Arquivo de Categorias

Mundo - page 197

Primeira fase de remoção de jacintos do Rio Cávado está concluída

Abril 21, 2018 em Atualidade, Concelho, Mundo, Política port barcelosnahorabarcelosnahora

A Câmara Municipal de Barcelos realizou ontem, 20 de abril, uma visita de acompanhamento dos trabalhos de remoção de jacintos no Rio Cávado, agora que foi concluída a primeira fase do projeto de intervenção.



A visita contou com a presença dos vereadores, dos líderes dos grupos municipais, dos presidentes de Junta da área envolvente, dos Bombeiros Voluntários de Barcelos e Barcelinhos e do especialista em recuperação e a valorização de rios, Pedro Teiga.

Esta primeira fase de intervenção terminou a 31 de março, tendo cumprido os objetivos estabelecidos. A prioridade foi a remoção desta espécie invasora nas lagoas, consideradas como viveiros dos jacintos.

A segunda fase começou no passado dia 1 de abril, tendo como objetivos a limpeza das margens e do leito do rio. Será acompanhada pelo biólogo Pedro Teiga e contará com a colaboração de associações desportivas e ambientais, do Grupo de Pescadores de Barcelinhos, do Grupo “A Barca” e da Escola de Mergulho de Barcelos.

O Vereador do Ambiente, José Beleza, considera que “o resultado desta primeira fase satisfaz-nos e incentiva-nos a envolver cada vez mais a comunidade. A segunda fase termina a 31 de dezembro e estamos convencidos de que iremos alcançar o objetivo final”. Objetivo esse, salienta José Beleza, que passa por “devolver o rio à comunidade e que as pessoas possam usufruir deste bem que é de todos”.

Pedro Teiga sublinha que “no Rio Cávado, em Barcelos, foram dados passos muito importantes para a contenção de espécies invasoras” e para “trazer mais pessoas a estas margens, revitalizando o rio em termos culturais e sociais”.

O responsável dos Bombeiros de Barcelos, Armando Carvalho, apontou que, nesta primeira fase, além da remoção de jacintos, foi feito um importante trabalho de limpeza do leito do rio e que a próxima fase será, sobretudo, “de controlo da praga dentro das lagoas”.

A visita começou no edifício dos Paços do Concelho com uma sessão explicativa, na sala de reuniões da Câmara Municipal, terminando com um percurso de barco no Rio Cávado, no qual os participantes puderam constatar o sucesso da primeira fase da intervenção de remoção dos jacintos.

Fonte e fotos: CMB.

Óquei de Barcelos sai para intervalo a vencer mas acaba derrotado pelo FC Porto

Abril 21, 2018 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

O Dragão Caixa recebeu, hoje, a partir das 15h00, a 21ª jornada do Campeonato da 1ª Divisão de Hóquei em Patins, com o Óquei Clube de Barcelos (OCB) a visitar o 2º classificado FC Porto e saindo derrotado por 7-4.



Com arbitragem de Orlando Panza e Sílvia Coelho (AP Porto), o FC Porto iniciou com Nélson Filipe, Reinaldo García, Gonçalo Alves, Hélder Nunes e Rafa. Guillem Cabestany deixou no banco Carles Grau, Telmo Pinto, Ton Baliu, Jorge Silva e Alvarinho.

Já Paulo Pereira fez iniciar o OCB com Ricardo Silva, Zé Pedro, João Almeida, Hugo Costa e Rúben Sousa. No banco ficaram, de início, André Almeida, Juanjo López, Joca Guimarães, Afonso Lima e Marinho.

O OCB começou a perder, com o FC Porto a marcar primeiro, por Jorge Silva, aos 16 minutos. No entanto, em cerca de apenas 1 minuto, o OCB deu a volta ao resultado. Primeiro por Juanjo López, aos 22 minutos, e depois por João Almeida, aos 23. Ainda na 1ª parte, o OCB chegou à 10ª falta mas Ricardo Silva defendeu o livre direto e impediu Hélder Nunes de igualar a partida, saindo o OCB, dessa forma, a vencer para o intervalo.

