Arquivo Mensal

Maio 2018 - page 2

Ministro do Ensino Superior inaugura nova Biblioteca do IPCA

O Instituto Politécnico do Cávado e do Ave (IPCA) vai inaugurar o novo edifício da Biblioteca do IPCA no dia 4 de junho, com a presença do Ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Manuel Heitor. A cerimónia tem início pelas 11h00, no Campus do IPCA em Barcelos.



A inauguração inicia com uma visita às instalações, seguindo-se as intervenções do Ministro Manuel Heitor, do presidente da Câmara Municipal de Barcelos, Miguel Costa Gomes, do presidente do Conselho Geral do IPCA, António Marques, e da presidente do IPCA, Maria José Fernandes, que encerra a cerimónia.

O dia da inauguração terá, ainda, momentos surpresa para todos os convidados, altura em que será divulgado o nome oficial da Biblioteca.

Fonte e imagem: IPCA.

Porquê fazer um SVE?

The BeSOPRO Van girls: Anete, Gabriella, Laura!

Somos três raparigas que vêm de países diferentes e têm diferentes histórias de vida. Anete, 29 anos, bailarina e coreógrafa contemporânea da Letónia. Gabriella, 30 anos, de Itália, formada em Turismo mas, em primeiro lugar, interessada nos diferentes aspetos da vida quotidiana das pessoas. Laura, 24 anos de idade, estudante de Cooperação Internacional que deseja trabalhar no mundo das ONG’s.



Estamos aqui em Barcelos para fazer um projeto – SVE- Serviço Voluntário Europeu – com a SOPRO. Um SVE é um projeto financiado pela União Europeia, direcionado aos jovens da Europa e dos países parceiros, entre os 18 e os 30 anos, convidando-os para fazer um intercâmbio num país diferente. Os objetivos mais importantes do projeto são: a promoção dos valores europeus; a promoção da mobilidade entre a União; a aprendizagem não formal; e a aprendizagem linguística.

Porquê fazer um SVE? Estas são as nossas razões:

Anete: “Vivia na Suécia, no passado inverno, frio e escuro. Estava a escrever a minha tese de mestrado. No meu ecrã havia uma bela foto de três meninas deitadas com as pranchas de surf no teto de uma carrinha. Elas estão ao lado do oceano e há muito sol na foto. Fiquei a pensar nisso: o próximo inverno ia passá-lo em algum lugar onde há mais sol e for mais quente. E então, inesperadamente, a oferta chegou até mim! A oferta era como voluntária para eventos culturais e desportivos em Portugal, em Barcelos. A ideia principal é ensinar a dança aqui. Estou muito curiosa no como, quando e onde os portugueses compartilham a sua verdadeira felicidade através da dança. Que tipo de dança eles gostam? A dança está disponível para todas as idades e sexos? Os portugueses gostam de dançar em casais, sozinhos ou em grupos? Que tipo de estilos de dança eles preferem? Como é que com a dança podemos melhorar a qualidade de vida? A ligação entre Portugal e a dança é o que me faz curiosa.”

Gabriella: “No meu entender, acredito que a vida é um conjunto de vivências nas quais tu estás sozinho mas, ao mesmo tempo, andas estabelecendo ligações com as pessoas e as situações ao teu redor. É nesses momentos que tu acabas por não estares sozinho e perceber quanto é essencial partilhar os teus conhecimentos, pois receber e beneficiar dos outros, uma troca natural e saudável, diria eu! Foi por isso que no ano passado fui à procura de um projeto de voluntariado na Europa, e achei que a SOPRO era o ideal para acrescer, enriquecer a minha vida, num país diferente, a aprender uma nova língua e cultura. Conhecer e crescer são as minhas palavras-chave e ser voluntário incorpora tudo isso, de uma maneira profunda e forte.”

Laura: “Em setembro, estava a iniciar o meu segundo ano de mestrado/ magistral em Roma e sentia a necessidade de ter mais experiência no âmbito da cooperação internacional. Foi assim que comecei a ver as possibilidades para adquirir essa experiência, numa maneira certificável e reconhecida no mundo cooperativo. O SVE é mesmo uma ótima oportunidade para enriquecer o curriculum de um jovem cooperante e foi assim que encontrei no Facebook a call para o projeto BeSOPRO. A ideia de aprender o Português e trabalhar numa ONG internacional foi muito atrativa e duas semanas depois já estava com as malas nas mãos, pronta para esta nova aventura.”

