Barcelense RECOVERY IPSS vence novo prémio nacional: o BPI Solidário e Fundação La Caixa 2018

Junho 26, 2018 Atualidade, Concelho, Cultura, Educação, Mundo, Política

O dia de ontem resultou em mais uma data histórica, não só para a RECOVERY IPSS, presidida por Miguel Durães, como para Barcelos e para a área da saúde mental em Portugal. A IPSS barcelense foi distinguida, novamente, a nível nacional, desta feita, com o Prémio BPI Solidário e Fundação La Caixa 2018.



A cerimónia de entrega dos prémios decorreu em Lisboa, presidida por Artur Santos Silva, Presidente honorário do BPI e Presidente da Fundação La Caixa em Portugal, que entregou o prémio à RECOVERY na companhia de António Barreto, presidente de um júri composto por pessoas com um percurso sobejamente reconhecido pela sociedade.

Foram reconhecidas 21 IPSS a nível nacional, entre elas, também, a Cruz Vermelha de Barcelos – Delegação de Barcelos, com um prémio na ordem dos 23 mil euros. Já a RECOVERY recebeu um expressivo prémio de 50 mil euros para dotar aquelas que se constituíram como as primeiras Unidades de Cuidados Continuados Integrados de Saúde Mental na Infância e Adolescência da história do nosso país.

A dotação dessas Unidades passa por bens materiais e equipamentos tecnológicos para melhorar a sua prestação de serviços junto de crianças e jovens com problemas graves de saúde mental e seus familiares e/ou cuidadores informais.

Esta IPSS barcelense foi, igualmente, reconhecida pelo seu trabalho na defesa da saúde mental a nível nacional e internacional, junto daqueles que se encontram em situação de pobreza e exclusão social.

Acompanhado de Teresa Lomba, Flora Neco Durães, Rita Rodrigues e Sara Lomba, Miguel Durães, numa breve nota, deixou o seu agradecimento pelo prémio, salientando que “partilhamos este Prémio com todos os que caminham diariamente connosco, na luta por esta nobre causa”.

Prémio BPI Solidário

O BPI Solidário é um prémio anual de 750 mil euros para combater a Pobreza e a Exclusão Social, tendo como objetivo “apoiar projetos que promovam a melhoria das condições de vida de pessoas que se encontrem em situação de pobreza e exclusão social”.

Foi criado em 2016 e já atribuiu 1,4 milhões de euros em donativos, distribuídos por 32 projetos de norte a sul do país e ilhas.

Este Prémio destina-se a todas as instituições privadas sem fins lucrativos, sedeadas em Portugal, cujos projetos tenham como objetivo melhorar as condições de vida das pessoas que se encontram em situação de pobreza e de exclusão social.

Fotos: DR/MD.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*

Últimas de

Pin It on Pinterest

Shares
Share This

Partilha esta Notícia

Partilha com os teus amigos

Ir Para Cima