Arquivo Mensal

Junho 2017

Inicia amanhã a Feira Quinzenal de Produtos Biológicos

Atualidade/Concelho/Cultura port

A partir de amanhã, 1 de julho, e a cada primeiro e terceiro sábado de cada mês, até setembro (1 e 15 de julho; 5 e 19 de agosto; 2 e 16 de setembro), realiza-se, no Campo 5 de Outubro (“Jardim Velho”), a Feira Quinzenal de Produtos Biológicos. A feira decorrerá sempre entre as 9h00 e as 13h00.

Organizada pelo Município de Barcelos, este salienta que “os consumidores procuram, cada vez mais, alimentos de origem biológica. Estes apresentam elevada qualidade, traduzindo-se em comprovadas melhorias para a saúde dos consumidores”.




Mais, “através desta iniciativa, alertamos para a necessidade de sustentabilidade ambiental e incentiva-se a prática da atividade agrícola geradora de rendimentos suplementares, de forma a produzir alimentos saudáveis sem prejudicar o ambiente”, conclui o Município.

Fonte e imagem: AB.

Academia de Teatro de Barcelos organiza Férias Artísticas 2017

Atualidade/Concelho/Cultura/Educação port

Durante o mês de julho, a Academia de Teatro de Barcelos levará a cabo atividades de formação artística para a faixa etária dos 9 aos 16 anos, no Teatro Gil Vicente. As atividades decorrerão no período da tarde, entre as 14h30 e as 17h30, com intervalo de meia hora para lanche.

As atividades passarão por expressão dramática, dança criativa, artes circenses, interpretação, construção de marionetas, de figurinos e de cenários.

As inscrições deverão ser realizadas através do link (basta clicar): https://goo.gl/forms/4Uw3MWdxisZRqrQ93.




De acordo com a Academia, a expressão dramática “não é propriamente teatro, ela tem os seus próprios objetivos e utiliza a dramatização, jogos dramáticos, expressão corporal e outros para fantasiar, desenvolver a expressividade de uma forma lúdica e divertida. Pode designar-se de jogo dramático ou de arte dramática. A expressão dramática facilita e promove a socialização, a integração, a perceção sensorial, a intuição, a atividade motora, a criação, a recriação, a comunicação e a expressão”.

Já a dança criativa pode “ser interpretada como uma iniciação a uma técnica de dança/expressão dramática e corporal. A postura, a musicalidade, o corpo, a liberdade de expressão, o contacto com o outro e o próprio espaço são alguns dos elementos base praticados durante o decorrer da aula. No início, os exercícios/jogos estão sempre associados a práticas criativas, para que as crianças se sintam motivadas e desenvolvam as suas capacidades num contexto ao mesmo tempo divertido e rigoroso”.

Uma atividade que poderá suscitar interesse, por menos comum por cá, é a das artes circenses, que “são uma arte relacionada ao circo, são artes realizadas por palhaços, malabaristas e outros. Nelas podem ser trabalhadas modelagem de balões, pinturas faciais, cuspir fogo, malabarismo, construção de clown, entre outras técnicas divertidíssimas”.

Quando se pensa em teatro, vem logo à mente a interpretação, que será umas das atividades que esta Academia levará a cabo, pretendendo “passar as técnicas de construção de personagem, dicção e respiração adequada, dando a possibilidade de entrarem no mundo do improviso. Dessa forma, irão aprender as diversas técnicas para a construção de personagem”.

Depois, e por fim, entra-se no campo da construção:

De figurinos/cenários, pois “o teatro envolve um conjunto de necessidades, duas delas tratam- se da construção de figurinos e cenários para a realização de uma peça. Muitas das pessoas do público esquecem-se da parte de produção que existe por de trás de uma peça teatral. Assim, iremos em conjunto tratar de figurinos e cenários para uma peça de teatro”.