O projeto BeSOPRO, promovido pela ONGd barcelense SOPRO, abraça as áreas da educação, da cultura, da sensibilização social e cooperação internacional. Nós, voluntárias, trabalhamos no Colégio La Salle, dando aulas de línguas e apoio aos estudantes; e na própria associação, participando nas atividades e organizando projetos culturais.

Vamos publicar, uma vez a cada mês, um artigo de opinião sobre a Europa e os seus valores, diferenças culturais, as nossas impressões sobre Portugal, e muito mais.

Podem acompanhar-nos aqui e também na nossa página Facebook “The beSOPRO Van”.

Por: Anete Tambaka, Laura Truffarelli e Gabriella Riglia*.

(Voluntárias do SVE – Serviço Voluntário Europeu no projeto Be SOPRO)


* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade das autoras

Em junho tem muito por onde escolher na programação do Teatro Gil Vicente

Atualidade/Concelho/Cultura/Mundo port

O Município de Barcelos apresenta uma programação diversificada para o Teatro Gil Vicente ao longo do mês de junho, com música, teatro, cinema e dança.



A programação arranca com a ZOOM, que organiza noites dedicadas à sétima arte. No dia 1, com “A Dama e o Vagabundo”; dia 7, “Badlabds”, de Terrence Malick; dia 21, “The Sunchaser”, de Michael Cimino; e, dia 28, “My Own Private Idaho”, de Gus Van Sant. As sessões de cinema têm início às 21h30 e têm entrada paga.

A música marca presença no Teatro Gil Vicente, no dia 6, às 14h30, com “O Planeta Limpo”, de Filipe Pinto, inserido na Semana do Ambiente; já o Conservatório de Música de Barcelos apresenta “Cármen Ópera”, de Georges Bizet, nos dias 8 e 9, às 21h30 e, no dia 10, às 17h00.

A dança sobe ao palco nos dias 4, 11, 18 e 25, às 21h00, com as habituais sessões da Folk Sessions Barcelos, da Coreto – Associação para a Promoção de Artes e Culturas.

O teatro chega ao Gil Vicente nos dias 2, com “Diário de Adão e Eva”, e no dia 30, com “António e Beatrix”, pela Companhia de Teatro de Braga. As sessões realizam-se às 21h30.

Mas estes não são os únicos dias que o teatro passa pelo Gil Vicente. No dia 3, às 16h00, o Grupo de Teatro Experimental dos Feitos apresenta a peça “Azul É, Galinha o Põe” e, no dia 17, às 16h00, a ARCA – Associação Recreativa e Cultural de Arcozelo representa “Na Terra do Nunca”. No dia 22, às 21h30, a Oficina de Teatro da Barcelos Sénior apresenta a peça “As Troianas”.

“O último dia de um condenado”, de Victor Hugo, sobe ao palco do Teatro Gil Vicente, no dia 16 de junho, sábado, às 21h30, apresentado por Virgílio Castelo.

No dia 14, é apresentado o espetáculo “Do avesso”, encenado por Pedro Carvalho, que conta a participação de alunos da Escola Secundária de Barcelos. Este espetáculo tenta sintetizar, através de expressão corporal e dramática, a sua relação com a arte, vivenciada ao longo dos últimos meses. O referido projeto enquadra-se no âmbito do Projeto Erasmus +: “A School for Tomorrow´s Europe”, que é coordenado pelo Município de Barcelos e que tem como principal objetivo “a partilha de estratégias e de boas práticas de educação através da arte, como ferramenta para a promoção do sucesso escolar”.

A grande maioria dos espetáculos tem entrada livre. Os bilhetes podem ser adquiridos no local, ou através de reserva por e-mail (tgv@cm-barcelos.pt) ou por telefone (253 809 694).

Fonte e imagem: CMB.

