Autor

barcelosnahora

barcelosnahora tem 1313 artigos publicados.

Semana da Ciência traz a Barcelos Tim Hunt, Nobel da Medicina em 2001

Novembro 18, 2017 em Atualidade, Concelho, Cultura, Educação, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

O Município de Barcelos e a Rede de Bibliotecas Escolares promovem, entre 20 e 25 de novembro, nas escolas, bibliotecas escolares e Biblioteca Municipal, a Semana Concelhia da Ciência, uma iniciativa que tem como objetivo despertar o interesse dos alunos para a ciência através de dezenas de atividades destinadas aos alunos do 1.º ciclo ao ensino secundário.


Tim Hunt

Um dos destaques da programação deste ano é a presença dos cientistas Cláudio Sunkel e Tim Hunt – Nobel da Medicina 2001 que, no dia 21 de novembro, às 9h30, promovem uma sessão no auditório da Câmara Municipal de Barcelos. Às 15h30, decorre, na Escola Secundária de Barcelos, uma homenagem póstuma ao professor Oliver Smithies, Nobel da Medicina 2007.

Outras das presenças em destaque nesta semana da ciência é da escritora Ana Fernandes, autora do livro como “Levo-te às Estrelas”, e do astrofísico Paulo Maurício de Carvalho, que vão estar nas Escolas Secundárias de Barcelinhos e Alcaides de Faria, no dia 23, entre as 10h00 e as 15h00.

Durante toda a semana, nas diversas escolas do concelho, vão decorrer diversas palestras nos estabelecimentos de ensino, com a participação de Nuno Castro, Ana Paula Esteves, Alice Dias, Mário Rui Pereira e Manuel Filipe Costa. Realizar-se-ão, ainda, oficinas, sessões de poesia, sessões de cinema, jogos educativos, exposições e experiências científicas.

A Semana da Ciência encerra, no dia 25, com a realização da oficina “Skill Robotics”, com Carlos Sousa (All Aboard – Learn Robotics), das 10 às 12h00, na Biblioteca Municipal, para famílias com crianças entre os 9 e os 12 anos, sendo necessário para o efeito proceder a inscrições prévias através do e-mail: bibliotecaanimacao@cm-barcelos.pt.

O Dia Nacional da Cultura Científica assinala-se a 24 de novembro, em homenagem a Rómulo de Carvalho, professor, metodólogo, investigador, e autor de manuais escolares, de livros de divulgação científica e de poesia, estes últimos sob o pseudónimo de António Gedeão.

Segue-se o todo o programa:





Fonte e imagens: CMB.

Gil Vicente empata em Penafiel para a 12ª jornada

Novembro 18, 2017 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

Em partida em atraso da 12ª jornada da LEDMAN Liga Pro, o Gil Vicente FC deslocou-se ao terreno do Penafiel e trouxe para Barcelos um empate a 0 e, com isso, a divisão de pontos.



O jogo iniciou-se pelas 15h00 e foi arbitrado por Jorge Sousa (AF Porto), coadjuvado por Álvaro Mesquita e Nuno Manso, sendo Valdemar Maia o 4º árbitro.

As duas equipas subiram ao relvado do Estádio 25 de Abril, para iniciarem o jogo, com Armando Evangelista, treinador dos durienses a apostar em Ivo Gonçalves, Kalindi, Luís Pedro, João Paulo, José Gomes, Tiago Ronaldo, Ludovic (Romeu Ribeiro, 45’), Fábio Abreu (Fábio Fortes, 58’), Rafa Sousa, Vasco Braga e Gustavo (Gleison, 75’). No banco ficaram José Costa, Luís Dias, Caetano e Diouf.

Já os gilistas, orientados por Jorge Casquilha, alinharam de início com Rui Sacramento, Luiz Eduardo, Vítor Tormena, Luís Tinoco, Miguel Abreu (João Pedro, 72’), Jonathan Rubio, James Igbekeme, André Fontes, Gabriel, Fall (Camara, 58’) e Rui Miguel. No banco ficaram Júlio Neiva, Ricardinho, Henrique, Sandro e Reko.

