Arquivo Mensal

Setembro 2017

Teatro, dança e música num mês de outubro repleto de atividades no Teatro Gil Vicente

Atualidade/Concelho/Cultura/Mundo port

Neste mês de outubro, que se aproxima, o teatro é o rei do Gil Vicente, com a 30ª edição do Festival de Teatro de Barcelos, mas ainda há lugar para a música, dança e as habituais sessões de cinema.



A Associação ZOOM apresenta duas sessões de cinema no dia 5, com “Fire walk with me – David Lynch”, e no dia 12 “Paterson– – Jim Jarmusch . As sessões de cinema têm início às 21h30 e têm entrada paga.

No dia 18, às 21h00, o Teatro Gil Vicente recebe o espetáculo “Folk Sessions Barcelos”, da Coreto – Associação para a Promoção de Artes e Culturas Tradicionais, que tem como objetivo a promoção e divulgação de artes e culturas tradicionais originárias de todo o Mundo.

A música marca presença, no dia 26 e 27, com “Dear Telephone”, na apresentação do álbum “Cut”.

A programação do Teatro do mês de outubro inclui, ainda, os espetáculos do Festival de Teatro de Barcelos, no dia 7, “3 Yoricks”, pela Loucomotiva – Grupo de Teatro de Taveiro; no dia 8, “As Guerras de Alecrim e Manjerona”, pela Nova Comédia Bracarense; no dia 14, “Opus”, pela Ajidanha; no dia 15, “Lagartito Poeta e Maria Lagarto”, pela Associação Amigos do Pato; no dia 19, “Dona Conceição”, pela Associação Juvenil de Rabo de Peixe; no dia 20, “A Casa de Bernarda Alba”, pela Associação D’Improviso – Artes do Espetáculo; no dia 21, “A ver as Estrelas”, pelos Gambuzinos com 1 pé de fora; no dia 22, “ A Revolta dos Micróbios”, pela Oficina de Teatro AVAI; e, no dia 28, “A Rainha da Beleza de Leenane”, pela Taller Teatro de Pinto (Madrid-Espanha).

Os espetáculos de teatro decorrem às sextas-feiras e sábados, às 21h30, e aos domingos, às 16h00, e têm entrada gratuita, limitada à lotação da sala.



Os bilhetes para assistir aos espetáculos no Teatro podem ser adquiridos no local, ou através de reserva por e-mail (tgv@cm-barcelos.pt) ou telefone (253 809 694).

Fonte e imagem: CMB.

30º Festival de Teatro de Barcelos leva 14 peças ao palco do Teatro Gil Vicente

Atualidade/Concelho/Cultura/Mundo port

Entre 7 de outubro a 26 de novembro, 14 espetáculos teatrais passarão pelo palco do Teatro Gil Vicente. Numa organização de A CAPOEIRA – Companhia de Teatro de Barcelos, com o apoio do Município de Barcelos e do Teatro Gil Vicente, o Festival contará com um grupo Italiano de Pádua, um grupo Espanhol de Madrid, 8 grupos do concelho de Barcelos e 4 grupos de Braga, Alcobaça, Idanha-a-Nova e Coimbra.



De acordo com a organização, “a programação do 30º Festival de Teatro de Barcelos foi pensada de forma a trazer a Barcelos diferentes linguagens artísticas e culturais”.

Assim, a 7 de outubro, pelas 21h30, teremos “3 Yoricks”, pelo Loucomotiva – Grupo de Teatro de Taveiro. No dia seguinte, pelas 16h00, “As Guerras de Alecrim e Manjerona”, pela Nova Comédia Bracarense. A 14 de outubro, pelas 21h30, “Opus”, pela AJIDANHA – Associação de Juventude de Idanha-a-Nova. No dia seguinte, pelas 16h00, “Lagartito Poeta e Maria Lagarto”, pelos Amigos do Pato. Depois, no dia 20 de outubro, pelas 21h30, “A Casa de Bernarda Alba”, pela Associação D’Improviso – Artes de Espetáculo. Dia 21, pelas 21h30, “A Ver as Estrelas”, pelos Gambuzinos com 1 Pé de Fora. No dia seguinte, pelas 16h00, “A Revolta dos Micróbios”, pela Oficina de Teatro AVAI. Outubro termina com “A Rainha da Beleza de Leenane”, dia 28, pelas 21h30, representada pelo Taller Teatro de Pinto, de Madrid (Espanha), numa peça falada em espanhol.

