Arquivo Mensal

Fevereiro 2018

Natação dos Amigos da Montanha com bons resultados em Torneio Regional

Atualidade/Concelho/Desporto/Mundo port

A equipa de formação de natação Amigos da Montanha/Becri participou, no último fim de semana, no Torneio Regional de Infantis e Técnicas Simultâneas de Cadetes, em Vila Praia de Âncora.



Estiveram presentes 11 atletas (7 infantis e 4 cadetes). No torneio de Infantis, a equipa obteve 6 medalhas e 19 recordes pessoais, em 36 provas individuais nadadas. Em cadetes, os atletas foram por duas vezes ao pódio, conseguindo ainda 10 recordes pessoais em 12 provas individuais nadadas.

João Aníbal Remelhe (Inf B) obteve o 2.º lugar nos 100 mariposa e 100 costas e 3.º lugar aos 200 estilos. Beatriz Silva (Inf B) conseguiu o 2.º lugar nos 100 mariposa e 3.º lugar nos 200 estilos. Já Joana Velho (Inf A) obteve o 2.º lugar nos 100 bruços.

Diana Gomes (Cad B) ganhou o 2.º lugar nos 50 mariposa e 3º lugar nos 50 bruços.

Fonte e fotos: AM/DR.

Escola Superior de Hotelaria e Turismo do IPCA celebra o primeiro aniversário

Atualidade/Concelho/Educação port

A Escola Superior de Hotelaria e Turismo (ESHT) do IPCA celebrou, no passado dia 24 de fevereiro, o seu primeiro aniversário.



No entanto, a sessão comemorativa decorreu na segunda-feira, 26 de fevereiro, no Auditório António Martins, no Edifício G. A sessão de boas-vindas contou com a presença do vice-presidente do IPCA, Agostinho Silva e da diretora da ESHT, Alexandra Malheiro.

“É um dia de extrema importância, não só por esta escola assinalar o seu primeiro aniversário, mas também é uma data que ficará assinalado na história do IPCA”, começou por referir o vice-presidente do IPCA.

A diretora da ESHT, Alexandra Malheiro, fez um balanço positivo deste primeiro ano. Realçou o desafio de afirmar a ESHT como escola de referência no panorama nacional e destacou as competências digitais e a internacionalização como alguns dos vetores chave, dando mote aos temas apresentados de seguida.

Assim, durante a sessão decorreu um seminário, proferido pela Professora Beatriz Casais, com o tema “A comunicação na era digital”, e Adriana Lago, Diretora Executiva do Gabinete de Relações Internacionais do IPCA, falou ainda sobre as “Oportunidades e desafios da Internacionalização no Ensino Superior”. A terminar, Carlos Sá conduziu uma Palestra Motivacional.

A Escola Superior de Hotelaria e Turismo é a mais recente Escola do IPCA e resulta da concretização de um objetivo estratégico assente em dois eixos fundamentais: a afirmação do IPCA na área do Turismo e a sua implementação na região do Ave.

Fonte e fotos: IPCA

Programação de março no Teatro Gil Vicente marcada pela diversidade

Atualidade/Concelho/Cultura/Mundo port

Durante o mês de março, o Teatro Gil Vicente garante animação, quase diariamente, à cidade. Da programação, destacam-se os concertos do festival HARMOS, de 21 a 23, e o Ciclo Jazz ao Largo, que traz a palco o Miguel Ângelo Quarteto, no dia 16, às 21h30.



O Miguel Ângelo Quarteto é composto por Miguel Ângelo (contrabaixo e composição), João Guimarães (saxofone culto), Joaquim Rodrigues (piano/rhodes) e Mário Costa (bateria). O quarteto interpreta músicas originais do contrabaixista, deixando transpor nessas execuções as suas sensibilidades individuais.

A Associação ZOOM abre a programação com o filme “O Pagador de Promessas”, de Anselmo Duarte, no dia 1; “Aquarius”, de Kleber Mendonça Filho, no dia 8; “Tainá: Uma Aventura na Amazónia” de Tânia Lamarca e Sérgio Bloch, no dia 11; e “Pixote” de Héctor Babenco, no dia 15. A entrada tem o valor de 3,5€ para o público em geral e é gratuito para sócios da ZOOM.

