Arquivo de Categorias

Atualidade - page 321

Programa “Arqueologia à Noite” termina com balanço positivo e novo projeto na calha

Novembro 15, 2017 em Atualidade, Concelho, Cultura, Política port barcelosnahorabarcelosnahora

Terminou o programa Arqueologia à Noite, uma atividade promovida pelo Município de Barcelos e que contou ao longo dos últimos dois anos com cerca de 800 participantes.



Na última sessão, que decorreu no Salão Nobre dos Paços do Concelho, os intervenientes tiveram a oportunidade de interpretar e explorar o património local e descobrir a história dos monumentos e dos sítios do passado de Barcelos, através do manuseamento de diferentes tipos de materiais arqueológicos, na sua maioria utensílios com o mesmo tipo de função, mas com milhares de anos de intervalo entre eles.

Os participantes, munidos de luvas, puderam experimentar materiais do Paleolítico, caso dos seixos talhados e dos bifaces, ou os utensílios do Neolítico, como por exemplo os machados de pedra polida e as pontas de seta e, ainda, alguns artefactos da Idade do Bronze. Puderam, também, manusear os pesos de tear e fragmentos de telha produzidos durante a dominação Romana.

O programa Arqueologia à Noite iniciou-se em setembro de 2015 e registou um total de 16 sessões, com a visita a uma dúzia de sítios arqueológicos e monumentos classificados existentes no concelho.

As atividades passaram pelas gravuras do Monte de São Gonçalo, pelo Mosteiro de Banho, pelas gravuras rupestres de Remelhe, pela Igreja de Santa Maria de Abade de Neiva, pelo Balneário Castrejo de Galegos, pela Igreja e Convento de Vilar de Frades, pelo centro histórico medieval de Barcelos, pelo Mosteiro de Palme, pelo Paço dos Condes de Barcelos e ainda pelo edifício da Câmara Municipal, tendo-se repetido a visita à estação arqueológica do Castelo de Faria e às gravuras da Laje dos Sinais. As visitas foram sempre gratuitas e abertas ao público, tendo-se registado uma média de 50 participantes em cada sessão.

Este programa de visitas noturnas chega agora ao fim para dar lugar a um projeto de divulgação do passado de Barcelos através de outras vias, mas sempre com o objetivo de informar e formar o público para o património do concelho.

Fonte e fotos: CMB.

Miguel Durães reeleito Presidente da Direção da RECOVERY IPSS

Novembro 14, 2017 em Atualidade, Concelho, Cultura, Política port barcelosnahorabarcelosnahora

Em ato eleitoral decorrido no último sábado, a lista encabeçada pelo psicólogo barcelense Miguel Durães saiu vencedora, eleita por unanimidade e sem votos nulos ou brancos. Era a única lista (re)candidata a mais um mandato para o próximo quadriénio 2017-2021.



O Barcelos na Hora contactou o – de novo – e recém-eleito Presidente da Direção da RECOVERY IPSS, Miguel Durães, que acedeu responder, por escrito, a três questões que lhe endereçámos.

1 – Que balanço faz do último mandato?

MD – Fazemos um balanço positivo deste último mandato. Consolidámos a Unidade que temos de apoio a Adultos, contratualizada com os organismos competentes do Ministério da Saúde e do Ministério do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social. Assinámos os primeiros contratos-programa com o Governo da República Portuguesa, de duas Unidades de Cuidados Continuados Integrados na Saúde Mental para a Infância e Adolescência, instaladas em Barcelos. Aumentámos a assistência a um número maior de agregados familiares em situação de desvantagem social e aumentámos, de igual modo, o apoio na saúde e a nível social a pessoas portadoras de doença mental grave. Assinámos, também, acordos com universidades, outras IPSS, “organismos vivos” da sociedade e mais de 30 Empresas. E participámos, ativamente, na defesa e reivindicação dos direitos destas pessoas em muitas iniciativas e organismos locais, nacionais e internacionais.