Na programação de novembro, no dia 4, pelas 21h30, “As Férias do Algarve”, pelos Pioneiros da Ucha. No dia seguinte, pelas 16h00, “A Influência de Tanato”, pela Só Podia Teatrices e Companhia. A 12 de novembro, pelas 16h00, “República das Mulheres”, pelo TPC – Teatro Popular de Carapeços. Sábado, 18 de novembro, pelas 21h30, vai a palco “Pequenos Crimes Conjugais”, pelo Teatro Fuori Rotta, de Pádua (Itália), numa peça falada em italiano. No dia seguinte, pelas 16h00, “O Genro do Doutor”, pelo Teatro Experimental de Feitos. Para terminar o Festival, no dia 26 de novembro, sobe a palco a companha organizadora – A CAPOEIRA –, com a sua peça “Menina Júlia”.

Todas as peças teatrais são de entrada gratuita e os bilhetes poderão ser reservados na bilheteira do Teatro Gil Vicente; ou através do e-mail tgv@cm-barcelos.pt; ou pelo telefone 253 809 694.

Fonte e imagem: AC-CTB.

SOPRO continua a necessitar de ajuda e de um voluntário

Atualidade/Concelho/Cultura/Mundo port

A associação barcelense SOPRO continua a necessitar de ajuda para equipar a Casa dos Voluntários, que, no âmbito do Programa Erasmus+, vai receber 7 voluntários para ajudar a reabilitar a sua futura sede.



Em nota enviada a este jornal, a SOPRO informa que precisam de ajuda “para equipar a Casa dos Voluntários com um fogão a gás, uma máquina de lavar roupa, louças e utensílios de cozinha, uma mesa de apoio para a cozinha e 3 bicicletas para os voluntários se poderem movimentar autonomamente em Barcelos. Agradecemos a ajuda de todos os que possam ajudar nesta causa!”

Voluntário(a) para a Letónia

Noutro âmbito, a SOPRO continua, igualmente, à procura de um(a) voluntário(a), com idade entre os 18 e os 30 anos e residência legal em Portugal, para enviar durante 11 meses para o Centro Juvenil de Gulbene, na Letónia. A SOPRO já tem uma voluntária em Gulbene, que ajudará na adaptação do novo voluntário.

Durante o SVE (Serviço Voluntário Europeu), o voluntário tem direito a dinheiro de bolso, alojamento, alimentação e, no final, recebe o YOUTHPASS, um certificado emitido pela União Europeia. Esta iniciativa de voluntariado é totalmente financiada pelo Programa Erasmus+, da União Europeia.

Fonte e imagens: SOPRO.

Gil Vicente vence Guimarães B por 3-0 e volta às vitórias

Atualidade/Concelho/Desporto/Mundo port

Em jogo disputado hoje, no Estádio Cidade de Barcelos, iniciado às 16h00, o Gil Vicente levou de vencida a equipa B do Vitória de Guimarães, num jogo marcado pelo grande arranque da equipa gilista, que antes da primeira meia hora de jogo já vencia por 2-0.



Assim, num jogo arbitrado por João Pinheiro (AF Braga), coadjuvado por Bruno Rodrigues e Nuno Eiras, tendo como 4º árbitro Paulo Miranda, o Gil Vicente alinhou com Rui Sacramento, Luiz Eduardo, Vítor Tormena, Ricardinho, Luís Tinoco (Rui Faria, 83’), Reko, Jonathan Rubio (Valdeir, 73’), Camara, James Igbekeme, Fall (Rafael Batatinha, 63’) e Rui Miguel. No banco ficaram Júlio Neiva, Gonçalo Duarte, João Pedro e Tiger.

Já o Vitória de Guimarães B alinhou com André Costa, Sacko, Sahraoui, David Luiz, Ricardo Carvalho, Domingo (Mimito Biai, 77’), Al Musrati, Phete, Biró (Haman, 55’), Rui Gomes e Xande Silva (João Correia, 61’) e no banco ficaram Daniel Figueira, Nuno Gonçalves, Tiago Castro e Jorge Sampaio.

No campo disciplinar, o juiz do jogo expulsou, com vermelho direto, Ricardo Carvalho, do Guimarães B, resultado desse lance uma grande-penalidade, apontada pelo goleador Rui Miguel. Com amarelos, foram admoestados apenas jogadores gilistas, no caso, Luiz Eduardo (66’) e Reko (87’).

