Arquivo de Categorias

Mundo - page 2

SOPRO envia 8000 euros para Moçambique

Março 25, 2019 em Atualidade, Concelho, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

A Associação SOPRO já enviou para a Beira 8000€ resultantes do IRS solidário de 2018.



Desses, 4000€ foram entregues para a Comunidade dos Irmãos de La Salle Moçambique, que estão na Beira e gerem o Centro Educacional e Assistencial de La Salle, Colégio La Salle e Escola João XXIII, onde estão os 150 afilhados da SOPRO. Os Irmãos de La Salle já estão a entregar às famílias, chapas de zinco para cobrir as casas e uma cesta básica com alimentos.

Os outros 4000€ foram enviados para as Missões ESMABAMA para comprar alimentos e bens de primeira necessidade para dar a primeira ajuda às populações.

A SOPRO já trabalha com os Irmãos de La Salle e ESMABAMA desde 1998, enviando voluntários, enviado materiais e fundos para ajudar estas organizações em Moçambique.

Os fundos angariados já enviados são uma pequena ajuda para tantas necessidades. Por isso a SOPRO continua a angariar fundos em campanhas do Facebook, donativos, as latinhas solidárias que estão a ser deixadas e em estabelecimentos comerciais.

Em nota, a SOPRO apela “a todos os que possam organizar campanhas favor da Beira nas suas Paróquias, Freguesias, Associações, grupos de amigos, empresas ou através do Facebook que nos ajudem”.

Imagem: SOPRO.

Teatro Popular de Carapeços leva “República de Mulheres” aos Açores

Março 25, 2019 em Atualidade, Concelho, Cultura, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

A 29 e 30 de março, os Açores recebem o barcelense Teatro Popular de Carapeços (TPC) para duas sessões da peça “República de Mulheres.



Este evento surge no âmbito do intercâmbio entre o TPC e a AJURPE – Associação Juvenil Rabo de Peixe, com a colaboração do Município de Barcelos.

A primeira terá lugar na ilha de São Miguel, mais propriamente, em Rabo de Peixe, no dia 29 de março, pelas 21h30, no Cine Mira Mar, sendo que esta sessão já está esgotada.

No dia seguinte é a vez da Graciosa receber o TPC, pelas 21h00, no Centro Cultural da Ilha Graciosa. Esta sessão está inserida na “Temporada de Teatro da Ilha Graciosa 2019”.

Em nota, o TPC mostra-se feliz por estar “a construir pontes e a unir Portugal pelo Teatro”.

Imagens: DR.

Intercâmbio escolar traz 53 participantes à Secundária Alcaides de Faria

Março 25, 2019 em Atualidade, Concelho, Cultura, Educação, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

Entre os dias 30 de março e 6 de abril, a Escola Secundária Alcaides de Faria recebe três delegações de alunos e professores em intercâmbio escolar, oriundos da Polónia (9), Holanda (17) e Dinamarca (27), num total de 53 participantes.



Para essa semana, estão previstas muitas atividades, destacando-se o dia 2 de abril, dia em que todas as delegações serão recebidas oficialmente, quer pelo Diretor da referida escola, quer pelo Presidente da Câmara Municipal, e em que todas as delegações se irão debruçar sobre o tema que serve de base ao intercâmbio, sendo ele “Europa: Casa da Democracia”, havendo, ainda, lugar a uma visita guiada a Barcelos.

Para os restantes dias da semana, realizam-se visitas a outras localidades, nomeadamente Porto, Braga, Esposende e Ponte de Lima, para além de uma cerimónia de bênção do peregrino – na quarta-feira, dia 3 de abril, na Igreja de Santo António – e dois dias de Caminhos de Santiago.

Foto: DR.

Karatecas d’Os Académicos em treino de preparação para o Mundial de setembro

Março 24, 2019 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

Os karatecas António Cardoso, Catarina Borges, Bruna Gonçalves, Tiago Ribeiro e Inês Miranda, da Secção de Karaté do F.C. “Os Académicos”, participaram, este sábado, 23 de março, num treino que decorreu em Coimbra.



O treino inseriu-se no programa de preparação para o Mundial de Karate Shotokan que decorrerá no mês de setembro, em Odivelas.

Foto: DR.

José Manuel Fernandes apresenta livro “Pela Nossa Terra – Minho 2019”

Março 24, 2019 em Atualidade, Mundo, Política port barcelosnahorabarcelosnahora

No passado dia 22 de março, o Eurodeputado José Manuel Fernandes apresentou o livro “Pela Nossa Terra – Minho 2019”, que teve lugar em Vila Verde.



Sem nunca abdicar do compromisso de proximidade e da prioridade à coesão social e territorial, o Eurodeputado José Manuel Fernandes assume-se determinado em “continuar a dar o máximo, para ajudar as pessoas, as populações e o desenvolvimento das nossas terras”.

