Barcelenses Inspiradores: Porfírio Isidoro

Agosto 15, 2019 Atualidade, Concelho, Desporto, Entrevistas, Opinião

A rubrica Barcelenses Inspiradores tem dado a conhecer figuras barcelenses que, pelo seu modo de vida, ideações, conquistas, trabalho e talento, deixam-nos a todos orgulhosos. Esta semana damos melhor a conhecer Porfírio Isidoro.

Se tiver interesse em participar ou em sugerir alguém inspirador para esta rubrica, escreva para o email: barcelensesinspiradores@outlook.pt.



Porfírio Isidoro foi o fundador do Clube Karate de Barcelos (CKAB).

Um homem de 59 anos, pai de dois filhos, tem dedicado a sua energia e talento ao karaté, desenvolvido a modalidade no nosso concelho. Procura instruir e impactar positivamente os nossos jovens pois acredita que estes são os pilares do futuro.



Quem és tu? Conta-nos quem és apenas como tu te conheces.

Chamo-me Porfírio Isidoro, tenho 59 anos. Sou natural de Dornelas – Amares, mas vivi em Braga, onde passei a minha juventude. A gratidão, lealdade e honestidade são princípios que estão relativizados, mas eu sempre os caracterizei em mim próprio.

O que fazes é uma extensão de quem és?

Entre outras atividades, o Karate é onde mais me revejo. Primeiro, porque tenho oportunidade de conviver e desenvolver todos os seus princípios, e também de os promover a outras gerações.

 De que forma impactas a vida do próximo?

Quando falamos sobre nós próprios é sempre relativizado. Prefiro que a obra fale por mim. O Karate no Concelho é uma realidade, uma modalidade marcial e desportiva que muitos praticantes têm tido a experiência para a sua autoestima e para o enriquecimento da nossa cidade com os sucessos desportivos que vimos alcançando ao longo de 37 anos de atividade.

Se pudesses ter a atenção do mundo durante 5 minutos, o que dirias ou farias?

Gosto de Paz, Justiça e Solidariedade. Somos todos diferentes e neste caminho, esses princípios são difíceis de conciliar com a sociedade que vivemos. Sou resiliente. A persistência e superação têm permitido que nesse domínio tenha alcançado na plenitude. O caminho ainda não chegou ao fim, muitas coisas boas vão acontecer. O trabalho e a dedicação naquilo que acreditamos está em curso e como o sucesso depende muito, também, da sociedade barcelense, só espero é que continuem também a acreditar como eu acredito.

Ao longo da tua vida, quem foram algumas das pessoas que mais te influenciaram?

O Agostinho da Silva, o Zeca Afonso, o António Variações, José Ramos…entre outros que me revejo numas e noutras situações. Uns pela sabedoria, frontalidade, pragmatismo, mestria nas artes. O que nos devolve felicidade é o que nos deveria interessar da vida e pessoas notáveis, seja física ou espiritualmente, deveriam ter maior respeito.

Atualmente, que figuras de influência tomas como exemplo?

Para mim são mesmo as Pessoas. Tenho algumas que são notáveis e que procuro nelas a referência para mim. A sinceridade é um valor inestimável e desde que sejam sinceras, eu continuarei a lutar por elas. Essa é a minha causa.

Diz-nos um barcelense que te inspire e porquê.

O Prof. Jorge Coutinho era um homem do desporto. Deu muito ao desporto em Barcelos. Eu, como treinador do Clube Karate de Barcelos, que muitos campeões tenho feito e afirmando um clube no nosso concelho, sinto que Barcelos ainda não agradeceu convenientemente a esse homem pelo que fez.

Como gostarias de ser recordado?

Sobretudo desportivamente. A ligação ao desporto é uma realidade. Mais que um dia ser recordado é, no presente, lembrar-se do CKAB e do que podemos ser úteis aos jovens que são os homens e mulheres de amanhã.

Por: Sandra Santos (Poeta e Tradutora) e Iara Brito (Criminóloga)*.

(* A redação do artigo é única e exclusivamente da responsabilidade das autoras)

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*

Últimas de

Ir Para Cima