Arquivo de Categorias

Atualidade - page 2

RECOVERY IPSS recebe Prémio Cinco Estrelas Regiões 2019 (Braga) em Viseu

Maio 23, 2019 em Atualidade, Concelho, Cultura, Mundo, Política port barcelosnahorabarcelosnahora

IPSS barcelense entre as distinguidas do distrito de Braga tal como o Galo de Barcelos

No passado dia 17 de maio, pelas 17h30, realizou-se, no Solar do Vinho do Dão, em Viseu, a cerimónia de entrega do Prémio Cinco Estrelas 2019, que reconhece e valoriza marcas de presença regional de alta qualidade para a população, identificando o que de melhor existe em Portugal.



Entre ícones e marcas de todos os distritos do país, arquipélagos incluídos, estava a Associação RECOVERY IPSS, como uma das grandes novidades deste ano, numa nova categoria, a dos Cuidados de Saúde Mental.

Do distrito de Braga, para além da IPSS barcelense, foram distinguidos ícones como o Galo de Barcelos (Artesanato), Castelo de Guimarães (Monumentos Nacionais), Parque Nacional da Peneda-Gerês (Reservas, Paisagens e Barragens), Festas de São João de Braga (Festas, Feiras e Romarias), Praia de Apúlia (Praias), Café Vianna (Cafés Históricos), assim como marcas, como Só Barroso (Stands Multimarcas) e Tek4life (Lojas de Tecnologia).

A cerimónia, apresenta por Mário Augusto e Diamantina Rodrigues, teve o Presidente da Câmara Municipal de Viseu, Almeida Henriques, como anfitrião. O final de tarde e noite foi preenchido por momentos musicais e humorísticos, sendo que, no final, foi sorteada a cidade de Aveiro como cidade-sede da próxima cerimónia.

Recebendo o galardão das mãos de Ana Lourenço, cofundadora e partner do Prémio Cinco Estrelas, o Presidente da Direção da RECOVERY IPSS, Miguel Durães, aludiu, no seu discurso, ao crescente número de pessoas com problemas de saúde mental, enaltecendo a importância deste prémio para a instituição por si presidida, apelando a um maior apoio por parte de todos a estas pessoas a necessitarem de ajuda.

Fotos: DR.

Tiago Bernardo, novo Chefe de Núcleo de Barcelos, fala sobre o futuro do escutismo em Barcelos

Maio 23, 2019 em Atualidade, Concelho, Cultura, Educação, Entrevistas, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

Nova Junta de Núcleo – Equipa São Jorge – tomou posse a 11 de maio último

No passado dia 11 de maio, o Centro Social e Paroquial de Arcozelo foi o local escolhido para a tomada de posse da nova equipa que dirigirá a Junta de Núcleo de Barcelos do Corpo Nacional de Escutas para o próximo triénio.

Tiago Bernardo é o novo Chefe de Núcleo e encabeça uma equipa constituída, igualmente, por Paulo César Silva (Chefe de Núcleo Adjunto), José Pedro Ferreira (Secretário Administrativo), Gonçalo Faria (Secretário Financeiro), Ricardo Carvalho (Secretário Pedagógico), Ana Félix (Secretária de Comunicação e Imagem), Nádia Eira (Secretária dos Adultos) e António Novais (Secretário de Património e Proteção Civil). O Padre Marco Gil, Pároco de Arcozelo (São Mamede) é o Assistente de Núcleo.



Ao Barcelos na Hora, o Chefe Tiago Bernardo aceitou responder a algumas questões, por escrito, dando a sua análise a alguns assuntos e falando um pouco daquilo que pretendem para estes três anos à frente dos destinos dos Escuteiros do Núcleo de Barcelos.

O que viu nas pessoas que escolheu para o acompanhar neste projeto de direção do Núcleo?

Esta pergunta é fácil de responder. Quando estava a constituir equipa, coloquei um objetivo a mim próprio, objetivo esse que era: quem eu convidar para a equipa tem que aceitar com espírito de missão.