O reatamento trouxe um FC Porto mais forte e afoito. Logo aos 2 minutos, Gonçalo Alves empata a partida. No minuto 4, o mesmo jogador recoloca os portistas na frente do marcador e Hugo Costa é admoestado com cartão azul, com o jogo parado. Com menos um jogador, o OCB acabou por sofrer novo golo, aos 5 minutos, pelo veterano argentino Reinaldo García. Aos 7 minutos foi a vez de Hélder Nunes marcar o 5-2 e aos 11, outro barcelense, Rafa, marca um grande golo e coloca o marcador em 6-2. No minuto seguinte, Afonso Lima leva cartão azul mas Hélder Nunes, novamente, a permitir a defesa de Ricardo Silva.

Desengane-se quem pensa que o OCB desistiu do jogo, com 4 golos de desvantagem. Aos 16 minutos, num grande “tiro” cruzado, Marinho reduziu para 6-3. Aos 24 minutos, Rúben Sousa tornou a marcar para o OCB, “apertando” o resultado para 6-4. O jogo ficou emotivo. Nesse mesmo minuto, o FC Porto fez a 10ª falta. Marinho teve no stick a oportunidade de colocar o resultado na diferença mínima. No entanto, não conseguiu marcar o livre direto. A 15 segundos do fim, já com o jogo decidido, o OCB fez a 15ª falta. Gonçalo Alves, chamado a marcar o livre direto, “stickou” à trave e, em grande velocidade, Jorge Silva marcou o 7º golo portista, na recarga. No final, o marcador apontou para um 7-4 para os da casa.

Na próxima jornada, a 5 de maio, pelas 21h30, o OCB recebe o Sporting, em mais um grande jogo de hóquei em patins em perspetiva. Ainda antes, o OCB tem a final four da Taça CERS, defrontando, no dia 28 de abril, o espanhóis do Voltregá. Caso vença, defronta na final o vencedor da meia final entre os espanhóis do Lleida e os italianos do Breganze.

 

O princípio do fim

Abril 20, 2018 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo, Opinião port barcelosnahorabarcelosnahora
Hugo Pinto

O princípio do fim… como era no princípio. O princípio do fim foi a derrota caseira frente a um rival direto. Um clube que se pretende campeão nacional de futebol não se pode dar ao luxo de estar na frente do campeonato e perder pontos frente ao seu rival direto.



E o último jogo, por muito que me custe dizê-lo, só devolveu o seu a seu dono. Até porque estiveram frente a frente dois treinadores em que num caso, um queria ganhar e o outro não queria perder. O Sérgio Conceição (S.C.) quis claramente ganhar. Desde a primeira parte, em que o Porto esteve mais encolhido no jogo, era ver o S.C. mandar os seus homens subir no terreno e procurar o golo. Por outro lado, o Rui Vitória (R.V.), não tendo dito tudo, foi muito claro na sua mensagem, quando tira o Rafa (o que mais desequilibrou a favor do Benfica) e Pizzi (que é sempre determinante) para colocar jogadores de características mais defensivas, como é o caso do Samaris. Teve medo. Perdeu. S.C. ousou. Venceu. E o futebol é muito isto.

Daí, meus amigos, aquele jogo foi o princípio do fim, mas também colocou de novo na frente a equipa (e, sobretudo, o treinador) que teve mais “fome” de ser campeão.

E termino como comecei no início da época. Até acho o Rui Vitória uma jóia de um homem (sem sarcasmo algum) e de competência inquestionável. Mas falta-lhe um certo tempero…E assim acho que não vamos lá.

Por mim, Rui Vitória ficava a cargo de toda a formação no Benfica. E procurava-se o “senhor que se segue2…

Ainda assim,… quero muito ser penta!…

E viva o Glorioso.

Por: Hugo Pinto*.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade do autor)

Vamos ao Jamor

Abril 20, 2018 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo, Opinião port barcelosnahorabarcelosnahora
Ricardo Moreira

Bem-haja, caros leitores do BnH!

Quando presumia que toda a controvérsia que se “viveu” no meu Sporting Clube de Portugal, (por culpa própria) significaria, no futebol, um “arrastar” da época até ao término da mesma, eis que, subitamente, “renascemos” e ainda fomos a tempo do mais importante, que é focarmo-nos em nós e vencer os nossos desafios!