O teatro sobe ao palco do Gil Vicente nos dias 2 e 3, às 16h00, com a peça de teatro “Artimanhas de Scapin”, de Molière, da Nova Comédia Bracarense, e tem um custo de 2€. No dia 9, às 21h30, é a vez de “A Vida é Curta Demais para Passar Lençóis a Ferro”, de Sofia Bernardo, com entrada gratuita, sujeita a reserva.

Ainda na programação do Teatro Gil Vicente para o mês de março, destaque para duas sessões de música e poesia: no dia 4, às 16h00, “Galarotes, Diabinhos, Cabeçudos e Apitos”, com José Fanha e Daniel Completo; e no dia 10, às 21h30, “No Feminino”, com voz de Alberto Serra, acompanhado de Nuno Fernandes na guitarra.

A dança marca presença nos dias 5, 12, 19 e 26, às 21h00, com as habituais sessões da Folk Sessions Barcelos, do Grupo de Danças e Cantares de Barcelos e a Associação Coreto – Associação para a Promoção de Artes e Culturas. As sessões são de inscrição obrigatória.

A dança continua nos dias 18, às 15h00, com o espetáculo “Reis Magos?? Não, Rainhas Godas”, pela Escola de Dança de Barcelos.  O espetáculo tem um custo simbólico de 2,50€, valor que reverte a favor do GASC – Grupo de Ação Social e Cristã.

Nos dias 25, às 18h00, e 26, às 21h00, é a vez da Escola de Dança “Nico Dance Studio” apresentar o espetáculo “Ser único”. A entrada tem o valor de 5€.

No dia 8, às 21h00, será inaugurada a exposição de pintura“ Mulheres de Luz e Sombra”, de Maria Beatitude.



Já no dia 24, às 21h00, realiza-se a 3.ª Gala do Desporto da Associação Moto Galos.

A programação do mês de março do Teatro Gil Vicente termina no dia 30, com a atuação do Coro Académico do IPCA.

Os bilhetes para assistir aos espetáculos no Teatro podem ser adquiridos no local, ou através de reserva por e-mail (tgv@cm-barcelos.pt) ou telefone (253 809 694).

Fonte e imagem: CMB.

Semana Concelhia da Leitura decorre na Biblioteca Municipal e nas Bibliotecas Escolares

Atualidade/Concelho/Cultura/Mundo port

Entre 3 e 9 de março, decorre a Semana Concelhia da Leitura, organizada pelos Pelouros da Educação e Cultura da Câmara Municipal de Barcelos, com atividades e eventos realizados na Biblioteca Municipal e na rede de bibliotecas do concelho.



O dia do arranque desta iniciativa marca, também, o centenário da morte de José de Beça e Menezes (1828-1918), com uma conferência intitulada “Cinco Artistas em Barcelos. Sousa Pinto, Ernesto Condeixa, Veloso Salgado, Teixeira Lopes e Cândido da Cunha”, que será proferido por Hugo Barreira, Professor da Faculdade de Letras da Universidade do Porto, às 16h00, na Biblioteca Municipal. A sessão, cuja entrada é livre, terá ainda a participação do pianista António Godinho.

Sessões de teatro, ateliês, escrita criativa e exposições integram, igualmente, o programa da Semana Concelhia da Leitura, que procura fazer uma verdadeira festa da leitura.

De destacar a presença de escritores, como José Fanha e Daniel Completo, autores do livro “Galarotes, Diabinhos, Cabeçudos e Apitos”, que levarão à cena, no Teatro Gil Vicente, um espetáculo de música e poesia, no domingo, dia 4 de março, às 16h00.

No dia seguinte, de manhã, estarão, na EB/JI Martim e na EB Gamil e, de tarde, na EB/JI Cambeses.

Ainda no dia 5 de março, Victor Pinho, historiador e bibliotecário municipal, falará sobre “Um Século de Energia Elétrica em Barcelos”, durante a manhã, na Escola Secundária Alcaides de Faria, onde a exposição com o mesmo nome estará patente durante todo o mês.