Câmara de Barcelos leva a cabo atividades no âmbito da Semana do Ambiente

A Câmara Municipal de Barcelos promove, entre 2 e 8 de junho, e em parceria com a CIM-Cávado e a Agência de Energia do Cávado, várias atividades relacionadas com a natureza, no âmbito da Semana do Ambiente, “que visam, essencialmente, dar a conhecer as potencialidades do património ambiental através de uma vertente lúdica”, refere o Município.



No dia 2 de junho, a partir das 8h30, decorre a 4.ª Caminhada Ecológica “Pelas margens do Rio Neiva”, descendo até Panque, ao longo de dez quilómetros, num percurso pedestre que deverá durar cerca de três horas. O ponto de encontro será na Avenida da Liberdade, seguindo-se o transporte de autocarro até Balugães e que é assegurado aos inscritos pela organização.

No dia seguinte, também a partir das 9h30, decorre a já tradicional descida do Rio Cávado em canoa, com início em Areias de Vilar (junto ao açude) e término no areal de Barcelinhos. O percurso tem a distância aproximada de sete quilómetros e estima-se o tempo de descida em três horas. A inscrição assegura, além das canoas, um seguro de acidentes pessoais, coletes a todos os participantes e reforço alimentar no final da atividade. O ponto de encontro será junto à sede da Associação Amigos da Montanha, onde os participantes partem em transportes da organização para Areias de Vilar.

“Barcelos Cuida do Rio” acontece no dia 5 de junho, às 14h00, sendo uma iniciativa de sensibilização aberta a toda a população, que tem como objetivo principal abordar o impacto de plantas invasoras, em particular o jacinto-de-água, e o papel ativo do Município de Barcelos na defesa do Rio Cávado.

Os participantes terão, ainda, a oportunidade de fazer um passeio interpretativo, de barco, com o apoio das corporações de bombeiros do concelho. O ponto de encontro será na Avenida da Liberdade e tem como destino Areias de Vilar.

A Semana do Ambiente continua no dia 6 de junho, no Teatro Gil Vicente, com um concerto de Filipe Pinto, que apresentará “O Planeta Limpo”, projeto literário e musical de educação ambiental. O espetáculo, com início às 14h30, é dirigido a crianças e consiste numa adaptação para teatro dos textos da autoria de Narciso Moreira e Filipe Pinto, no livro homónimo, tocando em questões tão relevantes como os solos, a água, reciclagem e florestas. À noite, pelas 21h30, a semana ambiental chega aos ecrãs através da exibição da curta-metragem “Cinema Ambiental”, filme documental resultante do CineEco-Seia, Festival Internacional de Cinema da Serra da Estrela.

Para concluir a programação da Semana do Ambiente, no dia 7 de junho, às 14h00, decorre a visita ao Aterro Sanitário do Vale do Lima e Baixo Cávado (Resulima).

No dia 8, às 9h30, realiza-se a visita à Estação de Tratamento de Água – Águas do norte (Areias de Vilar). Ambas as visitas têm concentração na Avenida da Liberdade e transporte assegurado.

Durante os dias 4 e 24 de junho, inserido na Semana do Ambiente, estará presente na Sala Gótica a exposição “Fotografia Ambiental”.

Tanto para a descida do rio, como para a caminhada ecológica, a inscrição é gratuita mas deverá ser efetuada através do e-mail gambiente@cm-barcelos.pt indicando nome, contacto telefónico e data de nascimento.

Para assistir a qualquer uma das atividades gratuitas no Teatro Gil Vicente deverá reservar bilhetes através do e-mail tgv@cm-barcelos.pt.

Fonte e imagens: CMB.

Amigos da Montanha com Campeão Nacional e Vice-Campeã Nacional em Ori-BTT

Atualidade/Concelho/Desporto/Mundo port

O atleta dos Amigos da Montanha (AM), José João Henriques, conquistou o título de Campeão Nacional de Sprint em OriBtt, no escalão H40, e a atleta Anabela Freitas conquistou o título de Vice-Campeã, em D40. Já o jovem atleta Duarte Pedro Reis realizou, com sucesso, o seu primeiro percurso na vertente de formação.



