Arquivo de Categorias

Mundo - page 219

ACR Roriz vence coletivamente a Volta a Portugal de Cadetes, Pedro Silva é 3º e João Carvalho conquista a Montanha

Agosto 8, 2017 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

Realizou-se, entre os dias 4 e 6 de agosto, a 10ª edição da Volta a Portugal de Cadetes, onde a equipa de Roriz (SEISSA/ KTM-BIKESEVEN/ MATIAS&ARAÚJO/ FRULACT) esteve em evidência, ao vencer a classificação coletiva. Individualmente, destaca para Pedro Silva, campeão Nacional da categoria, que terminou na 3ª posição da classificação geral individual e João Carvalho, que venceu a classificação da Montanha, conquistando, assim, a Camisola Azul.

A 10ª edição da Volta a Portugal de Cadetes iniciou-se no dia 3, quinta-feira, com uma apresentação formal das equipas, seguida de uma palestra sobre vários assuntos importantes para a formação destes jovens atletas. A ACR Roriz apresentou-se nesta prova com os atletas Pedro Silva, João Carvalho, Manuel Barbosa, João Lobo, Flávio Fernandes, Lucas Braga, João Almeida e Bruno Silva, sob as ordens do treinador Aurélio Lopes.

Os 78,2 quilómetros da etapa inaugural, com início e final na Figueira da Foz, foram disputados sob tempo quente e percorridos a alta velocidade, terminando com uma discussão ao sprint. Juan Ayuso Pesquera foi o mais veloz, relegando o compatriota Miguel Mera (ALUMINIOS CORTIZO-ANOVA) para o segundo lugar e o atleta da ACR Roriz /SEISSA/ KTM-BIKESEVEN/ FRULACT, Pedro Silva, para o terceiro posto, todos, tal como o restante pelotão, com 1h59m10s de corrida.

Os 70,8 quilómetros da segunda etapa, disputados no concelho de Anadia, entre Ferreiros e Curia, terminaram da mesma forma que a etapa anterior, com uma disputa ao sprint. O protagonista foi o mesmo, Juan Ayuso Pesquera venceu e o melhor posicionado da ACR Roriz foi o Pedro Silva na 9ª posição, todos com o tempo do pelotão principal, formado por 44 corredores.

Os últimos 63,4 quilómetros disputaram-se no concelho de Gondomar, integrando a programação de Gondomar Cidade Europeia do Desporto 2017. Sabia-se que esta etapa seria decisiva, porque mais de trinta corredores, onde se encontravam Pedro Silva, Manuel Barbosa e João Lobo, partiram com o tempo do primeiro e porque o final era na exigente subida do centro da cidade para o Monte Crasto.

As expectativas não saíram goradas, sendo uma tirada decisiva e empolgante, com o pelotão a chegar a “conta-gotas”. O melhor na etapa foi João Carvalho (ACR RORIZ/ KTM-BIKESEVEN/ MATIAS& ARAÚJO/ FRULACT), que não entrou nas contas da geral, devido ao atraso do primeiro dia, em que sofreu uma queda violenta. O corredor da ACR Roriz cortou a meta com 8 segundos de vantagem sobre João Macedo (MATO CHEIRINHOS/ VILA GALÉ/ ETOPI). O terceiro foi Daniel Dias (MAIA), a 10 segundos e logo de seguida, na quarta posição, ficou Pedro Silva, a 13 segundos.

Com estes resultados, João Macedo terminou a Volta a Portugal de Cadetes Liberty Seguros dono da camisola amarela, com 2 segundos de vantagem sobre o segundo classificado, Daniel Dias. O terceiro foi Pedro Silva (ACR RORIZ SEISSA/ KTM-BIKESEVEN/ MATIAS& ARAÚJO/ FRULACT), a 5 segundos, Manuel Barbosa foi 15º, João Carvalho 17º, Flávio Fernandes 28º, Lucas Braga 44º, João Lobo 46º e Bruno Silva 68º. João Almeida, o outro atleta da equipa rorizense em prova, devido a uma queda violenta, não concluiu.

 

O espanhol Juan Ayuso Pesquera (GINESTAR), que venceu as duas primeiras etapas da competição, segurou uma das classificações que comandava, a de cadetes de primeiro ano. O vencedor da classificação por pontos foi Daniel Dias e o melhor trepador foi João Carvalho.

A ACR RORIZ SEISSA/KTM-BIKESEVEN/ MATIAS& ARAÚJO/ FRULACT foi a grande vencedora da classificação por equipas.

 

Fonte e fotos: ACRR/UVP FPC.

Duplas barcelenses competem no Vila do Conde Peneda-Gerês Extreme

Agosto 8, 2017 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

Durante 3 dias, no “difícil” desafio de 3 etapas, o “Vila do Conde Peneda-Gerês Extreme”, que contou com 300 km de distância, aproximadamente, e 8 mil metros de desnível acumulado, contou com a participação de algumas duplas formadas por barcelenses ou em representação de formações barcelenses ou de outras paragens. Duas delas, juntou dois limianos a dois barcelenses.

Um dos destaques vai para a dupla de Viatodos, Sérgio e Ricardo Meneses, que em representação do CLUBE BTT FAMALICÃO, conquistaram um excelente 2º lugar da geral, sendo os vencedores da categoria de Master 30.

