Arquivo de Categorias

Atualidade - page 351

Óquei de Barcelos derrota Voltregà e está de novo na final da Taça CERS

Abril 28, 2018 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

Óquei de Barcelos (OCB) e Voltregà defrontaram-se hoje na primeira meia-final da final four da Taça CERS deste ano, no Pavilhão 11 de Setembro, em Lleida, Espanha.



O jogo foi arbitrado pela dupla italiana Joseph Silecchia e Massimiliano Carmazzi.

A equipa espanhola Voltregà, treinada por Francesc Linares, alinhou de início com Blai Roca, Xavi Crespo, Eric Vargas, Petxi Armengol e Gerard Teixidó. No banco iniciaram Eric Carrillo, Pol Galifa, Aleix Molas e Ignasi López.

Já Paulo Pereira, treinador do OCB, fez alinhar de início Ricardo Silva, Zé Pedro, João Almeida, Hugo Costa e Rúben Sousa. No banco iniciaram André Almeida, Juanjo López, Joca Guimarães, Afonso Lima e Marinho.

O OCB entrou “a todo o gás” e a controlarem completamente o jogo e o adversário. Logo aos 3 minutos, na marcação de um livre direto pelo azul de Teixidó, Zé Pedro foi eficaz e concretizou o primeiro golo para os barcelenses. Cerca de 5 minutos depois, João Almeida aumentou a contagem para 0-2. Aos 13 minutos, Rúben Sousa tornou a marcar, de grande penalidade, e a colocar a vantagem em 3 golos. Um minuto depois, numa espécie de “justiça salomónica”, a equipa de arbitragem admoestou com azul Crespo, do Voltregà, e Joca Guimarães, do OCB. Até ao intervalo não houve mais alterações no marcador, indo as equipas para os balneários com um 0-3 para o OCB no placard eletrónico do pavilhão.

Na segunda parte, o OCB perdeu o controlo do jogo, com os espanhóis a tentarem uma “remontada”. Primeiro, por intermédio de Aleix Molas, aos 14 minutos. Um minuto depois, Xavi Crespo leva novo azul, por protestos mas desta vez, Zé Pedro não conseguiu marcar. Um minuto depois, num grande lance individual, em situação de Under-Play (jogador a menos), o Voltregà marcou de novo, por Erica Vargas. Só que noutra grande jogada individual, e a pouco menos de 4 minutos do final, João Almeida voltou a marcar e a colocar o OCB a vencer por 2-4. A cerca de 1’30’’ do final do jogo, noutro bom golo, Juanjo López voltou a marcar e a recolocar a vantagem barcelense em 3 golos. A final estava à vista e ficou confirmada pouco tempo depois. O OCB fica à espera do vencedor da outra meia-final entre a equipa da casa Lleida e os italianos do Breganze, para saber quem defrontará, amanhã, às 17h00, na final.

 

 

Pedro Ribeiro sobre jogo com o Académico: “Vamos com tudo a Viseu para tentar ganhar o jogo”

Abril 28, 2018 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

Pedro Ribeiro, treinador do Gil Vicente FC, lançou o jogo de amanhã, pelas 16h00, em Viseu, frente ao Académico local, a conta para a 36ª jornada da Ledman LigaPro.



Salientando que encaram o jogo com a máxima responsabilidade, não escondeu que sentem a pressão do jogo, de tentar conquistar os três pontos. Confidenciou que a equipa sente que o campeonato deveria estar a começar agora, “porque estamos bem, consistentes. Estamos, cada dia que passa, com melhor qualidade de jogo”, sendo que, “apesar da situação atual não ser a melhor, a equipa tem trabalhado muito bem, de forma alegre, porque quando damos tudo em termos de treino, em termos de jogo, é assim que temos que estar. De cabeça levantada porque só isso é que nos vai permitir chegar a Viseu e tentar discutir os três pontos”, ressalvou.