Ainda nesse dia, de manhã, na EBI Fragoso, e de tarde, na EB Galegos Santa Maria, Rui Ramos, contador de histórias, falará do livro “A história engraçada de uma Biblioteca abandonada”, de Carlos Nuno Granja.

No dia seguinte, dia 6 de março, de manhã, na EB de Manhente, e de tarde, na EB Rosa Ramalho, falará do livro “O rapaz sem orelhas de burro”, de João Manuel Ribeiro.



Por sua vez, a ilustradora Alexandra Gonçalves apresentará os seus livros “E o burro sou eu?” e “Não era uma vez, nem duas, nem três”, no dia 6 de março, durante a manhã, no Centro Escolar António Fogaça e na EB Gamil, e, de tarde, na EB/JI de Aldão – Vila Frescainha S. Martinho.

Rui Sousa Basto falará das suas obras, no dia 8 de março, de manhã, na EB 2,3 Gonçalo Nunes.

A encerrar a semana, no dia 9 de março, ao longo da manhã, no JI de Carapeços e Santa Leocádia e no JI de Vila Boa, e, durante a tarde, no JI de Arcozelo, Inácia Cruz, contadora de histórias, falará do livro “Salto, saltinho, saltão. Cantor de profissão”, de Júlio Borges.

Fonte e imagem: CMB.

Santa Maria eliminado da Taça AF de Braga, nos 1/8 de final, e Martim vence jogo em atraso

Atualidade/Concelho/Desporto/Mundo port

Este foi um fim de semana “agridoce” para as equipas barcelenses a disputar as competições de futebol da Associação de Futebol de Braga.



Assim, e a contar para os oitavos de final da Taça da Associação de Futebol de Braga, o Santa Maria FC deslocou-se ao Campo do Águias Negras de Tabuadelo para defrontar o Berço SC. O jogo foi arbitrado por Rúben Martins, coadjuvado por Carlos Pacheco e Luís Silva e disputado a 24 de fevereiro. No final do jogo, o marcador apontava para uns “pesados” 4-0 finais para o Berço, deixando a única equipa barcelense ainda resistente nesta prova “fora de combate”, depois de no dia de Carnaval, a contar para a 4ª eliminatória, ter eliminado o Vieira SC, em casa deste, por 2-3.

Neste fim de semana jogaram-se partidas referentes aos oitavos de final e algumas aos quartos de final. Assim, os resultados foram:

Quartos de Final

Santa Eulália 5 – Rossas 1;

Antime 0 – Maria da Fonte 1;

Oitavos de Final:

Taipas 1 – Joane 1 (5-6, PEN);

Ninense 3 – S.Paio d’Arcos 2;

Amares 1 – Porto d’Ave 0;

Ruivanense 1 – Ponte 0;

Ronfe 1 – Celeirós 0;

Berço 4 – Santa Maria 0.



Martim vence Dumiense em jogo em atraso

Em jogo em atraso, a contar para a 17ª jornada, da série “A”, da Divisão de Honra da AF de Braga, o Martim conseguiu uma importante vitória no terreno do 4º classificado, o Dumiense.

O jogo não se realizou na altura devido a problemas de segurança, sendo adiado para as 15h00 deste último domingo.

Arbitrado por Henrique Gomes, coadjuvado por Fábio Araújo e Tiago Miranda, o jogo terminou com o resultado de 1-2 para os barcelenses. Desta forma, reforçaram o seu 2º lugar, apenas atrás do Amares, e aumentaram a diferença para o 3º (Terras de Bouro), passando esta a ser de cinco pontos (38 para o Martim, 33 para o Terras de Bouro).

João Rodrigues, dos Amigos da Montanha, no pódio do Trail de Sicó

Atualidade/Concelho/Desporto/Mundo port

O atleta dos Amigos da Montanha, João Rodrigues, participou, no último sábado, no “Trail de Conímbriga Terras de Sicó 111km – Taça de Portugal de Ultra Endurance”, conseguindo o 3º lugar da geral e o 1° do escalão de M40, com o tempo de 11h35.



Este foi o primeiro teste do ano para o atleta que, em 2017, se sagrou campeão do escalão M40 e 2º classificado da Geral do Prozis Campeonato Nacional de Ultra Endurance.

