Altos e baixos

Setembro 28, 2017 Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo, Opinião
Hugo Pinto

Quando o Benfica parecia finalmente encarreirar, depois de uma agradável exibição no fim de semana, eis que surge o descalabro a que se assistiu ontem, no jogo da Liga dos Campeões.



Sol de pouca dura, fomos brindados no fim de semana com uma exibição mais consistente, a trazer de volta o Benfica dos últimos anos.  Com os jogadores visivelmente mais empenhados, pudemos assistir a um jogo muito mais dinâmico, com futebol bem jogado e, cereja no topo do bolo, golos. Parecia estar de volta o bom e velho Benfica dos últimos anos.

Mas bastou esperar quatro dias. Por momentos tive um déjà vu de uma situação vivida há uns anos, num Estádio BALAÍDOS de má memória. Onde jogadores que não tinham lugar no Benfica, num recital de futebol sóbrio e pragmático, impingiram uma humilhante derrota a um Benfica desinspirado e onde a culpa não era casada com ninguém. Ontem, pareceu muito que estávamos a reviver o pesadelo. Uma equipa mediana, mas com uma frente de ataque perigosíssima, de boa técnica e muito veloz, vulgarizou um Benfica acanhado, envergonhado e sem capacidade de reação. Este é o tipo de equipa que devíamos derrotar em casa…e fora.

Como não adianta estar todas as semanas a “bater no ceguinho”, por aqui me fico. Meio enfastiado, a tomar bastante Kompensan, e a rezar para que lá para os lados da 2ª Circular, como quem vai para Benfica, haja um iluminado que entenda que o maior problema do Benfica esta época, não era o Diretor do Centro de Estágio. Acordem! O Benfica merece e os benfiquistas precisam!

Viva o Benfica!

Por: Hugo Pinto* (Professor)

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade do/a autor/a)

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*

Últimas de

Ir Para Cima