Arquivo Mensal

Maio 2018

Centro Ciclista de Barcelos em 4º lugar na última prova da Taça de Portugal de Cadetes

Atualidade/Concelho/Desporto/Mundo port

Anadia recebeu, no passado fim de semana, um contrarrelógio individual, de 14km, e uma etapa em linha, de 68,8km, naquela que foi a última prova da Taça de Portugal de Cadetes, em ciclismo de estrada, e que contou com a presença do CENTRO CICLISTA DE BARCELOS | AFF | ORBEA | ONDA.



Individualmente, o melhor classificado da equipa barcelense foi David Duarte, em 9º lugar. Ricardo Machado (19º), Francisco Baía (30º), João Munhoz (61º) e Gonçalo Costa (73º) contribuíram para um bom 4º lugar final a nível coletivo.

No ranking final da Taça de Portugal, o Centro Ciclista de Barcelos conquistou o 5º lugar.

 

E o Campeão voltou!

Atualidade/Concelho/Desporto/Opinião port
Luís Gonçalves

Olá, caros leitores!

E eis que estamos na última crónica do ano!

E o Campeão voltou!

Quero, desde já, endereçar os parabéns ao Carvalhal pelo título conquistado.

Ao cabo de 34 jornadas, somou 74 pontos e voltou a conquistar o título.



Nesta jornada, fez o que nas outras 16 jornadas anteriores lhe competiu: vencer os jogos em casa. Nesta jornada, bastou um golo, apontado por Joca Salgado, para levar de vencida a equipa do Carapeços. Conseguiu algo inédito: 17 jogos, 17 vitórias e 51 pontos conquistados! Um dos segredos para esta conquista esteve nos jogos em casa. Fantástico este Carvalhal!

Quem se deixou ultrapassar na derradeira jornada foi o Leões da Serra. Perdeu frente ao anterior campeão, o Pereira, que esteve a vencer por 2-0, mas Luís, do Leões, ainda reduziu para 2-1. Nas duas anteriores jornadas, o Leões superou-se e ainda deu a “cambalhota” no resultado, mas nesta isso não aconteceu e perdeu por 2-1, deixando escapar o título…

Foram três as equipas que não perderam qualquer jogo em casa: Carvalhal – claro está –, Leões da Serra e Pereira.

As equipas com mais empates foram o Pereira, o Perelhal e o Campo, todas elas com 14 empates.

O melhor ataque pertenceu ao Carapeços, com 81 golos marcados.

A melhor defesa, a chamada “defesa de betão”, pertenceu ao Remelhe, com 22 golos sofridos e, ainda assim, chegou ao pódio, ocupando o 3º lugar.

O Feitos foi a terceira equipa a fazer companhia ao Pedra Furada e ao Cossourado, que já na jornada anterior tinha “garantido” a descida.

Na 2ª divisão, o Lijó tornou-se o campeão, depois de ter vencido o Ceramistas. Venceu já no último minuto dos descontos, através de uma grande penalidade convertida por Martins. Como não poderia deixa de ser, deixo aqui os meus parabéns ao Lijó pelo título alcançado.

O Sequeade também venceu (2-1) o São Mamede mas não foi suficiente para ser campeão.

Já o Fonte Coberta foi a terceira equipa a garantir a subida, mesmo perdendo em casa (2-3) com o São Martinho.

Parabéns às três equipas pois, para o ano, irão jogar no escalão maior do nosso futebol popular de Barcelos.

No próximo dia 2, às 17h00, irá jogar-se a final da Taça Cidade de Barcelos, que irá opor o Remelhe ao Oliveira, no Estádio da Devesa, em Galegos Santa Maria. Não percam a oportunidade de marcar presença pois este é o último jogo da época.

Bem, resta-me agradecer a todos os que leem as minhas crónicas e agradecer todo o trabalho que foi desenvolvido por todos nós, para fazer chegar até si o que de mais importante se passa no futebol popular de Barcelos.

Abraço e boas férias a todos!