A prova teve início em Condeixa às 00h00 do dia 24 de fevereiro. João Rodrigues não partiu para esta primeira prova de 2018 com muitas expectativas de obter um excelente resultado, pois a forma física ainda tem de melhorar um pouco mais, nesta fase.

A prova tinha pouco desnível, o que se revelava, no entanto, muito enganador, pelas descidas acentuadas que apresentava. A partir do quilómetro 60, o atleta dos Amigos da Montanha foi recuperando lugares até chegar a 4º da geral e, ainda com maior relevo, ao 1º lugar do escalão. Depois disso, acabou por alcançar o 3º lugar da geral, ao quilómetro 93, mantendo esta excelente posição até ao final.

Fonte: AM.

Fotos: Miro Cerqueira.

David Vaz e Ana Rita Vale conquistam “ Maratona Raid do Facho 2018”

Atualidade/Concelho/Desporto/Mundo port

Na manhã do último domingo realizou-se, em Roriz, mais uma edição do “Raid do Facho”. Esta prova era a 1ª etapa do Campeonato do Minho XCM – AFA Cycles de Maratonas, pontuável para a Taça de Portugal de XCM e, simultaneamente, para o Campeonato Nacional Universitário.



A prova consistia em 4 percursos – Maratona Elite (72 KM), Maratona Curta (56 KM), Meia Maratona (42 KM) e, ainda, Mini Raid (20 KM), que contou com a presença de 900 participantes, distribuídos pelas vertentes de competição e lazer, nas mais variadas categorias etárias, bem como na aula de Zumba que foi precedida de uma  Caminhada Saudável, que se realizou pelas ruas e trilhos rurais da freguesia de Roriz após a partida dos ciclistas.

Pelas 10h00 deu-se, então, o “tiro de partida”, com os atletas a terem pela frente os montes do Lousado, S. Gonçalo e, ainda, o Monte do Facho.

Passadas 2h54m, David Vaz (Amigos do Desporto), que foi segundo em 2017, cruzou a linha de partida, tornando-se, dessa forma, o grande vencedor em Elites masculinos, à frente de Jacinto Fiúza (Batotas/Ponte de Lima) e Tiago Ribeiro (Saertex Portugal|Edaetech).

Em Elites femininas, a mais forte foi Ana Rita Vale (Batotas/Ponte de Lima), que percorreu os 56 km da sua prova em 2h56m04s. Seguiram-se Leandra Gomes (Batotas/Ponte de Lima) e Ana Campos (Saertex Portugal|Edaetech).

Em Master 30 masculinos, o vencedor foi José Lourenço, seguido de José Pacheco e José Macedo. Em Master 30 femininos, a vencedora foi Raquel Marques, seguida de Virgínia Moreira e Ana Carneiro. Em Master 35, o vencedor foi Carlos Rocha, à frente de Humberto Castro e António Pinto. Em Master 40, Pedro Dias venceu, seguido de José Brito e Armando Tavares. Em Master 40 femininos, Helena Teixeira foi a mais forte. Em Master 45 masculinos, Carlos Soares impôs-se perante António Passos e Tierri Mendes. Em Master 50 masculinos, Rodolfo Lopes foi o vencedor, seguido de António Silva e Joaquim Santos. Na categoria de Master 55, António Melo foi o mais forte, José Santos e Hermenegildo Alves foram 2º e 3º, respetivamente. Finalmente, em Master 60, Manuel Pinto foi o grande vencedor, à frente de Benjamim Silva e José Mendonça.

Barcelos recebeu também, pela primeira vez na sua história, um Campeonato Nacional de Ciclismo, desta feita o Universitário, que coroou António Azevedo (IPCA) como o grande vencedor, ele que na sua formação passou pela ACR Roriz e milita, agora, nos famalicenses dos Tomatubikers.

Na vertente de Lazer, Manuel Melo foi o grande vencedor na Maratona, batendo Rui Sá e Hélder Castro, que foram 2º e 3º, respetivamente. Nas femininas, Liliana Lopes venceu, Alberta Pereira foi segunda classificada e Manuela Pontes alcançou o terceiro posto. Já na meia-maratona, Marco Correia foi o vencedor, seguido do Pedro Costa e, na terceira posição, Hélder Costa. Nas femininas, Tânia Serra levou a melhor sobre Vânia Vilaça e Marlene Seara, que ocupou o lugar mais baixo do pódio.

