Balanço positivo após um ano de Projeto “Canecas”

Março 14, 2018 Atualidade, Concelho, Cultura, Educação, Mundo, Política

A Vice-Presidente da Câmara Municipal de Barcelos, Armandina Saleiro, apresentou,  no passado dia 9 de março,  na Escola EB2,3 Rosa Ramalho, em Barcelinhos, um balanço do Projeto “Canecas 2017”, bem como das atividades que se realizarão ao longo deste ano.



Segundo Armandina Saleiro, “o balanço é extremamente positivo”, pois este projeto “cruza várias dimensões, nomeadamente património, artesanato, educação e inclusão”. E concluiu, dizendo que “Barcelos além de uma Cidade Educadora, é agora uma Cidade Criativa, e este projeto é a prova viva da criatividade dos jovens que são agora reconhecidos pela comunidade pelo trabalho que desenvolvem”.

São várias as atividades propostas para este ano. Entre elas, visitas a escolas para dar a conhecer o projeto; sessões de esclarecimento; convite a artistas plásticos barcelenses que irão lançar o desafio aos jovens alunos para darem asas à imaginação; e exposições.

Este projeto é inovador e tem como principal objetivo proporcionar experiências significativas que permitam e facilitem, através da arte, a promoção, a autonomização e o desenvolvimento de competências ligadas ao mundo do trabalho.

O “Canecas” é um projeto interdisciplinar e comunitário desenvolvido pelo Agrupamento de Escolas Rosa Ramalho que cruza três ideias-chave: a inclusão social, a promoção do artesanato e dos produtos locais e a cooperação com o Caminho de Santiago.

Na passagem por Barcelinhos, os caminheiros de Santiago levam uma recordação única: canecas desenhadas pelos alunos com NEE, do Agrupamento de Escolas Rosa Ramalho.

Produzidas no concelho, as peças de cerâmica são totalmente personalizadas pelos estudantes e colocadas nas escolas, à mercê dos caminheiros. Além das canecas, o projeto envolve, também, a produção e a promoção de bolachas, chás, compotas e ervas aromáticas.

O projeto conta com o apoio do Município de Barcelos, no âmbito das Cidades Educadoras, da EDP Solidária Inclusão Social 2016, um programa da Fundação EDP, entre outros, desenvolvendo-se numa lógica de trabalho em rede com múltiplas instituições do domínio educativo.

Fonte e fotos: CMB.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*

Últimas de

Sente

Sobre sentir Sei apenas que sinto Tenho muito que descobrir Não minto.

Pin It on Pinterest

Shares
Share This

Partilha esta Notícia

Partilha com os teus amigos

Ir Para Cima