Arquivo Mensal

Maio 2020

Barcelense Carlos Cachada é campeão no Qatar pelos Sub-23 do Al-Duhail

Atualidade/Concelho/Desporto/Mundo port

O jovem – 38 anos – treinador barcelense Carlos Cachada sagrou-se campeão nacional Sub-23 do Qatar, ao leme do Al-Duhail, primeira equipa que orienta enquanto treinador principal. Ao fim de 16 jogos, a equipa do barcelense conquistou 14 vitórias, 1 empate e 1 derrota, vendo o campeonato terminar devido à pandemia COVID-19.



Depois de realizar funções de preparador físico no Forjães, UD Leiria e Vitória de Setúbal, o técnico aventurou-se no estrangeiro, em iguais funções, no Istanbul BB (Turquia) – treinado por Carlos Carvalhal. Seguiu-se o Al Ahli (Emiratos Árabes Unidos), enquanto preparador físico e, depois, treinador-adjunto dos Sub-19.

Em 2014/15, teve a oportunidade de trabalhar em terras britânicas, ainda como preparador físico do Middlesbrough FC (três temporadas) e Nottingham Forest (duas temporadas), sempre com o espanhol Aitor Karanka como treinador principal.

Por fim, esta época, enveredou pelo papel de treinador principal dos Sub-23 do clube catariano onde se sagra campeão nacional.

Foto: MIDDLESBROUGH FC.

CDS Barcelos propõe oferta de um livro para todas as crianças do 1º e 2º Ciclos do Ensino Básico

Apoio a pessoas idosas também alvo da atenção do Vereador António Ribeiro

Na reunião de Câmara Municipal de Barcelos do passado dia 29 de maio, o Vereador do CDS-PP, António Ribeiro, lançou uma proposta de criação de uma equipa multidisciplinar de apoio a pessoas idosas e, tendo o Dia Mundial da Criança – 01 de junho – como mote, propôs a oferta de um livro a cada uma das crianças/alunos do 1º e 2º Ciclos do Ensino Básico.



Leia, na íntegra, as propostas e a intervenção do referido Vereador:

O CDS tem vindo a acompanhar, de forma atenta, a evolução da pandemia e os seus impactos em Barcelos ao nível da saúde, economia, consequências sociais, tendo sempre como prioridade o bem-estar de todos os barcelenses. Sempre é importante, mas numa fase como a que atravessamos mais sentido faz, trazer do dizer para a prática o trabalho em rede, as sinergias, as parcerias, a cidadania. Infelizmente, se da parte do CDS, e da restante oposição, tem havido esse sentido de colaboração, o mesmo não aconteceu, nem acontece, da parte do Partido Socialista na Câmara Municipal. Barcelos deveria ser mesmo dos cidadãos, sendo que os cidadãos seriam todos os barcelenses e não um grupo restrito, cada vez mais restrito, de pessoas que decidem. Continuamos a ter conhecimento de muito que se passa pelos jornais, que seguindo as suas palavras, não deveríamos ler. Só que, para além de ser a nossa fonte de informação, não temos quem os leia por nós. Apresentei, desde o início do mandato, dezenas de propostas, muitas delas difíceis de recusar, mas nenhuma delas foi trazida a votação. Mesmo sabendo as condições em que é exercida a cidadania e democracia por quem detém o poder em Barcelos, continuo a apresentar propostas e alternativas, não para ter palmas, a pedido, em horas pré-definidas, mas para cumprir aquilo a que me comprometi. Apresentei, na última reunião, uma proposta de Plano de Emergência Social. Hoje, apresento uma proposta para cumprir parte dele.