E de marionetas, visto que o “teatro de marionetas é muito usado para crianças. O objetivo com esta modalidade é criar, ao longo das férias, uma história teatral a partir de marionetas, construídas pelas próprias crianças”.

A Academia salienta que, desta forma, propõe “a junção destas áreas para ocupação de tempos livres ao longo do mês de julho, com a elaboração de um espetáculo final e entrega de diplomas”.

Fonte e imagem: ATB.

Festa de Santa Luzia começa hoje em Carreira

Atualidade/Concelho/Cultura port

A festa em honra de Santa Luzia, em Carreira, inicia hoje e durará até ao próximo domingo.

O programa de hoje é composto pela procissão de velas, como andor de Nª Sr.ª de Fátima, pelas 21h00. Por volta das 22h45, atuará a TAIPCA – Tuna Académica do Instituto Politécnico do Cávado e do Ave, seguindo-se o tradicional fogo de artifício. A noite termina com animação do DJ José Santos e DJ Pette.

Amanhã, sábado, o dia começa cedo, com os Zés P’reiras. Já pela noitinha, por volta das 21h00, atuam os DJ’s All In, seguidos do espetáculo de Johnny Abreu e sua banda. Logo após, mais fogo de artifício e a continuação da noitada, novamente com os DJ’s All In mas, igualmente, com DJ Tonny Bianchi, DJ Steve Zamora c/as Lady Style.




Domingo encerra o programa destas festividades. Pelas 10h30 celebra-se a missa em honra de Santa Luzia, cantada pelo Grupo Coral de Carreira. Já à tarde, pelas 14h00, dá-se a entrada da Banda de Vizela e, sensivelmente quinze minutos depois, da Fanfarra dos Escuteiros de Mouquim. Pelas 16h30 inicia-se o Terço, para, pelas 17h00, realizar-se a procissão e representação da vida de Santa Luzia. Já pela noitinha, 20h15, inicia o espetáculo de fado com Francisco Moreira (Kiko)&Filipa Menina, acompanhados a viola por Costa Pereira e a guitarra portuguesa por Rui Pedro Claro. As festividades encerram com a salva de fogo de artifício.

Fonte e imagem: AB.

Workshop de Fotografia da Natureza na Casa da Azenha

Atualidade/Concelho/Cultura/Educação port

O Pelouro do Ambiente da Câmara Municipal de Barcelos, promove, já amanhã, entre as 9h30 e as 17h30, um Workshop de Fotografia da Natureza.

O workshop terá a duração de 7 horas e será realizado na Casa da Azenha, com orientação do fotógrafo Tiago Mota Garcia. O nível do workshop é iniciado/médio. Os participantes deverão levar uma máquina fotográfica.

A participação é gratuita, sujeita a inscrição obrigatória e limitada a 30 formandos, aceites por ordem de inscrição. Para efetuar a inscrição, os interessados deverão enviar e-mail com nome, morada e contacto telefónico para o seguinte endereço eletrónico: gambiente@cm-barcelos.pt.

A organização pretende, através do workshop de fotografia, focar, não só, toda a componente técnica e artística na vertente da fotografia de natureza, como também, todas as variáveis que permitem melhorar a qualidade da imagem, comportamento e postura do fotógrafo, a invisibilidade, os métodos de abordagem ao enquadramento e como fazer encaixar todas as peças desse “puzzle”.

A segunda parte do workshop contempla uma saída de campo, onde cada formando poderá reunir um pequeno número de fotografias, para análise e sugestões por parte do formador, com aplicação dos conceitos aprendidos.




Serão abordados os seguintes conceitos:

1- Breve história da fotografia, obra dos fotógrafos mais influentes, magia da fração de segundo.

2- Objetivas: grande angular, normal, teleobjetiva. Lentes fixas e zoom. Valor f.

3- Medição de luz. Modos de exposição (M,S,A,P).

4- Tipo de medição de luz (spot, matricial, center weight).

5- Variáveis de medição de luz: Velocidade de obturação, diafragma, sensibilidade. Suas consequências. Noção de profundidade de campo.