2 – Tem uma explicação para o facto de haver apenas uma lista, a sua, candidata à Direção desta IPSS, neste ato eleitoral?

MD – Creio que é apenas por reconhecimento da dedicação e do trabalho que temos desenvolvido. As pessoas sabem que onde estou, estou pelas razões certas e sabem que os nossos órgãos sociais são compostos por pessoas que primam pela credibilidade, transparência e entrega à causa.

3 – Que expectativas têm para este novo mandato, para estes próximos quatro anos?

MD – Esperamos consolidar as nossas novas Unidades de Cuidados Continuados Integrados e apoiar o máximo de pessoas possível! Tudo faremos para continuar a melhorar a qualidade da prestação dos cuidados que prestamos a quem mais precisa. Brevemente, haverá também outras novidades que, esperemos, possam colocar Barcelos no Mapa pelas melhores razões.

Foto: MD.

Barcelense Joaquim Sousa conquista “City Race Eurotour 2017”

Novembro 14, 2017 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

No passado fim de semana, o atleta barcelense Joaquim Sousa, a representar o Clube de Orientação do Centro, deslocou-se até à capital basca Bilbau para participar na “Bilbao City Race”, sétima e última etapa do circuito “City Race Eurotour 2017”.



O atleta de Galegos Santa Maria pretendia conseguir somar quatro resultados neste circuito pois para a classificação final contam os quatro melhores resultados das sete etapas.

Apenas com a participação em três etapas, Joaquim Sousa encontrava-se em 4º na geral, sendo que um resultado positivo nesta última dava-lhe a vitória no circuito, no seu escalão (VET1).

E, tal como referido anteriormente, foi com este intuito que Joaquim Sousa fez a sua prova, terminando, por isso, em 8º lugar na etapa mas confirmando a vitória no circuito.

Esta prova teve a sua partida e chegada junto ao Museu Guggenheim, um dos ex-libris bascos, tendo-se a prova desenrolado pelas ruas e artérias da cidade.

No sábado houve uma prova de Orientação Noturna, onde Joaquim Sousa foi 2º classificado, em H45.

A próxima prova onde o barcelense irá participar é já no próximo sábado, na zona da Figueira da Foz, numa etapa da Taça de Portugal de Orientação Pedestre.

Fonte e fotos: JS.

Conferência e exposição assinalam um século de energia elétrica em Barcelos

Novembro 14, 2017 em Atualidade, Concelho, Cultura, Política port barcelosnahorabarcelosnahora

Comemoram-se, no presente ano, cem anos de energia elétrica em Barcelos. Na noite de 13 de novembro de 1917 – portanto, fez ontem 100 anos –, uma terça-feira, foi inaugurada a luz elétrica em Barcelos. Cerca de um ano mais tarde, em 27 de abril de 1918, a então vila de Barcelos ficou completamente iluminada. Nos finais de julho de 1916, chegou à Furada – Penida – o cabo elétrico para conduzir a energia para a iluminação pública e particular de Barcelos. A luz elétrica de instalação subterrânea foi inaugurada em 1 de maio de 1938.



A Câmara Municipal de Barcelos vai comemorar cem anos de energia elétrica em Barcelos com uma conferência a realizar no dia 9 de dezembro, pelas 17h00, no auditório da Biblioteca Municipal. Será orador o Prof. Doutor João Figueira, doutorado em “Estruturas Sociais da Economia e História Económica”, pela Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra, mestre em História Económica e Social Contemporânea, e licenciado em História da Arte, pela Faculdade de Letras da mesma universidade.

Seguir-se-á a inauguração de uma exposição iconográfica e documental sobre o mesmo tema que, depois de exibida na Biblioteca Municipal, percorrerá os estabelecimentos de ensino concelhio.

A luz elétrica veio substituir os 177 lampiões de petróleo existentes (que custavam 30 reis por noite), que iluminavam Barcelos só nas noites em que não houvesse luar, sendo João Francisco da Silva, da freguesia de Alvelos, o último lampianista.