Num jogo dividido, com os da casa a terem um pouco mais de posse de bola (52% – 48%), o Gil Vicente não conseguiu aproveitar a vantagem numérica que teve a partir do minuto 35 da primeira parte, quando o defesa José Gomes foi expulso com vermelho direto. E por falar em disciplina, do Penafiel, Vasco Braga (25’) e Romeu Ribeiro (51’) foram admoestados com amarelo enquanto Fall (41’), do Gil Vicente, também recebeu uma cartolina da mesma cor. Um elemento do banco penafidelense também foi expulso com vermelho direto, aos 87 minutos.

Na segunda parte, Jorge Casquilha ainda tentou balancear a equipa mais para frente, trocando um médio defensivo por um homem (João Pedro) mais ofensivo mas sem resultados práticos, terminando a partida como começou, ou seja, com tudo a zero.

Sendo assim, os gilistas ficam no 10º lugar da classificação, com 18 pontos em 13 jogos.

Imagens: GVFC (alterada) e DR.

Jornada de muitas emoções

Novembro 17, 2017 em Atualidade, Concelho, Desporto port barcelosnahorabarcelosnahora
Luís Gonçalves

Olá, amigos leitores!

Esta foi uma jornada de muitas emoções!



Comeco pelo líder destacado, o Leões, que nesta jornada não foi além de um empate a zero em Remelhe (6º lugar), num terreno tradicionalmente difícil. Recordo que, no decorrer da semana transata, Miguel Campos deixou de ser treinador do Leões. O treinador que levou esta equipa a conquistar o título de Campeão em 2015-2016 e que, na época passada, conquistou um honroso segundo lugar! Acredito que volte em breve para mais conquistas.

O campeão Pereira voltou ao segundo lugar. Está a um ponto do Leões, fruto da vitória conquistada pela margem mínima (1-0), frente ao Fragoso (13º lugar).

Macieira (3º lugar), equipa que soma só vitórias em casa, voltou a vencer, também pela margem mínima (2-1), a equipa do Palme (8º lugar), que não perdia há 5 jogos.

O Carvalhal (também no 3º lugar) somou a segunda derrota “fora de portas”. Nesta jornada, foi ao Feitos (11º lugar) perder por 1-0. Feitos que, depois da derrota pesada em Carapeços, não mais voltou a perder e, passo a passo, tem subido na classificação.

Leocadenses (5º lugar), que na jornada passada marcou 3 golos, esta semana não quis ficar atrás e também os marcou, só que também sofreu 3! Empatou a 3 em Salvador do Campo (15º lugar). Campo que, a par do Feitos, tem somado pontos, nas últimas 3 jornadas, para fugir aos lugares de descida.

Carapeços (6º lugar), sendo o ataque mais concretizador, com 19 golos marcados, nesta jornada foi a Pedra Furada (18º lugar) dar “chapa 5”. Lembro que o Pedra Furada ainda não pontuou!

O Baluganense (9º lugar) somou o terceiro empate consecutivo. Desta feita, em casa com o Oliveira (13º lugar). A equipa de Balugães marcou 5 golos nos dois últimos jogos mas o Oliveira fez melhor: 7 golos marcados em tantos outros jogos! Bem hajam estas duas equipas por darem ao público aquilo que tanto se quer…os golos!

O novo primodivisionário Perelhal (10º lugar), que depois das duas vitórias consecutivas nas últimas jornadas, esta semana empatou a um, em casa, frente ao Negreiros (11º lugar).

Silva (15º lugar) marcou mais golos nesta jornada do que tinha até então! Nesta jornada também deu “chapa 5”! Foi em casa, frente ao Cossourado (17º lugar). Cossourado que ainda não venceu esta época, para o campeonato! Soma três pontos, fruto de três empates.

Tudo em aberto na Primeira Divisão, sendo que na próxima jornada destaco o Leões-Campo, Leocadenses-Pereira, Oliveira-Macieira e o Carvalhal-Perelhal.

Na Segunda Divisão, o Sequeade vai de “vento em popa”, imparável e o que se pode dizer de 7 jogos, 7 vitórias?! Quem será a equipa a tirar pontos ao Sequeade? Nesta jornada, venceu o Creixomil (13º lugar), por 2-1.

O São Martinho (2º lugar) venceu o Ceramistas (8º lugar), por 2-1. Por coincidência do calendário, estas duas formações estavam em festa nas suas freguesias!