O Gil Vicente dominou, de princípio ao fim, o jogo, tendo sido melhor em todos os aspetos do jogo. Aliás, menos no das faltas, com os vimaranenses a serem mais faltosos (9 contra 8 do Gil Vicente). Assim, os gilistas tiveram mais remates (9-1), mais posse de bola (62%-38%) e mais cantos a favor (9-2).

Como referido, o Gil Vicente entrou muito forte e logo aos 17 minutos marcou o primeiro golo, com a página oficial da Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP) a atribuir o golo a Biró, jogador vitoriano, ou seja, a considerar este como sendo um autogolo. Depois, em lance que resulta na expulsão de Ricardo Carvalho, o árbitro assinalou grande-penalidade a favor dos gilistas, com Rui Miguel, aos 23 minutos, a apontar o segundo tendo do Gil Vicente. Na segunda parte, já perto do final, seria de novo o goleador barcelense, Rui Miguel, a marcar o 3-0, fechando, assim, o resultado final.

Foto: GVFC.

Município de Barcelos vence o Prémio Abertura 2017

Atualidade/Concelho/Mundo/Política port

O Município de Barcelos foi o grande vencedor do Prémio Abertura 2017, atribuído pela Associação de Empresas de Software Open Source Portuguesas (ESOP), que visa premiar as instituições que se distinguem na utilização de plataformas informáticas assentes em código aberto.



O galardão foi atribuído ontem, no Auditório da Reitoria da Universidade de Lisboa, na 15.ª edição do “Open Source Lisbon 2017”, e entregue ao Chefe da Divisão de Modernização e Tecnologia do Município de Barcelos, Cândido Mariz.

De acordo com o Município, “este é um prémio que distingue a Câmara Municipal de Barcelos como um exemplo de boas práticas ao nível de toda a administração pública, que tem vindo a seguir uma política de modernização administrativa que privilegia o uso de tecnologias Open Source, ou em código aberto, por serem mais seguras e estarem isentas de custos de licenciamento significativos”.

O site do Município, a Agenda Barcelos, o E-urbanismo, e muitos outros casos de plataformas de ligação aos munícipes e gestão interna são desenvolvidos usando plataformas de código aberto.

De recordar que o Município de Barcelos concorria com a Imprensa Nacional – Casa da Moeda e o Instituto de Gestão Financeira e Equipamentos da Justiça, IP.

Fonte e fotos: CMB.

Expo Barcelos de regresso e com novidades

Atualidade/Concelho/Cultura/Mundo port

De 13 a 15 de outubro, a zona envolvente do Estádio Cidade de Barcelos volta a transformar-se numa feira de atividades económicas. A Expo Barcelos está de regresso, para dar a conhecer as inúmeras potencialidades do tecido económico e empresarial do concelho de Barcelos.



O certame é promovido pela empresa João Dantas Unipessoal, Lda., em parceria com a Câmara Municipal de Barcelos e a Cooperativa Agrícola de Barcelos.

A mostra é de entrada livre. As portas abrem às 14h00 do dia 13 de outubro, encerrando às 24h00. No dia 14, o horário de funcionamento é das 10h00 às 24h00 e, dia 25, das 10h00 às 20 h00.

Na sua 6ª edição, mais de 300 expositores, de setores de atividade como o comércio local, indústria, têxtil, turismo, gastronomia, artesanato, entre outros, vão apresentar aos visitantes os melhores produtos tradicionais da região.

Serão cerca de 90 mil visitantes esperados naquela que é a maior mostra da atividade económica da região.

A edição de 2017 da Expo Barcelos regressa e com novidades. Pela primeira vez, os visitantes e expositores vão ter acesso a uma aplicação mobile, disponível para Android e IOS, que permite ficar a saber tudo sobre o evento, como o programa, mapa do recinto, localização dos expositores, galeria de fotos, notícias e notificações. O certame acolherá, ainda, pela primeira vez, provas de obediência, uma atividade em colaboração com a Associação Canina Barceldog.

Pelo quarto ano consecutivo, decorrerá o Concurso Regional de raça Holstein Frísia AGRIBAR, dando a conhecer Barcelos como o maior concelho produtor de leite do país.

Este ano volta a destacar-se a figura do Galo, com o 2º Concurso de Galos (vivos) de Barcelos, o qual pretende impulsionar a criação de galos junto dos produtores agrícolas.



No dia 15 o programa SOMOS PORTUGAL, da TVI, volta a promover a habitual “Festa do Galo”, com uma emissão em direto a partir das 14h00 e até às 20h00, no recinto da feira.