O Campeonato Nacional de Sprint da modalidade de OriBTT, organizado pela Associação Desportiva do Mondego, realizou-se no passado sábado, 26 de maio, em Alhadas, nos arredores da cidade de Figueira da Foz.

A prova desenrolou-se num terreno misto de floresta, com boa rede de caminhos e zonas urbanas com desnível médio e de escala 1:10000. A prova contou com a participação de cerca de 100 atletas dos vários escalões e os Amigos da Montanha estiveram presentes com três atletas, que alcançaram os lugares cimeiros nos seus respetivos escalões.

Fonte e fotos: AM.

Com fim de semana “atarefado”, Joaquim Sousa conquista dois 2º lugares

Atualidade/Concelho/Desporto/Mundo port

O passado fim de semana de 26 e 27 de maio foi de muita Orientação para o atleta barcelense Joaquim Sousa, quer por Portugal, quer por terras espanholas.



No sábado, disputou a “Vila das Aves City Race”, prova pontuável para o rankingPortugal City Race”. Nesta prova, Joaquim Sousa conquistou o 2º lugar, a apenas 13 segundos do vencedor. Com este resultado, consolidou a sua segunda posição no referido ranking.

Quase sem descansar, o atleta de Galegos Santa Maria deslocou-se ao país vizinho, mais concretamente a Mérida, para disputar a “Mérida City Race”, prova pontuável para o ranking City Race Euro Tour 2018”. Também aqui, Joaquim Sousa conquistou o 2º lugar, a apenas 8 segundos do vencedor. No entanto, neste ranking, mantém a primeira posição.

Em nota, Joaquim Sousa deixa um agradecimento à “Serfisio Barcelos, pelo apoio e patrocínio no ‘City Race Euro Tour’ e, também, ao Barcelos na Hora, pela divulgação dos meus resultados, que assim levam a Orientação ainda mais longe”.

A próxima prova onde Joaquim Sousa marcará presença será em Vila Real, dia 17 de junho, na “Vila Real City Race”, seguindo-se uma deslocação à Bélgica para participar, dia 30 de junho, na “Ypres City Race”.

Fonte e fotos: JS.

CKAB traz três medalhas do Matosinhos Internacional NPK Karate Open

Atualidade/Concelho/Desporto/Mundo port

No passado dia 26 de maio, Matosinhos recebeu o Internacional NPK Karate Open, organizado pelo NPK – Núcleo Português de Karaté e onde participou o Clube de Karaté de Barcelos (CKAB).



Entre os cerca de 800 atletas estiveram, pelo CKAB, Maria Miranda (juvenil), Diogo Borges (iniciado), Afonso Macedo e Gonçalo Coroas (infantis).

Maria Miranda alcançou a final, tendo conquistado um ótimo 2º Lugar. Diogo Borges e Gonçalo Coroas ficaram em 3º nas suas categorias, tendo Afonso Macedo conquistado um honroso 5º lugar.

Em nota, o CKAB deixou os “parabéns para os atletas, Jéssica Cardoso (Treinadora Assistente) e aos pais que os acompanharam”.

Fonte e foto: CKAB.

Recolha de Sangue e Medula Óssea em Perelhal

Atualidade/Concelho/Cultura/Mundo port

No próximo dia 3 de junho, entre as 9h00 e as 12h30, no edifício da Junta de Freguesia de Perelhal, a Barcelos Solidário – Benemérita Associação Humanitária dos Dadores de Sangue do Concelho de Barcelos, vai realizar uma recolha de sangue e de medula óssea.



Esta recolha tem o apoio do Instituto Português do Sangue e da Transplantação, da Junta de Freguesia de Perelhal e da Paróquia de Perelhal.

Imagem: BS.

Turma da Escola Secundária de Barcelos organiza Arraial Minhoto Solidário

Dia 30 de maio, realiza-se, na Escola Secundária de Barcelos, um Arraial Minhoto Solidário, desenvolvido pela turma de 10º ano do Curso Profissional Técnico de Apoio à Infância, “promovendo a consciencialização e necessidade de inclusão da criança/pessoa com deficiência, através de um momento de convívio e diversão, em comunidade escolar”, referem os organizadores, sendo que este evento reverte a favor da associação AMAR21.