Lijó (3º lugar), com menos um jogo, voltou a vencer “fora de portas”. Foi a Lama (11º lugar) vencer, por2-4. A par do Cambeses, com 6 golos sofridos, são a segunda melhor defesa, a seguir ao Sequeade, com apenas 3.

O Fonte Coberta folgou esta semana e encontra-se no 4º lugar.

Aborim (5º lugar) empatou em Vilar do Monte, a um, frente ao São Mamede (6º lugar). Estas duas equipas estão na luta pelos lugares de subida.

O Chorente ocupa o 6º lugar também e foi vencer ao Milhazes, por 0-1.

Nas duas últimas posições estão o Paradela (16º lugar), que teve a sua primeira vitória, ao vencer Os Estrelas (13º lugar) por uns significativos 4-0! E o Cristelo, que nesta jornada empatou a 2, “fora de portas”, frente ao Cambeses (11º lugar).

Na próxima jornada destaco o grande jogo Lijó-Sequeade mas, também, o Chorente-São Martinho, Estrelas-Fonte Coberta e Aborim-Paradela.

Uma semana feliz, vos deseja o amigo Luís!

Por: Luís Gonçalves*.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade do/a autor/a)

Festival de Teatro de Barcelos: Teatro Experimental de Feitos leva a cena “O Genro Doutor” no Teatro Gil Vicente

Novembro 17, 2017 em Atualidade, Concelho, Cultura, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

No próximo dia 19 de novembro, domingo, pelas 16h00, no Teatro Gil Vicente, o Teatro Experimental de Feitos leva a cena a peça “O Genro Doutor”, no âmbito do XXX Festival de Teatro de Barcelos, organizado por A Capoeira – Companhia de Teatro de Barcelos e pelo Município de Barcelos.



A peça retrata a vida de Ofélia, que só pensa em casar as filhas. Francisco só pensa em ser promovido. Quando surge a oportunidade de satisfazer os desejos dos dois de uma só vez, metem logo as mãos ao trabalho!

Com texto de Lígia Sá e encenação de José Pimentel, conta no elenco com Ana Sofia Quinta (Ofélia), Miguel Pereira (Francisco), Andreia Batista (Quinhas), Vera Sá (Dorinha), Eduarda Vale (Elisa), Anabela Vale (Regina), Rodrigo Alves (Valdemar), Inês Vilas Boas (Neta) e Catarina Quinta (Mariete). Conta, ainda, com a colaboração de Rui Pereira, Rui Miguel Miranda e Carlos Araújo.

A entrada é gratuita mas limitada à lotação da sala. Pode-se efetuar reservas na bilheteira do Teatro, através do e-mail tgv@cm-barcelos.pt ou do telefone 253 809 694.

Fonte e fotos: AC-CTB.

Município de Barcelos e artesã Júlia Ramalho na corrida ao Prémio Nacional do Artesanato 2017

Novembro 17, 2017 em Atualidade, Concelho, Cultura, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

O Município de Barcelos e a artesã barcelense Júlia Ramalho foram selecionados para a fase final do concurso “Prémio Nacional do Artesanato 2017”, promovido pelo Instituto do Emprego e Formação Profissional (IEFP).



Neste concurso, que visa incentivar a produção artesanal, distinguindo os artesãos portugueses, bem como as entidades que se destacam no trabalho desenvolvido na área do Artesanato, Júlia Ramalho está a concorrer para a categoria “Grande Prémio Carreira” e o Município de Barcelos para o “Prémio Promoção para Entidades Públicas”.

O Prémio Nacional do Artesanato integra o Programa de Promoção das Artes e Ofícios criado pelo Decreto-Lei n.º 122/2015, de 30 de junho, que define um conjunto diversificado de incentivos às atividades artesanais, abrangendo, nomeadamente, apoios à valorização de produções e de artesãos que se afirmem pela excelência dos resultados alcançados.

A votação é online e decorre de 15 a 25 de novembro, através do link (basta clicar):

https://certvote.com/mballot/262110/registration.

Concluída esta fase da votação via Internet, o júri do concurso procederá à eleição da candidatura vencedora em cada uma das categorias. O resultado final – e a correspondente entrega dos prémios – será conhecido em cerimónia pública e solene, cuja data e local serão oportunamente divulgados.