Tudo indica, até, que Bruno Carvalho fez as pazes com a equipa, o que é um sinal positivo. Juntando esse facto àquilo que aparenta ser uma nova estratégia de comunicação pessoal mais sóbria, (que eu desejo e espero que assim continue, de uma vez por todas) acredito que a “crise diretiva”, (criada por culpa própria) da qual, na minha opinião, só lucram os nossos adversários, pode estar debelada.

Quero acreditar que Bruno de Carvalho decidiu-se por uma postura mais institucional, facto que, juntamente com os resultados desportivos da equipa principal, o podem reabilitar para um resto de mandato em beleza. E poder, assim, inscrever o seu nome na lista dos presidentes Campeões.

É isso certamente que queremos todos os Sportinguistas!

O Sporting Clube de Portugal é de todos os Sportinguistas!

Não me revejo na forma como o nosso Presidente fez as críticas! Nem, tão pouco, concordo com o método utilizado! Mas o facto é que o “abanão” aos jogadores, na “praça pública”, ao ter sido posto em causa, até o seu profissionalismo, fê-los sentirem na pele e reagiram como autênticos Leões!

A seguir ao “auge” de toda a turbulência e controvérsia… 4 jogos, 4 vitórias!

Aquela fabulosa primeira parte, em Alvalade, contra o todo poderoso, Atlético de Madrid, que simplesmente deixou o nosso adversário “aos papéis” na eliminatória. Todo o querer, vontade, esforço e dedicação, em fazer “remontadas” (que até não aconteceu na Liga Europa, mas aconteceu para a Taça de Portugal contra o FC Porto), fez realmente repensar, que tal “abanão”, se calhar, até foi de todo, mesmo necessário!

Acredito até que foi, mas fazê-lo, assim, na “praça pública”, jamais!

Espero bem que, de uma vez por todas, a “Paz” tenha regressado ao meu/nosso Sporting Clube de Portugal!

A nossa época, no futebol, tem sido uma autêntica “montanha russa”! Mas no cômputo geral, até que, apesar de tudo, pode ser uma época positiva! Podemos vencer duas Taças, e quiçá, ainda temos uma “palavra a dizer” na luta pelo título! Pelo menos, para conseguirmos o segundo lugar (dá acesso à pré-eliminatória da Liga dos Campeões), à entrada para as últimas 4 jornadas finais, voltamos a depender só de nós!

Nós acreditamos em vocês!

20 de Maio de 2018…um dia de festa (Família Sportinguista), que será certamente inesquecível!

Vamos à festa! Vamos ao Jamor!

Desporto é Vida! Vive o Desporto com “Respect” e “Fair-Play“!

Por: Ricardo Moreira.*

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade do autor)

Misto de felicidade e tristeza

Abril 20, 2018 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo, Opinião port barcelosnahorabarcelosnahora
Vítor Sá Pereira

Olá, caríssimos leitores do BnH!

É com um misto de felicidade e tristeza que me vou exprimir nesta crónica semanal. A felicidade vem da vitória na Luz e a tristeza vem da derrota em Alvalade. Mas vamos por partes, ou melhor, por jogos.



Na Luz fomos verdadeiramente Porto. Uma exibição serena, personalizada e criteriosa. Depois de uma primeira parte menos boa, o meu clube voltou para a segunda metade com um querer muito grande em ganhar o jogo e as substituições foram nesse sentido. Já Rui Vitória foi em sentido contrário. Quando todos contavam com o empate, Herrera, que um ano antes chutou para canto, desta vez chutou para dentro da baliza, silenciando 6 milhões de pessoas, mais IVA. O “patinho feio” transformou-se em “Príncipe da liderança”.

Além da equipa, quem foi igualmente brilhante foram os nossos adeptos. Em caso de derrota, estávamos aniquilados…mas como somos adeptos especiais, acompanhámos a equipa e transportámos todo o nosso amor para o retângulo de jogo, transformando o “galinheiro” num salão de festas!

Confesso que andava desanimado mas esta Vitória fez renascer o sonho e espero que, nas próximas 4 finais, o Porto seja competente e eficaz, sem ansiedade!…Tivemos, também, a felicidade de, aos 93 minutos, o árbitro não ter sido Jorge Godinho ou Fábio Veríssimo…senão era assinalado penalty sobre Zivkovic!…

No jogo de Alvalade, os índices físicos não estavam no top mas o Porto, sem ser brilhante, lutou e segurou a vantagem até aos 85 minutos e só um mau alívio nos levou para prolongamento e penaltis. E foi aí que, mais uma vez, não fomos competentes! É uma pena não estamos no Jamor mas agora quero mesmo é ir para os Aliados!…

Que o próximo jogo, frente ao Setúbal, não seja o mesmo da época passada! Para finalizar, gritem todos comigo: “Eu quero o Porto campeão…Eu quero o Porto campeão…Allez! Allez!!

