Arquivo de Categorias

Mundo - page 196

Festa de Nª Sr.ª da Salvação, em Rebordões-Gilmonde, chega mais cedo este ano

Maio 13, 2018 em Atualidade, Concelho, Cultura, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

Ao contrário do que era habitual, e prática das últimas décadas, no Lugar de Rebordões, Freguesia de Gilmonde, realiza-se a festa em honra de Nossa Senhora da Salvação. Esta era uma festa que acontecia em finais de setembro mas, este ano, realiza-se em finais de maio, mais concretamente, entre dias 18 e 21.



Assim, no primeiro dia, pelas 21h00, realiza-se a Oração inicial na Capela de Nossa Senhora da Salvação, seguindo-se a Procissão de Velas, acompanhada pela Fanfarra Nossa Senhora da Ajuda, de Gilmonde. À chegada, celebra-se a Eucaristia campal no adro da referida Capela. Por volta das 23h00, inicia a atuação do Grupo Folclórico de Santa Maria de Gilmonde.

Sábado, 21 de abril, inicia com a Eucaristia, pelas 9h00, na Capela de Nossa Senhora da Salvação. Cerca de meia hora depois, entram os Zés Pereiras de Barcelinhos, que percorrerão todos os lugares da Freguesia e Milhazes. À noite, pelas 21h30, inicia o espetáculo do grupo MICROSOM, de Arcos de Valdevez.

No dia seguinte, pelas 11h00, celebra-se a Eucaristia solene em honra de Nossa Senhora da Salvação. Ao início da tarde, pelas 14h00, dá-se a entrada da Banda Musical de Oliveira. Uma hora depois, entra a Fanfarra Nossa Senhora da Ajuda. Pelas 16h30, iniciam os atos religiosos, com um Terço, seguido da Procissão. Cerca de duas horas depois, continua a atuação da Banda Musical de Oliveira. A noite termina com a atuação de Pedro Cachadinha e companhia, que inicia pelas 21h30.

O programa da festa termina a 21 de maio, segunda-feira, com uma Oração inicial na Quinta da Fervença, pelas 21h00, seguindo-se nova Procissão de Velas. À chegada à Capela de Nossa Senhora da Salvação, realiza-se a “Batalha das Flores”, seguida de Eucaristia campal no adro. Por fim, por volta das 22h30, inicia a atuação do Grupo Etnográfico de Danças e Cantares da ADRC de Gilmonde.

Dia 20 de maio há recolha de sangue e medula óssea em Alvelos

Maio 13, 2018 em Atualidade, Concelho, Cultura, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

No próximo dia 20 de maio, domingo, entre 9h00 e as 12h30, realiza-se uma recolha de sangue e medula óssea, que terá lugar na Junta de Freguesia de Alvelos.



A recolha é organizada pela Barcelos Solidário – Benemérita Associação Humanitária dos Dadores de Sangue do Concelho de Barcelos, com o apoio da Junta de Freguesia de Alvelos, Paróquia de Alvelos e Instituto Português do Sangue e da Transplantação.

Imagem: BS.

Festas da Sr.ª do Rosário e de S. Sebastião, em Tamel – Santa Leocádia, no próximo fim de semana

Maio 11, 2018 em Atualidade, Concelho, Cultura, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

Entre 18 e 20 de maio, Tamel – Santa Leocádia, na União de Freguesias de Tamel (Santa Leocádia) e Vilar do Monte, recebe as Festas em Honra de Nª Sr.ª do Rosário e de São Sebastião.



No primeiro dia, pelas 21h00, realiza-se a Procissão de Velas. Já no dia 19, pelas 8h30, o grupo “Os Castiços de Barcelos” iniciam o seu périplo pelas ruas da terra. À noite, pelas 22h00, atuam os EUPHORIC SHOW, que voltam a palco após a sessão de fogo de artifício.