As pessoas que me acompanham neste projeto são pessoas com provas dadas no Corpo Nacional de Escutas, no que diz respeito a trabalho desenvolvido dentro dos Agrupamentos, como na própria estrutura do Núcleo, passando pela Junta Regional de Braga. Paralelamente a este trabalho que estes elementos têm, são pessoas que são meus amigos. Mas a amizade vai muito mais além de estarem comigo. São pessoas extremamente organizadas, exigentes, empenhadas e dedicadas no seu trabalho em prol do escutismo. Vejo, nestas pessoas, a partilha de um sonho comum que é o facto de queremos, juntos, desenvolver um Núcleo com ideias novas, aliciantes, que cativem, ainda mais, as nossas crianças e jovens a serem melhores escuteiros, melhores pessoas.

Sente que está a haver renovação geracional nos escuteiros Barcelenses? Se sim, porque razão? Se não, porque razão?

A renovação geracional nos escuteiros Barcelenses é constante e de duas formas. A primeira forma de renovação passa-se dentro do Agrupamento, com as passagens de secção em que os elementos renovam as secções, anualmente, com a sua passagem. Por exemplo: um Lobito passa para a secção dos Exploradores; depois, temos a renovação geracional fora do movimento, no que diz respeito à entrada de crianças e jovens para ele, sendo este aberto, ou seja, com qualquer idade é possível ser-se escuteiro. O que leva à entrada de crianças, bem como jovens com idade quase adulta, no movimento. Outro fator que faz parte desta renovação é a entrada de adultos para o movimento, que acontece, por vezes, por intermédio dos próprios filhos, ou então, por vontade própria.

Os Escuteiros têm que estar em constante renovação geracional, só assim garantimos a sustentabilidade humana dentro dos Agrupamentos. Para isso, temos que ser atuais e atrativos, focando-nos sempre numa educação informal que vá de encontro às necessidades dos nossos Escuteiros, contribuindo para o seu crescimento, dando-lhe a oportunidades educativas.

Que projetos ou sonhos têm para este vosso mandato?

Nós, para o nosso mandato, temos como principais itens o seguinte: melhorar a comunicação interna e externa; ouvir os nossos Agrupamentos; melhorar as relações institucionais; foco nos nossos Escuteiros. Todos estes itens estão dentro do nosso projeto, que resultam em algo que, em nosso entender, é ambicioso para três anos. Nós sonhamos alto, é verdade, mas só assim é que conseguimos chegar ao objetivo. Temos o sonho de melhorar o nosso DMF (Loja Escutista), a sede da Junta de Núcleo, tornando estes espaços mais atrativos e que os nossos Escuteiros se sintam em casa quando nos visitam, pois este espaço é de todos nós, Escuteiros de Barcelos. Queremos acompanhar um sonho que vem da anterior Junta de Núcleo, que passa pelo Centro Escutista de Barcelos. Obviamente que em três anos não nos é possível ter uma obra desta dimensão pronta, mas se continuarmos caminho, algo espetacular pode acontecer. O nosso maior sonho passa pela organização do ACANUC.

Teoricamente, o ACANUC já se deveria ter realizado, certo? Este é um objetivo vosso?

O ACANUC deveria ser realizado neste verão de 2019. Este é, claramente, um objetivo nosso, pois a sua não realização implica a perda de oportunidade de estar num acampamento de núcleo para muitas crianças e jovens. O ACANUC vai realizar-se em agosto de 2020, em Barcelos. Vamos trabalhar neste início, um pouco contra o tempo, pois há todo um trabalho antes a ser feito, que visa a sua realização. Mas a sua realização não está em causa. O apelo aos dirigentes, e candidatos a dirigentes, e caminheiros foi lançado nas Sessões de Esclarecimento que antecederam a nossa eleição. É imprescindível estarmos unidos, mais do que nunca, neste objetivo comum, de reunirmos os nossos escuteiros em 2020 no ACANUC.

Os próximos anos serão férteis em grandes atividades, dentro do nosso país, para os nossos Escuteiros do Núcleo de Barcelos: em 2020, o ACANUC; em 2021 o ACAREG (Acampamento Regional); e em 2022, as Jornadas Mundiais da Juventude. Gostaria, ainda, de ressalvar que o Núcleo de Barcelos acolhe os Festivais Regionais em 2020, atividade esta, que junta mais de dois mil escuteiros num fim de semana dedicado à música, curtas metragens e peças de fogo de concelho.