Em nota enviada a este jornal, a organização agradece “a todos os betetistas, entre os quais vários de renome nacional e internacional, que por mais um ano responderam em massa ao nosso convite, confirmando a ‘Maratona do Raid do Facho’ como um evento de referência no panorama nacional de BTT. Não podemos deixar de agradecer a todos os nossos parceiros, desde o Município de Barcelos, Junta de Freguesia de Roriz, Federação Portuguesa de Ciclismo, Associação de Ciclismo do Minho, Paróquia de Roriz, Futebol de Clube de Roriz, Bombeiros de Barcelos, Guarda Nacional Republicana, fotógrafos e comunicação social presente, equipa de motociclistas, todos os nossos patrocinadores e, por último mas não menos importante, todos os cerca de 60 voluntários que, por mais um ano, colaboraram de forma muito eficaz e incansável para que este evento tenha sido um sucesso”.

Fonte: ACRR.

Fotos: Eduardo Campos e Jorge Almeida.

Pedro Silva, da ACR Roriz, conquista 2° lugar na última etapa da Taça de Portugal de Pista

Atualidade/Concelho/Desporto/Mundo port

O júnior Pedro Silva, da ACR RORIZ SEISSA|KTM – BIKESEVEN | MATIAS&ARAÚJO | FRULACT, foi, no passado sábado, apenas superado pelo luso-descendente Guillaume Couto (Olympique Marseille), na última prova da Taça de Portugal de Pista, que decorreu no Velódromo Nacional de Sangalhos.



Com este resultado, o atleta terminou na 4ª posição do Ranking Nacional final, sendo o melhor júnior de primeiro ano em prova. Para isso, também contribuíram as excelentes prestações de João Lobo (10°) e de Flávio Fernandes (17°).

Nos Cadetes, também em Omnium, Lucas Braga foi 7°, Diogo Saleiro 11° e Sérgio Saleiro terminou no 19° lugar. Na geral do Ranking Nacional, Diogo Saleiro terminou num bom 7° posto.

Na iniciação ao ciclismo de pista, o juvenil Diogo Carreiras foi 6° e Guilherme Vilas Boas foi 14°. Em Perseguição Individual, Diogo Carreiras foi 6° e Guilherme Vilas Boas foi 10°. Na vertente de scratsh, Diogo Carreiras foi 10° e Guilherme Vilas Boas foi 13°.

Barcelense João Matias vence Taça de Portugal de Elites

Destaque, igualmente, para a vitória do barcelense João Matias (Vito-Feirense) na Taça de Portugal de Elites. Ele que parte, agora, para o Campeonato do Mundo de Pista, que vai realizar-se em Apeldoorn, Holanda, de 28 de fevereiro a 4 de março.

Fonte: ACRR.

Fotos: ACRR e Inês Calvo.

IPCA marca presença na 11ª edição da QUALIFICA, na EXPONOR

Atualidade/Concelho/Educação/Mundo port

Entre os dias 1 e 4 de março, o Instituto Politécnico do Cávado e do Ave (IPCA) marca presença na QUALIFICA – Feira de Educação, Formação, Juventude e Emprego, na EXPONOR.



Em stand próprio, o IPCA vai estar representado pelas suas quatros Escolas: Escola Superior de Gestão (ESG), Escola Superior de Tecnologia (EST), Escola Superior de Design (ESD) e Escola Superior de Hotelaria e Turismo (ESHT), que irão promover um conjunto de atividades ao longo desses quatro dias.

A ESG vai ter em mesa o desafio do marshmallow, que consiste em valorizar o trabalho em equipa. Com esparguete, fio, fita-cola e um marshmallow no topo, os participantes têm de construir a maior torre dentro do tempo estabelecido.

É no desafio da EST que vai sair o “Condutor mais rápido da QUALIFICA”, onde os participantes, através do simulador de condução, serão pilotos de uma competição de carros. Além desta atração, também têm acesso a um jogo de realidade virtual, onde através de uns óculos podem ver a realidade aumentada.

