Arquivo Mensal

Junho 2019

Barcelense Hélder Gonçalves em 9º no Nacional de Estrada em Sub-23

Atualidade/Concelho/Desporto/Mundo port

No passado sábado realizou-se a prova de estrada, em Sub-23, dos Campeonatos Nacionais, em Melgaço, com a presença de dezenas de jovens ciclistas.



Entre estes estava o barcelense Hélder Gonçalves, da UD OLIVEIRENSE | INOUTBUILD, que conseguiu estar na fuga e viria a discutir o título.

O jovem, de apenas 18 anos, e todos os participantes, teve que lidar, não só, com os quilómetros e o trajeto a percorrer, como também com o calor. Aliás, essas dificuldades estão bem visíveis na expressão de cansaço do jovem campeão na foto que se segue. No final, Hélder Gonçalves conseguiu terminar num bom 9º lugar, ele que estava em estreia.

Fotos: DR.

[Ndr: notícia atualizada a 30.06.2019, pelas 17h15]

Amigos da Montanha vencem II Trail AiróRun

Atualidade/Concelho/Desporto/Mundo port

No passado dia 23 de junho, a equipa de trail dos Amigos da Montanha (AM) conquistou a segunda edição do Trail AiróRun. No monte de Airó, em Barcelos, todos os atletas dos AM tiveram uma boa prestação na prova de 23km, com 1250m de desnível acumulado, o que deu a vitória coletiva à equipa dos Amigos da Montanha, à frente da ARCA BarceloS Runners e da Trail Me.



João Rodrigues subiu ao pódio para o primeiro lugar da geral e, igualmente, do escalão M40, ao fazer o tempo de 2h06m. Carlos Coelho (Trail Me) foi 2º na geral e 1º nos Seniores; já Adriano Sá (Águias de Alvelos) foi 3º na geral e 2º nas M40.

Carlos Peixoto (AM) acompanhou João Rodrigues no pódio dos M40, com o 3º lugar, conquistando, ainda, a sétima posição da geral. Carlos Pedrinhas foi o 1º em M50, assim como Márcia Bandeira em F40. A atleta ocupou, também, o terceiro lugar da geral feminina ao concluir a prova em 3h12s, atrás de Júlia Sousa (Escola de Atletismo da Trofa) e de Patrícia Carvalho (Amigos do Empeno – Trail Running). Diana Ribeiro (AM) também subiu ao pódio para o 3º lugar em seniores femininos, atrás de Patrícia Carvalho e de Catarina Pinto (Akuafit); Isabel Martins para o segundo em F50, atrás de Júlia Sousa.

Antes, no dia 8 de junho, a equipa dos AM foi ao Parque Natural dos Picos da Europa para participar na “Traveserina”, uma prova de 45km, com subidas e descidas muito técnicas e com 6800m de desnível acumulado. João Rodrigues fez uma excelente prova e conseguiu o 2º lugar em M40. Ao realizar a prova em 5h26m garantiu, ainda, a presença no top 10 da classificação geral. Também no escalão M40, Carlos Peixoto foi 13º. Os Amigos da Montanha contaram, ainda, com a participação de Carlos Pedrinhas, Carlos Araújo e Isabel Martins.

Fotos: DR.

Galo Night Run ganha “Sê-Lo Verde”

Atualidade/Concelho/Desporto/Mundo port

Prova dos Amigos da Montanha é uma das três provas do país a conquistar a distinção

A Quinta & Santos Galo Night Run acontece a 13 de julho e traz para as ruas de Barcelos uma corrida e uma caminhada, onde, aliado à prática desportiva, o mote é a animação e a festa.



Já conquistou a preferência de milhares de pessoas que vivem esta festa do desporto com amizade, convívio, muita alegria e animação. A Ponte Medieval e as ruas de Barcelos são o cenário e ficam iluminadas para a “Noite Mais Luminosa do Ano”.

Em 2018, foram mais de três mil pessoas que se juntaram em Barcelinhos para dar vida e cor à festa da Galo Night Run, uma atividade promovida pelos Amigos da Montanha com o apoio da Câmara Municipal de Barcelos.