Por: Luís Gonçalves*.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade do autor)

Lucas Braga vence última etapa e ACR Roriz conquista Taça de Portugal Cadetes

Atualidade/Concelho/Desporto/Mundo port

No passado fim de semana, Anadia recebeu a última prova da Taça de Portugal de Cadetes, em ciclismo de estrada, com a equipa barcelense ACR RORIZ SEISSA | KTM-BIKESEVEN | MATIAS&ARAÚJO | FRULACT a sagrar-se a vencedora do troféu.



No sábado decorreu um contrarrelógio individual de 14km e no domingo correu-se a segunda etapa, Monte Crasto – Monte Crasto, na distância de 68,8km.

O grande vencedor foi Lucas Braga, da equipa rorizense, seguido daquele que se viria a sagrar vencedor da Taça de Portugal, João Ferreira (Cruz de Cristo).

Coletivamente, a vitória também sorriu aos rapazes de Roriz, com João Almeida (16º), Sérgio Saleiro (25º), Diogo Saleiro (38º), Vítor Costa (39º), Luís Lobo (51º), Nuno Fernandes (81º), César Eiras (NT), Edgar Santos (NT) e João Serre (NT) a contribuírem para esse feito.

No ranking final da Taça de Portugal, como referido, a equipa rorizense foi a grande vencedora. Individualmente, Lucas Braga foi o melhor posicionado, em 5º lugar. João Almeida (8º), Vítor Costa (17º), Sérgio Saleiro (32º), Diogo Saleiro (41º), Nuno Fernandes (46º) e Edgar Santos (51º) foram os outros atletas da equipa a entrar no ranking.

“Desporto na Praça” transporta os ginásios para as ruas de Barcelos

Atualidade/Concelho/Desporto/Política port

A Câmara Municipal de Barcelos, no âmbito do Projeto Barcelos Saudável, promove o programa “Desporto na Praça”, entre 2 de junho e 20 de julho, no Campo 5 de Outubro (Jardim Velho), numa iniciativa que pretende levar os ginásios para as ruas da cidade.



Ao longo de quase dois meses, os barcelenses poderão usufruir de um conjunto diversificado de aulas e atividades desportivas, gratuitas, ao ar livre e para todas as idades. Para isso, basta ir equipado e participar.

O objetivo principal desta iniciativa é “aumentar a quantidade e a qualidade do índice de atividade física praticado da população, agora que as condições climatéricas são favoráveis”, refere o Município.

O Barcelos Saudável é um projeto da Câmara Municipal de Barcelos que pretende promover a prática de atividade física junto dos cidadãos, disponibilizando, durante todo o ano, apoio técnico gratuito.

Entre as várias dinâmicas do projeto, salientam-se a implementação do Programa Nacional de Marcha e Corrida, havendo, para o efeito, um gabinete de apoio, que se encontra aberto de segunda a sexta-feira, das 18h00 às 20h00, no Pavilhão Municipal de Barcelos, para prestar todo o tipo de apoio técnico às pessoas que queiram praticar desporto no parque da cidade.

Para além de uma avaliação física inicial, da prescrição e monitorização de todo o treino, os utentes deste gabinete podem, também, usufruir de médico e do uso das instalações do Pavilhão para banho e guarda dos seus pertences.

O programa “Sénior Saudável” oferece um conjunto amplo de atividades destinadas aos seniores, inspirando-se nas orientações definidas pela Organização Mundial de Saúde para o movimento das Cidades Saudáveis, onde é atribuído um papel central à promoção do envelhecimento ativo e saudável como uma responsabilidade partilhada entre os vários setores da sociedade. Dentro deste programa, incluem-se o Boccia Sénior, a Hidro Sénior e o Sénior Ativo.

Para combater a obesidade infantil, às terças e quintas-feiras, das 19h00 às 20h00, as crianças e adolescentes dos 7 aos 11 anos têm a oportunidade de frequentar aulas de atividade física e desportiva, no Pavilhão Municipal, numa iniciativa do Barcelos Saudável e o Hospital Santa Maria Maior.