EQUIPA MULTIDISCIPLINAR APOIO PESSOAS IDOSAS

Devido a vários constrangimentos, sabemos que existem no concelho muitas situações de vulnerabilidade social e/ou económica de pessoas idosas, que, por força das medidas de contingência, vivem situações de exclusão social que foram agora acentuadas. Para fazer face a estas situações, respeitando a dignidade de muitos idosos que a pandemia diminuiu, propomos, em primeiro lugar, que, congregando sinergias num trabalho em rede com Instituições, Presidentes de Junta ou União, forças de segurança e outros se identifiquem estas situações e se crie, recorrendo, por exemplo, à medida de Apoio ao Reforço de Emergência de Equipamentos Sociais e de Saúde, do IEFP, uma equipa técnica multidisciplinar que, no terreno, trabalhe numa abordagem social, ocupacional, psicológica e outras para reduzir o isolamento social, responder a algumas necessidades básicas para que as pessoas possam estar no seu domicílio sem perder qualidade de vida.

Numa fase em que o ser idoso tem uma conotação negativa associada a mortalidade por Coronavírus é importante que Barcelos seja verdadeiramente um concelho onde os seus idosos são cidadãos, onde o envelhecimento possa ser uma experiência positiva e valorizada. Em rede, em parceria, será evidentemente possível. Para além de resolver alguns problemas dos idosos, o recurso a esta medida do IEFP permitirá promover a empregabilidade de pessoas em situação de desemprego, preservando e melhorando as suas competências socioprofissionais, através da manutenção do contacto com o mercado de trabalho e ainda possibilitar uma melhoria dos rendimentos dos desempregados ou dos trabalhadores com contrato de trabalho suspenso, horário reduzido ou com contrato de trabalho a tempo parcial.

Barcelos, 29 de maio de 2020

O Vereador do CDS

PROPOSTA

Uma criança, um livro

O sector livreiro tem sido um dos mais afetados pela pandemia COVID-19, devido ao encerramento das livrarias e à quase paralisação do mercado editorial.

Em 25-04-2020, em declarações à comunicação social após audiência com o Presidente da República, o presidente da Associação Portuguesa de Editores e Livreiros (APEL) afirmou que o sector do livro sofreu uma queda de 80% nas vendas devido à pandemia COVID-19, o que corresponde a um prejuízo de mais de 20 milhões de euros (as vendas contabilizam, em circunstâncias normais, 10 a 12 milhões de euros por mês). Segundo o presidente da APEL, a recuperação será “extraordinariamente lenta” e os apoios do Governo são insuficientes.

O Ministério da Cultura anunciou a criação de um programa, no valor global de €400.000, para aquisição de livros, a preços de venda ao público, dos catálogos das editoras e livrarias, até um máximo de €5.000 por editora e livraria. Este apoio complementa-se com a compra de livros para as bibliotecas da Rede Nacional de Bibliotecas Públicas, no valor global de €200.000, medida que já está estava inscrita no Orçamento do Estado para 2020, no quadro do Programa de Apoio ao Desenvolvimento de Serviços das Bibliotecas Públicas (PADES).

A APEL considera estes apoios insuficientes, atendendo ao número de pequenos editores e pequenos livreiros que estão em dificuldade neste momento. Relativamente ao apoio de €400.000 para aquisição de livros, se cada entidade pedir o apoio máximo de €5.000, a medida chegará a apenas 80 entidades (e só a APEL representa 191 editoras e 21 livreiros).

A edição da Feira do Livro de Barcelos foi cancelada. Segundo os editores, as vendas online de livros impressos e de e-books só muito parcialmente compensam as perdas pela interrupção das vendas no circuito livreiro normal.

Para além de editores e livreiros, a crise no sector afeta diretamente um conjunto alargado de profissionais, nomeadamente autores, tradutores, revisores, tipógrafos e distribuidores.

Comemora-se, no próximo dia 1 de junho, o Dia Mundial da Criança, este ano assinalado de maneira muito diferente, com distanciamento físico e limitação nas atividades habitualmente organizadas pelas escolas e creches.

A leitura é um dos hábitos que traz maiores benefícios às crianças: estimula a imaginação, a criatividade, a curiosidade, a empatia e a comunicação; desenvolve o gosto pelo conhecimento e a habilidade crítica; expande o vocabulário e melhora a ortografia, a concentração e a memória; favorece o desenvolvimento cognitivo e contribui para o sucesso escolar.

O Município de Barcelos deve assumir um papel ativo e empenhado na adoção de medidas que, em complemento com as que estão a ser desenvolvidas pelo Governo para todo o país, contribuam para a reabilitação do tecido empresarial do concelho.