6- Focagem, a profundidade de campo e distância hiperfocal.

7- White Balance.

8- Fotografia de natureza.

9- Equipamento básico.

10- Composição: regras fundamentais de enquadramento.

11- Elemento único, composição em camadas, linha do horizonte.

12- Noção de movimento.

13 – Clima para fotografia da natureza.

14- Luz e hora “dourada”.

15- Tópicos para produzir imagens com qualidade para grandes ampliações.

16- Procura dos melhores lugares, espera da hora certa.

Fonte e imagem: AB.

“McDonald’s de Barcelos Jogos do Rio” voltam ao areal de Barcelinhos já no próximo sábado

A partir do próximo sábado, o areal de Barcelinhos e os Jogos do Rio voltam a convidar para uma tarde de lazer. Do desporto à música, passando pelo slide, pelas piscinas, pelos insufláveis e atividades ambientais para crianças, as propostas são diversas.

A participação é livre e gratuita e o início da animação tem hora marcada para as 14h30, nos dias 1, 8, 15 e 22 de julho. A iniciativa é dos Amigos da Montanha com o apoio da Câmara Municipal de Barcelos e da Junta de Freguesia de Barcelinhos.

Desde 1999 que os Jogos do Rio transformam, anualmente, o areal de Barcelinhos sob o mote ambiente, desporto e lazer. A iniciativa nasceu quando os Amigos da Montanha decidiram limpar esse espaço abandonado. Nessa altura, não para os Jogos do Rio, mas apenas por uma perspetiva ambiental, foi realizada a ação de limpeza. Para que essa limpeza não fosse única e o espaço continuasse a ser preservado, os Amigos da Montanha decidiram dinamizá-lo e promover os Jogos do Rio, o primeiro grande evento organizado pela Associação e que, de acordo com Américo Alves, presidente da sua direção,“nos toca muito pelo sítio que era, pelas condições em que o areal se encontrava há 19 anos”, em declaração proferida na apresentação da XIX edição desta atividade, realizada na última sexta-feira, na sede da associação, em Barcelinhos.

“Os jogos foram evoluindo e hoje são uma atividade de lazer, torneios, espetáculo e animação e é isso que queremos continuar a fazer, para que as pessoas sintam este dinamismo, sobretudo os mais jovens. Temos sentido que ano após ano, as crianças passam ali as tardes com os seus pais e isso é sinónimo que o que projetámos resultou”, salientou Américo Alves.

António Costa, diretor desta atividade, destacou os cerca de 150 voluntários que estão por trás da organização deste evento. Salientou, igualmente, o trabalho dos árbitros, colaboradores fundamentais para promover aquele que é o grande objetivo desportivo dos Jogos do Rio, o fair-play, promovendo o convívio e o respeito pelo outro para uma tarde de lazer. António Costa salientou, também, a vertente social, com um dos dias a dinamizar o Desporto para Todos, recebendo no areal cerca de 50 utentes, na sua maioria crianças e jovens, de várias instituições de apoio social que terão a oportunidade de praticar desporto e viver momentos diferentes de lazer. O vice-presidente da associação lembrou, ainda, que os torneios se dinamizarão nas competições das equipas seniores, infantis e femininas. Depois de uma fase experimental, os Jogos do Rio, que eram jogados exclusivamente por equipas seniores masculinas, passaram a incluir, há dois anos, a competição para as equipas infantis e femininas, o que viria a revelar-se muito positivo, trazendo mais dinâmica e mais gente ao areal de Barcelinhos.
Na edição deste ano a perspetiva ambiental será reforçada.

Um dos objetivos é diminuir a utilização de plásticos e, nesse sentido, com o apoio das Águas de Barcelos, serão instalados bebedouros no areal. A empresa associa-se, este ano, ao evento dos Amigos da Montanha e apresentará, no programa, dinâmicas no âmbito do projeto Água Segura, ”o nome da campanha que visa sensibilizar a população para a importância do consumo de água da rede pública na promoção da saúde e do tratamento das águas residuais, como medida de proteção dos Recursos Hídricos”, referiu Diogo Navarro, representante da empresa.