Por fim, no último dia, pelas 9h30, celebra-se a Missa em honra de Nª Sr.ª do Rosário e de São Sebastião. Ao início da tarde, pelas 14h00, dá-se a entrada da Banda de Música de Sanguinhedo – Vila Real. Pelas 15h00, iniciam-se os atos religiosos, sermão e procissão. Pelas 18h00, dá-se o encerramento, com despique e despedida da Fanfarra dos Bombeiros Voluntários Portuenses e a referida banda de música.

Teatro Gil Vicente recebe Sarau Solidário para ajudar a Rosita

Maio 11, 2018 em Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

No âmbito do apadrinhamento de Rosita por parte do Instituto Politécnico do Cávado e do Ave (IPCA), realiza-se, dia 15 de maio, pelas 21h00, no Teatro Gil Vicente, um Sarau Solidário em prol dessa criança.



Rosita é uma menina órfã que reside numa comunidade religiosa em Nampula, Moçambique, comunidade essa apoiada que é apoiada pela Associação Padrinhos D’África.

O projeto é acolhido pelo 3º ano de Gestão de Atividades Turísticas e tem como objetivo “conseguir angariar dinheiro para renovar, todos os anos, os estudos da Rosita”, refere Patrícia Leão, uma das estudantes envolvidas neste louvável projeto.

Assim, as turmas de 3º desse curso organizam este evento, que contará com a participação e performance do Grupo de Fados do IPCA e de diversos artistas e cantores do mesmo Instituto. Ainda se realiza um sorteio de prémios, nomeadamente, um voucher e duas peças de artesanato.

Estão abertas as inscrições para o “Moda Barcelos 2018”

Maio 11, 2018 em Atualidade, Concelho, Cultura, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

O período de inscrições para a edição de 2018 do Moda Barcelos, promovido pelo Pelouro da Juventude do Município de Barcelos, decorre até ao dia 18 de maio.

O “Moda Barcelos” é um projeto de arte e de formação que visa descobrir novos talentos, valorizar e promover a indústria têxtil e a área da moda em Barcelos. Este ano, os desfiles decorrem nos dias 29 e 30 de junho, pelas 22h00, no Largo do Município.

Os participantes podem concorrer às categorias de manequim, criação e apresentação de coleções, tendências de cabelo de maquilhagem e lojistas na área da moda. Os concorrentes a manequim terão que passar por um casting, a decorrer dia 25 de maio, às 18h00, na Casa da Juventude. Os concorrentes selecionados integrarão uma ação de formação de manequins. A inscrição é gratuita.

No dia 29, serão apresentados os trabalhos desenvolvidos por designers de moda e pela indústria têxtil e, no dia 30, os trabalhos dos lojistas. A mostra de tendências de cabelo e maquilhagem acontecerá nos dois dias do evento, assim como a festa de encerramento de cada noite, que terá lugar no Paço dos Condes de Barcelos.

Os criadores poderão, ainda, candidatar-se a dirigir um Ateliê de Moda, que decorrerá entre setembro de 2018 e junho de 2019, na Casa da Juventude. As propostas devem ser enviadas até quatro semanas antes da realização da atividade.

Para saber mais, nomeadamente, como se inscrever, aceda a http://agenda.barcelos.pt/eventos/moda-barcelos-2018 (basta clicar no link para aceder automaticamente).

Fonte e imagens: CMB.

O Futebol Clube do Porto é Campeão Nacional!

Maio 11, 2018 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo, Opinião port barcelosnahorabarcelosnahora
Vítor Sá Pereira

Olá, caríssimos leitores!

Depois de tantas crónicas semanais, eis o tão esperado momento!

“O Futebol do Porto é Campeão Nacional!!!!!…”



Depois de termos ganho na Luz, ao Setúbal e Marítimo, foi no sofá que tivemos a confirmação do tão desejado título! Confesso que preferia que o Sporting tivesse ganho ao Benfica e que tivéssemos sido campeões no jogo contra o Feirense, mas não há momentos certos para se ser campeão! Confesso, também, que a certa altura deitei a toalha ao chão, fruto da tristeza de duas derrotas consecutivas, mas a chama do Dragão manteve-se forte e fez com que todos nós – FC Porto – estejamos de parabéns e muito felizes.

