ARCA Dance Studio, Academia Rosália Ferreira e Flash Li Dance colocam Barcelos em destaque no Festival Norte Dança 2018

Abril 19, 2018 Atualidade, Concelho, Cultura, Mundo

Durante o último fim de semana, a EXPONOR recebeu o Festival Norte Dança 2018, uma competição que juntou bailarinos portugueses, espanhóis e brasileiros, entre eles, elementos da ARCA Dance Studio, da Academia Rosália Ferreira e da Flash Li Dance, esta última com polos em Barcelos e Viana do Castelo.



O Festival Norte Dança assinalou, este ano, a 20ª edição. Nesta edição, o painel de jurados era composto por Benvindo Fonseca, Nélson Stein, Eva Azevedo, Pedro Augusto, entre outros nomes sonantes do mundo da dança.

ARCA DANCE STUDIO arrecada seis prémios e o prémio Gala Produção

Domingo, dia 15 de abril, o Dance Studio da Associação Recreativa e Cultural de Arcozelo apresentou dez coreografias de diferentes estilos. Dessas, quatro alcançaram o pódio. Conseguiram o 2º lugar, “Cats Thieves”, na categoria Jazz, nível intermédio; “Les Miserables”, também em Jazz mas nível avançado; e “I hate football! I love dance!”, na categoria de Hip Hop, nível avançado. Já a coreografia “Feeling Brasil”, no estilo livre, nível avançado, arrecadou o 3º lugar.

Para além destes lugares de pódio, arrecadou, ainda, dois prémios especiais: o 3º lugar global de Jazz, com a coreografia “Les Miserables” e o prémio Gala Produção, entregue apenas a uma das escolas a concurso, com a coreografia “Rio”.

Para Daniel Costa, diretor artístico da ARCA Dance Studio, o prémio Gala Produção tem um sabor especial. “Este foi o prémio que nos encheu o coração, porque é talvez das minhas mais fabulosas coreografias, que junta em palco 40 bailarinos numa fusão de estilos. A coreografia na qual depositei parte das minhas energias e que resultou numa brilhante atuação! A Gala Produção é o prémio de um só vencedor, um prémio especial para uma coreografia a apresentar na Gala. Fazê-lo num tão curto espaço de tempo e vê-la dançada tão bem por todos deixou-me de queixo caído”, referiu.

Daniel Costa congratulou, ainda, “as escolas barcelenses que também estiveram no concurso, tais como a Flash Li Dance e a Academia Rosália Ferreira, pelo trabalho mostrado e premiações alcançadas”.



Academia Rosália Ferreira com um 2º lugar

Também de Barcelos, a Academia Rosália Ferreira marcou presença nesta grande competição, com duas coreografias, sendo que uma delas foi premiada com o 2º lugar.

Falamos da coreografia “Rule the World”, com a performance das alunas Beatriz Silva e Bruna Maia, em estilo livre, escalão intermédio, no qual não foi atribuído o 1º lugar.

A segunda coreografia, “Maladie d’Amour”, pela aluna Joana Santos, conseguiu um muito bom 4º lugar, em estilo livre, escalão intermédio.

Rosália Ferreira fez “um balanço bastante positivo e estamos muito satisfeitos com as prestações das nossas alunas. Gostaria de salientar que nesta competição, além da nossa Academia, estiveram presentes mais duas academias de Barcelos, igualmente premiadas nos seus respetivos estilos e escalões e que isso demonstra a evolução que a nossa cidade tem tido, nos últimos anos, na área da Dança”, salientou esta responsável. No entanto, “por outro lado, aproveito para reforçar a importância que os apoios podem ter para podermos desenvolver o nosso trabalho, proporcionando o melhor aos nossos alunos, o que infelizmente nem sempre é fácil, uma vez que esses apoios, até à data, continuam inexistentes”, referiu.

Flash Li Dance igualmente com resultados muito bons

Por fim, mas não por último, a escola Flash Li Dance também se fez representar nesta grande competição de Dança. Com polos em Barcelos e em Viana do Castelo, participou com 14 dos seus alunos, levando a concurso apenas uma coreografia de grupo e cinco solos.

No entanto, os resultados não deixaram de ser notáveis. Um 2º lugar em Solo de Jazz, nível pequenos bailarinos, com “Boom, Boom…Shake The Room!”, pela solista Lara Ferreira e um 3º lugar em Grupo de Hip Hop Intermédio, com “Gangster Gang”, sendo que não houve nem 1º, nem 2º classificado.

Como premiações extra, de referir que esta última coreografia obteve a pontuação mais alta entre todas as coreografias de Hip Hop, Nível Intermédio, entre solos, duos, trios e grupos. “A Máscara” também esteve em destaque, obtendo a 3ª melhor pontuação, também em Hip Hip, no mesmo nível e entre todas as tipologias. Finalmente, a já referida “Boom, Boom…Shake The Room!” obteve, igualmente, 3ª melhor pontuação entre todas as coreografias de Jazz, Nível Pequenos Bailarinos, entre solos, duos, trios e grupos.

Liliana Vilas Boas, responsável desta escola, referiu, através da página da Flash Li Dance no Facebook, que “apesar dos excelentes resultados obtidos, o mais importante, e isto é dito várias vezes aos alunos, é sempre o desempenho em cima do palco. E nesse sentido, a participação neste concurso deixou-me bastante satisfeita, pelo progresso que foi visível em todos os alunos concorrentes! Progresso este, que tem sido uma constante e resultado, para além do meu, do excelente trabalho, a nível da técnica de Jazz, desenvolvido pela Bruna Vilas Boas”, salientou.

Terminou, abordando o Dance World Cup de Barcelona, deste ano. “Contudo, o caminho a percorrer ainda é longo. Próximo desafio serão as finais mundiais do Dance World Cup em Barcelona, que serão as finais com mais concorrentes de sempre. Iremos dar o nosso melhor, tendo sempre presente que a maior vitória ocorre no progresso, evolução e aprendizagem dos alunos”.

Fotos: ARCA Dance Studio/ Academia Rosália Ferreira/ Flash Li Dance.

Imagem: FND.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*

Últimas de

Ir Para Cima