Abraço a todos e as maiores felicidades para o nosso Gil Vicente! Acredito na salvação e na subida à primeira liga em 2018 – 2019!

Boa Festa das Cruzes!

Por: Vítor Sá Pereira*.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade do autor)

Vice-Presidente participa em bênção de peregrinos na Igreja de Santo António

Abril 20, 2018 em Atualidade, Concelho, Cultura, Mundo, Política port barcelosnahorabarcelosnahora

A Vice-Presidente da Câmara Municipal de Barcelos, Armandina Saleiro, assistiu, no dia 16 de abril, à bênção de peregrinos na Igreja de Santo António. Esta cerimónia é realizada todos os dias, às 19h00, naquele templo, o que é algo único no Caminho Português de Santiago.



Neste dia, a bênção contou com 14 peregrinos, maioritariamente alemães, mas também de outros países, como o Irão e Itália. Os peregrinos foram recebidos pela Vice-Presidente da Câmara Municipal de Barcelos, que sublinhou a “grande aposta” que o Município tem feito na valorização do Caminho Português de Santiago, que atravessa todo o concelho num percurso de 29 quilómetros.

“Temos potenciado as diversas vertentes do Caminho de Santiago, mas nunca esquecendo as suas raízes, que têm muito que ver com a religião, com a parte espiritual e com a busca da paz interior. Daí também surge esta cooperação do Município com a Igreja de Santo António”, refere Armandina Saleiro.

A Vice-Presidente da Câmara Municipal considera importante a colaboração do Município com as associações locais para a valorização do Caminho Português de Santiago e realça a importância histórica do percurso de peregrinos no concelho: “Barcelos sempre foi um ponto de passagem dos peregrinos. A Rainha Santa Isabel fez este percurso, o rei D. Manuel também, portanto há uma forte marca identitária associada a este território”.

Frei Luís Gonçalves nota que os peregrinos buscam ali, na Igreja de Santo António, “silêncio e paz interior” e que a bênção “tem para eles um enorme significado, pois veem que há aqui alguém que os compreende, que os ajuda”.

Através da bênção diária de peregrinos, a Igreja de Santo António presta um importante contributo, reconhecido pelo Município, para a valorização do Caminho Português de Santiago na sua vertente mais religiosa, espiritual e histórica.

A Igreja de Santo António oferece pagelas, financiadas pelo Município, com a bênção do peregrino traduzida em 13 línguas, sendo que as traduções são feitas pelos próprios peregrinos para as suas línguas nativas.

Fonte e foto: CMB.

José Manuel Fernandes, Miguel Costa Gomes e Ricardo Rio juntos em mesa redonda no IPCA

Abril 19, 2018 em Atualidade, Concelho, Educação, Mundo, Política port barcelosnahorabarcelosnahora

O Eurodeputado José Manuel Fernandes, o Presidente da Câmara Municipal de Barcelos, Miguel Costa Gomes, e o Presidente da Câmara Municipal de Braga, Ricardo Rio, participam numa mesa redonda que decorre na Escola Superior de Gestão (ESG), do IPCA – Instituto Politécnico da Cávado e do Ave, no próximo dia 20 de abril, pelas 17h30.



O tema em debate é o “Financiamento e gestão da causa pública”, numa iniciativa dos alunos da Licenciatura em Gestão Pública, que visa “debater e refletir temas ligados diretamente à administração pública, permitindo dotá-los de conhecimentos que permitam conferir-lhes uma visão crítica e global sobre os desafios da adesão de Portugal à União Europeia e oportunidades de financiamento”, refere a organização em nota.

A sessão é aberta à comunidade e realiza-se no Auditório Dr. António Martins, na ESG.

Fonte e imagem: IPCA.

