Alto…e pára a Liga!

Março 15, 2020 Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo, Opinião
Hugo Pinto

Esta semana não haverá jogos da Liga. Devido ao risco de contágio por Covid-19, também chamado de Coronavírus, o país está quase todo em stand-by. Os serviços estão reduzidos ao mínimo, o atendimento ao público encerrado ou residual, a Primeira Liga de futebol profissional, suspensa.



Se já vai ser complicado ter de andar com a vida suspensa e, em muitos casos, em isolamento, sem a nossa “bola” no fim de semana, o tédio vai ser ainda maior! Mas tem que ser. Tem…que…ser!

Caríssimos amigos, a única forma de parar este vírus é impedi-lo de se propagar. Impedi-lo de continuar a infetar hospedeiros (humanos). Como já foi sobejamente referido em noticiários, a taxa de mortalidade é baixa, incidindo sobretudo em pessoas cujo sistema imunitário esteja enfraquecido, como sejam idosos, doentes crónicos ou outros. Não quer dizer que não contagie os demais. Apenas quer dizer que a probabilidade de morte no caso destes últimos é menor.

Então quer dizer que podemos andar “por aí” à vontade? NÃO! NÃO, de todo!

O verdadeiro caos instalar-se-ia se o número de infetados atingisse um número tal que causasse o colapso do nosso (já frágil) Sistema de Saúde. Que, dessa forma, deixaria de poder dar resposta aos casos mais graves e teria tragicamente de, como já acontece em Itália, começar a selecionar que doentes teriam direito a respiração assistida (aqueles em que a probabilidade de cura seja maior), condenando outros, normalmente os mais idosos ou enfraquecidos, a uma morte quase certa.

Temos, sobretudo, de ser inteligentes. E diligentes. Porque quanto mais proativos formos, mais depressa este problema se resolve. E aproveito para deixar aqui três ou quatro sugestões que farão a diferença:

1) Fique em casa o mais possível. Da mesma forma, evite receber visitas. Só o isolamento social garante a não propagação dos vírus.

2) Lave bem as mãos, com água e sabão, esfregando bem entre os dedos, sulcos das unhas e a zona dos pulsos. Este ato é muito mais eficaz do que aplicar apenas soluções desinfetantes.

3) As máscaras são, em certa medida, uma falsa segurança. Se forem mal aplicadas, não impedem o contágio.  É muito mais seguro manter as mãos limpas e não tocar na boca, nariz e olhos.

4) Em caso de dúvidas contacte a linha Saúde24 – 808 24 24 24. Evite, na medida do possível, hospitais e centros de saúde, a não ser que seja encaminhado por profissionais de saúde.

Assim, resta-nos aguardar que tudo corra pelo melhor e, com o regresso à normalidade, sejam retomados os desafios desportivos desta nossa paixão.

E viva o Benfica.

E pluribus unum

Por: Hugo Pinto*.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade do autor)

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*

Últimas de

Ir Para Cima