Os técnicos do Barcelos Saudável dão apoio a eventos desportivos que decorrem no concelho, sempre que solicitados pelas juntas de freguesia, associações e instituições, mas também dinamizam eventos próprios como a Galofit, a Caminhada nas Margens do Cávado e o RunFun Figurado.

Fonte e imagem: CMB.

Ténis de Mesa: Tiago Sousa, do Agrupamento de Escolas Vale do Tamel, é Campeão Distrital de Desporto Escolar

Atualidade/Concelho/Desporto/Mundo port

Tiago Sousa, do Agrupamento de Escolas de Vale do Tamel sagrou-se, esta semana, Campeão Distrital de Ténis de Mesa Infantil-B CLDE Braga 2017/2018.



O aluno nº28 da turma 7D conseguiu, desta forma, mais um grande feito desportivo para a sua vida e para o Agrupamento de Escolas que frequenta, com este título ao nível da Coordenação Local do Desporto Escolar (CLDE) de Braga.

Os responsáveis da equipa escolar deram os parabéns a Tiago Sousa, “pelo seu excelente desempenho ao longo de todo ano”, referem em nota.

Fotos: AEVT.

SOPRO apela aos Padrinhos e Madrinhas para escreverem cartas para Afilhados de Moçambique

Atualidade/Concelho/Cultura/Mundo port

Em nota, a SOPRO apela a todos os Padrinhos e todas as Madrinhas com Afilhados/as da SOPRO em Moçambique que escrevam a sua carta para o seu Afilhado/a até 14 de junho. A correspondência vai ser entregue aos Afilhados/as pelos/as voluntários/as que vão partir em missão no mês de julho.



A SOPRO solicita a todos os Padrinhos/Madrinhas que tenham em conta as seguintes regras para redigir as cartas aos seus Afilhados/as, tornando o processo justo e igualitário para todos/as.

1.Correspondência:

– A carta não pode ultrapassar mais do que 1 folha em tamanho A4; Caso o tamanho da carta exceda o previsto, talvez não seja possível o envio;

– Não podem fornecer contactos, nem fazer promessas;

– Não devem enviar outro tipo de documentos ou ofertas;

2.Prazos e Envios

– Devem enviar a correspondência para a SOPRO até ao dia 14 de junho de 2018;

Envio da correspondência pode ser efetuado por:

*Carta

Travessa Celestino Costa, loja 10

4755 – 058 Barcelos

*Email: geral@sopro.org.pt

3. Outros

– Quem não enviar a correspondência, será entregue ao Afilhado/a uma carta-tipo, elaborada pela SOPRO.

Fonte e imagem: SOPRO.

Por proposta de José Manuel Fernandes, Portugal recebe 50,6 milhões de euros para as zonas afetadas pelos incêndios de 2017

Atualidade/Concelho/Mundo/Política port

O Parlamento Europeu aprovou, ontem, dia 30 de maio, a proposta do eurodeputado José Manuel Fernandes para a mobilização de 50,6 milhões de euros do Fundo de Solidariedade da União Europeia (FSUE) com vista ao restabelecimento das infraestruturas danificadas pelos incêndios de 2017 em Portugal.



O relatório foi aprovado no plenário, que decorreu em Estrasburgo, com 629 votos a favor, 21 votos contra e 9 abstenções.

Por proposta do eurodeputado do PSD, o relatório final deixa uma recomendação à Comissão Europeia para que aprove propostas de reprogramação dos Fundos Europeus Estruturais e de Investimento (FEEI) que os Estados-Membros venham a apresentar, com o objetivo de financiar ações para a prevenção de incêndios florestais.

José Manuel Fernandes sublinha que fica lançado o desafio ao governo português e ao primeiro-ministro António Costa, que têm a responsabilidade de aproveitar a oportunidade para reforçar os recursos de apoio às vítimas e zona afetadas.

“O governo português tem a porta aberta para propor, na reprogramação do Portugal 2020, o reforço de fundos para fazer face aos prejuízos nas áreas atingidas pelos incêndios do ano passado e para reforçar a prevenção, de forma a que não haja a repetição da tragédia do ano passado. É uma questão de vontade política atendendo a que ainda faltam executar cerca de 20 mil milhões de euros. A prevenção é a melhor solução. Temos de fazer tudo para evitar a perda de vidas humanas”, sustenta o eurodeputado.