As inscrições são realizadas em www.amigosdamontanha.com ou na sede da associação, em Barcelinhos.

Sê-lo Verde

Este ano a novidade da Galo Night Run é a atribuição do Sê-Lo Verde à prova. O Sê-lo Verde é uma iniciativa do Ministério do Ambiente e da Transição Energética através do Fundo Ambiental, com o objetivo de “incentivar a adoção de boas práticas ambientais, inovadoras e com impacte ambiental, social e económico nos grandes eventos”.

O protocolo do Sê-Lo Verde foi assinado no Porto, no passado dia 27, com a presença do Ministro do Ambiente e da Transição Energética, Matos Fernandes, que enalteceu as soluções apresentadas pelos Amigos da Montanha, nomeadamente, o dorsal de sementes que será usado pelos participantes.

Galo Night Run entre as três provas com Sê-Lo Verde no país

Em 2019 foram aprovados quarenta eventos portugueses de cultura e desporto. Esta é terceira edição do Programa Sê-Lo Verde e, pela primeira vez, apoia provas de atletismo, sendo a Galo Night Run uma das três provas apoiadas em todo o país.

A prova Galo Night Run conseguiu o Sê-Lo Verde a partir dos três objetivos ambientais que estabeleceu para a prova.

O primeiro visa contribuir para a neutralidade carbónica da prova (quando o balanço entre as emissões e as remoções da atmosfera, por exemplo através da floresta, é nulo). Existe libertação de CO2 inerente à realização das provas e, nesse sentido, os Amigos da Montanha, anualmente, realizam uma ação de reflorestação para compensar as suas emissões. Este ano, aliada à reflorestação, a medida de compensação carbónica passará pela sementeira de aproximadamente 4000 dorsais. Com estes dorsais, pretendem também diminuir os resíduos descartáveis inerentes à prova, aumentando o tempo de vida do dorsal, ao mesmo tempo que se atua na sensibilização dos participantes para a importância da preservação da biodiversidade e do meio ambiente. Com a evolução deste programa, procura-se, gradualmente, atingir a neutralidade carbónica dos nossos eventos.

O objetivo dois centra-se na redução do uso de plásticos descartáveis na prova. Este objetivo passa pela redução da utilização de material descartável procurando uma gestão mais eficiente dos recursos e uma redução considerável nos resíduos inerentes à organização e implementação da prova. Um dos principais consumos centra-se na utilização de marcações descartáveis. Os Amigos da Montanha propõem-se reduzir em cerca de 90% a utilização de marcações descartáveis, através de fitas reutilizáveis e de barreiras de sinalização e vedação.

Educar e sensibilizar para a proteção e conservação da natureza, antes, durante e após a prova é o objetivo três apontado para o programa. Ao longo do percurso haverá, assim, espaços expositivos. O porquê e como usar os dorsais com sementes será um dos temas na exposição. “A caminho da Neutralidade Carbónica”. Com o tema “Oceanos de Plástico”, um outro espaço explicará como a redução de plásticos descartáveis contribui para um oceano com mais peixes do que plásticos. E porque a Galo Night Run é uma corrida e caminhada noturnas, as “Criaturas da Noite” vão estar em exposição, sensibilizando para o facto de não haver um planeta B e, como tal, ser fundamental preservar o planeta e a sua biodiversidade.

Os objetivos da Galo Night Run enquadram-se, desta forma, nos objetivos gerais do programa Sê-Lo Verde que passam pelo incentivar a adoção de critérios ambientais que contribuam para uma redução de impactes e promovam o uso eficiente de recursos materiais e energéticos; pelo incentivar a adoção de abordagens inovadoras, como sejam, novas tecnologias, integração de renováveis, fomento à economia colaborativa, conceção ecológica; e contribuir para a educação e sensibilização ambiental dos grupos de interesse envolvidos – promotores, marcas, municípios, espectadores e comércio local adjacente.