Deste modo, o CDS propõe que a Câmara Municipal de Barcelos assinale o Dia Mundial da Criança deste ano com a compra e oferta de livros infantis e juvenis, de autores portugueses, às crianças que frequentam o 1º e 2º ciclos de ensino (1º a 6º anos).

Cada livro será acompanhado por uma mensagem educativa que felicitará a criança pelo seu esforço nos últimos dois meses, relembrando os cuidados a ter no atual contexto, referindo a importância do isolamento social no combate à propagação do vírus – mesmo que isso implique, em muitos casos, um afastamento em relação aos avós e outros familiares – e enaltecendo o papel dos professores na adaptação ao ensino à distância. A mensagem será dirigida à própria criança, em linguagem adequada à sua compreensão.

O CDS propõe, ao abrigo das als. d) e m) do nº 2 do art. 23º do Regime Jurídico das Autarquias Locais, aprovado pela Lei nº 75/2013, de 12 de setembro, que a Câmara Municipal de Barcelos delibere:

1. Adquirir às editoras e aos livreiros sediados em Barcelos livros infantis e juvenis de autores portugueses.

2. Oferecer um livro, diretamente ou através dos agrupamentos escolares, durante o mês de junho, às crianças que frequentam o 1º e 2º ciclos de ensino (1º a 6º anos), como forma de apoiar o sector livreiro e assinalar o Dia Mundial da Criança.

3. Acompanhar cada livro com uma mensagem educativa e pedagógica, dirigida à criança, nos termos acima referidos

Barcelos, 29 de maio de 2020

O Vereador do CDS»

Foto: DR.

Feirantes, Saúde, Educação, Freguesias, praias fluviais, economia, Lama, máscaras e ASAE no centro das atenções do PSD em reunião de Câmara

Atualidade/Concelho/Política port

Na reunião de Câmara Municipal de Barcelos do passado dia 29 de maio, o PSD Barcelos requereu informação sobre variados temas, desde licenças de vendedores ambulantes, passando pelos apoios dados às freguesias neste momento de pandemia, desde praias fluviais passando pela compra e distribuição de máscaras, do impacto da pandemia em Barcelos, captação de investimento e ASAE, entre outros.



Leia, na íntegra, as questões lançadas pelos Vereadores Sociais-Democratas ao Presidente da Câmara Municipal, Miguel Costa Gomes:

‘A – Requerimento de informação sobre os seguintes assuntos:

1 – Licenças de Vendedores Ambulantes

Os Vendedores Ambulantes, os quais exercem atividades de venda nas Festas e Romarias, estão sem atividade desde o início do confinamento e, consequentemente, sem rendimentos para sustento das suas Famílias.

São comerciantes que exercem atividade no ramo alimentar, farturas, bebidas ou outros,

a) Existe algum motivo para não serem emitidas as autorizações / licenças para o exercício das suas atividades em espaços públicos da escolha dos referidos Comerciantes?

b) Quando vai a Câmara autorizar e emitir licenças para esses Vendedores ambulantes?

2 – Informação sobre o ACES / Unidades de Saúde

Para a reabertura das Unidades de Saúde do Concelho serão necessárias obras de adaptação de instalações, para cumprimento de regras de segurança.

a) A Câmara vai apoiar financeiramente essas obras?

b) Estão previstas instalações complementares ou adaptadas?

c) Quais as Unidades de Saúde que vão beneficiar de obras em instalações e tipo de intervenção em cada uma?

d) Para quando está prevista a abertura de cada uma das Unidades de Saúde?

3 – Informação sobre Pagamentos às Juntas de Freguesia

Na reunião da Câmara do passado dia 3 de abril, foi deliberada a atribuição de comparticipações financeiras a IPSS, Corporações de Bombeiros, Forças de Segurança, Cruz Vermelha, Instituições de Saúde e Juntas de Freguesias destinadas a custear as despesas necessárias a realizar no âmbito do combate à pandemia COVID-19, com base nas faturas validadas, para a aquisição de equipamentos de  proteção individual, encargos com desinfeções, testes de rastreio, transportes, combustíveis e produtos de desinfeção.

a) Tendo passado dois meses, qual foi o valor do apoio financeiro que foi atribuído a cada uma das entidades referidas, até à data de hoje 29 de maio?