Na sessão pública de apresentação do livro, José Manuel Fernandes deixou, mesmo, o desafio para que todos se mobilizem para “darem o máximo pelas suas terras e comunidades”.

“Todos são importantes nesta missão e neste trabalho. Como tenho feito, sabem que não vos vou enganar nem desiludir: podem continuar comigo para dar o máximo. E conto com todos para continuarmos a trabalhar pela nossa terra”, assumiu o Eurodeputado, no lotado auditório da Casa das Artes e Cultura de Vila Verde.

José Manuel Fernandes reiterou as vantagens em cumprir o compromisso de proximidade, até porque, além de ser “um dever e obrigação, é sobretudo uma mais valia para o trabalho” a desenvolver.

“Quando um político se desprende das suas raízes e foge do contacto com a realidade, não estará em condições para encontrar as melhores soluções”, vincou, perante uma plateia repleta de autarcas e pessoas de “diferentes sensibilidades políticas”, incluindo líderes de comunidades intermunicipais, o presidente da ATAHCA, Mota Alves, e o provedor da Misericórdia de Braga, Bernardo Reis.

Em defesa da Europa e das suas regiões e territórios, José Manuel Fernandes sublinhou que, a par do trabalho de proximidade, nomeadamente no Minho, foi possível obter grandes vitórias no Parlamento Europeu na defesa dos fundos europeus e do financiamento da política de coesão, assim como de programas para a juventude, para a investigação e inovação.

O Eurodeputado – que se orgulha de conciliar as condições de “minhoto, português e europeu” – destacou, ainda, a satisfação pelos resultados conseguidos nas negociações do “Plano Juncker” e do programa de investimentos “InvestEu”, para 2021-2027, de importância vital para a dinamização económica e para as empresas.

“Só com uma economia forte e competitiva, com estímulos para as PME, o empreendedorismo e a iniciativa privada, podemos ter melhores salários e empregos todos, melhor serviço público na saúde, na educação, nos transportes e no apoio aos mais carenciados e necessitados”, sustentou José Manuel Fernandes.

Fonte e fotos: JMF.

Óquei de Barcelos empata com Sporting de Tomar

Março 24, 2019 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

Clube anuncia renovações

Ontem, 23 de março, o Pavilhão Municipal de Barcelos recebeu a 21ª jornada do Campeonato Nacional da 1ª Divisão de Hóquei em Patins, com o Óquei Clube de Barcelos (OCB) a receber o Sporting de Tomar, tendo dado empate.



Com arbitragem de Pedro Silva e Joaquim Pinto (AP Porto), as equipas alinharam da seguinte forma:

OCB – Ricardo Silva, Zé Pedro, Hugo Costa, Gonçalo Meira e Gonçalo Nunes (cinco inicial); André Almeida, João Almeida, Joca Guimarães, Rúben Sousa e Alvarinho (banco inicial); Paulo Pereira (treinador).

Sporting de Tomar – Diogo Alves, João Sardo, Ivo Silva, Guilherme Silva e Pedro Martins (cinco inicial); Carlos Silva, Manuel Neves, João Candeias, Hernâni Diniz e Xanoca (banco inicial); Nuno Lopes (treinador).

Os forasteiros entraram melhor, com Guilherme Silva a abrir o marcador, aos 7 minutos. Foi preciso esperar até aos 23 minutos para Rúben Sousa restabelecer o empate, com que se recolheu aos balneários.

Na segunda parte, foi o OCB a entrar melhor. Ainda não tinha passado 1 minuto e já Rúben Sousa bisava. Aos 4’, os visitantes chegaram à 10ª falta. Rúben Sousa – a figura do jogo pelo OCB – foi chamado a marcar o livre direto e não falhou, colocando os da casa a vencer por 3-1. Aos 7’, Gonçalo Nunes falhou uma penalidade e, no minuto seguinte, João Candeias reduziu para 3-2. Guilherme Silva – a figura do jogo pelos visitantes –, aos 11’, igualou o jogo ao apontar uma grande penalidade. O mesmo jogador recolocou os forasteiros na frente do marcador a apenas 3’ do final da partida. No entanto, no minuto seguinte, Hugo Costa colocou mais justiça no marcador, ao apontar o golo do empate, a 4 golos, com que se fechou a partida.

O OCB mantém o 5º lugar. Na próxima jornada, desloca-se à difícil quadra da UD Oliveirense.

Renovações anunciadas

O clube barcelense anunciou as renovações do treinador Paulo Pereira, do adjunto Hugo Silva e do lendário guarda-redes Ricardo Silva.

Foto: OCB.