A ESD, para além da exposição de trabalhos dos alunos de Design Gráfico e Industrial, vai participar no Desfile de Moda, com a temática “Love the Planet” em que o desafio é apresentar coleções que recorram a tecidos orgânicos, material reciclado e peças reutilizadas. A aluna Sara J. Lopes, de Design de Moda, do Curso Técnico Superior Profissional, vai encher a passerelle da QUALIFICA, com a coleção “Tramp Royale”, em que o conceito da marca é a conscientização para com os gastos do mundo da moda.

A ESHT procura o “Verdadeiro Turista da QUALIFICA”. Com um Quizz bastante animado e interessante, os participantes são desafiados a testar a cultura geral acerca das tradições e costumes do nosso país.

A Presidente do IPCA, Maria José Fernandes, considera a presença do IPCA nesta Feira de extrema importância, pois “para além de divulgar e promover o IPCA e a nossa oferta formativa também aproxima a instituição à sociedade e a potenciais estudantes”.

A Feira começa no dia 1 de março e a abertura oficial está agendada para dia 2, pelas 11h00, com a presença do Ministro da Educação, Tiago Brandão Rodrigues e, pelas 14h00, com a presença do Ministro do Trabalho e da Segurança Social, José António Vieira da Silva.

Fonte e imagens: IPCA.

Peça de Teatro “As Artimanhas de Scapin” no Teatro Gil Vicente

Atualidade/Concelho/Cultura/Mundo port

Nos dias 2 e 3 de março, pelas 21h30, a Nova Comédia Bracarense – Companhia de Teatro Amador de Braga, leva a cena, no Teatro Gil Vicente, a sua peça “As Artimanhas de Scapin”, que é uma comédia de Molière.



O encenador, Fernando Pinheiro, revela-nos um pouco da peça:

«Num momento em que a cena vem sendo tomada por projetos que procuram apenas o riso pelo riso, em exercício de grande solidão estética, e em que muitas companhias são tentadas a representar peças de fundo literário, já para não falar de um pseudo-teatro insipiente, carecido de forma e conteúdo, convém regressar àqueles clássicos que constituem uma fonte inesgotável de ensinamentos. É o caso de Molière, cuja lição precisa de ser recuperada. Sem dúvida que foi considerado o maior comediógrafo da história do teatro; mas para chegar a essa excelência, foi um assíduo frequentador de teatros de Paris, aprendeu com grandes mestres, particularmente com Scaramouche e os cómicos italianos, estudou em profundidade a sociedade do seu tempo, adquiriu a difícil técnica do ator rigoroso e versátil, escreveu peças de fundo social e desempenhou os papéis das suas personagens principais. Ele soube como nenhum outro descobrir a missão histórica, social e cultural do teatro; a qual, para atuar sobre a consciência do público, tinha de ser necessariamente estruturada em linhas claras, em juízos pertinentes e em diálogos e movimentos leves e graciosos.

Depois de toda essa aprendizagem, Molière usou a comédia para atacar impiedosamente os males que minavam a sociedade em que viveu, expondo nas tábuas do palco toda uma imensa galeria de libertinos, hipócritas, maníacos, ignorantes, devassos, avarentos… Contrariamente, celebrou em cena a liberdade amorosa dos jovens amantes, a dignidade sentimental da mulher, a inesgotável capacidade sobrevivente dos simples. Em “Artimanhas de Scapin”, para lá do seu impagável histrionismo, Molière “explica” como a avareza da velha burguesia parisiense pode concorrer para a infelicidade dos jovens, e como o estado da justiça é um empecilho para o desenvolvimento da França do séc. XVII. E dourou tudo isso com um cómico de situação só ao alcance daqueles a quem as musas da poesia concedem as suas liras de sonho e encantamento. Não sem razão ficou para a história a sua máxima de que «o dever da comédia é corrigir os homens divertindo-os».

Esta peça de teatro não está ao abrigo do Cartão Quadrilátero. Para mais informações, pode utilizar o e-mail tgv@cm-barcelos.pt e/ou o telf. 253809694

Fonte: AB.

Imagem: NCB.

1 2 3 12
Ir Para Cima