4 – Informação sobre Praias Fluviais

Com a aproximação da época balnear,

a) Está prevista a abertura de Praias Fluviais no Concelho?

b) Em caso positivo, quais serão as praias a abrir?

5 – Informação sobre Transportes escolares

O transporte escolar dos alunos do 11º e 12º ano estará desajustado relativamente aos horários das respetivas aulas,

a) O executivo tem conhecimento desse desfasamento de horários que prejudica os alunos com demoras prolongadas pelo respetivo transporte?

b) O executivo vai intervir para corrigir esse desfasamento de horário?

6 – Informação sobre Desemprego

a) Qual foi o impacto da pandemia COVID ao nível do emprego no Concelho de Barcelos?

b) O executivo possui informação sobre o número de desempregados no Concelho comparado com o período homólogo do mês e ano de 2019?

7 – Informação sobre Captação de Investimento para o Concelho

a) Durante o presente mandato autárquico quais foram as empresas que se deslocaram de outros concelhos e se instalaram no Concelho de Barcelos?

b) Qual o ramo de atividade de cada uma das novas empresas?

c) Qual o tipo de apoio que o Município concedeu?

d) Qual o número de empregos / postos de trabalho que foram criados?

8 – Informação sobre Freguesia da Lama

A LAMA é a única Freguesia do Concelho que não conseguiu eleger os Órgãos autárquicos da Junta e da Mesa da Assembleia de Freguesia, ao contrário do que aconteceu nas demais 5 Freguesias cujo partido vencedor em 1/10/2017 também não obteve maioria absoluta.

O Presidente da Junta eleito tem a responsabilidade de apresentar uma proposta de vogais para a Junta que mereça a aprovação de pelos nove eleitos saídos das eleições, tal como aconteceu nas outras 5 outras Freguesias do Concelho de Barcelos.

A Junta está numa situação de exceção, limitada à gestão corrente e a Assembleia de Freguesia não funciona.

a) Qual o valor de cada Protocolo 200% anual que não foram celebrados entre o Município de Barcelos e a (Junta de) Freguesia da Lama durante este mandato?

b) O executivo vai conceder apoio financeiro à Junta, nos termos da proposta 20 da reunião de 3 de abril, destinado a custear as despesas necessárias a realizar no âmbito do combate à pandemia COVID-19?

c) O Presidente da Câmara e o executivo não vão resolver esta situação durante o presente mandato?

9 – Informação sobre Máscaras

Na reunião da Câmara do dia 15 de maio foi aprovada uma proposta para a distribuição gratuita dessas máscaras à população barcelense.

1 – Para além da adjudicatária, quais foram as Empresas que foram consultadas para fornecer as máscaras?

2 – Porque não foi publicado o Caderno de Encargos e o Contrato de aquisição no Base.Gov?

3 – Quantas máscaras foram distribuídas por cada Freguesia ou União de Freguesias?

4 – Qual o preço e as características das máscaras adquiridas?

5 – Quais as razões pelas quais foi feita essa escolha de fornecedor?

6 – Qual o motivo pelo qual se distribuirão 100 mil máscaras, quando se sabe, à partida, que não suprirão as necessidades do concelho?

10 – Informação sobre o valor do impacto financeiro da pandemia COVID-19 nas Contas do Município de Barcelos:

a) O valor do apoio financeiro direto a Instituições, Juntas de Freguesia e Famílias?

b) O Valor das isenções de taxas municipais?

c) A estimativa de perda de receitas diretas e indiretas?

d) O valor das aquisições de bens e serviços pelo Município para fins da COVID-19?

11 – Informação sobre a ASAE

Em setembro de 2014, foi assinado um Protocolo entre a Câmara de Barcelos e a ASAE para a instalação desta Entidade na Cidade de Barcelos.

