambeses.

Nesta jornada, o principal destaque vai para o Lijó, que somou a 5ª vitória consecutiva! Levou de vencida a equipa do Milhazes. 3-1 foi o resultado final. Excelente 2ª volta que estão a fazer os homens de Lijó!

Na próxima jornada, destaco o Carvalhas-Feitos, Perelhal-Lama e o São Mamede-Lijó.

Uma semana feliz, vos deseja o amigo Luís.

Por: Luís Gonçalves*.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade do/a autor/a)



Coro de Câmara de Barcelos convida Coro Feminino do Conservatório de Música do Vale do Sousa

Atualidade/Concelho/Cultura port

No próximo dia 30 de abril, pelas 17h00, no Teatro Gil Vicente, o Coro de Câmara de Barcelos convida o Coro Feminino do Conservatório de Música do Vale do Sousa para um espetáculo no âmbito da celebração de mais um aniversário – o 5º – deste coro barcelense.

A entrada será gratuita.




Fonte e imagem: Agenda Cultural da CM Barcelos.

Dia do Trabalhador é celebrado por milhares de pétalas

Atualidade/Concelho/Cultura port

No próximo dia 01 de maio, Dia do Trabalhador, realiza-se a tradicional “Batalha das Flores”, que ocorrerá na Avenida da Liberdade, local onde dezenas de milhares de pessoas costumam marcar presença e onde se cruza o cortejo.

Pelas 15h00, as principais artérias da cidade ver-se-ão repletas de flores, lançadas por diversos carros enfeitados que irão colorir a cidade.

Este ano, a Batalha mais “bela do país” terá, também, uma participação massiva, tendo o maior número de sempre de associações a participar. Serão 30 as associações a desfilar pelas ruas de Barcelos, numa “batalha” que contará, igualmente, com a participação dos Zés P´reiras de Barcelinhos e de Fragoso, e, ainda, da Banda Plástica e da Banda do Galo, que abrem o desfile.




Fonte e imagem: Município de Barcelos.

Torneio Inter Escolas de Hipismo em Areias de Vilar

Atualidade/Concelho/Desporto port

Realiza-se no próximo dia 30 de abril, a partir das 10h00, no Centro Hípico Ir. Pedro Coelho, em Areias de Vilar, a primeira etapa do Circuito Inter Escolas da zona norte.

Este circuito envolve os principais centros hípicos da região norte, dando primazia aos escalões de formação na disciplina de saltos de obstáculos.

A entrada é gratuita.

Fonte e imagem: Agenda Cultural da CM Barcelos.

Demasiados erros

Atualidade/Concelho/Desporto/Opinião port
sportinguista
José Queirós

Dérbi é dérbi, e um Sporting – Benfica foi, é e será sempre, o dérbi dos dérbis.

Havia enorme expectativa em relação a este jogo por toda a sua envolvência. Até o Sporting, que se tinha demarcado da luta pelo título, sabia perfeitamente que em caso de vitória, a esperança ainda preenchia o ego dos seus adeptos! Com o campeonato muito disputado, o F. C. Porto era, naturalmente, parte interessada no desfecho deste jogo.




Um jogo que não foi bem jogado, longe disso, até porque havia de ambas as partes um superior interesse mais “resultadista” do que propriamente em dar espetáculo. Com casa cheia, o Sporting entrou melhor no jogo e logo aos dois minutos poderia ter aberto o ativo, primeiro com Gelson a ser puxado por Lindelöf dentro da área e, no seguimento, Alan Ruiz a rematar em boa posição, mas a bola saiu sem a direção desejada e embateu num adversário.

Pouco depois, mais um equívoco, desta vez do guardião benfiquista, que cometeu um penalty ridículo, com o árbitro a assinalar para a marca de grande penalidade, mas esquecendo- se de mostrar o respetivo cartão amarelo ao guarda-redes, que seria o quinto e, por isso, não jogaria o próximo jogo. Muito bem Adrien, que não facilitou, e a partir do golo, o Benfica toma conta do jogo, embora sem criar oportunidades de golo. Entre o minuto 40 e o minuto 43 houve três lances na área do Sporting em que os benfiquistas reclamaram penalty, e pelo menos em dois deles com razão, mas Artur Soares Dias voltou a equivocar-se!