Por falar em Viseu, sobre o próximo adversário, o Académico, Pedro Ribeiro referiu que esta é uma equipa que está na luta pela subida desde o início da época, “bem orientada, recheada de bons jogadores, que tem um estilo de jogo bem definido e que está totalmente identificado por nós, pela equipa técnica”. Por outro lado, “os jogadores conhecem bem o adversário” e esperam “um jogo muito competitivo, que será, com certeza absoluta, discutido a cada segundo”, ressalvando que “a equipa que estiver mais concentrada durante os 90 minutos, de certeza absoluta, terá mais condições para ganhar no fim”. A expectativa da equipa gilista é que consiga manter aquilo que tem feito muito bem nos últimos jogos e consiga “acrescentar uma ou outra coisa que não está a surgir. A questão da finalização, do último passe, que naturalmente tem a ver com questões de confiança que não se verificam em situação de treino mas em situação de jogo é normal que o jogador sinta, num ou noutro momento, essa falta de confiança”, retorquiu. Entretanto, o treinador acredita que “estes nove pontos que estão em disputa são nove pontos possíveis de ser alcançados por nós. É essa a minha convicção e do grupo. Vamos com tudo a Viseu para tentar ganhar o jogo”, afirmou.

A equipa é constituída por “um grupo de homens que se motiva autonomamente”, sendo óbvio que a equipa técnica também procura fazer um trabalho a esse nível. “Não é só fazer um trabalho dentro de campo, é também intervindo em termos mentais, de motivação. Sinto que a equipa está focada, motivada naquilo que é o nosso objetivo. Continuamos a acreditar e não vamos, de todo, baixar os braços. Vamos discutir o jogo, não tenho dúvidas nenhumas. Confiamos que domingo, ao final da tarde, estamos numa posição melhor do que a que estamos neste momento, pelo menos em termos pontuais, que nos permita, nos dois jogos que ficarão a faltar, discuti-los e procurar a manutenção, que é esse o nosso objetivo”, afiançou.

Sempre salientando que não pretende falar do passado, Pedro Ribeiro não deixou de expressar que, “vendo a  evolução da equipa, a forma como os jogadores treinam, como jogam, como tentam por em prática, no terreno de jogo, aquilo em que nós acreditamos, eu, como treinador, gostava que o campeonato continuasse porque sinto que a equipa está a evoluir e que esta evolução vai estagnar com o término do campeonato. É apenas e só essa a minha reflexão. Aquilo que eu e o próprio grupo sentimos é que se o campeonato tivesse mais jornadas, se estivesse a começar, provavelmente iríamos fazer outro tipo de classificação. É natural que eu me sinta assim. É evidente que o passado já não interessa porque está lá atrás. A única coisa que eu disse, e acho que é factual, é que se esta média pontual que estamos a alcançar tivesse sido alcançada desde o início da época, a situação do clube não seria a atual. Mas é uma questão factual, não estou a voltar ao passado. Estou apenas a refletir aquilo que é uma época na sua globalidade e é assim que tem que ser avaliada, agora que estamos a caminhar para o final dela”, disse.



Para o jogo de domingo não poderá faltar à equipa a capacidade de finalização, que faltou frente ao Nacional, na última jornada. “A minha expectativa, enquanto treinador, é que consigamos manter a qualidade exibicional, a concentração. Neste momento somos uma equipa muito mais madura, durante os noventa e cinco, noventa e seis minutos que um jogo de futebol tem. A minha expectativa é que consigamos colocar em prática aquilo que fazemos no treino em termos de finalização e consigamos fazer golos, porque tenho a certeza de que se fizéssemos um golo ao Nacional, e bastava um, com certeza que o resultado teria sido justo. Porque não foi justo, atendendo àquilo que se passou em campo e à qualidade de ambas as exibições. O Nacional é primeiro, com todo o mérito. É uma equipa muito forte. O Viseu é uma equipa que se preparou, claramente, para a subida de divisão. Vamos defrontar um adversário que é, também, muito forte. Mas nós também somos fortes e temos mostrado isso jogando contra equipas que estão a lutar pela subida de divisão, recheadas de bons jogadores. Leixões, Nacional, Arouca, Penafiel, equipas muito fortes, mas o Gil Vicente tem mostrado que não é inferior a essas equipas. Mas sabemos o contexto em que estamos e queremos reagir, queremos ganhar pontos, queremos ganhar os nove pontos que faltam e, no final, tentar alcançar aquilo que é o nosso objetivo, deste final de época, que é o único possível, que é a manutenção”, referiu Pedro Ribeiro.