As categorias a concurso são: Grande Prémio Carreira, Prémio Inovação, Prémio Empreendedorismo Novos Talentos, Prémio Investigação, Prémio Promoção para Entidades Privadas e Prémio Promoção para Entidades Públicas.

Fonte e foto: CMB.

Festival de Teatro de Barcelos: Teatro Fuori Rotta (Itália) apresenta “Pequenos Crimes Conjugais”

Novembro 16, 2017 em Atualidade, Concelho, Cultura, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

No âmbito do XXX Festival de Teatro de Barcelos, a companhia de teatro italiana Teatro Fuori Rotta leva a cena a sua peça “Pequenos Crimes Conjugais” no próximo dia 18 de novembro (sábado), no Teatro Gil Vicente, pelas 21h30. O Festival de Teatro é uma organização conjunta de A Capoeira – Companhia de Teatro de Barcelos e do Município de Barcelos.



Esta é uma peça, falada em italiano, para maiores de 12 anos, que se desenrola ritmo acelerado, grande comicidade e humorismo sem igual graças à escrita de um dos autores contemporâneos mais representados. Uma brilhante comédia negra com um suspense surpreendente mas também uma sábia reflexão sobre a mãe de todas as guerras: aquela dentro de um casal.

Gilles é vítima de um misterioso acidente. Volta a casa, do hospital, com a mulher, Lisa. Perdeu a memória. É a partir do que ela lhe conta que Gilles tenta reconstruir a sua própria vida. E se Lisa mentisse? Ele é mesmo assim como ela o descreve? E ela é mesmo sua mulher? Através do diálogo cerrado e dos contínuos estímulos descobre-se uma verdade inesperada. O espectador encontra-se continuamente deslocado. Em quem devemos acreditar?

Um espetáculo onde o espectador se identificará com os protagonistas, de início a fim, mas sentindo-se na pele, quer de um, quer da outra.

Com a duração de sensivelmente 1h30, esta peça é de autoria de Eric Emmanuel Schmitt, traduzida por Sergio Fantoni e encenada por Gioele Peccenini.

Já o Teatro Fuori Rotta foi fundado em 2004 em Pádua (Itália). Trabalha a produção e encenação de espetáculos teatrais. Ocupa-se de teatro em prosa e teatro infantil. Idealizou e organizou os encontros “Primavera Teatrale” e “Autunno Teatrale“. Organiza cursos de dicção, recitação, laboratórios teatrais para a escola e terapia teatral.

Em outubro de 2015, inaugurou o Corde Palco, sede artística e operativa da associação e dedicada ao teatro, à música, à dança e à formação. Desde janeiro de 2016 tem a seu cargo a direção artística e a gestão do Teatro ai Colli di Padova.

A entrada é gratuita mas limitada à lotação da sala. Pode-se fazer reservas na bilheteira do Teatro, através do e-mail tgv@cm-barcelos ou do telefone 253 809 694.

Fonte: AC-CTB.

Fotos: DR.

Me deu frio

Novembro 16, 2017 em Atualidade, Concelho, Cultura, Opinião port barcelosnahorabarcelosnahora
Joana Martins

No sopro de um suspiro

Corre em mim, um arrepio

Toco nas teclas do piano

As notas que quero soltar.

 

Faz-se música no ar

E danço, a liberdade em mim

Suspiro, no sopro que me arrepiou

Me deu frio, me congelou.

 

E me aqueço, me protejo

Do arrepio, que me persegue

Sigo devagarinho

Quase que a gatinhar.

 

Digo baixinho:

Acredito em mim e sempre vou acreditar!

E deixo o sopro soprar

A música que continua no ar.

 

E livre continuo a dançar

A dança num arrepio

Me deu frio, me deu frio

Mas me aqueci, dançando.

 

Por: Joana Martins*.



(* A redação do poema é única e exclusivamente da responsabilidade do/a autor/a)

Teatro de Balugas leva a cena “Auto dos Bons Diabos” em Balugães

Novembro 16, 2017 em Atualidade, Concelho, Cultura, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

O Teatro de Balugas apresenta, dia 19 de novembro, pelas 16h00, no auditório da Junta de Freguesia de Balugães, a peça “Auto dos Bons Diabos”. Esta produção teatral integra a programação do ciclo “Teatro no Outono 2017”, uma organização da Fundação INATEL.