Que avaliação faz da realidade atual do escutismo, quer a nível nacional, quer a nível de núcleo?

Todos caminhamos no ideal de Baden Powell, isto é o mais importante. A nível de Núcleo, a minha avaliação é bastante boa. Temos crianças e jovens capazes de fazerem a diferença, dentro e fora do movimento. Os Agrupamentos de Escuteiros, em Barcelos, trabalham bem, dão o melhor que podem. Apesar das suas dificuldades, conseguem proporcionar experiências que marcam para vida e marcam os nossos escuteiros, fazendo com que sintam orgulho em pertencer a esta fraternidade mundial. Depois, realçar a entrega dos dirigentes dentro dos nossos Agrupamentos, dando do seu tempo, ao estarem em constante apoio aos nossos Escuteiros. O nosso Núcleo consegue ter adultos a colaborarem com a Junta Regional e Junta Central, ou seja, isto é possível graças à base que é o trabalho desenvolvido no Agrupamento, que depois se decompõe no trabalho desenvolvido pelos mesmos. A nível Nacional, a estrutura, enquanto Junta Central, tenta estar em sintonia com as Juntas Regionais e estas com as Juntas de Núcleo, que, por conseguinte, com os agrupamentos, assistimos a uma vivência diferente do Escutismo, mas sempre com o mesmo fim. O grande desafio, a nível nacional e de núcleo, no que diz respeito à atualidade, é estarmos atuais, conseguir acompanhar o avançar dos tempos e a evolução dos nossos Escuteiros, tendo como base o método escutista, tentando, sempre com as raízes do escutismo, incutir nos nossos Escuteiros que no nosso movimento é possível “ir à Lua sem ser astronauta; jogarmos futebol sem sermos profissionais; cantarmos sem sermos cantores”, enfim, todo um conjunto de experiências que nós, como movimento, podemos oferecer com simplicidade e originalidade. É importante, na atualidade, ouvirmos, cada vez mais, os nossos escuteiros em relação ao que pensam sobre o escutismo e a sua atualidade, e sobre o que querem do movimento para que, juntamente com eles, possamos trilhar caminho, assente na base com ramificações do presente que originam o futuro.

O Barcelos na Hora agradece o tempo despendido pelo Chefe Tiago Bernardo no sentido de responder, por escrito, às nossas questões, visando o esclarecimento de alguns assuntos e mostrando o caminho que esta nova Junta de Núcleo pensa trilhar à frente dos desígnios dos Escuteiros de Barcelos.

Fotos: DR.

Contas fechadas no Popular de Barcelos

Maio 23, 2019 em Atualidade, Concelho, Desporto, Opinião port barcelosnahorabarcelosnahora

Milhazes última equipa a carimbar subida à 1ª

Luís Gonçalves

Olá, caros leitores…

E não é que na última jornada se decidiu a última das três equipas a subir de divisão. Seria o Cristelo ou o Milhazes.



O Cristelo venceu o “Os Estrelas”, em São Pedro, por 0-3. Já ao Milhazes, o empate bastava para conseguir a subida e assim foi. Empatou a 2, em Pedra Furada, e garantiu a subida ao escalão maior.

Fazendo um resumo breve do que se passou nesta 2ª divisão, o Feitos entrou com “todo o gás” e venceu os 8 primeiros jogos. Depois disso, teve uma quebra e, já na parte final, renasceu, mas não foi a tempo de conseguir a subida de divisão. O Lama também chegou a andar nos primeiros lugares, mas também cedeu nesta parte final. O Águas Santas também andou pelos lugares cimeiros, tendo terminado no 9º lugar.

Ou seja, eram várias as equipas que lutavam pela subida, mas apenas o Paradela, o Aborim e o Milhazes o conseguiram! Por tal, parabéns por este feito.

Já agora…marcaram-se 949 golos. Na arbitragem, mostram-se 1552 cartões amarelos e 142 vermelhos. Resumindo, uma época cheia de golos e cartões!

Na 1ª, tudo já havia sido decidido. O anterior campeão, o Carvalhal, ainda andou na luta pelo título, mas na “hora h” claudicou e não chegou lá.