A edição de 2017 terá como nome “McDonald’s Barcelos Jogos do Rio”. Susana Rente, em representação da McDonald’s salientou a parceria com os Amigos da Montanha na vertente desportiva, referindo que a empresa estará presente no evento com uma equipa em competição e, também, com o atelier de pequenos artistas.

José Costa, presidente da direção dos Bombeiros Voluntários de Barcelinhos, lembrou a relação estreita e positiva ao longo dos anos entre as duas instituições, nesta e noutras atividades. Nos Jogos do Rio deste ano, os Bombeiros vão participar ainda mais com uma novidade no programa, a dinamização de um Mass Training Suporte Básico de Vida.




O Presidente da Junta de Freguesia de Barcelinhos, José Peixoto, agradeceu aos Amigos da Montanha o que tem sido feito por Barcelinhos e, em concreto, na aproximação das pessoas ao rio.

O representante da autarquia de Barcelos, Hélder Tomé, felicitou os Amigos da Montanha por dinamizarem um atividade que permite aproximar os barcelenses e a cidade ao rio Cávado. Hélder Tomé salientou a temática do ambiente neste evento, dando o exemplo de como diminuir a pegada ecológica, e, também, a sensibilização e o envolvimento de outras instituições nas atividades.
Os Amigos da Montanha procuram nos Jogos do Rio um programa diversificado, e, nesse sentido, um dos objetivos tem passado pelo envolvimento de outras associações, grupos e empresas, dando a conhecer o seu trabalho e dinamizando diversas temáticas.

O ano passado, a introdução de ateliers revelou-se um sucesso e, em 2017, voltarão a ocupar espaço de destaque no programa. Dar a conhecer a olaria, tão característica deste concelho, é um dos objetivos do atelier dinamizado pelo artesão Fernando Pereira, que estará no areal nos dia 1 e 8 de julho para envolver os mais pequenos, e não só, nesta arte. Em todos os sábados haverá pinturas faciais e um espaço para dar asas à imaginação na McDonald’s Pequenos Artistas. Também para todas as tardes do programa estão marcados os jogos populares e as experiências divertidas com água sobre o “Ciclo Natural da Água”, “Filtração da Água” e “Poluição Invisível”, assim como as atividades ambientais Jogo do Tabuleiro e “Há vida no Areal de Barcelinhos”. Ainda sobre a perspetiva ambiental, haverá espaço para explorar a flora e a avifauna com duas saídas de campo na zona ribeirinha, nos dias 15 e 22 de julho.


Nos quatro sábados dos jogos, a diversão será para todos, com passeios de canoa no Cávado, o slide, os baloiços, os insufláveis e as piscinas para crianças, a water ball e water roll a fazerem as delícias dos mais novos. No espaço também não falta o bar e a esplanada para estas tardes de lazer.
Para além dos torneios e destas atividades, no programa do primeiro dia de jogos, quem passar pelo areal pode usufruir dos Passeios de Motas de Água com a colaboração da Associação Moto Galos, do Mass Training Suporte Básico de Vida e das sempre ativas aulas das modalidades fitness, com o apoio do Máximo Gymnasius, neste dia com uma aula de Zumba e uma aula de Aerodance.

No dia 8 de julho, há paintball para crianças e as aulas de Spin Bike e TRX. A 15 de julho, a Secção Pescagil, da ADRC de Gilmonde, estará presente com uma demonstração de pesca desportiva. Para o palco está marcado um workshop de Bachata e uma exibição de dança pela Academia João Capela – Escola de Dança, para além de uma aula de Body Combat. A 22 de julho, o Clube de Karaté de Barcelos estará presente com uma exibição da modalidade. Em estreia no programa, uma aula de crossfit, com o Crossfit de Barcelos e, antes da cerimónia de entrega de prémios haverá uma exibição de dança com Nico Dance Studio.