4ª Gala do Desporto da Associação Clube Moto Galos realiza-se a 30 de março

Março 24, 2019 em Atualidade, Concelho, Cultura, Desporto, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

No próximo dia 30 de março, pelas 21h30, o Auditório Municipal recebe a 4ª edição da Gala do Desporto da Associação Clube Moto Galos, que servirá, entre outras, para a apresentação das equipas desportivas para 2019.



A Gala terá momentos musicais e de stand-up comedy, pelo trofense Miguel 7 Estacas.

Para confirmação ou reserva de lugares, poderá contactar a Associação através do 935 422 129.

Imagem: ACMG.

Vitória justa e indiscutível

Março 23, 2019 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo, Opinião port barcelosnahorabarcelosnahora
Vítor Sá Pereira

Olá, ilustres leitores do BNH e curiosos deste meu espaço!

Vamos falar de futebol a sério e da palhaçada que por aí anda.



Começo pelo meu FCP. Vitória justa e indiscutível, por 3-0, numa arbitragem desastrosa de João Capela que foi salva pelo VAR Bruno Esteves. Percebeu-se, logo de início, que Capela estava nervoso e pressionado, tal foi o barulho do departamento de comunicação do principal clube da segunda circular. O penalti é mal assinalado e a expulsão, aos 6 minutos, é acertada pois Marega já ia a 200 kms/h para a baliza. Nos dois casos, o VAR foi vital.

O Marítimo fechou-se, com 10 atrás da linha da bola, não dando espaço na profundidade e abdicando de atacar. Espelho disso foram os 0 remates e os 0 cantos! Petit pensou que essa estratégia iria resultar até final, mas enganou-se. Mais uma vez, o VAR descobriu um penalti a favor do FCP, coisa que o Sr. Capela não viu! O primeiro voo foi o abre-latas para um jogo mais tranquilo, sereno e com mais dois golos. Reconheço que não foi um bom jogo. O Porto, quando não encontra espaços no último terço, fica ansioso e tenso e isso prejudica a tomada de decisão. Não percebo a ida para o banco de Brahimi. Não sei se tem algo a ver com o processo de renovação, mas, na minha opinião, o argelino, enquanto estiver bem, tem de jogar sempre. É, tecnicamente, o melhor jogador do Porto e, muitas vezes, a chave mestra para brilhantes vitórias.

Mais uma semana de descanso, empatados com o clube de César Boaventura, mas sem vantagem. Dizem eles que são líderes. Pois são, mas dizem isso meio azedos. Próximo jogo será em Braga. Certamente, o jogo mais difícil da época, porque aposto tudo em como a postura dos bracarenses será tipo a de uma final da Champions. Portanto, em caso de derrota, “na minha opinião”, será o adeus na esperança da revalidação do título. Portanto, só um super Porto e Super decisões de SC são necessários para levar de vencida o Braga, que levou 6 batatas na Luz!

Quanto ao clube que está empatado connosco, foi a Moreira de Cónegos, num jogo que todos pensavam que ia ser difícil, mas, além da capacidade da equipa de Bruno Lage, foram, também essenciais, as decisões da equipa de arbitragem e do VAR. O primeiro golo deste jogo, de João Félix, recordam-se?? Se fosse com o Porto “caía o Carmo e a Trindade” e vinham logo os deputados europeus chamar-nos isto e aquilo. O karma é “fuck”!

O campeonato vai entrar numa fase crucial e que as malas sejam apenas para ganhar.

Quanto ao sorteio da Liga dos Campeões, calhou-nos o finalista da Champions da época passada e que, certamente, nos vai cilindrar novamente! Não entro em ilusões, o ataque do Liverpool é uma armada e a diferença orçamental e de qualidade é brutal! Mas o Porto deve desfrutar de estar entre os melhores da Europa e deve valorizar-se enquanto equipa e clube. A tarefa vai ser quase impossível!

Fiquem bem e até à próxima.

Por: Vítor Sá Pereira*.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade do autor)

Valeu os 3 pontos

Março 23, 2019 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo, Opinião port barcelosnahorabarcelosnahora
Ricardo Moreira

Bem-haja, caros leitores do BnH!

Jogou-se a 26ª jornada do Campeonato Nacional. Obtivemos mais uma vitória, desta feita, pela margem mínima, no jogo em que recebemos o Santa Clara. Sporting Clube de Portugal 1-0 Santa Clara. Objetivo mínimo cumprido, neste magro triunfo por 1-0.



Ao contrário do que é costume, desta vez não sofremos golos. Mérito da organização defensiva, reforçada com o jogar ao “ferrolho” que o técnico Keizer instalou, ao alinhar com um duplo pivô (Miguel Luís-Wendel) no nosso meio-campo, no quarto de hora final. O suposto “treinador de ataque” agarrou-se, assim, à margem mínima com “unhas e dentes”.