Já quanto a “luta de titãs”, esta foi entre o Carapeços e o Remelhe. É certo que não foi até à última jornada, mas o Carapeços fez um campeonato soberbo, andou praticamente a época toda a liderar e daí não saiu!

Quando tinha uma vantagem de 7 pontos sobre o Remelhe, o Carapeços deslocou-se a Sequeade e perdeu. Pensou-se, então, que estaria relançado o campeonato, pois o Carapeços ainda ia receber o Remelhe e pensou-se, assim, que poderia ser o jogo do título, mas mesmo que perdesse, o Carapeços ainda ficaria em 1º, deixando para a última jornada a decisão do campeonato. Na receção seguinte, o Sequeade voltou a fazer das suas, vencendo o Remelhe, ficando estes novamente a 7 pontos, faltando apenas 3 jornadas para finalizar o campeonato. Aí, tudo se decidiu. Certamente que o Carapeços não iria desperdiçar 7 dos 9 pontos em disputa e, assim, foi o Carapeços que venceu os 3 jogos e finalizou o campeonato com uma vantagem de 13 pontos. Sendo, assim, um justo vencedor.

Já quanto a descidas, o Silva, o Baluganense e o Campo disputarão, na próxima época, a 2ª divisão do Popular barcelense.

Nesta 1ª divisão marcaram-se 916 golos. Na arbitragem, os árbitros exibiram 1536 cartões amarelos e 131 vermelhos.

Findo este resumo, quero dar os parabéns ao Carapeços, pelo título alcançado, e dar as boas-vindas ao Paradela, Aborim e Milhazes ao escalão maior do nosso futebol popular de Barcelos.

Com tudo isto me despeço e agradeço ao BnH por mais um ano de crónicas, semana após semana.

No dia 2 de junho teremos a final da Taça Cidade de Barcelos, com o jogo Carvalhal-Remelhe.

Uma semana feliz, vos deseja o amigo Luís!

Por: Luís Gonçalves*.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade do autor)

José Manuel Fernandes considera “uma vergonha o desaproveitamento de fundos para assuntos marítimos e pescas”

Maio 23, 2019 em Atualidade, Mundo, Política port barcelosnahorabarcelosnahora

O Eurodeputado José Manuel Fernandes aponta o mar como uma das áreas estratégicas de maior potencial para impulsionar a economia nacional e criar mais e melhor emprego. Portugal tem a terceira maior zona económica e exclusiva e acesso privilegiado ao oceano. No entanto, “é inaceitável a falta de investimento e de estratégia num setor onde o país pode e deve diferenciar-se no contexto europeu”.



“É uma vergonha o desaproveitamento de fundos europeus por parte do governo neste setor. A taxa de execução das verbas atribuídas a Portugal através do Fundo Europeu dos Assuntos Marítimos e das Pescas (FEAMP) está apenas nos 20%. Isto acontece quando estamos a ano e meio de encerrar o período de execução (2014-2020), que já leva decorridos cinco anos e meio”, acusou o Eurodeputado e candidato do PSD ao Parlamento Europeu.

Numa sessão pública, em Esposende, sobre os desafios para o mar e a economia azul, José Manuel Fernandes defendeu que os oceanos devem estar no “topo da agenda política europeia, assumindo-se como prioridade política transversal e transdisciplinar”.

“O mar para nós é património, cultura e história. Mas é também desenvolvimento, lazer e trabalho”, afirmou o Eurodeputado, propondo que a presidência portuguesa da UE, no primeiro semestre de 2021, assuma como prioridade o mar e a economia azul.

Na definição de um plano de investimento para a economia azul, recomendou a aposta na digitalização, inovação e biotecnologia azul, na exploração dos fundos oceânicos, nas energias renováveis e na aquicultura.

José Manuel Fernandes salientou ainda os aspetos sociais ligados à política das pescas, em defesa do incremento das “competências dos pescadores e a diversificação do seu rendimento, através de atividades complementares, bem como a responsabilidade coletiva pela preservação e sustentabilidade dos recursos e do meio ambiente aquático”.