Fonte e imagens: AM.

A voz da pessoa com experiência de doença mental

Atualidade/Concelho/Cultura/Educação port
Rita Rodrigues

O termo “participação” da pessoa com experiência de doença mental em contexto de prestação de serviços refere-se ao envolvimento na vida de forma mais ampla, assim como a uma colaboração ativa na prestação de serviços.

A Participação do utilizador (utente) pode definir-se como:

  1. Reconhecimento de que o utilizador é um indivíduo único;
  2. Utilizadores que desenvolvem a confiança, para expressar uma opinião;
  3. Utilizadores que expressam a sua opinião própria, em vez de darem respostas que pensam ser as que os serviços e/ou profissionais querem ouvir;
  4. Os serviços e o indivíduo trabalhando em conjunto nas decisões que o afetam;
  5. O utilizador aprender sobre si mesmo(a) e começar a compreender que ao direito de participação e tomada de decisão estão associadas responsabilidades;

De acordo com o manual elaborado pela Comissão Consultiva para a Participação de Utentes e Cuidadores – Princípios Orientadores para a Participação do Utente (2005), existe um conjunto de princípios orientadores para a participação da pessoa com experiência de doença mental de modo a que os serviços de saúde mental, reabilitação psicossocial e de suporte ao utilizador compreendam e utilizem estes princípios para reforçar a voz do utilizador dentro do contexto da prestação de serviços.




Assim, abaixo serão referidas as 5 principais razões para a participação da pessoa com experiência de doença mental:

A participação :

  1. Proporciona oportunidades adicionais de recuperação para a pessoa com experiência de doença mental;
  2. permite que os serviços tenham maior capacidade para responder de forma adequada;
  3. é um direito ético e democrático;
  4. é um dos meios de igualar o relacionamento de poder entre o serviço e a pessoa;
  5. pode melhorar a qualidade dos serviços e é uma parte integrante do Sistema de Qualidade no campo da saúde mental e reabilitação psicossocial.

Por outro lado, há vários tipos de interações que podem influenciar a sua participação, como por exemplo, o ambiente, os relacionamentos, qualidades e características pessoais.

Por: Rita Rodrigues*.

Psicóloga e Diretora Técnica da Unidade Paul Adam Mckay da Associação RECOVERY IPSS.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade do/a autor/a)

A reportagem do XurrascUMM 2017

Atualidade/Concelho/Cultura/Desporto/Mundo port

O XurrascUMM foi, mais uma vez, um sucesso. Este foi o balanço feito pela organização no final do evento. Mais um ano, mais uma edição, a 5ª e, como tem acontecido nas edições anteriores, as inscrições esgotaram antes da data limite. Só por isto já se adivinhava o sucesso.

Este é um evento único no País, por ser um passeio todo terreno, onde todos os aficionados pela marca UMM, e amigos, são convidados a trazer a família, desde os 8 aos 80 anos.

A Organização tem o cuidado de traçar um percurso de dificuldade média-baixa, acessível a toda a família TT.




O grupo de UMMistas começou a formar-se logo pela manhã, no centro da cidade de Barcelos. Pelas 09h20, foi dada ordem de saída. Uma breve passagem pela zona ribeirinha e ponte medieval, e de seguida entrada em offroad, com ajuda do Roadbook, seguiram pelas margens do Rio Cávado até à Quinta do Marachão, em Vila Chã, concelho de Esposende, para o reforço matinal.

Aqui, todos os participantes efetuaram uma prova de vinho verde branco, vinho gentilmente cedido pela Adega Cooperativa de Barcelos, e aconchegaram o estômago para a segunda parte do passeio.

