Burak Çayci: “Obrigado SOPRO, obrigado UE, obrigado aos meus amigos voluntários e obrigado Portugal!”

Março 2, 2020 Atualidade, Concelho, Cultura, Mundo, Opinião
Burak Çayci

O voluntário Burak Çayci veio de Ankara, na Turquia, e esteve a fazer voluntariado na SOPRO entre janeiro de 2019 e janeiro de 2020, através do Serviço Voluntário Europeu, financiado pelo Erasmus+.



«No primeiro dia que cheguei a Portugal estava bastante animado, mas, ao mesmo tempo, não sabia o que ia fazer neste país e nem sequer entendia a língua. No entanto, estava pronto para ter um novo desafio durante um ano.

Depois de algumas semanas, comecei a entender e a aprender como os portugueses vivem e tentei adaptar-me ao estilo de vida de Portugal. Claro que não foi fácil, mas quando tenho um objetivo, não desisto facilmente antes de o alcançar. Tinha algumas bases de Espanhol que aprendi no passado e foi uma grande ajuda para começar a compreender o Português.

Loja Social de Esposende – O meu local de Voluntariado

Trabalhei num local chamado Loja Social, em Esposende, um lugar que funciona sem dinheiro e é realmente muito bom. Basicamente, as pessoas trazem algo, como roupas, sapatos, acessórios, material escolar ou de casa. Cada objeto tem um valor em pontos, que é calculado pelos voluntários da Loja. Após a atribuição de pontos, as pessoas podem trocar por outros objetos em exposição na Loja Social, cada pessoa pode trocar uma vez por mês.

Esta ideia é realmente incrível, porque algo que as pessoas não precisam ou não desejam usar pode ser útil para outra pessoa e, dessa forma, apoiamos a “Reutilização”. Tudo o que recebemos é controlado, se estiver em mau estado, deixamos para a “reciclagem” ou, caso contrário, colocamo-las na loja. Com o dinheiro recebido da reciclagem, compramos comida para a loja, disponível apenas para famílias carenciadas.

A minha tarefa era, principalmente, controlar e registrar todas as coisas que recebíamos, organizar prateleiras, alimentos e ajudar a equipa da Loja Social. Gostei muito do tempo que lá estive e aprendi muitas coisas. Percebi, uma vez mais, a importância da reutilização, reciclagem e da Solidariedade. Talvez o meu trabalho não estivesse diretamente conectado às pessoas, mas contribui para algo relacionado com elas, o que me deixa extremamente feliz.

Outro efeito positivo na minha estadia foram os meus colegas. Foram muito prestáveis e amigáveis comigo durante todo o ano e aprendi muitas coisas com eles. Gostaria de agradecer muito às pessoas da Loja Social.

Também tive a oportunidade de continuar como árbitro de futebol em Portugal, algo que já fazia na Turquia. Esta oportunidade proporcionou-me conhecer novas pessoas e ver como a arbitragem funciona em Portugal, para além de me ajudar a aprender português. Hoje em dia, ainda arbitro jogos da A.F. Braga. Talvez um dia tenha a oportunidade de arbitrar um jogo da Liga NOS!

Apenas no último dia me apercebi que passei um ano em Portugal a fazer voluntariado. O tempo passou a voar com todas as pessoas incríveis que conheci. Foi um ano emocionante para mim quando passei as últimas horas na Loja Social. Talvez eu não esteja saindo de Portugal hoje, mas vou terminar meu projeto voluntário neste local na Loja Social…

Burak ÇAYCI, Projeto Make the Change Happen

A única coisa que me deixa triste é que não vou mais trabalhar com essas pessoas incríveis, mas acredito que fiz um ótimo trabalho aqui e aprendi muitas coisas que não aprenderia na escola ou em qualquer outro lugar. Sinto-me feliz com isso e estou totalmente satisfeito com o tempo que passei lá.

Viver como voluntário num lugar que nunca tinha estado, aprendendo uma língua nova, viver uma cultura completamente diferente da minha, encontrar pessoas incríveis que nunca teria oportunidade de conhecer, criar novas memórias, visitar lugares incríveis e experimentar novos alimentos. Acho que fiz a mudança acontecer enquanto estive a viver esta experiência.

Por fim, gostaria de agradecer à minha família, que sempre me apoiou, e, principalmente, a todos que me deram e me ajudaram a ter esta oportunidade. Obrigado SOPRO, obrigado UE, obrigado aos meus amigos voluntários e obrigado Portugal!»

Por: Burak Çayci* (Voluntário SOPRO).

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*

Últimas de

Ir Para Cima