Janeiro 30, 2017 Atualidade, Cultura, Opinião
joanamartins
Joana Martins

Abraço

Carente, me refugio,

No calor do teu abraço

Que me protege do frio,

Do gelo do meu cansaço.

 

E me sinto tão bem

No calor do teu abraço

Que me faz querer ir além

Do aconchego do teu regaço.

 

E faço desse teu abraço,

Uma corda, que não quero soltar

E dela faço um laço

Que recuso jamais desatar.

 

O teu abraço é poesia

Que rima com perdição

E a luz que dele irradia

Ilumina com paixão.

 

E nesse jardim perfumado

Do abraço que me apertou

Voo para todo lado

No cheiro que me enfeitiçou.

 

Incrível o poder que tem um abraço…

 

Por: Joana Martins (poetisa barcelense)

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*

Últimas de

Ir Para Cima