Por fim, e por cumprirem castigo por acumulação de amarelos, os defesas Ricardinho e Luiz Eduardo são os únicos indisponíveis para o jogo de amanhã, no Estádio do Fontelo.

Turismo do Porto e Norte marca presença na Feira Ibérica de Turismo, na Guarda

Abril 28, 2018 em Atualidade, Concelho, Cultura, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

A Turismo do Porto e Norte de Portugal (TPNP), onde se inclui Barcelos, segue em força com a aposta na promoção de escapadinhas e turismo familiar na 5ª edição da Feira Ibérica de Turismo (FIT), a decorrer na cidade da Guarda, já entre hoje e 1 maio.



No que é considerado um dos certames mais importantes no setor do turismo do país, com 10 mil metros quadrados de superfície de exposição, a TPNP vai participar com um stand de 60 metros quadrados, partilhado com um conjunto de parceiros públicos e privados da região, que vão promover uma série de iniciativas com a marca do norte do país.

“Este certame tem vindo a afirmar-se cada vez mais no Mercado Ibérico, direcionando-se no sentido de promover a ligação social, comercial e estratégica entre Portugal e Espanha. Apresenta-se, neste sentido, como uma plataforma de divulgação, promoção, captação e desenvolvimento de fluxos turísticos e dos recursos endógenos da vasta e riquíssima região transfronteiriça. É, desta forma, incentivada a troca de experiências e consequente abertura a novos mercados e produtos turísticos diferenciadores, através do conhecimento do nosso património”, comenta Melchior Moreira, Presidente da Entidade Regional Turismo Porto e Norte.

Produto turístico cada vez mais apetecível e procurado pelos turistas, o conceito de “city breaks” e “short breaks” será promovido junto dos visitantes da Feira Ibérica de Turismo. Para além de centenas de ofertas para descobrir a região, os visitantes serão ainda brindados com experiências gastronómicas e poderão conhecer em primeira mão os diversos eventos que integram as agendas culturais dos municípios nortenhos.

Fonte: TPNP.

[Ndr: Batalha das Flores – Festa das Cruzes 2017 (foto de destaque)]

Inaugura hoje a exposição “Desfile dos Vasos de Negreiros”, na Sala Gótica do Paços do Concelho

Abril 27, 2018 em Atualidade, Concelho, Cultura port barcelosnahorabarcelosnahora

O Município e Barcelos, em parceira com a Junta da União das Freguesias de Negreiros e Chavão, abre ao público, hoje, pelas 21h30, na Sala Gótica, a exposição «Desfile dos Vasos de Negreiros».



A exibição pretende dar a conhecer uma das manifestações culturais mais singulares do nosso concelho, que conta com quase um século de existência e atrai, no mês de agosto, milhares de forasteiros ao “Desfile dos Vasos”, em Negreiros.

As jovens da freguesia honram as festas de Santa Justa e a memória dos seus antepassados, desfilando com vasos de plantas ornamentais naturais e envergando os trajes tradicionais e o ouro da família, numa manifestação de devoção, cor e tradição.

A exposição está patente na Sala Gótica dos Paços do Concelho até ao dia 27 de maio.

Fonte e imagem: CMB.