Galo Night Run – Luz, Cor e Animação pelas ruas de Barcelos

A Quinta & Santos Galo Night Run tem início pelas 21h30 com uma aula de zumba a servir de aquecimento para a corrida e caminhada. O palco para os instrutores é o Castelo para na ponte e no Largo Guilherme Gomes Fernandes serem seguidos pelos participantes, conferindo, desde logo, um cenário fascinante de luz, cor, muita música, animação e alegria contagiante marcado pelos milhares de velas que embelezam as margens, pelas animações luminosas entre outros motivos de atração.

Depois a festa continua pelas ruas da cidade e pelas margens do Cávado passando o rio na ponte flutuante colocada pelos Amigos da Montanha e que une o areal de Barcelinhos à Frente Ribeirinha.

No percurso estarão instaladas quatro zonas temáticas com produtos regionais para saborear, música e dança para proporcionar o convívio aos participantes que participam, na sua maioria, em grupos de amigos e familiares para viver esta noite de animação.

Apesar do mote ser a festa, a prova de corrida é cronometrada. A caminhada não tem fins competitivos.

Fonte e fotos: AM.

VIII Festival de Folclore a 13 de julho em Alvelos

Atualidade/Concelho/Cultura/Mundo port

No próximo dia 13 de julho realiza-se a 8ª edição do Festival de Folclore, organizado pelo Grupo Folclórico São Lourenço de Alvelos, que terá lugar no Adro da Igreja Paroquial.



Pelas 17h00, dá-se a chegada dos grupos participantes e inicia o convívio. Pelas 20h00, celebra-se eucaristia em honra de São Lourenço e pelas 21h00 inicia o Festival.

Para além do grupo organizador, participam neste Festival o Rancho Folclórico e Etnográfico de Zagalho e Vale do Conde (Penacova), Rancho Folclórico Infantil e Juvenil da Gandra (Ermesinde), Rancho Folclórico S. Pedro de Bairro (VN Famalicão), Rancho Folclórico da Casa do Povo de Lomar (Braga) e AFP “Os Cancioneiros de Boissine Le Roi” (França).

Imagem: DR.

Câmara de Barcelos aprova apoios a associações desportivas e culturais do concelho

Atualidade/Concelho/Política port

A Câmara Municipal de Barcelos aprovou contratos-programa de desenvolvimento desportivo com 20 associações do concelho, que incluem comparticipações financeiras por parte da autarquia, no valor global de 135.531€.



A aprovação destes mecanismos foi deliberada na reunião ordinária de 28 de junho e destina-se a apoiar as atividades e instalações das coletividades, bem como a inscrição de atletas em modalidades não profissionais, como atletismo, BTT, canoagem, montanha, natação, orientação, pedestrianismo, trail, ténis, hóquei em patins, judo, futebol, columbofilia, ténis de mesa, patinagem artística, ornitologia e automobilismo.

As coletividades apoiadas são: Associação de Montanhismo de Barcelinhos, Associação Clube de Ténis da ESAF, Associação Desportiva de Barcelos, Associação Desportiva e Cultural de Manhente, Grupo de Futebol Clube da Pousa, Sociedade Columbófila Barcelense, Associação Desportiva de Carreira, Casa do Povo de Alvito, Cávado Futebol Clube, Clube Desportivo Juventude S. Pedro, Clube Futebol Os Ceramistas, Granja Futebol Clube, Clube Cávado Patinagem Artística, Judo Clube de Barcelos, Grupo Desportivo Águas Santas, Associação Ornitológica de Barcelos, Futebol Clube de Roriz, Motor Clube de Barcelos, Núcleo Desportivo Os Andorinhas e Sporting Clube da Ucha.

Na mesma reunião, a Câmara Municipal de Barcelos aprovou um conjunto de apoios às atividades culturais, desenvolvidas pelo vasto movimento associativo do concelho, sob a forma de acordos de colaboração.

Na área do teatro, os acordos de colaboração incluem comparticipações financeiras do Município, num valor global de cerca de 70 mil euros, sendo apoiadas as seguintes entidades: Associação de Teatro Experimental dos Feitos, Associação Só Podia – Teatrices & Companhia, Associação Amigos do Pato, Grupo de Teatro da APACI, Grupo de Teatro Amador Os Pioneiros da Ucha, O Branselho – Grupo de Teatro Amador da pousa, Vamos a Isso – Associação de Desporto e Cultura, TPC – Teatro Popular de Carapeços, A Mó – Associação Vale do Neiva, Associação Cultural Recreativa e Desportiva Futebol Clube Lírio do Neiva, Teatro de Balugas – Associação Cultural e A Capoeira – Companhia de Teatro de Barcelos.