A resolução aprovada – em que se lamenta o número de vidas perdidas – exige que os montantes sejam utilizados de forma transparente, assegurando uma distribuição equitativa por todas as regiões afetadas.

“O governo deve revelar os critérios que utiliza e em que concelhos vai investir os 50,6 milhões de euros”, afirma José Manuel Fernandes, coordenador do Partido Popular Europeu (PPE) na Comissão dos Orçamentos e relator para o Fundo de Solidariedade da UE.

A proposta de mobilização do FSUE foi aprovada em tempo recorde pelo Parlamento, tendo sido apresentada pela Comissão Europeia em 15 de fevereiro, no seguimento do pedido de assistência financeira enviado pelas autoridades portuguesas em 17 de julho de 2017, atualizado em 13 de outubro e 14 de dezembro, devido a outros incêndios que deflagraram no país. Um adiantamento de 1,5 milhões de euros do FSUE foi entregue a Portugal em novembro.

A mobilização ontem aprovada prevê, igualmente, a concessão de assistência financeira à Espanha (3,2 milhões de euros), relacionada com os incêndios na Galiza, à França (49 milhões), devido aos furacões em São Martinho e Guadalupe, e à Grécia (1,3 milhões), na sequência dos sismos na ilha de Lesbos. Os montantes ficam disponíveis desde já, uma vez que também já foram aprovados pelo Conselho.

Foto: DR.

Misericórdia de Barcelos: palestra “A linguagem religiosa num mundo secular” aborda humanização dos serviços

Atualidade/Concelho/Cultura/Mundo port

No passado dia 29 de maio, o Auditório da Santa Casa da Misericórdia de Barcelos recebeu a pelestra “A linguagem religiosa num mundo secular”, proferida por Frei Hermano Filipe Rodrigues, abordando a humanização dos serviços.



“A regra de ouro não é a que convida a tratar os outros como gostaríamos que nos tratassem, mas como eles gostariam de ser tratados, quer dizer, centrarmo-nos na pessoa do destinatário da visita”, destacou o Frei Hermano Filipe Rodrigues.

Esta foi mais uma atividade do programa comemorativo dos 518 anos, onde o capelão da instituição apresentou uma verdadeira lição de sapiência aos participantes desta palestra, maioritariamente colaboradores da instituição, que lidam diariamente com a fragilidade humana.

Ficou bem claro que a linguagem que se usa no dia a dia, nomeadamente com doentes e idosos, nem sempre é a mais adequada apesar de se as pessoas poderem estar convencidas do contrário.

Frei Hermano Filipe Rodrigues demonstrou, em dezanove pontos, quais são as más e as boas práticas em diversas situações, sendo que destacou o facto de ser essencial centrar-se na pessoa, considerando-a “em todas as suas dimensões, quer dizer, na dimensão física, intelectual, social, emocional, espiritual e religiosa”, promovendo a escuta e o silêncio quando necessário.

Das numerosas boas práticas que Frei Filipe Rodrigues foi apresentando, realça-se “promover a responsabilidade do doente na tomada de decisões, identificar as áreas de força que o utente pode adquirir para viver responsavelmente as suas limitações e estimular as capacidades que o paciente tem e favorecer o seu desenvolvimento máximo”.

Como infundir esperança, acompanhar e perdoar, celebrar os êxitos, que linguagem usar no caso da visita ao doente de Alzheimer ou ao doente em fim de vida ou ainda a complexa questão de como acompanhar o luto, foram alguns dos pontos abordados, ficando a possibilidade de aprofundar algumas destas questões nos equipamentos da instituição.

Missa e Sarau Musical

O programa comemorativo dos 518 anos prossegue, amanhã, dia 31 de maio, pelas 10h00, com uma missa comemorativa do Dia Nacional das Misericórdias e, pelas 21h30, um sarau musical pela Orquestra da Banda de Oliveira, na igreja da Misericórdia.