Festa das Cruzes com fim de semana “ao rubro” em Barcelos

Abril 27, 2018 em Atualidade, Concelho, Cultura, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

Este fim de semana tem reservados alguns dos principais concertos do cartaz da Festa das Cruzes 2018, que começou na quarta-feira, com as comemorações do 25 de Abril, e prosseguiu ontem com a inauguração dos arcos de romaria.



Hoje, os Santamaria atuam na Avenida da Liberdade, pelas 22h00, e além da música, o dia ficou marcado, também, pela inauguração dos Tapetes de Pétalas naturais, no Templo do Senhor do Bom Jesus da Cruz, uma das principais atrações da romaria.

Amanhã, o humorista Herman José, acompanhado pela sua Big Band, estreia o novo palco da Festa das Cruzes, na Frente Ribeirinha, pelas 22h00. Durante a tarde de sábado, decorre na Avenida da Liberdade, o XIII Festival de Folclore Luso-Galaico, com início às 16h00.

No domingo, destacam-se as Rusgas ao Senhor da Cruz, que pela primeira vez se realizam na escadaria do Templo do Senhor do Bom Jesus da Cruz, pelas 15h00. Ainda durante a tarde, pelas 18h00, o novo palco na Frente Ribeirinha recebe mais um espetáculo protagonizado pelas escolas de dança do concelho e que celebra o Dia Mundial da Dança. Por fim, pelas 21h30, atua na Avenida da Liberdade, a artista Joana D’Arc.

Na segunda-feira, véspera de feriado, destaca-se o espetáculo da fadista Mariza, pelas 22h00, na Frente Ribeirinha.

A tradicional Batalha das Flores (1 de maio) e a Grandiosa Procissão da Invenção da Santa Cruz (3 de maio) são outros pontos altos do cartaz da primeira grande romaria do Minho.

Fonte e foto: CMB.

Primeira divisão disputadíssima e já há finalistas da Taça Cidade de Barcelos

Abril 27, 2018 em Atualidade, Concelho, Desporto, Opinião port barcelosnahorabarcelosnahora
Luís Gonçalves

Olá, caros leitores!

Eis-me de volta para falar do nosso futebol. O campeonato de futebol de Barcelos.

O campeonato nunca à 29ª jornada teve tantas equipas a lutar pelo título! São seis as equipas que ainda sonham com ele. Do 1º ao 6º lugar, a diferença pontual são apenas 9 pontos, quando faltam jogar 5 jogos, 15 pontos em disputa. E algumas ainda se irão defrontar entre si.



Começo pelo líder, Leões (64 pontos), que regressou às vitórias e logo com “chapa 6” frente ao Cossourado (16º, 22 pontos), que ainda marcou o tento de honra. O Cossourado afunda-se, cada vez mais; já o Leões mantém a diferença de 2 pontos para o Carvalhal.

Carvalhal (62 pontos),  que jogou em Macieira e venceu por 0-1. Este, que era o “jogo da jornada”, fez com que o Carvalhal esteja a “morder os calcanhares” ao Leões; já o Macieira (4º, 55 pontos) mantém-se na luta mas está, agora, a 9 pontos.

Também “passo a passo”, o Leocadenses disputa o título. Recebeu e venceu o “lanterna vermelha”, Pedra Furada (8 pontos), por 4-2. Com esta derrota, o Pedra Furada caiu para divisão secundária; o Leocadenses (3º, 57 pontos) está a 7 do 1º.

O Carapeços sofreu um duro golpe! Foi a Palme (8º, 38 pontos) perder por 3-2. O Palme tem feito um campeonato de “encher o olho” e a cada ano tem melhorado cada vez mais! Será um dos candidatos no próximo ano. Já o Carapeços ficou mais longe do título. Está no 4º lugar, com 55 pontos.

O Remelhe, que jogou no sábado de tarde, recebeu e venceu o Negreiros, por uns expressivos 4-1. Remelhe, que tem feito uma 2ª volta fantástica, está a 9 pontos do Leões. O Negreiros está num confortável 12º, com 33 pontos.

