Janeiro 16, 2017 Atualidade, Concelho, Cultura
joanamartins
Joana Martins

Deixo-vos com um dos poemas do meu livro “De passagem…”:

 

Vidro Partido

 

Deixei cair no chão

A confiança que restava

Partiu na minha mão

O vidro que segurava.

 

Depois de partido em pedaços

Não consegui mais acreditar

Que os seus estilhaços

Se voltassem a renovar.

 

A confiança perdi

No momento, em que o sangue jorrou

Na ferida que abri

Com o vidro, que na mão, me restou.

 

Às vezes, até eu,

Penso que de vidro sou

Deixo-me cair

“Parto” no que me magoou.

 

Mas o que me torna diferente

É que vidro partido

É vidro perdido

Enquanto eu,

Me levanto, me renovo, sigo em frente!

 

A confiança, essa, só o tempo

Me mostrará, se é possível voltar a acreditar

E mesmo que o vidro me “parta” de novo

Se valer a pena, escoo a sangrar!

 

Por: Joana Martins (poetisa barcelense).

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*

Últimas de

Ir Para Cima