Ainda no âmbito dos apoios às atividades culturais das associações concelhias, a Câmara Municipal aprovou sete acordos de colaboração que incluem comparticipações financeiras no valor global de cerca de 42 mil euros, repartidos pelas seguintes entidades: Associação Cultural, Desportiva e Recreativa de Lijó; Associação Desportiva e Cultural de Manhente; Grupo de Danças e Cantares da Cruz Vermelha Portuguesa – Delegação de Campo; Associação de Moradores do Bairro da Misericórdia; Associação Coral Magistrói; Associação Cantoral e Atonal de Barcelos e Associação Cultural Zoom.

No contexto do apoio às atividades culturais, o executivo municipal aprovou a atribuição de um subsídio no valor de 10 mil euros à Associação Cultural e Recreativa de Roriz, como forma de apoio ao festival “Soutorock”.

Fonte e foto: CMB.

Profissionais debatem a “Dor no Ombro: Do diagnóstico ao tratamento” em Barcelos

Atualidade/Concelho/Cultura/Mundo port

Misericórdia de Barcelos quer assumir-se como referência na área da Saúde

Médicos, enfermeiros, fisioterapeutas e terapeutas ocupacionais, de várias clínicas e outras unidades de saúde do norte do país, participaram, este sábado, na conferência sobre saúde – sob o mote “Dor no Ombro: Do diagnóstico ao tratamento”, promovida pela Misericórdia de Barcelos.



Numa lógica de complementaridade e de trabalho em equipa – até porque, “além dos protocolos, prescrições e alertas, importa manter o diálogo entre diferentes profissionais de saúde” -, a instituição barcelense promoveu uma manhã de trabalho, debate e troca de impressões acerca da dor no ombro.

“Os profissionais estão mais formatados para reabilitar membros inferiores do que membros superiores”, notou, na sessão, o ortopedista Nuno Vieira Ferreira, pelo que importa clarificar problemáticas e práticas. O especialista sublinhou ainda que os ortopedistas gostam de “estar perto dos fisiatras e dos fisioterapeutas, porque são as peças-chave do dia a dia do tratamento de cada doente” e esclareceu ainda que, qualquer que seja o caso, importa, primeiro, “recuperar a mobilidade passiva, depois, a mobilidade ativa e, por fim, a força muscular”. “Os bons resultados da cirurgia do ombro dependem, 50% da qualidade da cirurgia que foi feita e, os restantes 50%, da reabilitação”, sublinhou Nuno Vieira Ferreira.

Pegando nessa afirmação do conhecido ortopedista, o Provedor da Santa Casa considera que “obviamente que a Misericórdia de Barcelos quer estar, cada vez mais, a contribuir para o sucesso das reabilitações e para uma melhor saúde, no caso, em termos musculares e articulares”. Nuno Reis reforça também o “desejo de a Misericórdia de Barcelos ir, cada vez mais, ao encontro daquilo que são as necessidades da população. Um melhor conhecimento deste tipo de patologias é cada vez mais decisivo para o sucesso dos tratamentos que a instituição desenvolve, já hoje, no Centro de Medicina Física e de Reabilitação (CMFR)”.

A conferência sobre saúde contou com a participação dos ortopedistas Tânia Pinto Freitas e Nuno Vieira Ferreira, bem como de profissionais do CMFR e, considera o provedor, Nuno Reis, foi “um pretexto interessantíssimo, não só para dar a conhecer a dois médicos ortopedistas de referência o que estamos a fazer aqui, mas também para eles, de alguma forma, trazerem ao CMFR o que, do ponto de vista cirúrgico, está a ser feito de vanguarda na nossa região.

A conferência sobre saúde “Dor no Ombro: Do diagnóstico ao tratamento” realizou-se na manhã deste sábado e integra o programa comemorativo do 519º aniversário da Misericórdia de Barcelos.