O fornecimento da luz elétrica em Barcelos foi adjudicado, em sessão de câmara de 13 de janeiro de 1916, presidida pelo Dr. José Matos Graça, à firma F. Xavier Esteves & Borges, da cidade do Porto. A energia elétrica era produzida na estação hidroelétrica situada no rio Cávado, no lugar da Penida, freguesia de Areias de Vilar, do concelho de Barcelos e pertencente à Sociedade de Eletricidade do Norte de Portugal, de que Francisco Xavier Esteves e Francisco António Borges eram diretores.

Na altura era presidente da Comissão Executiva Municipal o Dr. José Júlio Vieira Ramos, um monárquico, advogado e notário, antigo líder local do Partido Progressista, que governou em pleno período republicano.

Foi deste modo que o semanário “O Barcelense”, na edição de 17.11.1917, registou este notável acontecimento:

Na terça-feira à noite procedeu-se à experiência da luz eléctrica na zona que abrange a rua D. António Barroso, Campo da República, Campo de S. José, Rua Nova de S. José, Barjona de Freitas, Calçada, Faria Barbosa, rua da Palha, rua da Barreta, rua Miguel Bombarda, rua Duque de Barcelos e Largo José Novais.

As ruas e largos coalharam-se, rapidamente, de gente de todas as classes, parecendo que nos encontrávamos não em Barcelos mas numa cidade de luxo e muito movimentada.

É indescritível o contentamento e entusiasmo que se notava em toda a gente, sendo todos pródigos em elogiar a esplendorosa luz, que melhor não se poderia exigir.

Felicitamos a ex.mª Câmara e os concessionários pelo esplêndido êxito conseguido com este importantíssimo melhoramento, que a todos os barcelenses aproveita e que a todos deve satisfazer e agradar.

A diferença desta bela e poderosa luz da da antiga iluminação a petróleo é tanta como a que existe entre o escuro dum borrão de tinta e a alvura impressionante dos arminhos.

Barcelos progride e nós experimentamos um frémito de entusiasmo que chega a ponto de nos enchermos de orgulho, vaidosos por vermos que esta linda vila se vai engrandecendo, modernizando-se a par das povoações mais importantes do país.

(…)

Não devemos deixar sem reparo o quanto são elogiáveis os serviços dos empregados às ordens dos concessionários que têm provado evidentemente os seus grandes méritos e aptidões para a missão que tão briosamente desempenharam.

Brademos pois: Viva Barcelos! Viva quem trabalha pelo engrandecimento desta terra!”.

A Delegação de Barcelos da “Sociedade da Eletricidade” situava-se no Campo da República, sendo seu diretor o Tenente António Acácio Nunes. Da Secção Técnica, faziam parte o eletricista Gonçalves, o chefe das redes António Ferro e outros auxiliares.

Ainda segundo o referido semanário, na edição de 09.03.1929, numa informação assinada pelo seu responsável, José de Mancelos Sampaio, o processo de remodelação da “Sociedade” prosseguia:

Na passada 2ª feira, 25 do corrente, ficou instalado na cabine nº 8 (Torres) um novo transformador Poege de 50 Kw; e assim todas as três cabines da cidade alta já têm a mesma potência num total de 150 Kw.

Para a cidade baixa (Barcelinhos) passa o transformador de 30 Kw, que estava nas Torres; a potência de transformação em toda a cidade sobe portanto a 180 Kw, o que é importante para a população de Barcelos.

Na rede pública continuarão, persistentemente, as modificações estando por agora em conclusão a melhoria da rede de Barcelinhos.

Na central da Penide e nas aldeias deve em breve – Março ou Abril – iniciar-se outra etapa de trabalhos.

À Sociedade de Eletricidade do Norte de Portugal (SENP) sucedeu-lhe a Companhia Hidro-Elétrica do Norte de Portugal (CHENOP) que praticamente no mesmo local da Furada-Penida, construiria, em 1951, uma barragem. Sob a orientação dos técnicos Francisco Alves Correia Paiva e Bártolo de Oliveira Correia Paiva, seu filho, procedeu-se à eletrificação do concelho de Barcelos.