A Câmara pagará 360 mil euros durante esses 10 anos (36.000€/ano) pela sua renda, para a ASAE efetuar a “armazenagem de mercadorias provenientes da ação desenvolvida pela ASAE”.

Nesse mesmo pavilhão, foram executadas obras de alterações onde “a Câmara Municipal investiu cerca de 90 mil euros”, perfazendo um gasto global de 450 mil euros em 10 anos.

A Delegação da ASAE ficou instalada no Campo 5 de Outubro, onde a Câmara arrendou espaço, também propriedade privada, e assumiu pagar 156 mil euros durante 10 anos (1.300€/mês) pela sua renda.

Noutros locais do país, a ASAE paga a renda das instalações que utiliza; mesmo em cidades onde utiliza instalações do Governo, a ASAE paga a renda por essa utilização.

Globalmente, a Câmara de Barcelos assumiu um encargo de valor superior a 600 mil euros.

No dia da inauguração desse Pólo Logístico do Litoral Norte / Barcelos da ASAE, 25 de novembro de 2014, o Presidente da Câmara disse, nessa altura, que “em dez anos, o Município conseguirá o retorno do investimento feito, nomeadamente através da dinamização económica que a presença da ASAE no concelho pode acarretar”.

Tendo passado 5 anos de atividade,

a) Para além dos encargos com as rendas referidas e as adaptações no pavilhão, a Câmara assumiu mais encargos com essas instalações?

b) O executivo possui algum balanço sobre, como disse o Presidente da Câmara, “o retorno que esse investimento” representou para Barcelos e para os Barcelenses?

c) O executivo pode identificar e quantificar os benefícios que a ASAE trouxe para Barcelos?

d) Os Barcelenses esperam que sejam apresentados resultados, em benefício de Barcelos, superiores a esse “investimento” de mais de 50.000€/ano.

B – Perguntas sobre quais os motivos para a não convocação da reunião extraordinária pelo Presidente da Câmara, a qual foi requerida para apreciar e debater a situação do Mercado Municipal, nomeadamente as instalações provisórias e a salvaguarda do trabalho dos Comerciantes que ficarão impedidos de laborar e recolher rendimento durante as obras no Mercado.

C – Perguntas sobre o não pagamento de subsídio de refeição a Funcionários da Escola de Tecnologia e Gestão da EMEC.

Período da Ordem do Dia

As Propostas foram aprovadas pelo PSD com algumas perguntas e esclarecimentos.»

Fonte: PSD-B.

Foto: José Santos Silva.

PSD Barcelos congratula-se com reabertura plena da Feira Semanal

Atualidade/Concelho/Economia/Política port

Em nota enviada às redações, o PSD Barcelos “congratula-se com a reabertura da Feira Semanal, no passado dia 28 de maio, na sequência da reabertura da Feira do Setor de Produtos Alimentares ocorrida no dia 7 de maio”, congratulando-se, igualmente, com “a colaboração e espírito cívico dos Feirantes e Visitantes no cumprimento das normas de segurança”.



Leia, na íntegra, a nota:

«“Voltar à Feira, com confiança”

O PSD Barcelos congratula-se com a reabertura da FEIRA SEMANAL no passado dia 28 de maio, na sequência da reabertura da Feira do Setor de Produtos Alimentares ocorrida no dia 7 de maio, e com a colaboração e espírito cívico dos Feirantes e Visitantes no cumprimento das normas de segurança.

Mais uma vez, o executivo PS seguiu as sugestões, e bem, nomeadamente do PSD, não obstante o Presidente da Câmara ter afirmado repetidamente que “o Setor dos Produtos Alimentares ocupava 70% do espaço da Feira”.

Por isso a reabertura foi sendo adiada para 430 Feirantes dos restantes setores, com declarações insensatas do Presidente da Câmara sobre a “Feira semanal alternada por Setor”, acumulando elevados prejuízos aos Feirantes, quando afinal não foi preciso alargar o espaço da Feira.

Para o futuro próximo é necessário restabelecer a confiança na Feira, transmitir segurança aos visitantes, turistas e toda a população que gosta, visita e se revê na Feira como um mercado aberto para a compra de bens que necessita.