Fonte e imagem: CMB.

Tiago Santos, da ACR Roriz, é 2º no XCO de Avioso

Atualidade/Concelho/Desporto/Mundo port

Este domingo, Tiago Santos, da ACR RORIZ SEISSA/ KTM-BIKESEVEN/ MATIAS&ARAÚJO/ FRULACT, participou na 5ª e última etapa do Open de BTT-XCO da Maia, que se realizou no Parque de São Pedro de Avioso, conquistando um brilhante 2º lugar em Juniores.



Com este resultado, o atleta terminou na 3ª posição desta competição, sendo que apenas realizou três provas em cinco que constituem o campeonato.

Fonte e foto: ACRR.

Altos e baixos

Atualidade/Concelho/Desporto/Mundo/Opinião port
Hugo Pinto

Quando o Benfica parecia finalmente encarreirar, depois de uma agradável exibição no fim de semana, eis que surge o descalabro a que se assistiu ontem, no jogo da Liga dos Campeões.



Sol de pouca dura, fomos brindados no fim de semana com uma exibição mais consistente, a trazer de volta o Benfica dos últimos anos.  Com os jogadores visivelmente mais empenhados, pudemos assistir a um jogo muito mais dinâmico, com futebol bem jogado e, cereja no topo do bolo, golos. Parecia estar de volta o bom e velho Benfica dos últimos anos.

Mas bastou esperar quatro dias. Por momentos tive um déjà vu de uma situação vivida há uns anos, num Estádio BALAÍDOS de má memória. Onde jogadores que não tinham lugar no Benfica, num recital de futebol sóbrio e pragmático, impingiram uma humilhante derrota a um Benfica desinspirado e onde a culpa não era casada com ninguém. Ontem, pareceu muito que estávamos a reviver o pesadelo. Uma equipa mediana, mas com uma frente de ataque perigosíssima, de boa técnica e muito veloz, vulgarizou um Benfica acanhado, envergonhado e sem capacidade de reação. Este é o tipo de equipa que devíamos derrotar em casa…e fora.

Como não adianta estar todas as semanas a “bater no ceguinho”, por aqui me fico. Meio enfastiado, a tomar bastante Kompensan, e a rezar para que lá para os lados da 2ª Circular, como quem vai para Benfica, haja um iluminado que entenda que o maior problema do Benfica esta época, não era o Diretor do Centro de Estágio. Acordem! O Benfica merece e os benfiquistas precisam!

Viva o Benfica!

Por: Hugo Pinto* (Professor)

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade do/a autor/a)

Leão a dois tempos

Atualidade/Concelho/Desporto/Mundo/Opinião port
José Costa

Depois de um passo atrás na Taça da Liga, não vimos o Sporting a dar os dois passos em frente, que J.J. preconizara.



Assim, para o campeonato não foi além de um empate a 1, frente a um Moreirense que não facilitou. Ao contrário, o Sporting não se esforçou e cedeu dois pontos, pela primeira vez neste ano, para o campeonato. Deixando, deste modo, o Porto adiantar-se e, por outro lado, que o Benfica se aproximasse.

Sporting 0 – Barcelona 1: Depois de uma primeira parte em que o Sporting conseguiu conter o forte caudal ofensivo do Barcelona, logo no início da segunda parte sofreu um golo, num lance infeliz de Coates, que introduziu a bola na própria baliza. A equipa intranquilizou-se e sofreu um bom bocado.

O Sporting não deitou a toalha ao chão e deu luta, conseguindo, a espaços, superiorizar-se ao Barcelona, tendo estado muito próximo de marcar, por insistência da dupla do costume, Gelson e Bruno Fernandes.

O Sporting vendeu cara a derrota frente a uma das melhores equipas do mundo, tendo feito o bastante para inverter o resultado, podendo dizer-se que, por tudo o que fez merecia no mínimo o empate. Nos últimos minutos encostou o Barcelona à sua baliza. Não sendo adepto da crítica às arbitragens não posso deixar de referir a atitude do árbitro em “amarelar” os jogadores do Sporting por tudo e por nada, não tendo usado o mesmo critério relativamente aos jogadores do Barcelona. Este comportamento condiciona uma equipa, apesar do Sporting não se ter deixado afetar pela postura do árbitro.

