Carvalho da Silva em conferência organizada pela APROTURM

Junho 12, 2019 Atualidade, Concelho, Cultura, Mundo, Política

A APROTURM – Associação dos Profissionais de Turismo do Minho organiza a sua 1ª Conferência, subordinada ao tema “As Profissões do Turismo no Desenvolvimento de Portugal”, que tem como principal orador Manuel Carvalho da Silva, antigo Secretário-Geral da CGTP e natural de Viatodos, Barcelos. A mesma terá lugar a 13 de junho, pelas 15h30, no auditório do Hotel Bagoeira, em Barcelos.



Manuel Carvalho da Silva foi operário eletricista, ativista sindical e secretário-geral da CGTP-Intersindical Nacional entre 1986 e 2012. Licenciado e doutorado em Sociologia pelo ISCTE-IUL. É coordenador do Laboratório Colaborativo para o Trabalho, Emprego e Proteção Social (CoLABOR) e do polo de Lisboa do Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra (CES-UC). Foi Professor Catedrático convidado da Universidade Lusófona entre 2011 e 2016. É Vice-Presidente do Conselho Geral da Universidade do Minho e Membro do Conselho Técnico-Científico da Escola Superior de Saúde do Alcoitão. Autor de vários livros e de centenas de artigos publicados, intervém regularmente no espaço académico e em iniciativas de caráter social e político sobre temas como o trabalho, o emprego, o sindicalismo, o Estado Social, o desenvolvimento, a Europa, a globalização. É colunista regular do Jornal de Notícias desde 2011 e comentador residente na Rádio Renascença desde 2012.

A sua intervenção versará sobre «O Trabalho e o Turismo num mundo complexo: condicionalismos, potencialidades, formações e profissões». Abordará os condicionalismos, potencialidades, formações e profissões; multiplicidade de bloqueios, desafios “mágicos”, inseguranças, medos; tecnologias são influentes, mas há outros fortes fatores de transformação da sociedade e do trabalho; a “importância” e o papel dos países no mundo estão a alterar-se. Vamos viver com influências políticas e culturais novas e com mobilidades crescentes e muito diferenciadas; o Turismo: amplitude do setor, o espaço territorial, as zonas urbanas e o “interior”; o trabalho é central na vida das pessoas e está debaixo de novas tensões; OIT 2019 – “Trabalhar Para um Futuro Melhor”; quatro questões nevrálgicas nas relações Trabalho/Atividades do Turismo; Digital, Robotização, Inteligência Artificial: – Estão aí acelerando e trazendo novas mudanças. Que não têm de ser apocalíticas! – Estamos numa “Era Digital”, não na “Sociedade Digital”; Como preparar o Futuro? – Cenários prospetivos trabalhados consistentemente, – Respondendo às exigências do presente contínuo. – E tendo presente que há períodos de transição. E há um fosso entre a potencial existência de uma tecnologia e a sua efetiva aplicação; Que Atividades e Profissões no Turismo na “Era Digital”?; Desafios ao sistema de ensino secundário e superior e a outras aprendizagens e formações; O “paradigma” dos profissionais subcontratados, contratados por tarefa ou à peça.

Imagem: APROTURM.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*

Últimas de

Ir Para Cima