Fevereiro 2, 2017 Atualidade, Desporto, Opinião
benfiquista
Hugo Pombal Lopes

Mais uma jornada…e que jornada!

O Gil Vicente garantiu um ponto difícil e bem pode agradecê-lo ao seu guardião. Parabéns a Vozinha que segurou o empate para a equipa!

Passando, com pesar, para o meu Benfica que parece ter “gasto a sorte toda na primeira volta” como faz menção um jornal desportivo.

Sinto-me obrigado a concordar com essa afirmação uma vez que o futebol da equipa tem muito pouco perfume e já o havia dito que o Benfica se devia debruçar menos sobre a sorte…tem vindo a jogar um futebol mastigado ou – e citando o mesmo jornal – futebol pastilha elástica, um futebol sem criatividade, apático, amorfo.

Confesso que, ainda assim, temos mais que condições criadas para cumprir com os objetivos propostos e que passa por ser novamente campeão até porque, sou o primeiro a dizer, que o Benfica tem um plantel generoso a nível individual e a concorrência não é superior nesse aspeto!

Queria fazer um parêntesis: sou completamente contra dois comportamentos que vejo “nas gentes benfiquistas”. Primeiro, o embandeirar de um discurso isento às arbitragens, que está a cair por terra nestes últimos jogos. Se fomos, somos, ou vamos ser prejudicados é uma certeza inabalável. Agora, todos os outros o são, uns mais, outros menos. Por isso, sejam inteligentes no discurso e façam, também, por merecer ganhar. Apesar de ser adepto do “resultadismo” também acho que o Benfica pode fazer mais e melhor!

Segundo, acho reprovável a “espera” que alguns “adeptos” fizeram à equipa. Estou igualmente indignado com estes últimos jogos da equipa mas estou certo que a atitude, nesta fase, passa por ser de apoio e não revolta. Já vimos por diversas vezes, dentro e fora de portas, que não é forma de se conseguir os melhores resultados!

Espero, francamente, que possamos retomar os bons resultados e até a diferença pontual na próxima semana.

Uma boa semana a todos!

 

Por: Hugo Pombal Lopes.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*

Últimas de

Me deu frio

No sopro de um suspiro Corre em mim, um arrepio Toco nas
Ir Para Cima