Foram 4 anos ao qual não estávamos habituados. Aliás, foi a primeira vez desde que nasci que ficámos 4 anos sem ganhar! É um título muito desejado e saboroso depois do que descobrimos quando “abrimos” a caixa de correio eletrónico de um rival. E por falar nisso, é coincidência ou destino que desde que descobrimos “o polvo”, o nosso rival não vai ganhar nada e corre o risco de ficar em 3º??!

Como disse anteriormente, é uma vitória do FCP, onde estão incluídos a estrutura, equipa técnica, jogadores e nós adeptos, que fomos incansáveis no apoio.

Sérgio Conceição é apenas o rosto de uma crença e de uma união de como há muito não se via. O novo “ Mourinho” teve o condão de ligar a equipa aos adeptos e potenciar jogadores que ninguém acreditava que seria possível, sequer, que alguns deles regressassem ao Porto.

Fizeram de nós falidos e mortos, mas acordaram um monstro. Ainda na segunda-feira, o jornaleco “A Bola” deu destaque total à vitória de João Sousa (que foi incrível!) e deixou o FCP para segundo plano, mas tudo isto nós transformámos em força.

Agora é hora de rumar aos Aliados e, passados 20 anos, vamos ver a nossa equipa ser recebida na Câmara Municipal do Porto, onde as portas estiveram fechadas muitos anos. O Marquês estava reservado, mas o único adepto de vermelho que lá vi foi o boneco STOP do semáforo!

Conto convosco, sábado à noite, nos Aliados ou na Avenida da Liberdade, em Barcelos, junto ao Bombeiro.

“Porto, Porto, Porto

És a nossa glória

Dá-nos neste dia, mais uma alegria

Mais uma vitória”!

Por: Vítor Sá Pereira*.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade do autor)

O oito e o oitenta

Maio 11, 2018 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo, Opinião port barcelosnahorabarcelosnahora
Ricardo Moreira

Bem-hajam, caros leitores do BnH!

No último derby da época reconheço que, para mim, houve mais SL Benfica do que Sporting Clube de Portugal, principalmente durante a primeira parte.



Jorge Jesus disse, no final, que “foi um bom jogo”. Discordo de todo. Aliás, acho que jogámos como o “caracol”! Não gostei da nossa exibição neste clássico, de todo!

A jogarmos em “casa”, perante um estádio com cerca de 45 mil Sportinguistas, a puxar efusivamente por nós, (estavam cerca de 49 mil espectadores no total) quase não conseguimos criar oportunidades de golo!

Sempre disse que, no final, criticar é fácil. Mas…tantos milhões investidos (inclusive no treinador) para tão pouco futebol, (principalmente contra os melhores do campeonato) dá, no mínimo, que pensar.

As dificuldades do meu Sporting Clube de Portugal, em ataque posicional, não são nenhuma “novidade”, mas nos jogos contra equipas cuja organização defensiva é mais competente do que o habitual, somos praticamente inexistentes nesse momento do jogo! Pouco critério a sair desde trás, preferimos, muitas vezes, o passe longo pelo ar, do que uma circulação apoiada. Sempre à espera de rasgos individuais (de Gelson, Bruno Fernandes,…) para conseguirmos criar situações de golo. Sem qualquer criatividade ofensiva a nível coletivo (tudo demasiado previsível) e incapazes de chegarmos à área adversária de forma apoiada para garantirmos melhores condições para finalizar.

Ainda para mais, como já tinha acontecido em outros jogos, (contra SL Benfica e FC Porto) a nossa equipa voltou a conceder muitas oportunidades de golo e bem podemos “agradecer” ao “São” Patrício (aqueles petardados enviados, para junto de si, por ditos Sportinguistas, no início do jogo, foi qualquer coisa de surreal), e aos dois centrais (Coates e Mathieu, fizeram um bom jogo), não termos saído derrotados deste último clássico da época.

Não acho que tenha sido por acaso que o Sporting não ganhou qualquer jogo, esta época, para o campeonato, ao FC Porto, SL Benfica e SC Braga. Esta época, tivemos sempre muitas dificuldades em criar situações de golo em ataque posicional, contra estas equipas mais fortes.

