Associação barcelense Recovery faz história em Portugal na área da Saúde Mental

Maio 27, 2017 Atualidade, Concelho, Educação, Entrevistas, Mundo, Política

A 23 de maio de 2017. Esta é a data em que a Região de Saúde do Norte assinou com a Associação barcelense Recovery IPSS, presidida por Miguel Durães, os contratos que visam a entrada em funcionamento de seis camas de Residência de Treino de Autonomia e de dez camas de Unidade Sócio Ocupacional, destinadas à Infância e Adolescência, com patologia associada à Saúde Mental, num compromisso assumido pelos Ministérios da Saúde e do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, no âmbito da Rede Nacional de Cuidados Integrados.

recovery-logo

De salientar que, de acordo com uma nota de imprensa da Administração Regional de Saúde (ARS) do Norte, esta Rede permitirá uma cobertura, na Região Norte, de 2.490 camas, sendo que as únicas (16) destinadas à Saúde Mental – Infância e Adolescência – são as que a Recovery, IPSS trará para Barcelos, sendo, não só, as únicas em todo o Norte, como as primeiras da história, no país.

O Barcelos na Hora abordou o Presidente da Direção da Associação Recovery IPSS, Miguel Durães, que não escondeu o seu regozijo por este momento histórico na saúde mental, “com a assinatura destes dois acordos de cooperação/contratos programa, podemos dizer que fizemos, conjuntamente com o Governo português, história em Portugal. Estas Unidades de Cuidados Continuados Integrados de Saúde Mental, dirigidas a crianças e adolescentes, são as primeiras da história no nosso país, sendo que começarão, de imediato, a funcionar no concelho de Barcelos, dando cumprimento aos anseios de milhares de crianças, jovens e famílias que sofrem num ‘silêncio ensurdecedor’ com os problemas de saúde mental grave”, referiu Durães.

Miguel Durães
Miguel Durães

Quando questionado se a Residência e a Unidade apenas se destinarão a crianças e adolescentes do concelho de Barcelos, o conhecido psicólogo ressalvou que “importa referir que, apesar de estarem sediadas em Barcelos, estas irão servir toda a região Norte do País, sendo que estão previstas, em despacho, outras duas deste género em Lisboa, para a região de Lisboa e Vale do Tejo”.

Num apontamento mais pessoal, este jornal questionou Miguel Durães sobre como se sentia neste momento. “Como barcelense estou muito feliz, como cidadão sinto-me realizado. A Saúde Mental e estas pessoas precisavam muito destas respostas e a Recovery IPSS tem a experiência, ‘alma’ e o ‘coração’ para tudo fazer no sentido de melhorar as suas condições de vida”, concluiu.

Foto: Facebook de Miguel Durães.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*

Últimas de

Ir Para Cima