Bronca

Maio 11, 2017 Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo, Opinião
josé-queirós
José Queirós

Com o título a poder ser garantido na próxima jornada, o Benfica prepara-se para ser “tetra” pela primeira vez na sua história. Com muita felicidade e ajuda, mais uma vez, lá venceu em Vila do Conde.

O Porto, mais uma vez, voltou a empatar e só se pode queixar de si mesmo, pois teve imensas oportunidades para retirar o título ao Benfica e nunca as soube aproveitar, o que demonstra falta de “estofo de campeão”. Um problema que se poderá perpetuar!

O meu Sporting derrapou, de forma inesperada, e foi, surpreendentemente, derrotado como há muitos anos não se via. Catalogou o presidente de deprimente a exibição naquele domingo, ao início da tarde. De facto, não há desculpas para uma exibição paupérrima, aliada a erros infantis, que foram determinantes para o resultado final.

Há que retirar ilações desta, e de outras exibições, para na próxima época não se cometerem os mesmos erros. Houve muitos erros, quer na elaboração do plantel, quer nas abordagens em alguns jogos, em que a displicência foi evidente, principalmente ao nível da concentração!




A “papel químico” foi o jogo do Gil Vicente, que também esteve a vencer por 1-0 e, nos minutos finais, acabou surpreendido e derrotado por 3-1. Também aqui, há que rever alguns aspetos que a nova direção terá que solucionar.

Saudações leoninas!

Por: José Queirós*.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade do/a autor/a)

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*

Últimas de

Santa Maria FC já joga

Iniciaram os jogos do futebol distrital, organizados pela Associação de Futebol de

Pin It on Pinterest

Shares
Share This

Partilha esta Notícia

Partilha com os teus amigos

Ir Para Cima