Obviamente que tudo isto teve uma grande influência no desfecho deste campeonato. Pois em 18 pontos possíveis com as equipas mais fortes (FC Porto, SL Benfica, SC Braga) apenas conseguimos fazer 4 pontos (não ganhamos nenhum – ??? – desses 6 jogos!). Duvido que alguma vez, assim, possamos vir a ser campeões.

Pouco, muito pouco mesmo, para não dizer, mau demais, para um candidato ao título!

Resta-nos a consolação de dependermos só de nós, na última jornada, (apesar de ser um jogo bem difícil na Madeira contra o Marítimo) para sermos segundos e tentarmos aproveitar os milhões que isso possa trazer, (se conseguirmos chegar à fase de grupos da Liga dos Campeões) para nos tornarmos mais fortes na próxima época.



Já nas modalidades, a cultura de exigência vale títulos e mais títulos!

Domingo, consagrámo-nos bicampeões em andebol e futebol feminino. Títulos que se juntam ao conquistado no voleibol.

Consumados os títulos no voleibol, no andebol e no futebol feminino, o meu Sporting Clube de Portugal mantém, ainda, ambições legítimas no futsal, onde fez uma fase regular demolidora (apenas um empate em 26 jogos) e no hóquei em patins, onde a luta será certamente bem renhida, até ao fim. A equipa de futsal, recorde-se, chegou ainda pela segunda vez consecutiva à final da UEFA Futsal Cup, a Liga dos Campeões da modalidade, embora tenha voltado a cair na final perante o Inter Movistar. E a equipa de hóquei em patins ainda está em competição na Liga Europeia: irá disputar a final four com o FC Porto, no Dragão Caixa, no próximo dia 12.

Só este ano, por exemplo, o meu/nosso Sporting Clube de Portugal venceu os Campeonatos Nacionais de Estrada, nos setores feminino e masculino, e, mais importante, tornou-se o primeiro clube a ganhar, na mesma época, a Taça dos Campeões Europeus de Corta Mato nos dois setores.

Somos o único clube a deter no seu palmarés os títulos de Campeão da Europa de Pista e de Corta Mato em femininos e masculinos.

Somamos 27 títulos de Campeão Europeu nas modalidades!!!

Muito, muitíssimo mesmo, para não dizer incomparável!!! Uma das maiores potências desportivas do Mundo, claro está!

Ganhamos tudo nas modalidades! Ganhamos títulos constantemente nas modalidades!

Já no futebol de 11 masculino (desporto “Rei”, e o que mais move multidões e paixões, não ponho isso em causa) demorámos anos e anos para voltarmos a ser campeões! Falta-nos mudar esta tendência!

Sem dúvida…o oito e o oitenta!

Já agora, raramente falo de árbitros, (acho que aqui até nunca falei) pois para mim devem ser sempre um fator “secundário” no jogo!!! Apesar de que fazem parte do jogo, e sempre vão fazer!

Alguém sabe que arbitragem foi esta??? Havia VAR, neste jogo, tão pouco???

Nunca vi jogo com tantas decisões tão erradas (para os dois lados – penalties claros, agressões nítidas), e nem uma única vez foi consultado o vídeo-árbitro???

Foi “brincar” às arbitragens???

O FC Porto seria Campeão à mesma, e teve o seu mérito, e dou-lhe os sinceros parabéns pela conquista do campeonato!

Não é isso que está em causa!

É, sim, que acho que tudo tem um limite e até não gosto de “desculpar” nos árbitros, ou falar deles (dar ênfase aos árbitros, tão pouco). Mas esta foi a pior arbitragem que já vi nos últimos tempos (para os dois lados), e para mais, nem uma única vez foi consultado o vídeo-árbitro (afinal, para que se gasta tanto dinheiro na tecnologia?). Não percebi de todo!

É assim que queremos melhorar a arbitragem? Nem as “ferramentas” que têm ao seu dispor, para serem melhores, aproveitam devidamente???