Num jogo em que entrámos, novamente, em campo sem jogadores da formação. Para mim, são cada vez mais inexplicáveis as opções do Mister Keizer: jogadores como Francisco Geraldes ou Miguel Luís tão depressa são chamados, como desaparecem da lista de convocados. Desta vez, eclipsou-se o primeiro. E o segundo lá teve, enfim, oportunidade de atuar durante quase 20 minutos, cumprindo a missão. Já Jovane só voltou, novamente, a equipar-se, sem chegar a entrar. Aconteceu pelo segundo jogo consecutivo.

Outra atitude inexplicável do técnico leonino é que adora poupar nas substituições. Ainda não consegui perceber porquê, quando, na maioria das vezes, a equipa já se encontra, simplesmente, de “rastos” no jogo.

Não podem jogar todos e o mister da “tática” é ele, e como os jogadores se aplicam nos treinos, ele é que sabe – é um facto –, mas sempre os mesmos, ainda por cima, com uma total “Bruno Fernandes dependência”!

O nosso Capitão é o Líder da equipa em campo, como deixa evidente em gestos bem expressivos. Vai à frente, vem atrás. Defende, constrói, distribui, assiste, tenta marcar, marca. Os livres são dele, os cantos são dele, os penalties são dele. Só lhe falta fazer lançamentos laterais, e ir à baliza. De resto, faz tudo! Um verdadeiro “faz tudo”, sendo, na minha opinião, neste momento, o melhor jogador da Liga Portuguesa.

Mas como Equipa, como Sporting Clube de Portugal, neste momento, parece-me muito pouco. Temos que ser muito mais fortes, muito mais Equipa, muito mais Sporting Clube de Portugal!

Desporto é Vida! Viva o Desporto com Respeito e Fair-Play!

Por: Ricardo Moreira*.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade do autor)

Vereda Vitoriosa e o Soprador de Apitos

Março 23, 2019 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo, Opinião port barcelosnahorabarcelosnahora
Hugo Pinto

Esta semana foi morna para o futebol nacional. Sem grandes surpresas, mais uma vitória para o nosso Glorioso, frente à equipa sensação da Liga 18/19. Temia-se pelo pior, como sempre acontece quando um grande defronta uma equipa menor e motivada, na posição de visitante. Pelas costumeiras pequenas dimensões dos relvados ou pela paixão bairrista das massas adeptas, previa-se um jogo difícil onde havia a possibilidade (mais ou menos remota) de o Benfica perder pontos. Ainda assim, tivemos a oportunidade de assistir a mais uma magnífica exibição, pontuada com mais uma goleada. Nesta versão Lage, do nosso Glorioso, e salvo um ou outro deslize, o SLB tem sempre feito boas exibições e com bastantes golos. Afinal, o futebol é isto mesmo: espetáculo e golos, quanto mais, melhor. Aparte isto, não há muito mais a referir.



Fora das quatro linhas, é tema “quente” da semana a chegada do “soprador no apito” a Portugal. Depois do Apito Dourado, temos agora o assobio azul e branco, Rui Pinto. O rapaz bem que diz que tem denunciado outros esquemas de corrupção no mundo do futebol e não só. Mas em boa verdade, antes de o menino ser apanhado pelas autoridades, só se falava mesmo dos alegados e-mails do Benfica. Curiosa coincidência. Dá-me alguma pena saber que, ou por mando de outrem, ou por aproveitamento das suas “denúncias”, o único que se irá ver efetivamente apertado será o Rui Pinto. Outros boateiros encartados, que deviam igualmente responder na justiça por difamação, continuam alegremente a cantar para o parolo, que come conforme lhe dão, vivendo inflamados pelo (suposto) esquema de corrupção orquestrado pela (alegada) máquina benfiquista, ao mesmo tempo que acham perfeitamente normal que um líder de claque, sem rendimentos visíveis, se passeie de Porsche, intocável e angelical. Ou que o seu querido e amado clube seja gerido dinasticamente, à boa maneira medieval. Tudo normal, desde que não seja em vermelho e branco.

Não me aborrece que se mandem uma “bocas” a respeito destas negociatas (alegadas) do mundo do futebol. Mas virgens ofendidas dão-me asco. É o patamar-mor, ou do cinismo ou da estupidez em estado puro.

Que continue, pois, o nosso Glorioso em vereda vitoriosa. Ainda tinha piada sermos campeões em igualdade pontual com o nosso arquirrival. Seria, digamos, ganhar-lhes à maneira deles.

Força Benfica.

Viva o Benfica.

E pluribus unum!

Por: Hugo Pinto*.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade do autor)

Ir Para Cima