A caravana deu saída da Quinta do Marachão por volta das 11h30 pois o horário tinha de ser cumprido e ainda havia muitos quilómetros a fazer fora de estrada. Próxima paragem, Cividade de Terroso – Póvoa de Varzim, ponto de interesse Público desde 1961. Pelas 14h00 chegou a caravana, por offroad, e aqui tiveram uma visita guiada sobre este importante povoado do período da romanização.

No final da visita sobre este povoado específico, deu-se partida para o destino final, ou seja, a Escola dos Serviços, Quartel Militar da Póvoa de Varzim. Estávamos, sensivelmente, a 5 km de distância.

O tão esperado XurrascUMM estava prestes a acontecer. Chegada ao Quartel Militar, com uma excelente receção à Porta de Armas, pelo Sargento-ajudante Alves, não fossem os UMMs uma parte da História das nossas forças armadas, principalmente no Ultramar.

Entrada na Escola autorizada, a caravana seguiu com indicações do Adjunto do Comandante da Escola, o Sr. Sargento-chefe Veríssimo. Desligaram-se as viaturas e deu-se início ao XurrascUMM, na “latada minhota”, espaço este, de beleza natural, que usufruíram numa tarde soalheira.

Os participantes meteram mãos à obra e começaram a retirar o farnel e, com carne e vinho, as mesas foram-se compondo. O fogareiro era industrial e feito à medida do evento. Notava-se o contentamento entre todos os participantes.




O evento não ia terminar sem antes se visitar o Museu do Serviço de Administração Militar, museu este onde se pode ver algum armamento antigo, bem como material de campanha e logístico de outros tempos, onde a Administração Militar se fazia sentir.

A parte do evento com mais significado para alguns, estava reservada para o final. Eram 20h00 e deu-se início ao arriar da Bandeira Nacional, cerimónia curta, mas de enorme significado.

Assim terminou mais um evento, onde reinou a boa disposição, desde as crianças com meses de idade até aos mais velhos com quase 70 anos. Evento este a repetir, com certeza, no próximo ano, aliando sempre o offroad à cultura e História de Portugal, não esquecendo os produtos produzidos nas regiões por onde passa o evento.

 

Texto: Ricardo Silva (Clube dos UMMistas/organização)

Fotos: CUMM.

Sábado há Marchas Populares em Carapeços

Atualidade/Concelho/Cultura port

A Associação Carapeços Solidário, em parceria com o Município de Barcelos e a Junta de Freguesia de Carapeços, e com a colaboração do KYRIOS – Grupo de Jovens de Santiago de Carapeços, do TPC – Teatro Popular de Carapeços, da Fanfarra S.Tiago de Carapeços e do Rancho Folclórico de S.Tiago de Carapeços, organiza, no dia 1 de julho, na Quinta da Coutada – Carapeços, as Marchas Populares.

 

O objetivo das Marchas é o da angariação de fundos para a Associação Carapeços Solidário.

Pelas 16h00 haverá a abertura do arraial, com o desfile das Marchas Populares a iniciar por volta das 21h00 e, pelas 22h00, inicia a animação.




Fonte e imagem: ACS.

Secção de Karaté d’Os Académicos presente em torneio da LPKS em Lisboa

Atualidade/Concelho/Desporto/Mundo port

No próximo sábado, dia 1 de julho, a Secção de Karaté do FC “Os Académicos” marcará presença no torneio da Liga Portuguesa de Karaté Shotokan, em Lisboa.

A representar a equipa barcelense estarão os karatecas António Cardoso, Henrique Borges, Tatiana Alves, Catarina Borges e Bruna Gonçalves.

O seu treinador, José Alves, salienta que “tudo vamos fazer para que o nome do nosso clube e de Barcelos, mais uma vez, seja orgulho da nossa gente”.




Fonte e foto: SKFCA.

Gil Vicente inicia os trabalhos e confirma mais cinco contratações

Atualidade/Concelho/Desporto/Mundo port

O Gil Vicente Futebol Clube iniciou, ontem, os trabalhos de preparação para a próxima época.