Achei uma arbitragem, no cômputo geral, do pior que pode haver! (pois nem se deram ao trabalho de tentar corrigir, no devido tempo, alguns erros tão clarividentes, tendo ali, ao seu inteiro dispor, as “ferramentas” auxiliares para isso mesmo!

Errar é Humano, mas vá-se lá entender esta arbitragem!

Sinceramente, achei mau demais para ser verdade!!!

Desporto é Vida! Vive o Desporto com “Respect” e “Fair-Play“!

Por: Ricardo Moreira*.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade do autor)

Adios, Adieu, Auf wiedersehen, Goodbye

Maio 11, 2018 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo, Opinião port barcelosnahorabarcelosnahora
Hugo Pinto

Cantava José Cid e Podemos cantar nós. Esta época, “Auf wiedersehen, Goodbye”. Não ganhámos nada e fizemos todos os jeitinhos possíveis para que o Porto fosse campeão, até no jogo em que empatámos com o Sporting.



Já não há muito a dizer sobre a época que passou. E jogos “a feijões” também me interessam pouco. E não, não sou menos benfiquista por causa disso. Um benfiquista como eu sou, e muitos de vós serão também, nunca pede menos do que o primeiro lugar, nem que este seja disputado até ao último minuto da última jornada.

Mas como não adianta chorar sobre leite derramado, importa agora começar a preparar a próxima época. Começando por escolher, cuidada e criteriosamente, um treinador. Vide o Porto, que conseguiu não ganhar nada durante quatro anos (pese o mérito do Benfica) à custa de Flopeteguis e afins. Para um clube com ambições, não serve um qualquer. Senão, repare-se: além da ausência de títulos (em absoluto), quantos bons negócios vamos fazer este ano com a venda de novos e (mais ou menos) promissores talentos? Ou mesmo jogadores de “carreira feita”?

Esta época, decididamente, foi para esquecer! Foi (quase) tudo mau! Desculpem-me, mas sinto-o assim.

Por falar em preparar a época, reservo ainda um espacinho para falar do Gil Vicente. Soube-se esta semana que só integrará a I Liga em 19/20. Este ano, joga na terceira divisão. Não queria nada estar na pele de um diretor de um clube que tivesse que, no espaço de dois anos, preparar duas épocas para tão distintas realidades. Imagino que não será nada fácil.

Pior! Animicamente, como se motiva um grupo de atletas para jogar num dos mais baixos escalões em que eu me lembro de o Gil Vicente ter estado, sendo que podem todos jogar sentados (literalmente) no campo, sabendo à partida que na época seguinte a primeira liga os espera?!

Eu não percebo muito de gestão de clubes. Confesso-o. Mas se eu pudesse ter uma palavra a dizer, diria que está na hora de estes senhores se sentarem à mesa de reuniões e definirem uma estratégia a médio-longo prazo para o futuro do nosso Gil, e que tivesse como um dos pilares centrais a formação. Num Concelho com o tamanho do de Barcelos, está na hora de ir olhando para o futebol das camadas jovens dessas freguesias todas, fazer um grande trabalho de prospeção e acompanhamento de jovens atletas, criando uma espécie de “bolsa” virtual de possíveis talentos. Então, caberia ao clube formador (leia-se GVFC) formar atletas (em sentido lato) e homens talhados para o sucesso ao serviço das cores barcelenses. Assim, prestaria um serviço à comunidade pela promoção do desporto nos jovens (que inclusivamente poderia ter uma repercussão social interessante) e criaria bases de sustentabilidade para o futuro. Estrangeiros? Só se fizessem realmente a diferença.

Viva o Gil Vicente.

Viva o Benfica

O penta…já era! (eu avisei. Vd. a minha primeira crónica… e seguintes.)

Por: Hugo Pinto*.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade do autor)

Gil Vicente FC reage em comunicado a decisão do “G-15”

Maio 11, 2018 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

Após a reunião do chamado “G-15”, onde os Presidentes e/ou representantes das Sociedades Desportivas que disputam as ligas profissionais, decidiram pela não integração do Gil Vicente FC na Primeira Liga, a direção do clube gilista reagiu, em comunicado, a essa decisão.