Nico Dance Studio traz bons resultados de Santa Maria da Feira

Abril 19, 2018 em Atualidade, Concelho, Cultura, Desporto, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

No passado fim de semana, mais propriamente a 15 de abril, toda a equipa de competição do Nico Dance Studio, os N|ROOSTER SQUAD, marcaram presença numa competição de Danças Urbanas, em Santa Maria da Feira, intitulada “Competição HHSP”.



Foram quatro equipas, em todos os escalões: um em Júnior, duas em Varsity (Intermédio) e uma em Adulto, num total de 32 bailarinos.

As N|FUNKY ROOSTER conseguiram um grande 2º lugar no escalão Varsity, elas que são as atuais campeãs nacionais neste estilo, premiadas pelo Hip Hop International, o maior campeonato de Hip Hop do Mundo, onde representaram Portugal, em Phoenix (Estados Unidos da América) e irão defender o título, a 5 e 6 de maio, na Maia.

As restantes equipas tiveram honrosas classificações. No escalão Júnior, um 6º lugar; no Varsity um 12º; e no Adulto, um 4º lugar.

Nicolau Santos, responsável pelo Studio, salientou que “todas estas competições enriquecem a dança dos nossos alunos e motiva-os para trabalhar e lutar por mais”.

Foto: NDS.

ARCA Dance Studio, Academia Rosália Ferreira e Flash Li Dance colocam Barcelos em destaque no Festival Norte Dança 2018

Abril 19, 2018 em Atualidade, Concelho, Cultura, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

Durante o último fim de semana, a EXPONOR recebeu o Festival Norte Dança 2018, uma competição que juntou bailarinos portugueses, espanhóis e brasileiros, entre eles, elementos da ARCA Dance Studio, da Academia Rosália Ferreira e da Flash Li Dance, esta última com polos em Barcelos e Viana do Castelo.



O Festival Norte Dança assinalou, este ano, a 20ª edição. Nesta edição, o painel de jurados era composto por Benvindo Fonseca, Nélson Stein, Eva Azevedo, Pedro Augusto, entre outros nomes sonantes do mundo da dança.

ARCA DANCE STUDIO arrecada seis prémios e o prémio Gala Produção

Domingo, dia 15 de abril, o Dance Studio da Associação Recreativa e Cultural de Arcozelo apresentou dez coreografias de diferentes estilos. Dessas, quatro alcançaram o pódio. Conseguiram o 2º lugar, “Cats Thieves”, na categoria Jazz, nível intermédio; “Les Miserables”, também em Jazz mas nível avançado; e “I hate football! I love dance!”, na categoria de Hip Hop, nível avançado. Já a coreografia “Feeling Brasil”, no estilo livre, nível avançado, arrecadou o 3º lugar.

Para além destes lugares de pódio, arrecadou, ainda, dois prémios especiais: o 3º lugar global de Jazz, com a coreografia “Les Miserables” e o prémio Gala Produção, entregue apenas a uma das escolas a concurso, com a coreografia “Rio”.

Para Daniel Costa, diretor artístico da ARCA Dance Studio, o prémio Gala Produção tem um sabor especial. “Este foi o prémio que nos encheu o coração, porque é talvez das minhas mais fabulosas coreografias, que junta em palco 40 bailarinos numa fusão de estilos. A coreografia na qual depositei parte das minhas energias e que resultou numa brilhante atuação! A Gala Produção é o prémio de um só vencedor, um prémio especial para uma coreografia a apresentar na Gala. Fazê-lo num tão curto espaço de tempo e vê-la dançada tão bem por todos deixou-me de queixo caído”, referiu.

Daniel Costa congratulou, ainda, “as escolas barcelenses que também estiveram no concurso, tais como a Flash Li Dance e a Academia Rosália Ferreira, pelo trabalho mostrado e premiações alcançadas”.



Academia Rosália Ferreira com um 2º lugar

Também de Barcelos, a Academia Rosália Ferreira marcou presença nesta grande competição, com duas coreografias, sendo que uma delas foi premiada com o 2º lugar.

Falamos da coreografia “Rule the World”, com a performance das alunas Beatriz Silva e Bruna Maia, em estilo livre, escalão intermédio, no qual não foi atribuído o 1º lugar.

A segunda coreografia, “Maladie d’Amour”, pela aluna Joana Santos, conseguiu um muito bom 4º lugar, em estilo livre, escalão intermédio.

