Arquivo de Categorias

Atualidade - page 4

Conferência online debate o Presente e o Futuro da Economia em tempos de COVID-19

Maio 16, 2020 em Atualidade, Concelho, Economia, Mundo, Política port barcelosnahorabarcelosnahora

Realiza-se hoje, pelas 21h30, uma conferência sob o tema “O Presente e o Futuro da Economia”, em tempo de COVID-19, organizada pelo Conselho Estratégico do PSD Barcelos.



Esta conferência contará com a participação de Paulo Cunha, Presidente da Câmara Municipal de VN de Famalicão, Nuno Albuquerque, Presidente da ACIB – Associação Comercial e Industrial de Barcelos, e de Carla Barros, Deputada na Assembleia da República nas áreas do Trabalho e Segurança Social. A moderação estará a cargo de membros da Secção de Economia do referido Conselho Estratégico.

Para assistir e participar, gratuitamente, poderá aceder ao link https://www.facebook.com/PSD.Barcelos/ ou em direto na página Facebook do Barcelos na Hora (https://www.facebook.com/barcelosnahora/).

Imagem: PSD-B.

Município de Barcelos celebra o Dia Internacional dos Museus

Maio 15, 2020 em Atualidade, Concelho, Cultura, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

O Município de Barcelos associa-se, uma vez mais, às comemorações do Dia Internacional dos Museus que se realiza no próximo dia 18 de maio, através de um conjunto de iniciativas de caráter virtual devido à pandemia COVID-19.



Para assinalar a data, o Município de Barcelos, através de diferentes plataformas online, redes sociais e site do Museu de Olaria irá disponibilizar, ao longo do dia, várias visitas guiadas às exposições que os visitantes possam, a partir de suas casas, acompanhar em tempo real.

As iniciativas serão publicadas, em sucessão, na página Facebook, no canal YouTube do Município de Barcelos e no site do Museu de Olaria.

Com o tema “Museus pela igualdade: diversidade e inclusão”, o Dia Internacional dos Museus 2020 visa tornar-se um ponto de encontro para celebrar a diversidade de perspetivas que compõem as comunidades e os funcionários dos museus, além de promover ferramentas para identificar e superar preconceitos no que os museus mostram e nas histórias que contam.

Este dia foi criado em 1977 pelo Conselho Internacional dos Museus com o intuito de iniciar uma reflexão sobre a importância dos museus no desenvolvimento da sociedade. Os museus apresentam experiências de acordo com as diferentes origens dos visitantes incentivando a diversidade e inclusão para combater as disparidades sociais na atualidade.

Fonte e imagem: CMB.

COVID-19: PAN apresenta pacote de 15 medidas para transição económica e social sustentável

Maio 15, 2020 em Atualidade, Concelho, Economia, Mundo, Política port barcelosnahorabarcelosnahora

O PAN – Pessoas-Animais-Natureza defende que a retoma pós-COVID-19 deve assentar numa transição económica e social sustentável, pelo que deu entrada no Parlamento de uma proposta de pacote de 15 medidas que passam, nomeadamente, por uma aposta no teletrabalho, na mobilidade sustentável, nas energias renováveis, na agricultura de produção local e modo biológico, no reordenamento florestal, num turismo sustentável, e no modelo de apoio às empresas.



Como parte da defendida transição sustentável, o PAN recomenda ainda ao Governo que, no âmbito do Programa Nacional de Reformas, inclua no plano de recuperação da crise económica, social e sanitária provocada pela COVID-19 a opção estratégica por um modelo assente no investimento no combate e adaptação às alterações climáticas, na não aplicação de medidas de austeridade e em medidas de combate a interesses instalados.

Fonte: PAN.

Foto: DR.

IPCA com regresso gradual das atividades letivas a partir de 18 de maio

Maio 15, 2020 em Atualidade, Concelho, Educação, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

Instituto Politécnico aprova o Plano de Retorno Gradual

O Instituto Politécnico do Cávado e do Ave (IPCA) vai manter em funcionamento, até ao final do presente ano letivo, as atividades letivas em regime de ensino a distância, à exceção de aulas práticas e laboratoriais que regressam gradualmente ao regime presencial a partir do dia 18 de maio, respeitando as adequadas regras de segurança e com a proteção individual e o distanciamento entre as pessoas. Mantendo-se a avaliação contínua pela via digital, o despacho da Presidente do IPCA que aprova o Plano de Retorno Gradual das atividades presenciais do IPCA, prevê que a avaliação na época de exames decorrerá em regime presencial, à semelhança das provas académicas.



A Presidente do IPCA, Maria José Fernandes, considera que este regresso deve “ser ponderado e bem articulado”, sempre de acordo com as recomendações das autoridades competentes. “Temos a responsabilidade de zelar pela segurança da comunidade académica, do bem-estar e saúde de todos. E isso é o mais importante para nós neste momento”, adianta a presidente.

