Associação barcelense RECOVERY IPSS é finalista do prestigiado Prémio Manuel António da Mota

Agosto 5, 2017 Atualidade, Concelho, Cultura, Mundo

A RECOVERY IPSS, presidida por Miguel Durães, foi escolhida como uma das dez instituições finalistas do Prémio Manuel António da Mota, passando à 2ª fase, como anunciado ontem, dia 4 de agosto.

Este é um prémio atribuído pela Fundação Manuel António da Mota, cujo mecenas é o Grupo Mota-Engil e tem a TSF como parceiro de comunicação.

O Comité de seleção, composto por representantes da Fundação Manuel António da Mota e TSF – Rádio Notícias, deliberou a passagem à 2ª Fase de dez instituições finalistas, sendo elas, a barcelense Associação RECOVERY IPSS; a AE2O – Associação para a Educação de Segunda Oportunidade; a Associação das Orquestras Sinfónicas Juvenis Sistema Portugal; a Associação para o Planeamento da Família; o Centro Social e Cultural S. Pedro de Bairro; a Crianças da Vila – Associação de Proteção de Menores e da Família; a Fundação do Gil; o G.A.To- Grupo de Ajuda a Toxicodependentes; a Santa Casa da Misericórdia de Marco de Canaveses; e a Santa Casa da Misericórdia do Peso da Régua.

A fase seguinte será a da avaliação das candidaturas por parte do Júri de seleção, que é composto por Padre Lino Maia – Presidente da Confederação Nacional das Instituições de Solidariedade (CNIS); Dr.ª Maria Joaquina Madeira – Coordenadora Nacional do Ano Europeu do Envelhecimento Ativo e da Solidariedade entre Gerações em 2012; Dr.ª Maria Manuela Eanes – Presidente do Conselho de Curadores da Fundação Manuel António da Mota; Dr.ª Maria Manuela Mota – Vogal do Conselho de Administração da Mota-Engil SGPS e Presidente do Conselho de Administração da Fundação Manuel António da Mota; e Eng.ª Maria Inês Mota Sá – Vogal do Conselho de Administração e Membro da Comissão Executiva da Fundação Manuel António da Mota.




De acordo com a nota publicada na página do prémio (http://premiomam.mota-engil.pt/ ), o “processo de escolha da candidatura vencedora envolverá, nos termos do Regulamento do Prémio, a apreciação in loco dos projetos concorrentes, ação esta integrada no conjunto de reportagens que a TSF-Rádio Notícias irá realizar com cada uma das instituições finalistas”. Assim, cada uma das instituições finalistas será contactada tendo em vista o agendamento das reportagens em apreço.

Miguel Durães

Em declarações ao nosso jornal, o presidente de Direção da RECOVERY IPSS, Miguel Durães, salientou que “sabemos que este é um Prémio muito concorrido no nosso país. Sermos selecionados para a fase final do prémio nacional desta prestigiada Fundação é um grande reconhecimento do nosso trabalho junto dos que estão em situação de desvantagem social e económica, junto daqueles que mais precisam. Pela primeira vez em Portugal existem Unidades de Cuidados Continuados Integrados de Saúde Mental na Infância e Adolescência, que estão sediadas cá em Barcelos. Estamos felizes porque trabalhamos muito e damos muito de nós a esta causa. Da nossa parte, vamos continuar a fazê-lo e a acreditar que um mundo melhor é possível. As crianças e as famílias que sofrem com este drama exigem isso mesmo, o melhor de todos nós”.

O “Prémio Manuel António da Mota” distinguiu, anteriormente, instituições que se destacaram nos domínios da luta contra a pobreza e exclusão social (2010), promoção do voluntariado (2011), promoção do envelhecimento ativo e solidariedade entre gerações (2012), promoção da cidadania europeia e da concretização dos objetivos nacionais inscritos na estratégia Europa 2020 (2013), naqueles que foram os Anos Europeus dedicados a estes temas, tendo distinguido em 2014 as instituições que atuam no domínio da valorização, defesa e apoio à família nas mais variadas áreas, por ocasião do 20º aniversário do Ano Internacional da Família. Em 2015, distinguiu as instituições socialmente inovadoras nas respostas aos problemas sociais, tendo, em 2016, consagrado instituições que se notabilizaram na apresentação de projetos nos domínios da educação, emprego e combate à pobreza e à exclusão social.

Na edição deste ano, a 8ª, a Fundação Manuel António da Mota retoma o tema do combate à pobreza e à exclusão social, com particular enfoque na pobreza infantil, dos jovens e das famílias, acolhendo, ainda no seu âmbito, as questões da educação e do emprego, com que o tema da pobreza se encontra transversalmente correlacionado, distinguindo instituições que se notabilizem pelos projetos apresentados nestes domínios.

O anúncio da candidatura vencedora terá lugar numa cerimónia a realizar no dia 3 de dezembro, a partir das 14h30, no Palácio da Bolsa, na cidade do Porto.

A referida fundação, na nota publicada, refere que “muito nos honrará a presença na cerimónia de todas as instituições concorrentes, ficando desde já aqui o convite que será oportunamente formalizado”, deixando, por fim, uma mensagem a todas as candidaturas, “os nossos parabéns às candidaturas finalistas, e uma saudação muito especial a todas as instituições que nos honraram com a sua candidatura e a quem queremos testemunhar o nosso mais profundo agradecimento”.

Fotos e imagens: RECOVERY/FMAM.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*

Últimas de

Estava com saudades!

Olá, caríssimo leitores, Já estava com saudades que a bola começasse a
Ir Para Cima