Bas Dost

Março 23, 2017 Atualidade, Desporto, Opinião
sportinguista
José Queirós

O Sporting foi o primeiro dos três grandes a entrar em cena e, naturalmente, venceu sem grandes dificuldades. Já os outros dois não demonstraram a sua superioridade perante dois adversários que se bateram muito bem! O Porto, que há mais de um ano não sabe o que é liderar, desperdiçou uma excelente oportunidade para chegar ao primeiro lugar…mas faltou-lhe capacidade emocional para gerir essa situação!

Voltando ao Sporting, que no meu caso, é o que mais interessa, apraz-me registar a elevação dos seus adeptos! Com efeito, só um clube de enorme dimensão é que tem nos seus jogos uma moldura humana sempre acima das quarenta mil pessoas! Gostaria de ver se os outros rivais teriam nos seus estádios mais de trinta mil se estivessem, nesta altura do campeonato, arredados do título. É impressionante o fervor clubístico destes adeptos, quer em Alvalade, quer no apoio fora de casa! Mas, afinal, o que os move para verem o seu clube jogar quando estão tão distantes do primeiro lugar? A resposta é simples: paixão pelo clube e também Bas Dost. O holandês está num excelente momento de forma e motivado com a possibilidade de ser “Bota de Ouro”, tornando-o num avançado temível, estando, neste momento, a apenas um golo de Messi! O avançado do Sporting promete um final de época interessante, mesmo sabendo que a concorrência é galática! Com seis golos nos últimos dois jogos, Bas Dost tem sido o autêntico abono de família dos “Leões”, e, se por um lado, é ótimo contar com um avançado desta categoria, por outro lado, depender tanto de um jogador é preocupante! Quem marca golos quando não estiver Bas Dost? Esta é uma questão para se resolver para a próxima época. Se ele é assim na época de estreia, o que poderá fazer na próxima época! Daqui se pode concluir que é preferível ir buscar poucos mas bons, ajudando a crescer os da “formatação”, do que muitos mas sem qualidade para entrar “de caras” na equipa!

Quem também está em grande é o Sporting B, que desde que saiu João de Deus tem somado vitórias atrás de vitórias, deixando os últimos lugares, estando já quase tranquilo na tabela classificativa.

Finalmente, o grande Gil Vicente foi a Olhão e não teve dificuldades para somar mais três pontos, sendo na segunda volta uma das melhores equipas do campeonato.

Saudações leoninas.

Por: José Queirós*.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade do/a autor/a)

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*

Últimas de

Ir Para Cima