Um dos presidentes da Câmara Municipal que mais contribuiu para que o nosso concelho fosse dotado de energia elétrica foi o Dr. Luís Novais Machado (1917-1978), que governou os destinos municipais de 20.05.1953 a 06.01.1960, tendo mandado eletrificar 64 freguesias e que ficou conhecido, por isso, como o “presidente das luzes”.

Fonte e foto: CMB.

 

Barcelos recebe selo de qualidade da água para consumo humano

Novembro 13, 2017 em Atualidade, Concelho, Cultura, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

Devido à excelente qualidade da água da rede pública no concelho de Barcelos, a Águas de Barcelos (AdB) foi distinguida com o selo de “qualidade exemplar da água para consumo humano”. A certificação foi entregue ao Presidente do Conselho de Administração, Luís Vasconcellos, durante a 12ª Expo Conferência da Água, integrada nos “Prémios e Selos de Qualidade dos Serviços de Águas e Resíduos – ERSAR 2017”, promovidos pelo jornal Água & Ambiente e pela Entidade Reguladora dos Serviços de Águas e Resíduos (ERSAR).



Durante a cerimónia, o Presidente da ERSAR, Orlando Borges, referiu que “uma das coisas que este país tem de melhor é a água. Algumas entidades gestoras são mais excecionais do que outras e este selo serve para as distinguir. Cabe-lhes por inteiro. Só tivemos a arte mais simples de juntar os dados e dizer: parabéns”.

“Entidades gestoras mais excecionais distinguidas” – Presidente da ERSAR

Este selo pretende distinguir uma entidade prestadora de serviços de abastecimento público de água que, além de cumprir os critérios de atribuição do correspondente selo de qualidade do serviço, revele um exemplar desempenho ou uma excecional melhoria no âmbito do controlo operacional da qualidade da água, das análises de água realizadas e da qualidade da água nos termos da legislação em vigor.

Para a atribuição deste selo foram avaliadas as entidades prestadoras de serviços de abastecimento público de água que, no último ano de avaliação regulatória, tenham assegurado uma qualidade exemplar da água para consumo humano, verificando cumulativamente: 100% de cumprimento do número de análises agendadas no programa de controlo de qualidade da água (PCQA) aprovado; ≥ 99% de cumprimento dos valores paramétricos; ≥ 99% de cumprimento dos valores paramétricos de controlo de rotina 1 (bactérias coliformes e Escherichia coli); ≥ 99% de cumprimento de todos os valores paramétricos de cheiro e sabor e ≥ 50% no índice de conhecimento infraestrutural e de gestão patrimonial.

Fonte e foto: AdB.

Ténis de Mesa da Casa do Povo de Alvito conquista segundo lugar no IV Torneio Cidade de Viseu

Novembro 13, 2017 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

No último dia 4 de novembro realizou-se o IV Torneio Cidade de Viseu, em ténis de mesa, e onde competiu a equipa barcelense da Casa do Povo de Alvito, que trouxe alguns resultados de destaque.




Assim, Susana Costa, Rita Vale e Sofia Bettencourt conquistaram o 2º lugar coletivo, no escalão de Iniciadas Femininas. Individualmente, Susana Costa sagrou-se campeã do Torneio, em Iniciadas Femininas, ficando Rita Vale na 8ª posição. A mesma Susana Costa conseguiu um bom 3º lugar do pódio em Infantis Femininos.

Mais resultados das restantes equipas de ténis de mesa da Casa do Povo de Alvito

Nesse mesmo dia, a equipa Sénior Masculina “B” venceu a formação do GD Bairro da Misericórdia, por 4-3, em jogo a contar para o Campeonato Nacional da 2ª Divisão – Zona Norte.

A 10 de novembro, a equipa de Cadetes venceu, por 4-1, o Vitória SC, num jogo a contar para o Campeonato Distrital de Equipas Cadetes da Associação de Ténis de Mesa de Braga.

