Abril 6, 2017 Atualidade, Desporto, Opinião
benfiquista
Hugo Pombal Lopes

Começando pelo fim, o jogo de ontem do Benfica-Estoril. Foi um ótimo espetáculo para quem assistiu e, para isso, há que dar os parabéns à atitude da equipa estorilista, que vinha derrotada do seu jogo em casa e não “deitou a toalha ao chão”, colocando em sentido a equipa do Benfica e acabando por inverter os papéis quanto à denominação “pequeno” e “grande”. Será cobardia aquele que se esconder no argumento do Benfica ter jogado com a “segunda linha”, uma vez que o investimento associado é anormal comparativamente à equipa do Estoril.

Aproveito, também, para dizer que é uma enorme injustiça uma eliminatória a duas mãos porque, claramente, favorece as equipas consideradas “grandes”.

Quanto ao tão (in)esperado clássico: foi, igualmente, um bom jogo e como disse um ex-jogador do Benfica: “esperava mais do Porto e menos do Benfica”. Desta forma, fiquei bastante satisfeito com a forma como a nossa equipa se apresentou, principalmente na segunda parte, assumindo o jogo e criando oportunidades de golo claras, que, infelizmente, não se traduziram em resultados práticos. Acho que a entrada do Rafa de início foi uma decisão inteligente e, para mais, aquando do golo madrugador do Benfica. Pena é não haver coragem do Rui Vitória de sentar o Salvio e, não, o Zivkovic.




Quanto ao Porto, acho que o onze inicial, preterindo a habitual preferência por dois avançados, mostrou algum receio por parte do Nuno Espírito Santo. Na minha opinião, outro treinador do Porto teria entrado com o esquema adotado em outros encontros e assumido doutra forma a partida. Além disso, o Porto teve mais medo de perder do que ganhar e, claramente, confia num deslize do Benfica, tal foi a postura tática na segunda parte, sendo certo, que uma derrota faria muita mais mossa na luta pelo título.

Na minha mais honesta e modesta opinião, acho que o Benfica seria o mais justo vencedor. No entanto, acredito que o resultado tenha colocado justiça ao jogo do Dragão, em que merecemos menos o empate.

Um pequeno à parte…É de lamentar esta troca de “queixinhas” por parte da comunicação dos clubes, parecendo dirigida por miúdos mimados de um qualquer colégio privado em Cascais!!!! Gostaria que os clubes, e mesmo alguns adeptos, fossem mais dignos de partilhar a paixão que outros nutrem pelos seus clubes e pelo futebol.

De um modo geral, foi uma semana produtiva, onde o Benfica não permitiu que questionassem o merecido 1º lugar que ocupa e em que chega a uma final de competição, com o Vitória de Guimarães.

PS: Não me “lixem”…aquilo é penálti até em Inglaterra!

Cumprimentos e uma ótima semana a todos!

Por: Hugo Pombal Lopes*.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade do/a autor/a)




Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*

Últimas de

Ir Para Cima