Capítulo 26 – Balanço energético: chave do sucesso

Novembro 6, 2019 Atualidade, Concelho, Cultura, Mundo, Opinião
Sara Barbosa

Quando o objetivo é a perda de peso, devemos comer menos do que o que gastamos – trata-se de um balanço energético negativo. Contudo, muitas vezes, perder peso é associado a restrição extrema e alimentação de baixa qualidade. Esta associação é totalmente errada.



Atualmente, tenho-me deparado com alguma mudança de mentalidades e acho que já há uma maior consciência de que uma perda rápida de peso não tem bons resultados a longo prazo.

Portanto, o foco é a melhoria da qualidade da alimentação e, consequentemente, a melhoria da saúde, para além da questão estética. A educação alimentar é muito importante e, acima de tudo, é importante perceber que ter qualidade alimentar não exige sacrifício, é uma questão de adoção de novos hábitos e de aquisição de um estilo de vida mais saudável.

As estratégias a nível de quantidade alimentar, qualidade e o próprio timing do consumo são os pilares para atingir os objetivos pretendidos. Para além disso, não se esqueça de adotar o lema: “descasque mais e desembale menos”.

E lembre-se sempre que nenhum organismo é igual! A individualidade é essencial!

Por: Sara Barbosa*.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade da autora)

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*

Últimas de

Ir Para Cima