Fonte e fotos: SCMB.

Primeira Marcha LGBT+ de Barcelos a 13 de julho

Atualidade/Concelho/Cultura/Mundo port

A 13 de julho, pelas 16h00, com partida na porta do Pavilhão Municipal de Barcelos, realiza-se a primeira Marcha LGBT+ de Barcelos.



Em Manifesto, a organização realça que “a realização da Primeira Marcha LGBT+ em Barcelos é um marco histórico para a cidade, para todo o país e para a comunidade LGBT+ de Portugal. Pela primeira vez, há uma Marcha em Barcelos; pela primeira vez, o galo canta livremente, sem qualquer opressão”.  

O motivo desta Marcha, na ótica da organização, é o de que marcham, “porque além do orgulho que temos em ser quem somos e em quem amamos, também sabemos que temos que lutar contra todo o ódio e intolerância que ainda sofremos”.

“O ano em que se realiza a Primeira Marcha LGBT+ de Barcelos, 2019, coincide com os 50 anos da Revolta de Stonewall, um momento marcante na história da comunidade LGBT+. A partir daí, a comunidade LGBT+ uniu-se ainda mais, ganhando maior força, e passando a exigir o respeito, a tolerância e os direitos que lhe eram devidos”, continua.

“Contudo, passados 50 anos desde Stonewall, ainda temos que marchar. Somos filhas e filhos de Stonewall e não nos podemos esquecer do que foi esta revolta. Porque nós, sendo gays, lésbicas, bissexuais, transexuais, intersexuais, queer, e restantes minorias sexuais, não deixamos de ser pessoas, e como tal não podemos ceder – temos que continuar a lutar contra a LGBTfobia estrutural que existe em Portugal, contra a discriminação que sofremos nas escolas, nos locais de trabalho e até mesmo em casa, por parte de pessoas que nos deveriam aceitar como somos e não nos atacar. Porque nós somos pessoas, que devem e querem ser respeitadas”, salienta a organização.

Salienta que “apesar de todas as conquistas alcançadas pela luta LGBT+ em Portugal, desde a fundação da ILGA-Portugal, passando pela criação do portal PortugalGay.pt, até às primeiras Marchas do Porto e Lisboa, bem como as diversas propostas legislativas na Assembleia da República, que vão desde a legalização do casamento entre casais do mesmo sexo até à adoção por estes mesmos casais, ou a possibilidade de qualquer pessoa com mais de 18 anos poder mudar o seu nome e o seu marcador de género tendo por base a sua autodeterminação, é preciso continuar a combater toda e qualquer forma de discriminação que ainda exista”.

O Manifesto plasma, igualmente, as pretensões da organização. “Queremos que a lógica ‘heteronormativa’ e ‘cisnormativa’, que a predefinição de sexualidade e de género acabem. Queremos ser livres de ser como somos e de como amamos. Queremos que os espaços de trabalho, as escolas, as casas, sejam lugares onde quem for LGBT+ se possa sentir confortável e em segurança, independentemente da sua sexualidade ou género. Queremos que as pessoas, sejam elas nossos familiares, nossas amigas ou apenas como um conjunto, a sociedade, nos vejam como iguais, que temos os mesmos direitos que as pessoas cis-mono-heterossexuais e que não existem diferenças entre nós, porque ao contrário do que muitas pessoas pensam, o mais difícil não é ‘sair do armário’, o mais difícil é viver o dia a dia, não correspondendo ao que é considerado ‘normal’. Por todas estas razões, saímos à rua, marchamos e exigimos estes direitos humanos”, concluindo com “Como o galo é livre de opressões, dia de 13 julho, o galo irá cantar, nem por menos, nem por mais, mas sim por direitos iguais!”

Imagem: DR.

André Coelho Lima é o cabeça de lista do PSD por Braga nas próximas legislativas

Atualidade/Mundo/Política port

Distrital social democrata emite comunicado de apoio

André Coelho Lima, candidato do Partido Social Democrata à Câmara Municipal de Guimarães nas últimas autárquicas, é o escolhido da Nacional social democrata para encabeçar a lista de candidatos nas próximas legislativas do distrito de Braga.