Por outro lado, faltou uma pontinha de sorte ao Sporting, a mesma que hoje beneficiou o Barcelona. Ficou uma boa imagem do Sporting, apesar de não ter dado pontos e foi dignificado o futebol português.

Já no próximo fim-de-semana, vai o Sporting ter a oportunidade de assumir a liderança do campeonato. Para isso terá de jogar como jogou frente ao Barcelona, mas sem falhas, para sair vencedor frente ao F. C. Porto, que tem estado muito forte no campeonato, como na Liga dos Campeões.

Uma referência ao voleibol, onde o Sporting venceu o Benfica por 3-1 e conquistou o Torneio das Vindimas, no primeiro derby de voleibol entre os rivais lisboetas, mais de duas décadas depois. No Centro Multiusos de Lamego, os Leões, com uma equipa recém-criada, no regresso à modalidade depois de 22 anos de inatividade, venceram pelos parciais de 25-23, 23-25, 25-18 e 25-20. Parabéns ao Sporting, que seja o primeiro de muitos troféus neste retomar desta modalidade.

Por fim, uma referência ao nosso Gil Vicente que, frente a uma equipa claramente inferior, acabou por ser afastado da Taça de Portugal:

Moura A. C. 1 – G.V.F.C. 0. No próximo sábado, em casa frente ao Guimarães B, em jogo para o campeonato da II Liga, esperamos um bom desempenho e o regresso às vitórias e à conquista de pontos.

Por: José Costa*.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade do/a autor/a)

Semana em grande!

Atualidade/Concelho/Desporto/Mundo/Opinião port
Vítor Sá Pereira

Olá, caríssimos leitores!

Como não poderia deixar de ser, esta semana estou contentíssimo com o meu Porto, que fez duas grandes exibições, uma para a liga portuguesa, outra para a Liga dos Campeões.



Comecemos pela goleada ao Portimonense, na sexta-feira passada. Um resultado esclarecedor onde o único senão foi os dois golos sofridos. De resto, um festival ofensivo, com Brahimi mais uma vez a brilhar! Aboubakar a picar o ponto do costume (que diferença de jogador está!) e Marega a continuar a surpreender tudo e todos! A vitória foi tão boa que até os “cartilheiros” do regime tiveram que vir falar de ser estranho um jogador, supostamente o “melhor central” do Portimonense, à última da hora, não ter podido jogar! À falta de argumentos, procura-se mesmo o mais estúpido que se possa aproveitar!

Como hoje tenho menos tempo para escrever, por motivos pessoais, vou avançar logo para a Liga dos Campeões, sem me referir mais à nossa Primeira Liga…mas esperem, porque foi mesmo castigado o Zainadine, do Marítimo??!

Entrando em mais um grande jogo, desta feita de nível internacional, contra o campeão francês Mónaco, dos “nossos” João Moutinho e Falcao. Foi mais um jogo muito bom da parte do meu Porto, cheio de confiança, controlando o jogo como quis, com Aboubakar a picar o ponto do costume (onde é que já li isto ainda hoje??), Brahimi a fazer mais uma exibição de luxo, o Marega a não marcar mas a assistir para dois golos (o 1º e o 3º foram mesmo a bater até partir!!) e o Sérgio Oliveira a dominar o meio campo, numa surpresa para a esmagadora maioria dos adeptos do Porto. E para o Leonardo Jardim. E para os outros adeptos em Portugal (e não só) que já anunciavam mais uma derrota do Porto, que não tem plantel para a Liga dos Campeões!

Para não me acusarem de ser mauzinho demais, uma palavra de apreço em relação às outras duas equipas portuguesas em prova, por, apesar da derrota, terem jogado contra dois colossos do futebol europeu e mundial e terem perdido por pouco! Há dias assim!!

A minha semana futebolística só não foi perfeita porque o nosso Gil perdeu e foi eliminado da Taça de Portugal pelo Moura, do Campeonato de Portugal, uma divisão abaixo da do Gil! Ficámos, claro, tristes com o resultado inesperado, apesar do mister Jorge Casquilha ter feito muitas alterações no 11 inicial! No entanto, tenho a certeza que os rapazes vão levantar a cabeça, aprender com os erros e melhorar, já contra o Guimarães B, no próximo sábado. Já agora, a equipa B do meu Porto, mesmo que à condição, está em 2º lugar da Segunda Liga! Muito bom!

Boa semana para todos…e desculpem lá a minha frontalidade!

Por: Vítor Sá Pereira*.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade do/a autor/a)

1 2 3 13
Ir Para Cima