Fonte e fotos: SCMB.

Festa das Coletividades deste ano realiza-se entre 1 e 3 de junho

A Avenida da Liberdade e o Parque da Cidade servirão, novamente, de palco para a Festa das Coletividades 2018, evento organizado pelo Círculo Católico de Operários de Barcelos, em parceria com a Câmara Municipal de Barcelos e a ARCA – Associação Recreativa e Cultural de Arcozelo.



No primeiro dia de atividades, sexta-feira, dia 1 de junho, na Avenida da Liberdade, pelas 21h15 atua a Tuna Mista do IPCA. Segue-se uma atuação da Academia João Capela e, por fim, atua a Ronda Típica do Bairro da Misericórdia.

Sábado as atividades subdividem-se entre a Avenida da Liberdade e o Parque da Cidade. Pelas 14h30, no Parque, jogam-se jogos tradicionais. Pelas 16h30, mas na Avenida, atuam os Galos Gaiteiros, seguindo-se a visita das entidades ao certame. Pelas 17h15 atua o Rancho Folclórico de Macieira da Lixa. Pelas 18h00 realiza-se o espetáculo de Trovas e Cantigas, no Autocarro da Malafaia, e, pelas 21h30, a ARCA apresenta “O Piano”.

Por fim, no domingo, joga-se um Torneio de Malha, no Parque. As ruas animar-se-ão com os Amigos da Concertina de Barcelinhos, a Banda do Galo, Vozes do Cávado e Amigos da Farra de Cristelo, sendo que a partir das 14h30, o autocarro da Malafaia vai “girar” com a Banda.

Entre outras, participarão nesta Festa, o Círculo Católico de Operários de Barcelos, a ARCA, RECOVERY IPSS, Liga Portuguesa Contra o Cancro – Delegação de Barcelos, FIBRO, Associação Intercultural para Todos, Centro Social de Arcozelo, Associação de Pais e Encarregados de Educação da Escola Básica de Arcozelo, Moto Galos, Academia João Capela, AMAR 21, Instituto Renascer, Viver Macieira, ACR Roriz e Remelhe Saudável.

Imagem: CCOB.

 

Amigos da Montanha organizam mais uma “Red Alert”, atividade solidária para os Bombeiros

Atualidade/Concelho/Desporto port

Os Amigos da Montanha (AM) realizam, a 17 de junho, a atividade solidária “Red Alert McDonald’s Barcelos”, um conjunto de atividades cujo valor de inscrições reverte, na totalidade, para os Bombeiros Voluntários de Barcelinhos.

Essa manhã solidária, desportiva e de convívio terá várias atividades, todas com partida no Quartel dos Bombeiros Voluntários, às 9h00. Os participantes poderão optar pelo passeio de BTT – guiado de 20 km ou com GPS de 35 km em autonomia, por um free trail, uma caminhada ou uma descida de canoagem no rio Cávado. A inscrição tem a oferta de t-shirt do evento, bebida e uma bifana no final da atividade.

As inscrições são realizadas na sede dos Amigos da Montanha, em Barcelinhos, ou em www.amigosdamontanha.com (basta clicar no link para aceder automaticamente).

Esta é mais uma atividade realizada “com o objetivo de incentivar a prática desportiva para pessoas de todas as idades, contribuindo para a promoção de hábitos de vida saudável e da importância do desporto para tal e, simultaneamente, cumprir aquela que é também uma missão dos Amigos da Montanha, ao atuar na área social, através da angariação de verbas, unindo a solidariedade ao desporto. Os Bombeiros Voluntários de Barcelos são uma instituição que tem dado um contributo fundamental aos Amigos da Montanha nas atividades realizadas ao longo dos quase vinte anos de associativismo. Esta é mais uma forma de apoiar esta instituição, que sempre esteve com os AM, no trabalho diário essencial que realiza para ajudar toda a população”, refere a associação em nota.

Fonte e imagens: AM.

1 2 3 15

Pin It on Pinterest

Ir Para Cima