Assinado pelo Presidente, Francisco Dias da Silva, o Gil Vicente considera que se trata de “uma atuação incompreensível dos clubes do denominado G.15, dado que a solução adotada é mais penalizadora para eles, pois acabam por descer à II Liga 3 sociedades desportivas em 18, em vez de 4 sociedades desportivas em 20, como proposto pela Gil Vicente Futebol Clube – Futebol SDUQ, Lda.”

Leia, na íntegra, o comunicado do Gil Vicente FC:

«A Gil Vicente Futebol Clube – Futebol SDUQ, Lda., vem por este meio comunicar aos associados, adeptos, simpatizantes, opinião pública em geral e comunicação social o seguinte:

  1. Em 9 de Maio de 2018 realizou-se na Liga Portuguesa de Futebol Profissional a Cimeira de Presidentes que votou a reintegração da Gil Vicente Futebol Clube – Futebol SDUQ, Lda. na I Liga apenas na temporada 2019/2020, permanecendo na competição 18 sociedades desportivas, com a descida das 3 piores classificadas.
  2. Nesta reunião a Gil Vicente Futebol Clube – Futebol SDUQ, Lda. apresentou uma proposta concreta concertada com a Federação Portuguesa de Futebol e com a Liga Portuguesa de Futebol Profissional para permitir a sua reintegração na I Liga na época 2018/2019.
  3. Tal proposta recebeu o apoio das sociedades desportivas dos clubes denominados grandes, algumas da I Liga e a quase totalidade da II Liga.
  4. Mas foi rejeitada por 12 sociedades desportivas do denominado G.15.
  5. Com isto fica a Gil Vicente Futebol Clube – Futebol SDUQ, Lda. impedida de ser reintegrada já na I Liga e apenas subirá na época 2019/2020 com mais 2 sociedades desportivas da II Liga, descendo 3 da I Liga.
  6. Trata-se de uma atuação incompreensível dos clubes do denominado G.15, dado que a solução adotada é mais penalizadora para eles, pois acabam por descer à II Liga 3 sociedades desportivas em 18, em vez de 4 sociedades desportivas em 20 como proposto pela Gil Vicente Futebol Clube – Futebol SDUQ, Lda..

Barcelos, 10 de Maio de 2018.

O Presidente,

Francisco Dias da Silva

Imagem: GVFC.

IPCA renova apadrinhamento de Rosita

Maio 11, 2018 em Atualidade, Concelho, Cultura, Educação, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

O Instituto Politécnico do Cávado e do Ave (IPCA) esteve presente no Encontro Anual dos Padrinhos e Amigos da Associação Padrinhos D´África (APD), que decorreu em Fátima, no passado dia 29 de abril.



Em julho de 2016, o IPCA e a Associação Padrinhos D´África (APD) assinaram um Protocolo de Cooperação no qual o IPCA apadrinhou a Rosita, apadrinhamento esse que foi agora renovado. A Rosita é uma menina órfã que reside numa comunidade religiosa em Nampula, Moçambique, comunidade essa apoiada pela APD.

“Solidários vamos ser, para um futuro a Rosita ter!” é o lema do projeto de empreendedorismo e inovação social coordenado pelos alunos de GAT, no âmbito da unidade curricular de Gestão das Instituições Sociais e Culturais, que permitiu a renovação do apadrinhamento e que contou com o envolvimento e colaboração de toda a comunidade do IPCA.

Este encontro ficou marcado, também, como sendo o 1º Encontro de Arte (APD 1Arte), com trabalhos desenvolvidos pelos alunos do Mestrado de Ilustração e Animação, da Escola Superior de Design do IPCA, e com peças de artesanato dos artesãos da região de Barcelos angariadas pelos alunos do 3º ano de Gestão de Atividades Turísticas (GAT), da Escola Superior de Hotelaria e Turismo do IPCA.

Estas peças fizeram parte da exposição APD 1Arte e foram leiloadas, tendo a verba angariada revertido na íntegra para os projetos que a APD desenvolve em Moçambique.

Fonte e fotos: IPCA.

Ir Para Cima