“Temos de apostar no mar, na economia azul e no apoio os pescadores, nomeadamente aqueles que se ocupam da pesca artesanal, até porque se trata de uma atividade que é sustentável e ajuda a nossa gastronomia”, afirmou o eurodeputado social democrata, que esteve também em Castelo de Neiva, Viana do Castelo.

José Manuel Fernandes chamou, igualmente, a atenção para a necessidade de “dar condições de segurança aos nossos pescadores” e “assegurar financiamento para operações de desassoreamento, que é essencial para a atividade piscatória”.

A erosão costeira é outra das problemáticas salientadas na jornada dedicada ao mar e que as alterações climáticas poderão vir a aprofundar. Por isso mesmo, o Eurodeputado e coordenador do PPE na comissão dos orçamentos considerou mais inaceitável o desaproveitamento dos fundos europeus por parte do atual governo socialista.

Fonte e fotos: JMF.

Estudantes da Escola Superior de Gestão do IPCA vencem o concurso Tax Tank da PwC

Maio 23, 2019 em Atualidade, Concelho, Cultura, Educação, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

GOOGLE e BOSCH presentes no 15º aniversário da Escola Superior de Tecnologia

Carlinda Sousa, Daniela Ferreira, Márcio Martins e Rui Gomes, estudantes do curso de Licenciatura em Fiscalidade da Escola Superior de Gestão, do Instituto Politécnico do Cávado e do Ave (IPCA) formaram a equipa – a IPCA Fiscal Team – que se sagrou vencedora do concurso Tax Tank da PwC.



O concurso Tax Tank da PwC tem por objetivo divulgar e dinamizar a área da fiscalidade, premiando os estudantes do ensino superior das áreas de Economia e Gestão, ou similares, que venham a demonstrar uma maior competência na análise fiscal de uma empresa.

O concurso baseia-se no apuramento do resultado contabilístico da referida empresa, antes e depois de impostos, e na análise de algumas questões tributárias específicas relativas a operações concretas da empresa, assim como na preparação de um relatório de conclusões e a sua posterior apresentação mediante um painel de jurados.

Cada elemento da equipa vai agora fazer um estágio com a duração de 3 meses, numa Unidade de Negócio do Departamento de Tax da PwC, a realizar em período a acordar entre a PwC e cada elemento, e com o montante de EUR 500 no pagamento de propina ou inscrição em formação na área da Fiscalidade à escolha do elemento.

Em nota, o IPCA salienta que “este é um excelente resultado que nos orgulha e prestigia, pois o sucesso dos nossos estudantes é também o sucesso da instituição”, deixando os parabéns a todos.

Multinacionais Google e BOSCH presentes no 15º aniversário da Escola Superior de Tecnologia do IPCA

A Escola Superior de Tecnologia do Instituto Politécnico do Cávado e do Ave (IPCA) celebra, amanhã, dia 24 de maio, 15 anos de existência.

Entre as várias atividades previstas, destacam-se a participação da multinacional Google (na pessoa do Eng. César Magalhães – Google AI), que vai apresentar uma comunicação sobre os recentes desenvolvimentos da empresa na área da inteligência artificial, e da multinacional BOSCH (na pessoa do CEO da marca, Eng. Carlos Ribas), que vai apresentar uma comunicação sobre as soluções de mobilidade conectada e autónoma que a empresa tem desenvolvido.

A sessão solene decorre no auditório Eng. António Tavares, nas instalações da Escola Superior de Tecnologia, em Barcelos, pelas 10h30.

Ainda no âmbito das comemorações do 15.º aniversário do Dia da Escola, a EST está a promover, durante o dia de hoje, o 4th Symposium of Applied Research (SAR), simpósio de Tecnologia Aplicada, dedicado à investigação e projetos aplicados realizados pelos estudantes de mestrado da EST | IPCA.

Programa:

10h00 — 12h00 | Poster Evaluation by Scientific Committee

14h00 — 14h15 |Opening Ceremony

14h15 — 15h00 | Workshop: | bersecurity by José Silva (IEEE Portugal & Critical Software)

15h00 — 16h00 | Current Master Thesis Projects

16h00 — 17h00 | Completed Master Thesis

17h00 — 17h30 | Poster Session Discussion

17h30 — 18h00 | Coffee Break

18h00 — 18h15 | Winners Announcement and Closing Ceremony



Também inserido nestas comemorações está o 4th IPCA Game Jam 2019, que acontece nos dias 24 a 26 de maio, esperando-se cerca de 50 participantes, entre outros investigadores, profissionais e estudantes com interesse na área do desenvolvimento de videojogos.