Também a biblioteca José Mariano Gago vai reabrir a partir de 18 de maio, com ocupação reduzida, sendo ainda disponibilizadas duas salas adjacentes que funcionarão como espaços de apoio à biblioteca, especialmente destinadas à consulta e ao estudo, as quais só podem ser utilizadas pelos estudantes desde que utilizem máscaras e luvas.

O plano de retorno gradual do IPCA implica o reforço das regras de segurança e de cuidados de higienização e de saúde, tais como o uso obrigatório de máscara (de acordo com as orientações da DGS) que serão disponibilizadas gratuitamente a toda a comunidade académica; serão colocadas barreiras de proteção na receção das Escolas; serão reforçadas as ações de limpeza e higienização dos espaços utilizados; será disponibilizado gel desinfetante e de outros produtos de limpeza e higienização em todos os espaços do IPCA.

Nos espaços exteriores, a circulação vai ser feita de forma articulada e devidamente sinalizada de forma a evitar cruzamentos.  Maria José Fernandes adianta que “estas medidas e orientações serão continuamente monitorizadas e avaliadas em articulação com as autoridades de saúde e de proteção civil, podendo ser comunicadas novas orientações e implementadas novas medidas, face à evolução da pandemia e a situações excecionais que assim o possam exigir”.

Em articulação com as entidades oficiais de saúde e de proteção civil, prevê-se que a partir de junho o funcionamento dos serviços do IPCA decorra, maioritariamente, presencialmente, incluindo o atendimento presencial.

Para um melhor conhecimento das medidas aprovadas para o retorno gradual das atividades presenciais, recomenda-se a leitura do Plano Operacional para o Retorno Gradual às Atividades Presenciais no IPCA que se encontra disponível para consulta neste link: https://ipca.pt/covid-19/plano-operacional-para-retorno-as-atividades-presenciais-no-ipca/.

Foi ainda construída uma página de perguntas e respostas, no seguinte endereço: https://ipca.pt/covid-19/plano-retorno-perguntas-respostas/. Aqui pode obter resposta às suas dúvidas e ainda enviar-nos as suas questões ou sugestões para atualizar continuamente estas FAQs.

Fonte e foto: IPCA.

10ª edição do Grande Trail Serra d’Arga adiada para 2021

Maio 15, 2020 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

A Carlos Sá Nature Events enviou uma nota de imprensa às redações informando que a 10ª edição do evento Grande Trail Serra d’Arga, que se iria realizar nos dias 20, 25, 26 e 27 de setembro de 2020, ficará adiada para 2021.



“Infelizmente, devido à situação atual da Pandemia por COVID-19 e respetivas orientações das autoridades de saúde, entenderam os municípios parceiros decretar o cancelamento dos eventos, incluindo os desportivos, até ao final de setembro, não sendo assim possível a realização do GTSA 2020”, refere a promotora barcelense.

O evento voltará em 2021, no fim de semana de 25 e 26 de setembro, para a comemoração do seu 10º aniversário, com um formato semelhante àquele que estava previsto para 2020.

A organização já se encontra a trabalhar para brevemente abrir as inscrições para 2021 e divulgar informação atualizada sobre o evento.

As inscrições ficarão brevemente disponíveis em https://www.carlossanatureevents.com e toda a informação será publicada neste mesmo site e na página de Facebook do evento  https://www.facebook.com/GTSerraDArga/?epa=SEARCH_BOX.

“A Carlos Sá Nature Events agradece a todos os atletas que já estavam inscritos, aos Municípios parceiros e a todas as restantes entidades e patrocinadores envolvidos, pela confiança depositada no projeto e conta com todos para levar a cabo uma 10ª edição ainda mais memorável do Grande Trail Serra d’Arga. Protejam-se, fiquem em segurança e em breve será possível voltar aos trilhos e às provas”, conclui.

Imagem: CSNE.

Albergue Cidade de Barcelos “conversa informalmente” sobre situação atual dos albergues no Caminho Português de Santiago

Maio 15, 2020 em Atualidade, Concelho, Cultura, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

Videoconferência de participação gratuita

Amanhã, 16 de maio, pelas 18h00, a Associação ACB – Albergue Cidade de Barcelos leva a cabo mais uma conversa informal, através de videoconferência, onde se debaterá a atual situação dos Albergues no Caminho Português de Santiago: “Albergues em tempo de pandemia”.



Esta “conversa informal” está disponível para Hospitaleiros, Peregrinos e/ou profissionais que atuem em áreas afetas ao Caminho de Santiago e terá a duração prevista de 1h30.