Em comunicado, datado de hoje, a Distrital e o seu Presidente, José Manuel Fernandes, “aplaudem a nomeação de André Coelho Lima” e asseguram que irão cumprir com as suas funções na preparação das legislativas deste ano.

Leia, na íntegra, o comunicado:

«COMUNICADO

Face ao anúncio, hoje, da Comissão Política Nacional do PSD sobre a escolha do cabeça de lista às próximas eleições legislativas pelo distrito de Braga, venho tornar público, no exercício das funções de presidente da Comissão Política Distrital do PSD de Braga, que:

– A estrutura distrital do PSD e todas as concelhias aplaudem a nomeação de André Coelho Lima para encabeçar a lista de candidatos a deputados do PSD pelo distrito de Braga, nas próximas eleições legislativas;

– André Coelho Lima é um quadro do PSD com provas dadas a nível político e profissional, de reconhecida competência e uma mais valia para o distrito de Braga, designadamente enquanto dinamizador de opções e soluções estratégicas que promovam as potencialidades da região e os valores da socialdemocracia a favor dos cidadãos;

– Perante as nomeações tornadas hoje públicas para os cabeças de lista por Lisboa, Porto, Braga, Aveiro e Leiria, sublinho que elas demonstram a defesa do princípio da proximidade, do rejuvenescimento e da competência.

Informo ainda que, no âmbito do trabalho de preparação e tendo em vista a constituição da lista de candidatos a deputados do PSD pelo distrito de Braga, a Comissão Política Distrital do PSD reuniu ontem, sexta-feira, tendo deliberado:

– Enviar para a Comissão Política Nacional (CPN) do PSD a lista de todas as indicações das concelhias do PSD para candidatos a deputados, ordenada alfabeticamente;

– Mandatar a Distrital do PSD de Braga para a reunião com a CPN tendo em vista a ordenação da lista de candidatos a deputados pelo distrito, com base em critérios objetivos, nomeadamente a valorização do peso eleitoral e populacional de cada concelho, assegurando simultaneamente a defesa do princípio da coesão e equilíbrio territorial, de forma a assegurar a máxima representatividade dos concelhos;

– Assegurar a representatividade da Juventude Social Democrata e dos Trabalhadores Social Democratas, na linha do que vem acontecendo nos demais atos eleitorais.

Braga, 29 de junho de 2019

O presidente da Comissão Política Distrital do PSD,

José Manuel Fernandes»

Foto: DR.

Theatro Gil Vicente comemora 118 anos com auto de Gil Vicente

Atualidade/Concelho/Cultura/Mundo port

A Câmara Municipal de Barcelos apresenta, para o mês de julho, uma programação repleta de arte e talento, com entradas gratuitas. Ao longo do mês, poderá contar com momentos de cultura e lazer nas Salas do Theatro Gil Vicente bem como outros espaços.



A programação inicia no dia 5, às 21h30, com a Associação Clube Moto Galos apresentar no TGV o espetáculo de música “3º Cinemoto Barcelos”.

No dia 11, às 21h30, o Theatro Gil Vicente recebe o Memorial a Bernardete Costa com um recital de poesia autógrafa pelos alunos da Oficina de Teatro e do Clube de Leitores da Barcelos Sénior, para maiores de 3 anos.

O teatro vem ao palco, já no dia 27 de julho, às 10h30, com a peça infantil “Um Assunto Malcheiroso”, da responsabilidade do “Teatro A Quatro”, destinado a crianças dos 0 aos 5 anos.

A rubrica “Em família no TGV” reserva a tarde de domingo, dia 24, às 16h00, com a peça “Os Músicos de Bremen”, da CTB – Companhia de Teatro de Braga, para maiores de 4 anos.

No dia 31, às 21h30, dia em que se comemoram os 118 anos do Theatro Gil Vicente, o espaço vicentino recebe a peça “Auto da Barca do Inferno”, protagonizada pela CTB – Companhia de Teatro de Braga, para maiores de 12 anos.

