Barcelos inicia processo de adesão à Academia Internacional de Cerâmica

Fevereiro 25, 2019 Atualidade, Concelho, Cultura, Mundo, Política

O Museu de Olaria de Barcelos pretende integrar a Academia Internacional de Cerâmica, uma entidade associada da UNESCO, que tem como objetivo estimular a fraternidade e a comunicação entre profissionais cerâmicos de todos os países, desenvolvendo formas de cooperação internacional destinadas a promover a cerâmica e encorajando e suportando os mais altos níveis de qualidade de produção, dentro das diferentes culturas cerâmicas.



No sentido de concretizar esta intenção, a Câmara Municipal de Barcelos deliberou, em reunião ordinária de 22 de fevereiro, remeter à Assembleia Municipal, para apreciação e votação, o pedido de autorização para a integração do Museu de Olaria de Barcelos na Academia Internacional de Cerâmica.

A integração do Museu de Olaria nesta rede revela-se de “grande importância para a valorização, dinamização e enriquecimento do património local”, refere o Município em nota. Com efeitos, a interação entre os membros valoriza o conhecimento e a mudança cultural e as contribuições coletivas resultam no enriquecimento de forma significativa da cerâmica a um nível internacional. A Academia está empenhada em realizar projetos de grande escala para promover a cultura cerâmica, bem como debater, trocar, refletir e compartilhar conhecimentos. A influência da sua rede internacional é expressa em escala global e local e presta especial atenção à integração e especificidades.

A Academia Internacional de Cerâmica foi fundada em 1952 por Henry J. Reynaud. Associada à UNESCO desde 1958. É composta atualmente por 650 membros e constitui um acesso privilegiado a uma comunidade internacional que promove a cerâmica contemporânea através de uma larga rede de artistas, de críticos, de escritores, de historiadores, de galeristas, de museus e de outras instituições relacionadas.

Os seus membros são oriundos de cerca de seis dezenas de países de todo o mundo, figurando até agora três membros portugueses, sendo Portugal um dos países com uma tradição na cerâmica mais forte e menos representada.

A Academia é, hoje, a única associação que atua internacionalmente, reunindo ceramistas, artistas, designers, escritores, colecionadores, galeristas, curadores, conservadores e um vasto painel de instituições de prestígio.

Fonte e foto: CMB.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*

Últimas de

Ir Para Cima