As inscrições são gratuitas e obrigatórias. Para as efetuas basta aceder ao seguinte link:

https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLSdBT1_0gA1GySCcJGanby4dUGIXII3lIzWkchl7LW7R6MGDYA/viewform?fbclid=IwAR1fx-Xf1dSVkZhkk-d4V2JQsLuE_01dPtDyybMFdvfn3Y8cevhqNgwlvdk

A videoconferência é organizada pela Associação ACB – Albergue Cidade de Barcelos, com o apoio do Pelouro do Turismo do Município de Barcelos.

Foto: DR.

Espaço Registos de Barcelos acelera entrega de Cartões de Cidadão acumulados até final de maio

Maio 14, 2020 em Atualidade, Concelho, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

Tem o seu Cartão de Cidadão para levantar no Espaço Registos de Barcelos? Este serviço está a priorizar a entrega desse documento até ao final do corrente mês de maio.



Se já recebeu a sua carta PIN, contacte os serviços através do e-mail registos.barcelos@irn.mj.pt ou do telefone 253 809 167 (disponível apenas para este efeito) e agende o levantamento do seu Cartão de Cidadão até ao final de maio.

Imagem: DR.

[Ndr: notícia atualizada a 15.05.2020, pelas 14h15]

Município de Barcelos associa-se ao “Bom Dia Cerâmica”

Maio 14, 2020 em Atualidade, Concelho, Cultura, Economia, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

O Município de Barcelos volta a associar-se à iniciativa europeia “Bom dia Cerâmica”, que se realiza nos dias 16 e 17 de maio, desta vez de carácter virtual devido à pandemia COVID-19.



Respondendo ao desafio da Associação Portuguesa de Cidades e Vilas de Cerâmica, Barcelos privilegiará, nestes dias, o envolvimento digital das cidades portugueses e europeias com cerâmica através da apresentação de filmes e séries de fotografias nas redes sociais e canal YouTube do Município de Barcelos.

Assim, nos dias 16 e 17 de maio será divulgado material fotográfico e audiovisual ao público nas redes sociais, acompanhado de contextualização e interpretação, com o propósito de dar a conhecer elementos referenciais da produção cerâmica, que permitam compartilhar a excelência e diversidade da criação europeia. Os eventos serão publicados, em sucessão, na página Facebook, no canal YouTube do Município de Barcelos e no site do Museu de Olaria.

Nestes dias será ainda lançada uma iniciativa intitulada “selfies cerâmicas”, dedicada a ceramistas, entusiastas, operadores, stakeholders e, em geral, ao que seria o público habitual do programa “Bom Dia Cerâmica”.

Lançado há vários anos pelas cidades cerâmicas italianas, o “Bom Dia Cerâmica” tem o apoio da Associação Portuguesa de Cidades e Vilas de Cerâmica e pretende chamar a atenção para a importância da cerâmica na Europa, estendendo-se a cerca de duas centenas de cidades cerâmicas de Itália, Portugal, França, Espanha, Roménia, Alemanha, República Checa e Polónia. Em Portugal, participam as cidades e vilas cerâmicas que integram a associação, nomeadamente Barcelos, Reguengos de Monsaraz, Alcobaça, Tondela, Aveiro, Oliveira do Bairro, Viana do Alentejo, Montemor-o-Novo, Redondo, Batalha, Vila Nova de Poiares, Caldas da Rainha, Ílhavo, Mafra, Porto de Mós e Viana do Castelo.

Podemos encontrar, no nosso país, mais de uma centena de cidades e vilas que, ao longo da sua história, estiveram ligadas à cerâmica, mantendo-se ainda ativas um número muito considerável, nomeadamente as que estão ligadas à Associação Portuguesa de Cidades e Vilas de Cerâmica, com uma atividade económica importante e com expressão nas pessoas que a trabalham de forma artesanal, criativa ou industrial. A cerâmica tem, também, uma importante expressão na construção, na decoração das fachadas, nos objetos utilitários e decorativos que a quase totalidade da população usa, bem como na expressão museológica que atrai tantos turistas ao nosso país.

Existe uma consciência comum de que o atual momento é muito sensível e problemático para toda a cerâmica europeia, e especialmente para a portuguesa, em que poderá ser posta em causa a sua viabilidade e rentabilidade, deixando muitos ceramistas com dificuldades de subsistência.

Portugal é o segundo produtor mundial de cerâmica de mesa e decorativa, bem como de olaria, logo a seguir à China.

Fonte e imagem: CMB.

DECO recebeu 3.600 pedidos de famílias a quem prestou aconselhamento financeiro entre março e maio

Maio 13, 2020 em Atualidade, Concelho, Economia, Mundo, Opinião port barcelosnahorabarcelosnahora

Desde 2000 a 2019, o desemprego foi a causa principal de sobre-endividamento das famílias portuguesas, seguida pela deterioração das condições laborais. Em 2019, a situação inverteu-se e as condições de trabalho empurraram mais portugueses para o sobre-endividamento. Este ano, preconizava-se a deterioração das condições laborais como a principal causa.