Uma Feira grande e muito participada transmite dinâmica a todos os setores sócio económicos da Cidade, tão precisa para a recuperação económica dos Comerciantes.»

Foto: DR.

Bloco de Esquerda propõe suplemento de risco, penosidade ou insalubridade para funcionários das autarquias

O barcelense José Maria Cardoso, deputado do Bloco de Esquerda eleito pelo circulo de Braga, esteve reunido com a direção regional do STAL – Sindicato Nacional dos Trabalhadores da Administração Local e Regional, Empresas Públicas, Concessionárias e Afins, para analisar a situação laboral dos funcionários das autarquias locais.



No encontro, realizado esta sexta-feira, José Maria Cardoso apresentou o Projeto de Lei nº 401/XIV, que propõe a aplicação do suplemento de risco, penosidade ou insalubridade. A iniciativa surge na sequência da Petição nº 613/XIII do STAL e será discutida no parlamento a 5 de junho.

No documento entregue na Assembleia da República, o Bloco de Esquerda afirma que “este suplemento consubstancia uma forma de compensar os trabalhadores por condições de trabalho geradores de insalubridade, penosidade e risco e é não só de elementar justiça, como proceder à sua regulamentação é uma imposição legal que carece de ser respeitada”.

Em cima da mesa também esteve a proposta do STAL, que o Bloco acompanha, para a gratificação dos funcionários das autarquias locais que, neste período de crise pandémica, asseguraram a continuidade de vários serviços essenciais, como a recolha de lixo, e que tiveram um esforço acrescido em condições de trabalho muito difíceis.

O deputado bloquista inteirou-se, também, da situação de alguns funcionários de autarquias que não receberam o subsídio de alimentação. José Maria Cardoso considerou inaceitável a postura das câmaras de Braga, Vila Nova de Famalicão e Vila Verde, que não pagaram uma parte do salário a estes trabalhadores, muitos deles já com salários muito baixos, e espera que a situação seja regularizada rapidamente.

Fonte e foto: BE.

Sessão formativa sobre COVID-19 para profissionais do pré-escolar

O Município de Barcelos, em articulação com a Unidade de Saúde Pública (ACES Cávado III), promoveu, nos dias 28 e 29 de maio, no Auditório dos Paços do Concelho, ações de formação sobre as boas práticas a implementar nos espaços de acolhimento de crianças do ensino pré-escolar, destinado a todos os colaboradores, entidades e parceiros afetos a este nível de educação.



O plano de formação contou com a participação de cerca de 150 profissionais que obtiveram orientações muito importantes quanto à segurança e higiene em contexto escolar, e representa a retoma das atividades letivas que vão iniciar-se na próxima segunda-feira, dia 1 de junho.

Entre os temas abordados nesta iniciativa, que teve como objetivo preparar o pessoal não-docente para receber os mais pequeninos em segurança e em que se pretendeu alertar e formar a comunidade escolar para a nova realidade imposta pela COVID-19, destacam-se a desinfeção dos espaços, a correta utilização das máscaras e, em geral, o cumprimento das orientações da DGS para abertura das creches e dos jardins-de-infância.

Esta é uma oportunidade de reorganizar e adequar os espaços que vão receber as crianças do pré-escolar e ter conhecimento dos procedimentos a executar, de forma a isolar os riscos e evitar focos de contágio. A formação permitiu, ainda, a todos os agentes educativos, operacionalizar circuitos e métodos de higiene e segurança, mediante a realidade de cada espaço escolar.

“Estas ações de formação fazem parte da estratégia da Câmara Municipal de Barcelos no âmbito das normas de desconfinamento gradual dos serviços e espaços coletivos municipais, designadamente nos espaços educativos que agora são reabertos”, refere o Município.

Os jardins de infância e as Atividades de Animação e de Apoio à Família na Educação Pré-Escolar (CAF e AAAF) reabrem na segunda-feira, dia 1 de junho.