Por fim, a 11 de novembro, a equipa Sénior Masculina “A” deslocou-se a Vila Real para defrontar o São Cibrão, para a Taça de Portugal, tendo vencido o encontro por 3-0, passando, dessa forma, à 3ª fase da competição.

Torneio de Viseu: Susana Costa 1ª e Rita Vale 8ª

Fonte e fotos: CPA.

Óquei de Barcelos: à 4ª jornada surge a primeira derrota

Novembro 13, 2017 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

Em jogo disputado no passado sábado, dia de São Martinho, o Óquei Clube de Barcelos (OCB) deslocou-se à quadra do vizinho Hóquei Clube de Braga (HCB) para mais um jogo do Campeonato Nacional da 1ª Divisão, no caso, para a 4ª jornada.



As equipas minhotas vinham de um trajeto completamente antagónico. Senão vejamos, o HCB vinha de 3 derrotas em outras tantas jornadas, ou seja, ainda não tinha ganho para o campeonato. Já o OCB vinha de 3 vitórias. Como parece óbvio, ainda só sabia ganhar para este campeonato.

Em jogo arbitrado por Paulo Almeida e Júlio Teixeira, o HCB alinhou de início com Xico, Gonçalo Meira, Ângelo Fernandes, Gonçalo Suíssas e Carlos Loureiro. Vítor Silva, treinador bracarense, deixou no banco Gabriel Costa, António Trabulo, Bekas, Rato e Márcio Rodrigues.

Já Paulo Pereira, treinador do OCB, optou por colocar Ricardo Silva, Juan López, Zé Pedro, João Almeida e Hugo Costa no cinco inicial, deixando André Almeida, Joca Guimarães, Afonso Lima, Rúben Sousa e Marinho no banco.

Este foi um jogo em que os marcadores dos golos foram “egoístas”, ou seja, Ângelo Fernandes marcou os 3 golos dos de Braga e Hugo Costa marcou os 2 dos de Barcelos. Ao intervalo, já o HCB vencia por 2 bolas a 0, fruto de duas grandes-penalidades convertidas pelo referido jogador.

Já na 2ª parte, o “sumo” foi diferente, com muitos momentos e situações de golos. Hugo Costa reduziu mas o inspirado Ângelo Fernandes voltou a recolocar a vantagem bracarense em 2 golos. Hugo Costa acabou por fechar o marcador no 3-2 final.

De salientar que Gonçalo Suíssas, Gonçalo Meira e Bekas falharam, cada um, um livre direto para os bracarenses. Os barcelenses, não querendo ficar atrás, também falharam 3 livres diretos, por intermédio de Juan López, Zé Pedro e Marinho.

Sendo assim, o Óquei Clube de Barcelos desce para a 5ª posição, agora em igualdade com o FC Porto mas com este último a ter menos um jogo disputado. Na próxima jornada, o OCB tem mais uma deslocação, desta feita ao terreno de um forte adversário, a Oliveirense, que conta só por vitórias as quatro primeiras jornadas.

Saiba os seus direitos em caso de Atraso, Dano e Perda de Bagagem

Novembro 12, 2017 em Atualidade, Concelho, Cultura, Opinião port barcelosnahorabarcelosnahora
Regina Penedo

As transportadoras aéreas são responsáveis pela bagagem registada de cada passageiro. Assim, os direitos dos passageiros aéreos, no que diz respeito ao atraso, perda e dano da bagagem, estão regulados na Convenção de Varsóvia e na Convenção de Montreal/ Regulamento (CE) n.º 889/2002.



Em Portugal, a Autoridade Nacional da Aviação Civil (ANAC) é o organismo responsável pela aplicação dos direitos dos passageiros aéreos.

Destarte, nos casos em que a bagagem chega com atraso, o passageiro deve reclamar por escrito à companhia aérea, no prazo máximo de 21 dias a contar da data em que a bagagem é colocada ao seu dispor.