A atividade decorre no recinto escolar, com início marcado por volta das 20H00, sendo orientada pelos alunos e professores promotores do projeto, com uma dinâmica típica de um Arraial Minhoto, estando convidados a participar toda a comunidade escolar.

De acordo com a organização, os objetivos gerais do projeto, que tem Ana Félix e Carina Carvalho como professoras responsáveis, são: “Desenvolver atitudes de iniciativa, autonomia e criatividade; Divulgar usos e costumes da região; Desenvolver as relações interpessoais entre alunos, professores e comunidade educativa; Promover a escola/agrupamento junto da comunidade local; Promover o desenvolvimento da comunicação, cooperação e solidariedade; Relacionar pedagogia e espaço pedagógico; Contactar com o património artístico”.

“O Agrupamento de Escolas de Barcelos pretende, desta forma, criar maior interação entre meio escolar e comunidade envolvente, criando um dinamismo peculiar no mesmo, sensibilizando desta forma a comunidade escolar e local para uma maior envolvência da pessoa com deficiência na sociedade”, refere a organização.

Fonte e imagem: AEB/ESB.

OPEN B ajuda a esclarecer direitos laborais em sessão de esclarecimento

O Projeto OPEN B, co-financiado pelo Programa Operacional Inclusão Social e Emprego (POISE) e Fundo Social Europeu (FSE), no âmbito da tipologia de intervenção 3.10Contratos locais de desenvolvimento social (CLDS), realizou, no passado dia 24 de maio, uma sessão aberta à comunidade, tendo por base dúvidas laborais sobre direitos e deveres dos trabalhadores, e ainda uma apresentação sumária das medidas ativas de emprego e oferta formativa.



O esclarecimento dos direitos e deveres dos trabalhadores esteve a cargo do advogado e consultor jurídico, Filipe Santos, que, de uma forma bastante compreensível, traduziu aquilo que vem plasmado no Regime Geral da Lei do Trabalho, concernente a um conjunto de questões que lhe foram colocadas.

Ficou bastante claro para todos os presentes que o período experimental obriga a contrato de trabalho. Este conta-se a partir do início da execução da prestação do trabalhador. Nos casos em que não houve lugar a um contrato de trabalho durante o período experimental, e a pessoa é paga em dinheiro, a forma de se provar que esta esteve ao serviço daquela instituição passa pelo trabalhador dirigir-se ao Ministério Público do Tribunal da área de residência, podendo recorrer à prova de testemunhas.

Uma outra anotação importante para os presentes foi a de que o contrato de trabalho não depende da observância de forma especial, salvo quando a lei determina o contrário, ou seja, a regra é a de que o contrato de trabalho é consensual, só sendo obrigatória a forma escrita nos casos que a lei preveja expressamente, por exemplo, em contratos a termo, contratos com menores.

Relativamente às pausas durante a jornada de trabalho, as chamadas pausas para idas à casa de banho, ou para lanchar, estas, segundo o Código Geral do Trabalho, não estão previstas. Só são obrigatórias onde a Convenção Coletiva de Trabalho assim o preveja. Por último, o tempo de duração do subsídio de doença, quando se trata de um trabalhador por conta de outrem (a contrato), que se encontra de baixa médica, pode receber até 1095 dias o respetivo subsídio.

Ao longo da apresentação, os presentes foram colocando dúvidas de situações que já se tinham passado com eles, tornando a discussão bastante apelativa.

Da parte de Anabela Fernandes, animadora do Gabinete de Inserção Profissional do Instituto de Emprego e Formação Profissional (IEFP), ficou a responsabilidade de apresentar as medidas que o IEFP dispõe de apoio à contratação de pessoas que se encontram desempregadas. De acordo com o público presente, foram afloradas as medidas “Contrato Emprego e Contrato Emprego Inserção +”. Para finalizar divulgou, ainda, a oferta formativa que este organismo tem presentemente ao dispor das pessoas que se encontram em situação de desemprego.

Fonte e fotos: OPEN B.

Pin It on Pinterest

Ir Para Cima