A peça é o relato de um artista de teatro popular que se desdobra em histórias e personagens dessa mesma história, do desaparecimento do mundo rural, da festa feita nas terras pelas gentes que contavam apaixonadamente as suas crenças, tradições e costumes, de uma certa ideia de progresso que não serve homens nem comunidades.

– Estou a ficar velho, mas hei-de morrer a cavar a terra, ou nas tábuas do palco,

Ela já mo disse, ó homem cava já o buraco que com as tábuas do teatro faz-se o caixote e assim não se gasta dinheiro com o funeral”.

Baltasar Diabo e a sua companhia são os últimos resistentes do que resta de um vale outrora rural, esvaziado em grande parte pela fuga para as cidades, vilas e estrangeiro. Aqui habitam histórias de resiliência e sobrevivência, onde a cultura popular de gerações resiste nas mãos de um punhado de artistas anónimos.

“Teatro no Outono 2017” é uma organização da Fundação INATEL e que conta com a colaboração do Teatro de Balugas, de A Capoeira – Companhia de Teatro de Barcelos, do Teatro Coelima – Sol no Miral Associação Cultural, da Nova Comédia Bracarense e do Teatro D’ART – Associação Recreativa de Trandeiras.

Fonte e imagens: TB.

Seminário sobre “Os acidentes de trabalho e a ergonomia na hotelaria” organizado pela Escola Superior de Hotelaria e Turismo do IPCA

Novembro 16, 2017 em Atualidade, Concelho, Cultura, Educação, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

A Escola Superior de Hotelaria e Turismo do Instituto Politécnico do Cávado e do Ave (IPCA) organiza o Seminário “Os acidentes de trabalho e a ergonomia na hotelaria”, que decorre amanhã, dia 17 de novembro, pelas 14h00, no Auditório 3, no Campus do IPCA, em Barcelos.



Na União Europeia, morrem por hora, em consequência de um acidente de trabalho ou doença profissional, 17 pessoas. Todos os anos, os acidentes de trabalho vitimam cerca de 7 milhões de pessoas.

Em Portugal, em 2014, foram registados 130.153 acidentes de trabalho, que resultaram na morte de 160 pessoas. Segue-se o programa do Seminário:

Este será a o tema do Seminário sobre “Os acidentes de trabalho e e ergonomia na hotelaria”, organizado, como referido, pela nova Escola Superior de Hotelaria e Turismo do IPCA.

Fonte e imagens: IPCA.

Município de Barcelos leva a cabo exposição coletiva “Presépio – Uma Tradição, Várias Interpretações”

Novembro 16, 2017 em Atualidade, Concelho, Cultura port barcelosnahorabarcelosnahora

Entre amanhã, 17 de novembro, e 6 de janeiro, a Torre Medieval, o Posto de Turismo e a Sala Gótica dos Paços do Concelho – neste local, apenas a partir de 6 de dezembro – serão o “palco” da exposição coletiva “Presépio – Uma Tradição, Várias Interpretações”.



São mais de duzentos os presépios de artesãos barcelenses que estarão expostos, numa iniciativa da Câmara Municipal de Barcelos, que, segundo o Município, “visa mostrar a riqueza do artesanato local e a preponderância desta temática religiosa no imaginário sociocultural da região”. Esta exposição coletiva “Presépio – Uma Tradição, Várias Interpretações” abrange todas as artes e ofícios do concelho de Barcelos.

O presépio é um dos temas mais trabalhados no figurado de Barcelos e é, também, dos mais procurados, não só pela variedade e tipologia das representações, mas também pelo valor simbólico que tem para as comunidades locais, onde o Natal continua a ser uma das celebrações mais importantes do calendário religioso e cultural anual.

Artesãos como Rosa Ramalho, Rosa Côta, Mistério, Ana Baraça, Maria Sineta, e tantos outros, notabilizaram esta produção no contexto da arte popular, abrindo novos caminhos para uma perceção mais alargada do figurado barcelense, que é um dos poucos produtos artesanais certificados em Portugal.

Num contexto de Cidade Criativa da UNESCO, a exposição espelha o manancial cultural e criativo dos artesãos barcelenses.

Fonte e imagens: CMB.

1 2 3 132
Ir Para Cima