Rosália Ferreira fez “um balanço bastante positivo e estamos muito satisfeitos com as prestações das nossas alunas. Gostaria de salientar que nesta competição, além da nossa Academia, estiveram presentes mais duas academias de Barcelos, igualmente premiadas nos seus respetivos estilos e escalões e que isso demonstra a evolução que a nossa cidade tem tido, nos últimos anos, na área da Dança”, salientou esta responsável. No entanto, “por outro lado, aproveito para reforçar a importância que os apoios podem ter para podermos desenvolver o nosso trabalho, proporcionando o melhor aos nossos alunos, o que infelizmente nem sempre é fácil, uma vez que esses apoios, até à data, continuam inexistentes”, referiu.

Flash Li Dance igualmente com resultados muito bons

Por fim, mas não por último, a escola Flash Li Dance também se fez representar nesta grande competição de Dança. Com polos em Barcelos e em Viana do Castelo, participou com 14 dos seus alunos, levando a concurso apenas uma coreografia de grupo e cinco solos.

No entanto, os resultados não deixaram de ser notáveis. Um 2º lugar em Solo de Jazz, nível pequenos bailarinos, com “Boom, Boom…Shake The Room!”, pela solista Lara Ferreira e um 3º lugar em Grupo de Hip Hop Intermédio, com “Gangster Gang”, sendo que não houve nem 1º, nem 2º classificado.

Como premiações extra, de referir que esta última coreografia obteve a pontuação mais alta entre todas as coreografias de Hip Hop, Nível Intermédio, entre solos, duos, trios e grupos. “A Máscara” também esteve em destaque, obtendo a 3ª melhor pontuação, também em Hip Hip, no mesmo nível e entre todas as tipologias. Finalmente, a já referida “Boom, Boom…Shake The Room!” obteve, igualmente, 3ª melhor pontuação entre todas as coreografias de Jazz, Nível Pequenos Bailarinos, entre solos, duos, trios e grupos.

Liliana Vilas Boas, responsável desta escola, referiu, através da página da Flash Li Dance no Facebook, que “apesar dos excelentes resultados obtidos, o mais importante, e isto é dito várias vezes aos alunos, é sempre o desempenho em cima do palco. E nesse sentido, a participação neste concurso deixou-me bastante satisfeita, pelo progresso que foi visível em todos os alunos concorrentes! Progresso este, que tem sido uma constante e resultado, para além do meu, do excelente trabalho, a nível da técnica de Jazz, desenvolvido pela Bruna Vilas Boas”, salientou.

Terminou, abordando o Dance World Cup de Barcelona, deste ano. “Contudo, o caminho a percorrer ainda é longo. Próximo desafio serão as finais mundiais do Dance World Cup em Barcelona, que serão as finais com mais concorrentes de sempre. Iremos dar o nosso melhor, tendo sempre presente que a maior vitória ocorre no progresso, evolução e aprendizagem dos alunos”.

Fotos: ARCA Dance Studio/ Academia Rosália Ferreira/ Flash Li Dance.

Imagem: FND.

Semana da Leitura da Casa do Menino Deus com visitas especiais

Abril 19, 2018 em Atualidade, Concelho, Cultura, Educação, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

Entre amanhã e dia 27 de abril, a Casa do Menino Deus vai receber a Semana da Leitura, repleta de atividades e de visitas especiais.



Assim, já amanhã, a partir das 11h00, os alunos recebem a visita de Geronimo Stilton para uma sessão de autógrafos. Esta é uma personagem de uma série de livros infantis italiana, publicada pela Edizioni Piemme desde 2000, sendo a ideia original de Elisabetta Dami.

Dia 23 de abril, a partir das 10h30, a Companhia de Teatro “A Capoeira” leva a cena uma peça de teatro, para animar os mais pequenotes. Já no dia seguinte, a partir das 17h30, realiza-se um encontro com o autor e ilustrador Pedro Seromenho.

O programa fecha, a 27 de abril, com um encontro, a partir das 10h00, com a autora Fabíola Lopes e um espetáculo de encerramento pelos alunos de Danças Urbanas, pelas 14h00.

Pelo meio, há ainda a Feira do Livro, no edifício das ACC, um Concurso de Ilustração para o 1º ano e um Concurso de Escrita para os 2º, 3º e 4º anos.

Imagens: CMD.

Ir Para Cima