O campeão Pereira voltou a vencer em casa. Nesta jornada venceu o Silva, por 2-1. Pereira: 7º, 40 pontos; Silva: 13º, 32 pontos.

O Oliveira deu um passo atrás! Foi a Salvador do Campo perder por 2-1. Um passo de gigante deu o Campo, pois assim subiu ao 11º, com 35 pontos. O Oliveira baixou ao 14º, com 31 pontos. Está 11 pontos acima da “linha de água”. No entanto, como verão mais adiante, esta semana foi “mista” para os homens de Oliveira no que concerne a alegrias e tristezas.

O Fragoso deslocou-se a Balugães e perdeu por 1-0. O Fragoso continua na disputa pelo 7º lugar mas desceu ao 9º, com 37 pontos. O Baluganense (15º, 28 pontos), com este resultado, teve um “balão de oxigénio”. Está, agora, 6 pontos acima da “linha de água”.

Tal e qual o Fragoso, o Perelhal (10º, 36 pontos) disputa o 7º lugar. Recebeu e empatou a 1 com o “aflito” Feitos (17º, 20 pontos).

Na próxima jornada, destaco o Negreiros-Leões, Leocadenses-Baluganense, Fragoso-Macieira, Carapeços-Oliveira e o “jogo da jornada” Carvalhal-Remelhe. O Carvalhal que não perdeu qualquer ponto em casa e Remelhe ainda não perdeu nesta 2ª volta!

Na segunda divisão, o líder Lijó (64 pontos), que também jogou no sábado, empatou a 1 com o São Mamede (6º, 41 pontos).

O Sequeade (2º, 62 pontos) “aplicou” 6-1 ao Lama (14º, 21 pontos).

O Fonte Coberta tem sido a “sensação” da 2ª volta! Estão num honradíssimo 3º lugar, a apenas 1 ponto do Sequeade e a 3 do Lijó, somam 7 vitórias consecutivas; só nesta 2ª volta, somam 9 vitórias e 2 empates! Simplesmente impecável! Nesta jornada, venceram o Águas Santas (10º, 36 pontos), por 2-1.

O Paradela (4º, 57 pontos e mais um jogo) somou a 6ª vitória consecutiva. Venceu, em casa, o Creixomil, por 1-0. Tem 10 vitórias e 1 derrota até então, na 2ª volta. A par do Fonte Coberta, o Paradela tem sido a sensação da 2ª divisão. Pelo que têm feito até agora, nesta segunda parte do campeonato, estas duas equipas até mereciam a subida…mas “até ao lavar dos cestos é vindima”!

O São Martinho (5º, 45 pontos) “folgou”.

Quase me esquecia…mas no feriado do 25 de Abril, em jogo em atraso a contar para a 22ª jornada, o Paradela venceu o São Mamede por 2-1.

Na próxima jornada, destaco o Cambeses-São Martinho e os dois “jogos da jornada”: o Lijó-Paradela e o Sequeade-Fonte Coberta.



Taça Cidade de Barcelos: Oliveira e Remelhe são os finalistas

No feriado que comemora a instauração da democracia neste nosso Portugal, disputou-se as meias-finais da Taça Cidade de Barcelos, para se apurarem os seus dois finalistas.

O Oliveira recebeu o Carapeços e, no final do tempo regulamentar, o resultado ficou em 1-1. No final do prolongamento, em 2-2. Teve que se ir para penáltis, onde os da casa foram melhores, vencendo por 7-6. Oliveira: primeiro finalista!

Já o Lijó, a jogar em casa, perdeu por 0-1 com o Remelhe. Remelhe: segundo finalista!

Portanto, a final terá um Oliveira-Remelhe a disputar a Taça Cidade de Barcelos. Parabéns aos finalistas!

Por esta semana é tudo.

Uma semana feliz, vos deseja o amigo Luís!