Ainda no âmbito da programação cultural do mês de julho, a Igreja Matriz recebe, no dia 10, às 21h00, o espetáculo Rejoice (“Alegrem-se”) pelo Grupo Word and Voice de Lviv, Ucrânia.

O Ciclo Jazz ao Largo regressa a Barcelos, no dia 12, às 22h00, no Largo da Porta Nova, com o espetáculo da Orquestra de Jazz de Matosinhos, concerto incluído na programação da Feira do Livro.

No dia 19, às 22h00, o Paço dos Condes recebe o concerto “Slower Pace of Existence”, de Frederico Dinis.

O segundo semestre do ciclo de concertos Música no Salão regressa no dia 20 de julho, às 21h30, no Salão Nobre dos Paços do Concelho, com o Duo Harpa e Saxofone, com Angélica Salvi & Isabel Anjo. A entrada é livre.

Barcelos integra, pela primeira vez, o Festival Internacional Vaudeville Rendez-Vous – o mais influente festival de circo contemporâneo do país, que decorre entre 24 e 27 de julho, nas quatro cidades que formam o projeto de cooperação intermunicipal Quadrilátero.

A celebrar a sua estreia no Festival, Barcelos recebe o primeiro espetáculo desta sexta edição. “A Simple Space”, dos Gravity & Other Myths está agendado para o dia 24 de julho, às 22h00, no Largo da Porta Nova.

No dia 25 de julho, às 19h00, o Largo da Porta Nova recebe o grupo Coração nas Mãos que apresenta a sua peça “Chá das Cinco”. À 22h00, é a vez da estreia do espetáculo “Fábrica da Mentira”.

Tal como nas edições anteriores, o festival volta ainda a apostar num “Showcase”, no dia 26 de julho, às 11h00, no Theatro Gil Vicente, que permite aos criadores emergentes apresentarem os seus projetos aos programadores que marcam presença no Vaudeville Rendez-Vous.

Ainda de destacar, no âmbito das estreias nacionais, a dança acrobática “Zoog”, de Amir and Hemda, no dia 26 de julho, às 19h00, no Largo da Porta Nova, que representa o amor e o ódio numa relação, assim como a rotina e os altos e baixos de uma história íntima.

No dia 26, às 22h00, é a vez do grupo francês Cirque Exalté protagonizar o espetáculo “Furieuse Tendresse”, na Praceta Francisco Sá Carneiro.

O Vaudeville Rendez-Vous termina no dia 27 de julho, às 11h00, com as performances da companhia portuguesa Dulce Duca com a peça “Um belo dia”,  um espetáculo sem narrativa, baseado nas memórias do autor, que coloca a artista no centro do palco a representar emoções e, às 19h00, com um espetáculo que concilia dança, circo, teatro e performance, de Joan Català, de Barcelona, que apresenta, pela primeira vez em Portugal, “Pelat”, projeto que promove uma interação única com o público um espetáculo. Ambos os espetáculos decorrem no Largo da Porta Nova.

Os bilhetes para assistir aos espetáculos no Theatro podem ser adquiridos no local, ou através de reserva por e-mail (tgv@cm-barcelos.pt) ou telefone (253 809 694).

Fonte e imagem: CMB.

Beatriz Rios e Pedro Sá, dos Amigos da Montanha, chamados à seleção nacional de atletismo

Atualidade/Concelho/Desporto/Mundo port

Os jovens atletas dos Amigos da Montanha (AM), Beatriz Rios e Pedro Sá, foram convocados para representar a seleção nacional de atletismo no Encontro Espanha – Portugal, “Troféu Go Fit” para atletas sub-18.



Beatriz Rios foi chamada para representar as cores nacionais nos 2000 metros obstáculos e Pedro Sá no salto em altura. De salientar que ambos são líderes do ranking nacional em juvenis das referidas disciplinas.

A competição que vai decorrer amanhã, no dia 29 de junho, em Madrid, no complexo desportivo de Moralataz. O torneio também vai contar com a presença de Carlos Pereira, técnico dos jovens dos Amigos da Montanha, que foi convidado a acompanhar os atletas em representação da seleção nacional.

Foto: AM (alterada).

1 2 3 15
Ir Para Cima