No dia 24 de maio, pelas 18h00 inicia-se com o lançamento do tema e o encerramento, dia 26 de maio pelas 18h00, culmina com a entrega de prémios. Serão 48 horas sem interrupção.

Fonte e fotos: IPCA.

Campeonatos distritais chegam ao fim

Maio 22, 2019 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

Viatodos não consegue o título

No passado fim de semana disputaram-se os últimos encontros relativos ao Pro-Nacional e à 1ª Divisão da Associação de Futebol de Braga. A Divisão de Honra já tinha terminado anteriormente. O “sal” desta última jornada estava na Série A da 1ª Divisão, com o Viatodos a lutar, “taco a taco”, com o Fradelos pelo título, com estes últimos a terem uma vantagem de 1 ponto. Pelo meio desta disputa, por ironia, encontravam-se mais duas equipas barcelenses.



Começando pelo Pro-Nacional, um Santa Maria FC já descomprimido, depois da manutenção garantida, deslocou-se ao terreno do lanterna vermelha, o Ninense, tendo saído derrotado por 2-0.

Na referida Série A da 1ª Divisão, o Viatodos terminou a 1 ponto do título, mesmo tendo derrotado, em Roriz, a formação B (em 14º lugar) dos locais, por 0-2.

O campeão acabou por ser o Fradelos, que recebeu o “Os Ceramistas” (12º) e venceu por 2-1. Os homens de Galegos São Martinho, mesmo estando muitos lugares abaixo na tabela, “venderam cara a derrota”, perdendo pela margem mínima, quiçá, lutando para ajudar os conterrâneos do Viatodos.

A fazer um bom fina de época, o Ucha (6º) recebeu o Desportivo de São Cosme (4º), melhor posicionado na tabela, tendo goleado por 5-0.

Outra equipa que fez um campeonato bem razoável foi o Granja (8º). Nesta última jornada recebeu o último classificado, o Antas, e venceu por 3-0. Antas que conseguiu terminar o campeonato com 0 pontos (!), ou seja, em 30 jogos, 30 derrotas.

Por fim, também em crescendo neste final de época, o Carreira (11º) recebeu o vizinho Mouquim (10º) e venceu por 3-1.

Findos os campeonatos, seguem-se as meias-finais da Taça distrital, com o FC Roriz a receber o Pevidém, tendo uma desvantagem de 1 golo para ultrapassar.

Fotos: SMFC/CFOC.

Imagem: FCR.

Festa em Honra de Nª Sr.ª do Rosário da Portela em Tamel S.Pedro de Fins

Maio 22, 2019 em Atualidade, Concelho, Cultura, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

De 24 a 26 de maio, realizam-se as festividades em honra de Nossa Senhora do Rosário da Portela, em Tamel S. Pedro Fins.



No dia 25, pelas 9h30, o Grupo de Zés Pereiras “Os Castiços de Barcelos” iniciam o seu périplo pelas ruas da freguesia. Pelas 20h30, celebra-se missa na Igreja Paroquial, seguida de procissão de velas. Findos os atos religiosos, sobe a palco o grupo RYTMO SHOW.

Dia 26 de maio, pelas 10h30, celebra-se missa em honra de Nossa Senhora do Rosário da Portela. À tarde, pelas 15h30, dá entrada a Fanfarra de S. Tiago de Carapeços. Após os atos religiosos, atua a MAGISTUNA.

Joaquim Sousa inicia “City Race Euro Tour 2019” a vencer

Maio 22, 2019 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

Consolida, igualmente, o 1º lugar no ranking nacional

No passado fim de semana, a cidade do Porto recebeu a prova de abertura da “City Race Euro Tour 2019” e mais uma prova da “Portugal City Race 2019”, em Orientação.