Por: Luís Gonçalves*.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade do autor)

“Financiamento e gestão da causa pública” debatidos no IPCA

Abril 27, 2018 em Atualidade, Concelho, Cultura, Educação, Mundo, Política port barcelosnahorabarcelosnahora

O eurodeputado José Manuel Fernandes, o presidente da Câmara Municipal de Barcelos, Miguel Costa Gomes, e o presidente da Câmara Municipal de Braga, Ricardo Rio, participaram, na passada sexta-feira, numa mesa-redonda organizada pelos estudantes da licenciatura em Gestão Pública da Escola Superior de Gestão (ESG) do IPCA.



Nessa conferência, sobre “Financiamento e gestão da causa pública”, o eurodeputado José Manuel Fernandes adiantou que o programa europeu Erasmus deverá ver o financiamento «aumentado para o dobro», no próximo Quadro Financeiro Plurianual (QFP), que vai começar a ser negociado pelas instituições da União Europeia. Referiu a importância de manter o financiamento da Política Agrícola Comum (PAC), sobretudo para ajudar a aumentar a coesão territorial, social e económica e, dessa forma, combater as disparidades regionais.

“Portugal tem que se preparar para o novo quadro financeiro 2021-2027 e cada região deve indicar ao governo o que precisa, para que o acordo de parceria corresponda efetivamente às reais necessidades”, afirmou o eurodeputado, que defende que Portugal tem de encontrar novas formas de receitas, em alternativa aos impostos que penalizam os cidadãos. O eurodeputado criticou, ainda, o facto de mais de 75 por cento do investimento público em Portugal ter origem no Orçamento da União Europeia e não no Orçamento do Estado (OE).

O presidente da Câmara Municipal de Barcelos, Miguel Costa Gomes, fez referência às “dificuldades” financeiras que as câmaras têm enfrentado ao longo dos anos e que “o Estado está a querer transferir para as câmaras várias pastas, como a Educação, Cultura e Património, mas a questão é o pacote financeiro que terá que acompanhar esta descentralização”. Isto decorre pelo facto de os sucessivos governos não terem vindo a cumprir a Lei das Finanças Locais. O presidente referiu mesmo que a descentralização é o único mecanismo que permitirá melhorar a coesão territorial e o desenvolvimento das regiões sendo necessário encarar este desafio a curto prazo.

Já o autarca de Braga, Ricardo Rio, defendeu que, em matéria de gestão da ‘coisa pública’, há duas regras essenciais: “em primeiro lugar, que não se gaste aquilo que não se tem” e que “essa gestão seja feita de forma racionalizada e rigorosa”, priorizando o uso dos recursos e maximizando a sua aplicação às necessidades. Ricardo Rio saudou a evolução recente de reforço da capacidade tributária dos municípios, dando-lhes a possibilidade de fixarem os impostos e, dessa forma, dando-lhes também a oportunidade de fazer política de outra forma. O autarca reforçou, também, para o facto de o Estado não cumprir a Lei das Finanças Locais, referindo que o financiamento central às autarquias locais em Portugal (13%), está muito aquém da média europeia (24%). “Este é um valor irrisório face às responsabilidades das autarquias locais” tendo em conta que as autarquias locais têm sido pioneiras e inovadoras em muitas políticas, que depois são copiadas pelo governo.

A sessão teve, igualmente, espaço para as questões da plateia, constituída quer por estudantes, quer por docentes e investigadores do IPCA. No final da sessão, o eurodeputado José Manuel Fernandes e os dois autarcas minhotos, Miguel Costa Gomes e Ricardo Rio, acreditam que os estudantes do IPCA estão conscientes dos desafios sociais que se colocam hoje.

Fonte e foto: IPCA.

 

Galeria de Arte apresenta exposição de Maria Casal e Francisco Pazos

Abril 27, 2018 em Atualidade, Concelho, Cultura, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

Inaugura sábado, pelas 18h00, na Galeria Municipal de Arte, a exposição “Diálogo de Cor e Volume”, da pintora Maria Casal e do escultor Francisco Pazos. A exposição estará patente até 24 de junho.



