Janeiro 26, 2017 Atualidade, Desporto, Opinião
sportinguista
José Queirós

Mais do mesmo!

Meus caros,

Depois do desaire que foi a eliminação da Taça de Portugal frente ao Chaves, o Sporting regressou à Liga com temperaturas bem mais amenas na ilha da Madeira, frente ao Marítimo. Um adversário difícil, que na sua casa já tinha vencido o Benfica.

A verdade é que após o jogo, uns questionavam incrédulos: mas que é isto? Outros, mais resignados, lá vão dizendo: assim não dá… é impossível! E outros ainda, sabe-se lá a cor da camisola, diziam com um sorriso de orelha a orelha que a equipa tem de jogar mais à bola.

Provavelmente todos têm razão, mas neste jogo com o Marítimo a equipa leonina até nem esteve tão mal como em jogos anteriores. O problema é que mesmo marcando mais golos que o adversário não chega para ganhar o jogo. O erro do árbitro assistente é demasiado grave e inaceitável para passar em claro, e com ele mais dois pontos perdidos a somar a tantos outros que devido a erros de arbitragem colocam o Sporting a 10 pontos do primeiro classificado.

Aquilo que se passou na Madeira foi mais do mesmo, nesta e noutras épocas, onde as regras do futebol são constantemente desvirtuadas. Aconteceu na Madeira, em Guimarães, no Nacional, na Luz e em Alvalade contra o Braga! Estas coisas não acontecem por acaso e explica a atual classificação do Sporting.

É caso para dizer: basta! Os campeonatos devem ser ganhos de forma honesta. Já se sabe que sempre haverá erros. O que não se admite é que sejam sempre em prejuízo do Sporting, enquanto os adversários e arbitragem assobiam para o lado.

Uma palavra de apreço para o nosso Gil Vicente, que conseguiu uma boa vitória, alicerçada numa boa exibição. Oxalá seja para continuar.

Saudações leoninas,

José Queirós.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*

Últimas de

Ir Para Cima