Nos casos em que a bagagem é danificada, o passageiro deve reclamar por escrito à companhia aérea, no prazo de 7 dias após receber a bagagem.

Nos casos em que a bagagem é perdida não existe prazo para o passageiro reclamar.

Nos casos de violação de bagagem, o passageiro adotará o mesmo procedimento referente à bagagem danificada. É o passageiro que tem de provar que todos os danos e respetivo valor são decorrentes da violação da bagagem.

Na reclamação por escrito, o passageiro deve descrever, pormenorizadamente, a bagagem e deve efetuar uma lista especificada do conteúdo da bagagem, atribuindo um valor a cada artigo.

O passageiro deve guardar uma cópia da reclamação e ficar com o comprovativo do seu envio/entrega.

Desta forma, quando a bagagem é perdida, danificada ou chega com atraso, o passageiro tem direito a uma indemnização até a um valor de 1.289,00€ (mil duzentos e oitenta e nove euros).

Se o montante do dano for inferior, o passageiro não tem direito a mais do que o reembolso desses danos. Se o montante do dano for superior ao limite da responsabilidade, o passageiro não tem direito a uma indemnização superior a este limite a não ser que os tenha declarado à companhia aérea no momento do registo da bagagem, através de formulário próprio e do pagamento de uma taxa.

No entanto, a companhia aérea não é responsável pela perda, dano ou atraso da bagagem, se tiver tomado todas as medidas para evitar os prejuízos.

O passageiro pode, igualmente, interpor contra a companhia aérea uma ação judicial respeitante a indemnização por danos, no prazo de 2 anos a contar da data da chegada do avião ou a contar da data em que o avião deveria ter chegado.

Por: Regina Penedo* (advogada).

Urb. das Calçadas,

Rua Irmãos S. João de Deus, Ed. Redondo, Lote 70, Lj 2

4750-169 Barcelos

E-mail: penedoregina@sapo.pt

Tlf. 253772203

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade do/a autor/a)

Workshop de pintura com o barcelense AFMACH

Novembro 12, 2017 em Atualidade, Concelho, Cultura port barcelosnahorabarcelosnahora

Realiza-se no próximo dia 19 de novembro, das 15h00 às 18h00, o Workshop de Pintura com AFMACH, pintor barcelense.



A atividade decorre no âmbito do programa “Conversas com Arte” e é levada a cabo na Galeria Municipal de Arte de Barcelos.

De participação gratuita, quem quiser participar deverá realizar a inscrição. Para o efeito, pode fazê-la na Galeria, através do número 253 809 695 ou do e-mail galeriamunicipalarte@cm-barcelos.pt. As vagas estão limitadas a 15 pessoas.

Fonte e imagem: AB.

Escola Superior de Gestão do IPCA organiza “I Jornadas de Contabilidade e Fiscalidade”

Novembro 11, 2017 em Atualidade, Concelho, Cultura, Educação, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

O Departamento de Contabilidade e Fiscalidade da Escola Superior de Gestão do Instituto Politécnico do Cávado e do Ave (ESG-IPCA) vai realizar, no dia 21 de novembro, pelas 14h00, no Campus do IPCA, as “I Jornadas de Contabilidade e Fiscalidade”, com o tema “Os desafios do profissional da contabilidade e fiscalidade numa sociedade em mudança”.



De acordo com a organização, “estas Jornadas têm como objetivo fundamental apresentar à comunidade académica, a investigadores e a profissionais interessados, temas atuais que marcam a contabilidade empresarial e de gestão, a auditoria, a contabilidade pública e a fiscalidade”.

Conta com especialistas destas áreas do saber que proporcionarão uma reflexão técnica sobre estas temáticas. Porque a perspetiva humana é indissociável da técnica, as jornadas contam com uma intervenção no âmbito do desenvolvimento pessoal e do potencial humano para alcançar a excelência.

Segue-se o Programa:

O evento é de entrada livre, estando sujeito a inscrição através do link (basta clicar):

http://bit.ly/2AqQ74U

Fonte e imagens: IPCA.

Ir Para Cima