As orientações e normas da DGS que serviram de base são:

– Orientação nº 25 de 13/05/2020 – Medidas de Prevenção e Controlo em Creches Familiares e Amas;

– Orientação nº 14 de 21/03/2020 – Limpeza e desinfeção de superfícies em estabelecimentos de atendimento ao público e similares;

– Norma nº 007 de 29/03/2020 – Prevenção e Controlo de Infeção por SARS-CoV-2 (COVID-19): Equipamentos de Proteção Individual (EPI).

Fonte e foto: CMB.

Disrupção, criatividade e inovação: Prémios SAPO voltam a destacar o melhor da publicidade digital nacional

Atualidade/Economia/Mundo port

Entrega de Prémios decorreu online sob o mote “Prémios SAPO em Casa”

Numa edição que fica marcada pela criatividade e disrupção das dezenas de campanhas que este ano levaram para casa os mais de 30 galardões desta edição dos Prémios SAPO, também os próprios Prémios se reinventaram, juntando, nos ecrãs lá de casa, agências, anunciantes, músicos e o público em geral, para todos juntos celebrarmos a criatividade, talento e inovação da publicidade digital.



De um total de 135 trabalhos inscritos este ano, posteriormente reduzidos pelo Primeiro Júri a apenas 56 campanhas nomeadas, foram mais de 30 os galardões entregues na 19ª edição dos Prémios SAPO, que este ano destacaram, entre outros:

Agência Criativa do Ano – Reprise Digital

Agência de Meios do Ano – Initiative

Anunciante do Ano – Unilever FIMA

Campanha do Ano – “Somersby – Porta dos Fundos”

Para Alexandre Fonseca, Presidente Executivo da Altice Portugal, “Os Prémios SAPO são já um marco histórico no universo publicitário nacional, e este ano provaram uma vez mais ser capazes de não só acompanhar, mas superar as expectativas de um mercado em constante mutação como é o da publicidade digital. Os galardões atribuídos anualmente elevam o talento nacional e são o reflexo do que melhor se faz em Portugal no online. Parabéns a todos os vencedores!”

Numa edição especial que contou com a apresentação de João Manzarra e com a atuação do músico Dino D’Santiago e do DJ Moullinex, foram entregues galardões nas categorias de Prémios Setoriais (Criatividade e Meios), Prémios de Estratégia, Prémios para Formatos Especiais, Prémios de Media Digital e Prémios do Júri.

Foram cerca de 30 os profissionais do mundo da publicidade, do marketing e da comunicação que integraram os três grupos distintos de jurados responsáveis por decidir os vencedores desta edição, integrando o Primeiro Júri, responsável por reduzir a lista de campanhas inscritas nas várias categorias, o Segundo Júri, encarregado de atribuir os prémios e, por fim, o Júri de Media Digital, a quem fica a cargo a escolha dos vencedores na categoria de Prémios de Media Digital.

Mantendo a já histórica tradição, foi também entregue um donativo no valor de 11.700 euros à Associação Padre Amadeu Pinto, uma instituição no Pragal que apoia jovens e crianças em contextos socioeconómicos desfavorecidos. No total das várias edições, o SAPO já contabiliza donativos a instituições de solidariedade social no valor de 197 mil euros.

No ano em que os Prémios SAPO celebram o seu 20º aniversário, esta edição fica marcada pela criatividade, disrupção e inovação de todas as campanhas, que materializam o que de melhor se faz em Portugal no âmbito da publicidade online. São hoje já mais de 1000 troféus atribuídos, e que reconhecem o talento das agências e anunciantes portugueses.

Fonte e imagem: ALTICE PORTUGAL.

PAN quer isenção de tributação em sede de IRS para bombeiros voluntários

Atualidade/Concelho/Mundo/Política port

O PAN – Pessoas-Animais-Natureza deu entrada, ontem, de um projeto de lei que visa assegurar um tratamento justo aos bombeiros voluntários, que representam mais de 80% dos bombeiros portugueses recenseados. ​



“A proposta do PAN chama a atenção para o espírito de sacrifício, de generosidade e de abnegação que os bombeiros voluntários demonstram para com a comunidade, o que deverá ser reconhecido com medidas concretas que assegurem a sua valorização e um tratamento justo em relação aos bombeiros integrados noutras carreiras”, refere o Partido.