Porém, e de modo totalmente imprevisível, em meados de março tudo se alterou e a principal causa das dificuldades das famílias torna-se a perda de rendimentos (situações de layoff, perda de rendimentos informais, não pagamento de salários), que correspondem a 27,3%, seguindo-se o desemprego – 23,5%, a precariedade – 15,5% e os negócios mal sucedidos – 2,6%.

Todas estas causas somadas totalizam cerca de 70% das causas das situações de grandes dificuldades financeiras ou endividamento, sendo responsáveis pela diminuição dos rendimentos das 3.600 famílias que nos pediram ajuda, entre 18 de março e 11 de maio de 2020.

A estas famílias foi prestado aconselhamento e orientação financeira sobre algumas das medidas de proteção decretadas para atenuar os efeitos da pandemia do COVID-19 (42%), reestruturação de responsabilidade de crédito (25,1%), regime excecional da penhora das pensões e salários (6,3%), a cobrança e recuperação de crédito (2,6%), apoios sociais (1,2%).

Durante este período, deram entrada 234 processos de intervenção de famílias confrontadas com a perda de rendimentos (57,1%), mas que que ainda estão no mercado de trabalho (82%). São famílias que apresentam uma taxa de esfoço de 71,4%.

O Gabinete de Proteção Financeira está disponível para efetuar a análise e diagnóstico da situação financeira do agregado familiar e ajudar na construção de um plano de pagamentos, sempre que tal seja viável e prestar apoio na renegociação das dívidas, estabelecendo contactos com os credores.

Conte connosco.

Para mais informações ou dúvidas, não hesite em contactar-nos, através de Videochamada (Skype),  telefonicamente, para os nºs  213 710 238 /  22 339 19 61 ou por email: gas@deco.pt ou gas.norte@deco.pt.*

Imagens: DR.

(* A redação do artigo é única e exclusivamente da responsabilidade da DECO)

Eurodeputado José Manuel Fernandes propõe Plano de Recuperação europeia com mais subvenções e menos empréstimos

Maio 13, 2020 em Atualidade, Concelho, Economia, Mundo, Política port barcelosnahorabarcelosnahora

Parlamento Europeu exige uma resposta forte e urgente face ao impacto da crise provocada pela COVID-19

O Eurodeputado português José Manuel Fernandes é um dos redatores da resolução que vai sexta-feira a votação no plenário e que tem o apoio dos principais grupos políticos do Parlamento Europeu (PE).



“Precisamos de um Plano de Recuperação massivo, que entre em vigor rapidamente e que contribua para a convergência, a criação e manutenção do emprego e para a coesão económica, social e territorial”, defende José Manuel Fernandes.

O Eurodeputado do PSD assume-se crítico de um Plano assente sobretudo em empréstimos, o que poderá contribuir para aumentar dívida pública e agravar as dificuldades de países como Portugal, assim como Itália.

José Manuel Fernandes reclama uma maior opção por subvenções, em detrimento da aposta em garantias para empréstimos, num modelo que se estima poder gerar 2 biliões de euros em investimentos. Acrescenta que “as subvenções têm de ajudar os países em maiores dificuldades. Portugal não pode receber migalhas”.

Alerta que este Plano de Recuperação e Relançamento tem de ser adicional e complementar em relação ao Quadro Financeiro Plurianual (QFP) da União Europeia (EU), não o podendo reduzir. O Plano de Recuperação terá uma duração de apenas 2 anos e deve começar já. O QFP durará 7 anos e deverá entrar em vigor em 01 de janeiro de 2021.

Membro do grupo de negociação do QFP 2021-2027, o Eurodeputado avisa que “só haverá aprovação do orçamento da União Europeia para a próxima década se forem criados novos recursos próprios”.

“Há um princípio a seguir: quem não paga, deve pagar. A Google, a Amazon, o Facebook e os gigantes tecnológicos, cujos lucros até aumentaram durante a crise, devem contribuir com a sua parte para a recuperação da economia europeia”, afirma.

José Manuel Fernandes é o único português no grupo de proponentes da resolução sobre o próximo QFP e o Plano de Recuperação, que integra eurodeputados dos grupos PPE, S&D, Renew, Greens e ECR.

A Resolução deixa um aviso à Comissão Europeia, “contra o uso de títulos enganosos” relativamente ao Plano de Recuperação, considerando que “a credibilidade da União está em risco”. Reclama a necessidade de aumento forte da capacidade orçamental da UE para responder ao impacto negativo da pandemia na economia europeia, cujo PIB deverá contrair 7,4%, de acordo com as previsões económicas desta Primavera.

Fonte e foto: JMF.

Ir Para Cima