Com partida e chegada na bela Quinta de Bonjóia, os percursos percorreram os Bairros do Monte da Bela, Bairro do Falcão, Bairro do Cerco do Porto e Bairro de São Roque, num mapa e terreno com características excelentes para a prova de distância longa organizada pelo Grupo Desportivo dos 4 Caminhos com o apoio da Câmara Municipal do Porto e Federação Portuguesa de Orientação.

Este evento contou com três etapas na cidade do Porto. Na sexta-feira à noite, a “Porto City Race By Night“, com partida e chegada na Praça dos Leões. No sábado de manhã correu-se no Parque Oriental da Cidade do Porto, com a partida e chegada a ser no Pavilhão do Lagarteiro.

Joaquim Sousa, atleta de Galegos Santa Maria, teve um excelente fim de semana, ao vencer as etapas de sexta-feira à noite e de domingo de manhã, sendo segundo no Sprint de Sábado.

Ao vencer a etapa de domingo, a contar para os rankings “Portugal City Race 2019 e “City Race Euro Tour 2019”, Joaquim Sousa consolidou o 1º lugar no ranking Nacional e inicia o “City Race Euro Tour” a liderar, ao vencer esta que foi a sua primeira etapa.

A próxima prova do atleta barcelense será o “Trail 3 horas de resistência da Quinta do Tamariz”, em São Miguel da Carreira, no próximo dia 25 de maio.

Em nota, o atleta agradece a todos pelo apoio e divulgação dos seus resultados.

Fotos e imagens: DR.

Diogo Saleiro, da ACR Roriz, é Campeão do Minho de Estrada

Maio 22, 2019 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

Decorreu, este fim de semana, a Final da Taça de Portugal de Cadetes, prova decorrida na Anadia e dividida em duas etapas. Sábado, 18 de maio, houve contrarrelógio de 14 Km e domingo, uma prova de 80 Km. A barcelense ACR RORIZ SEISSA | KTM-BIKESEVEN | MATIAS&ARAÚJO | FRULACT foi uma das equipas participantes.



No contrarrelógio, os adversários dos rorizenses foram mais fortes, levando a que estes não tenham conseguido dar a melhor resposta ao longo dos 14km, ficando, assim, numa situação difícil para lutar pelo pódio final da Taça. O melhor posicionado foi Diogo Saleiro, na 16ª posição. Sérgio Saleiro foi 33°, Pedro Pinto 42°, Diogo Carreiras 63°, Guilherme Rodrigues 94° e João Serre 84°.

Depois destes resultados, no domingo, a equipa de Roriz partiu com a expectativa de lutar pela vitória na etapa e foi com esse objetivo que Sérgio Saleiro conseguiu, a 10 Km da meta, isolar-se na frente da corrida, sem mais nenhum ciclista a acompanhá-lo, tendo sido alcançado a escassos 300m da meta final, instalada no Monte Castro (Anadia). No final, Diogo Saleiro foi 11°, Sérgio Saleiro 44° e Diogo Carreiras 55°. Já Pedro Pinto e João Serre concluíram fora do tempo limite e Guilherme Rodrigues não concluiu.

Com estes resultados, Diogo Saleiro terminou no 12° lugar do Ranking, o que lhe valeu o título de Campeão do Minho de Estrada (Melhor cadete de equipas minhotas na Taça de Portugal). Ainda neste Ranking, Sérgio Saleiro foi 20°, Diogo Carreiras 58°, Pedro Pinto 81°, Guilherme Rodrigues 95° e João Serre 97°.

Fotos: DR.

Nova recolha de sangue e medula óssea em Vila Seca

Maio 22, 2019 em Atualidade, Concelho, Cultura, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

A Barcelos Solidário – Benemérita Associação Humanitária dos Dadores de Sangue do Concelho de Barcelos, realizar uma recolha de sangue e de medula óssea em Vila Seca, no próximo dia 24 de maio, entre as 15h00 e as 19h30.



A mesma terá lugar na sede da Junta de Freguesia, que apoia esta recolha, assim como o Agrupamento de Escuteiros de Vila Seca, as Paróquias de Vila Seca, Gilmonde, Fornelos e Cristelo e o Instituto Português do Sangue e da Transplantação.

Imagem: BS.

Ir Para Cima