Em “Diálogo de Cor e Volume” fundem-se duas artes, a pintura e a olaria. Nas palavras de Tere Suárez, crítica de arte e comissão da exposição, esta exposição trata-se de “uma ampla visão da obra de dois criadores galegos, que compartilham a maneira de olhar e a incansável necessidade de experimentar, na tentativa de captar o instante e transformá-lo em eterno”.

Maria Casal, nascida em 1954, em Catoira, Pontevedra, começou a expor em 2004, contando, desde então, com dezenas de exposições individuais e coletivas, no seu país de origem, e vários prémios em mostras de arte.

Francisco Pazos nasceu em 1961, em Meaño, Pontevedra. Foi Professor de escultura, entre 1990 e 1997, na Escola de Canteiros, onde se formou. Logo no início de carreira, em 1983, foi laureado na Bienal de Pontevedra com uma bolsa destinada a novos valores e, ao longo dos anos, a sua obra tem sido por diversas vezes premiada.

Fonte e imagem: AB.

Barcelos tem nova equipa de sapadores florestais

Abril 26, 2018 em Atualidade, Concelho, Mundo, Política port barcelosnahorabarcelosnahora

Barcelos vai ter uma nova equipa de sapadores florestais, após ter sido aprovada a candidatura, apresentada pela Associação Florestal do Cávado, ao concurso lançado pelo despacho n.º 730-B/2018.



A candidatura para o concelho de Barcelos ficou nos 15 primeiros lugares, de entre as 91 que foram apresentadas a concurso, tendo o júri decidido, ainda, aumentar a área de intervenção proposta.

Considerando que há muito é sentida a necessidade de uma segunda equipa de sapadores florestais para Barcelos e porque o concelho foi declarado como tendo zonas de intervenção prioritárias, a Câmara Municipal comprometeu-se, no âmbito da candidatura, a apoiar “financeiramente, e por outros meios que venham a ser protocolados, a Associação Florestal do Cávado, garantindo a operacionalidade da equipa de sapadores florestais a ser criada”.

Nesse sentido, o Município vai assumir o financiamento da nova equipa de sapadores florestais, num valor compreendido entre os 40 mil e os 50 mil euros, estando prevista, ainda, a aquisição de uma máquina bulldozer.

Com esta nova equipa, o concelho de Barcelos passa a contar com 10 sapadores florestais e uma área intervencionada de cerca de 60 hectares.

O presidente da Câmara Municipal, Miguel Costa Gomes, sublinha que tudo está a ser feito “para que Barcelos não seja afetado pelos incêndios este verão”.

A abertura do concurso para a criação de 100 equipas de sapadores florestais em todo o território continental, a somar às 292 já existentes, surgiu na sequência do estabelecido na Estratégia Nacional para as Florestas com o objetivo de reduzir o risco de incêndio.

O concurso foi estabelecido em dois lotes: o primeiro visando a criação de equipas sob a forma de brigada; o segundo, no âmbito do qual foi apresentada a candidatura para o concelho de Barcelos, para a constituição de equipas com enfoque em áreas de elevado valor cultural e em zonas de intervenção prioritária.

Fonte: CMB.

Foto: DR.

Tapetes de Pétalas na Igreja do Senhor do Bom Jesus são inaugurados hoje

Abril 26, 2018 em Atualidade, Concelho, Cultura, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

Por volta das 18h00 são inaugurados os Tapetes de Pétalas na Igreja do Senhor Bom Jesus da Cruz.



Sendo um dos ex-libris da Festa das Cruzes, são um ponto de passagem obrigatório e que motivam a visita de muitos barcelenses e forasteiros durante esta época, acentuando a vertente religiosa das festividades.

Foto: CMB (Tapetes de Pétalas do ano passado).

Ir Para Cima