Câmara Municipal de Barcelos faz balanço da Festa das Cruzes 2018

Maio 9, 2018 Atualidade, Concelho, Cultura, Mundo, Política

A “Festa das Cruzes 2018 ficou marcada pelo sucesso”. É com esta frase que a Câmara Municipal de Barcelos inicia a sua breve análise às festividades deste ano.



A primeira grande romaria do Minho terminou no domingo, 6 de maio, após doze dias de festa, ao longo dos quais a cidade de Barcelos acolheu milhares e milhares de visitantes.

Muitos foram os pontos altos desta Festa das Cruzes, que apresentou um cartaz “rico e transversal e, assim, registou autênticas enchentes em diversas ocasiões”, como por exemplo no concerto da fadista Mariza (30 de abril), na Batalha das Flores (1 de maio) ou na Grandiosa Procissão da Invenção da Santa Cruz (3 de maio), continua o Município.

Entre os muitos visitantes, a romaria contou com a presença da conceituada artista plástica Joana Vasconcelos que, juntamente com o Presidente da Câmara Municipal de Barcelos, Miguel Costa Gomes, assistiu ao concerto de Mariza e ao fantástico espetáculo de cor e alegria que foi a Batalha das Flores.

A grande novidade da edição deste ano foi a criação de um terceiro palco, na Frente Ribeirinha, onde se realizaram os espetáculos de Herman José, Mariza e o festival de dança, com a participação das escolas do concelho, que “revelou-se um êxito absoluto”.

O Presidente da Câmara Municipal considera que “a aposta foi ganha, claramente”, e para além do público, que ali encontrou as melhores condições para assistir aos referidos espetáculos, “os próprios músicos ficaram satisfeitos”.

“A Frente Ribeirinha é um espaço para o qual temos de olhar de forma diferente, porque é um local lindíssimo”, salientou Miguel Costa Gomes, fazendo um balanço “extremamente positivo” de mais uma edição da Festa das Cruzes.

Entre 25 de abril e 6 de maio, a Festa das Cruzes encheu a cidade de alegria, com animação diária, aliando o religioso e o popular, tendo este ano como pano de fundo a integração de Barcelos na Rede de Cidades Criativas da UNESCO, que aliás foi o tema escolhido para a Batalha das Flores.

A tradição esteve sempre presente, caso dos tapetes de pétalas na Igreja do Senhor da Cruz, cuja beleza deslumbrou os muitos milhares que, neste dias, visitaram aquele templo. Por outro lado, o arraial “Bamos às Cruzes” voltou a levar muita animação à Alameda das Barrocas, que ao longo de seis noites vibrou com muita música até de madrugada, atraindo cada vez mais o público jovem para a Festa das Cruzes.

Os arcos de romaria de 46 freguesias do concelho, o folclore de rua, o fogo do rio ou as rusgas ao Senhor da Cruz foram outras das muitas atrações que “fizeram da Festa das Cruzes 2018 um verdadeiro sucesso e que lhe permitem continuar a afirmar-se como a primeira grande romaria do Minho e uma das maiores do país”, conclui o Município.

Fonte e foto: CMB.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*

Últimas de

Pin It on Pinterest

Shares
Share This

Partilha esta Notícia

Partilha com os teus amigos

Ir Para Cima