O novo – e regressado – treinador, Jorge Casquilha, contou com o plantel ainda em construção e com alguns jogadores ausentes deste primeiro dia de trabalho.

A grande novidade do dia foi mesmo as cinco “caras novas” que o clube gilista contratou. James Igbekeme, Nanú, Jumisse, Alioune Fall e Brayan Riascos são mais cinco novas contratações para o plantel. Já os juniores Bruno Morais, Nuno Lopes e Ebuka juntar-se-ão ao plantel principal.

O médio James Omonigho Igbekeme é nigeriano, tem 21 anos, e foi contratado à AD Oliveirense. Antes ainda passou pelo Ribeirão, seu primeiro clube em Portugal, vindo do Apapa Golden Stars FC, da Nigéria.

Nanú, vindo do Marítimo B, tem 23 anos e pode jogar ou a defesa direito ou extremo direito. Natural de Coimbra mas com ascendência angola, Eulânio Ângelo Chipela Gomes “Nanú” fez a sua formação passando por Sporting, Benfica, Taboeira e Beira-Mar, seu primeiro clube enquanto sénior. Depois de uma passagem pelo Gafanha, assinou pelo Marítimo, tendo atuado pela formação B do clube madeirense. Agora chega a Barcelos, para jogar no Gil Vicente.

Eduardo Jumisse é um regresso a Portugal. Médio de 33 anos, internacional AA por Moçambique, já representou por terras lusitanas o Portimonense e o Leixões. Jogou várias épocas no Maxaquene (Moçambique) e uma no Liga Desportiva de Maputo (Moçambique) antes de se transferir para Portugal. Pelo meio, ainda jogou no Ermis Aradippou (Chipre). Do Leixões transferiu-se para o FC Vaslui (Roménia), daí para o 1º de Agosto (Angola) e, por fim, para o HCB Songo (Moçambique), de onde se transferiu para o Gil Vicente.

Apesar de ter apenas 22 anos, o avançado senegalês Alioune Fall já joga em Portugal há alguns anos, vindo do Étoile Lusitana (Senegal), para o Chaves. Sempre com contrato com os flavienses, passou pelo Pedras Salgadas e Vizela, chegando agora ao Gil Vicente, ao que tudo indica, definitivamente.

Por fim, o avançado colombiano Brayan Riascos, também de 22 anos, vem do Famalicão. Antes, em Portugal, também já tinha representado o Trofense. Riascos fez parte da sua formação no Brasil, no Corinthians e Flamengo-SP, entrando em Portugal pela porta do clube da Trofa. Daí, transferiu-se, de novo, para o Flamengo-SP, passando por Bragantino (Brasil) e Atlético Huila (Colômbia), antes de voltar a Portugal, para o Famalicão. Agora está em Barcelos para tentar ajudar a equipa gilista a alcançar os seus objetivos.




Assim, e por ora, o plantel provisório do Gil Vicente FC é o seguinte:

GR – Rui Sacramento (ex-Arouca), Júlio Neiva e Rafa (ex-júnior);

Defesas – Ricardinho, Henrique Brito, Luiz Eduardo, Zaidu Sanusi, Vítor Tormena (ex-Grêmio Novorizontino), Rui Faria (ex-Salgueiros), Kimpala (ex-Campobasso), Luís Tinoco (ex-União da Madeira), Nanú (ex-Marítimo B) e Bruno Morais (ex-júnior);

Médios – Reko, Miguel Abreu (ex-Armacenense), James Igbekeme (ex-AD Oliveirense), Jumisse (ex-Songo) e Nuno Lopes (ex-júnior);

Avançados – Hugo Firmino, João Pedro, Jonathan Toro, Issa Baradji (ex-Red Star 93), N’Nomo (ex-Leyton Orient), Alioune Fall (ex-Chaves), Brayan Riascos (ex-Famalicão) e Ebuka (ex-júnior).

Foto: GVFC.

1 2 3 19
Ir Para Cima