​O PAN apresenta, por isso, duas medidas que aprofundam a proteção reconhecida a estes profissionais:

– “Com o intuito de assegurar um tratamento igual a todos os bombeiros voluntários e de criar um incentivo fiscal ao voluntariado, o PAN propõe a reposição da isenção da tributação em sede de IRS sobre as compensações e subsídios auferidos pelos bombeiros no âmbito da sua atividade voluntária, que foi revogada pelo Orçamento do Estado de 2017 (Lei n.º 42/2016, de 28 de dezembro) – que passou a tributar estes rendimentos a 10% em sede de IRS”.

– “Dando resposta a uma reivindicação antiga da Associação Portuguesa dos Bombeiros Voluntários, propõe-se que a idade de acesso à pensão, bem como ao seu complemento, pelos bombeiros voluntários que tenham, pelo menos, trinta anos de efetividade de serviço seja reduzida em seis anos, face ao regime geral”.

Foto: DR.

Município de Barcelos reabre espaços municipais

Atualidade/Concelho/Mundo/Política port

A Câmara Municipal de Barcelos vai proceder à reabertura gradual dos seus equipamentos e serviços a partir de segunda-feira, dia 1 de junho, no âmbito do programa de desconfinamento decretado pelo Governo e de acordo com as normas e orientações sanitárias emanadas da Direção Geral da Saúde, decorrentes da pandemia do COVID-19.

Abrem ao público, nesta data, o Balcão Único, a Biblioteca Municipal, a Casa da Azenha, a Casa da Juventude, o Posto de Turismo, a Torre Medieval e o Arquivo Histórico. O Museu de Olaria e a Galeria Municipal de Arte abrem apenas na terça-feira, dado que às segundas-feiras estão fechados.

O acesso a estes locais far-se-á mediante condições sanitárias específicas, nomeadamente de ocupação, permanência e distanciamento físico. São exigidas, também, medidas de proteção individual, como a obrigação do uso de máscara de proteção facial dentro dos referidos espaços, inclusive naqueles que possuem área descoberta, assim como a desinfeção das mãos à entrada, sendo disponibilizado desinfetante para o efeito.



Dada a grande afluência de público ao Balcão Único, deve ser ponderada a deslocação a este serviço, privilegiando-se o contacto telefónico (253 809 600), ou o e-mail (geral@cm-barcelos.pt) e evitando-se o atendimento presencial e os tempos de espera.

Continuam encerrados os seguintes equipamentos municipais: Parque da Cidade, Pavilhão Municipal, Piscinas Municipais e Teatro Gil Vicente

Os horários de visita são os seguintes:

Fonte e foto: CMB.

PAN pede esclarecimentos ao Governo sobre impactos da implementação da rede 5G na a saúde e no ambiente

Atualidade/Concelho/Mundo/Política port

O PAN – Pessoas-Animais-Natureza voltou a questionar o Governo sobre que impactos ambientais e para a saúde humana poderão vir a registar-se no âmbito do processo de implementação em Portugal da quinta geração de comunicações móveis (rede 5G).



“Já no passado mês de abril, o PAN havia questionado dois ministérios, sendo que na ausência de uma resposta cabal, o grupo parlamentar entendeu retomar o tema, para garantir que, por parte do Governo, de uma forma clara e concreta, sejam identificados e conhecidos os principais riscos ambientais e para a saúde das populações, decorrentes da implementação de uma rede 5G, nas bandas de 700 MHz, de 3,6 GHz e de 26 GHz. O PAN está, igualmente, preocupado com os principais riscos de cibersegurança que possam daqui advir”, refere o Partido em nota.

Este pedido de informação por parte do PAN surge no seguimento da aprovação da Resolução do Conselho de Ministros (RCM) n.º 7-A/2020, de 7 de fevereiro, que veio definir a estratégia e calendarização da distribuição da quinta geração de comunicações móveis.

Foto: DR.

1 2 3 11
Ir Para Cima