Na segunda parte, o jogo melhorou um pouco, havendo mais espaço, e foi o Sporting quem, por duas vezes, esteve muito perto de fazer golo, só que Bas Dost não esteve inspirado e desperdiçou – primeiro com a cabeça (aqui puxado por Nelson Semedo) e, depois, com o pé direito – a possibilidade de, provavelmente, “matar” o jogo!

Mesmo assim, pareceu-me um Sporting mais forte na segunda parte e controlava o jogo até que novos equívocos viriam a acontecer! Primeiro, a falta de Alan Ruiz não foi tão evidente como outras perto da área do Benfica que não foram sancionadas. Segundo, o livre foi marcado muito longe do local da suposta infração. Será que o árbitro se esqueceu do spray? Aquele que seria um livre muito descaído para a esquerda tornou-se num livre ligeiramente descaído para a esquerda, bem ao jeito de um pé direito soberbamente executado por Lindelöf! O empate viria a ser o resultado final, festejado pelos benfiquistas como se de uma vitória se tratasse.

Este árbitro é considerado um dos melhores árbitros portugueses, juntamente com Jorge Sousa. Muito mal vai a arbitragem portuguesa! São demasiados erros, em jogos importantes, cometidos por estes dois senhores, sempre com larga influência no resultado final. Vide os jogos de Artur Soares Dias no V. Guimarães – Sporting e Porto – Benfica.

Com Jorge Sousa, vide o jogo Sporting – Benfica! Poderia citar um sem número de jogos com erros gritantes destes, e outros árbitros, mas é a arbitragem que temos, contestada por uns, enaltecida por outros, consoante o jeito que vão fazendo, todas as semanas. Por isso, nunca haverá entendimento nesta matéria até à introdução do vídeo-árbitro, e, mesmo assim…

Quem também não aproveitou foi o Porto, também com queixas da arbitragem. Normal, até por ser reincidente! Sempre que o Benfica perde pontos, o Porto segue-lhe as pisadas! Falta de estofo de campeão, há muito perdido para os lados do Dragão.

O Gil Vicente, depois de estar a vencer por dois golos, não conseguiu segurar a vantagem perante o “aflito” Cova da Piedade! Para a próxima fará melhor.

Saudações leoninas!

Por: José Queirós*.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade do/a autor/a)



Atualidade/Concelho/Desporto/Opinião port
vsapereira
Vítor Sá Pereira

Olá, caríssimos leitores!

Espero que o vosso feriado tenha sido “livre”.

Vamos lá falar do que interessa: o meu clube mais uma vez não perdeu, mas comprometeu na luta pelo título. Não aproveitámos, mais uma vez, um resultado menos bom do rival, que empatou em Alvalade (confesso que pensei que o Sporting fosse mais capaz).




No jogo do Porto, o nosso “Padre”, teimosamente, voltou a insistir em Soares e André Silva! Até um “burro” já percebeu que só um deles pode jogar e que o Porto tem de jogar como sempre jogou ( 4x3x3).

Sentimos, e muito, a falta dos nossos criativos Brahimi e Corona. Sem estes dois não há fantasia, nem virtuosismo, mas mesmo não jogando bem, fizemos o suficiente para ganhar e o guarda-redes do Feirense fez o jogo da vida dele! Pena que foi contra o Porto!

Acho legítima, mas estranha, a agressividade que os adversários do Porto jogam contra nós! Vou ficar atento ao próximo jogo do Feirense. Por exemplo, o Braga “empatou” 3-1 no Paços.

De uma semana para a outra, os adversários do Porto transformam-se para pior.

Estamos a 3 pontos, e depois de mais um empate em casa estou, mais uma vez, desiludido e descrente no título. Não é a questão de que o SLB pode perder pontos mas, sim, os jogos em que nós vamos perder pontos.

Foi pena porque tínhamos tudo para sermos campeões, apesar de não termos uma super-equipa.

Continuo sem perceber a tensão, e o nervosismo, com que o Porto joga! Será a pressão vinda de superiores hierarquicos?? Não percebo e entristece-me.

Num fim de semana em que ficou marcado pela morte de um adepto, o que mais foi duscutido foram 3 pénaltis a favor do Benfica.

Estão a “matar” o nosso futebol…se é que já não está “morto”!

Que venha a próxima época.

Boa sorte para o OCB na final four da Taça CERS.

Por: Vítor Sá Pereira*.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade do/a autor/a)



1 2 3 12
Ir Para Cima