Em 14º lugar, classificaram-se André Alves e Nuno Marques, da BARCELOS TEAM PORTUGAL. Em 16º, e da mesma formação, ficaram Miguel Gonçalves e Nuno Campos.

A dupla João Carvalho e José Carvalho, da ACR RORIZ SEISSA/ KTM-BIKESEVEN/ MATIAS&ARAÚJO/ FRULACT/ CARNES LANDEIRO, com “espírito de auto superação” e aventura, terminaram na 55ª posição, entre as 88 duplas presentes.

Um lugar abaixo, ficaram Jorge Gonçalves e Jaime Faria, da ARCA/ NODDY BIKE TEAM. Em 70º lugar, da mesma formação, classificaram-se Jorge Capela e Armando Costa.

Por fim, as duplas que uniram Ponte de Lima  e Barcelos. Jacinto Fiúza e Carlos Pereira, da BATOTAS PONTE DE LIMA/ BIKEZONE BARCELOS, também participou mas, infelizmente, não há registos oficiais da sua classificação.

Um grande destaque vai, igualmente, para a dupla feminina Liliana Lopes e Ana Rita Vale, esta última de Vila Cova, vice-campeã nacional de XCO, campeã do Minho de XCO e XCM.

Em representação da BICIADUS, esta dupla conquistou o 1º lugar da sua categoria, ficando no 65º lugar da geral.

 

Fonte e fotos: ACRR/VCPGE´17 (Sérgio Rodrigues e Eduardo Campos).

[ndr: notícia atualizada a 09/08/17, 21h50]

Gil Vicente abre a Liga a vencer fora o FC Porto B

Agosto 6, 2017 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

Em jogo disputado no Estádio Municipal Dr. Jorge Sampaio, em Pedroso – V.N. de Gaia, iniciado às 16h00, o Gil Vicente FC levou de vencida a equipa B do FC Porto, na primeira jornada da Ledman LigaPro 2017/2018.

O FC Porto B, treinado por António Folha, alinhou com Diogo Costa, Bidi, Jorge Fernandes, Luís Mata, Rui Pires (Luizão, 59m), Fede Varela, Bruno Costa, Rui Moreira, Yahaya (Rúben Macedo, 88m), André Pereira (Tony Djim, 74m) e Galeno.

Suplentes não utilizados: Ricardo Silva, Diogo Queirós, Reabciuk e Madi Queta.

Já o Gil Vicente, orientado por Jorge Casquilha, alinhou com Rui Sacramento, Ricardinho, Sandro, Vítor Tormena, Luís Tinoco, Jumisse, André Fontes (Miguel Abreu, 67m), Jonathan Rubio (Luiz Eduardo, 88m), Rui Miguel, James Igbekeme (Henrique Brito, 90m) e Fall.

Suplentes não utilizados: Júlio Neiva, Nuno Lopes, Gastón Camara e João Pedro.

O jogo começou de feição para a turma gilista, com Rui Miguel a abrir o marcador, de grande penalidade, logo aos 7 minutos. A turma da casa igualou, aos 26 Minutos, por Fede Varela mas pouco tempo depois, aos 38 minutos, o nigeriano James Igbekeme voltou a colocar a turma barcelense na frente do marcador.




Ao intervalo o resultado marcava uma vitória forasteira, por 1-2, resultado esse que se manteve até ao final do jogo, com a equipa gilista a optar por trocas mais defensivas, jogando pelo seguro, por forma a assegurar o mais desejado: a vitória e os 3 pontos.

No final do jogo, e em declarações transcritas na página do clube, o técnico Jorge Casquilha referiu que “a estratégia teve êxito devido à qualidade e ao compromisso de toda a equipa neste jogo”. Também nas redes sociais, o Gil Vicente deixou um agradecimento a todos os adeptos que marcaram presença no jogo de Pedroso.

Foto: GVFC.

Mostra de Artesanato continua até 13 de agosto no Parque da Cidade

Agosto 6, 2017 em Atualidade, Concelho, Cultura, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

O Parque da Cidade abriu portas para mais uma Mostra de Artesanato e Cerâmica de Barcelos. Até 13 de agosto, Barcelos volta a ser a Capital do Artesanato e recebe mais de 125 artesãos, 80 dos quais de Barcelos, num certame que conta com cerca de 140 stands espalhados pelas várias áreas do recinto do Parque.

O Presidente da Câmara, Miguel Costa Gomes, realçou a importância do artesanato na imagem de Barcelos no país e no mundo, lembrando que “é a representação mais nobre da identidade barcelense e o grande elemento diferenciador em relação aos demais concelhos portugueses”.

A edição de 2017 decorre numa altura em que a UNESCO está a analisar a candidatura de Barcelos à Rede de Cidades Criativas. Reconhecido como a Capital do Artesanato, o concelho vê agora alargadas as suas aspirações através da candidatura à Rede, no domínio do artesanato e arte popular.

Para o edil barcelense, “é uma candidatura que se construiu em torno da tradição artesanal e da arte popular como um incontestável valor patrimonial, histórico e social”, acrescentado que “as artes e ofícios tradicionais são o âmago do povo barcelense e a criatividade, o legado que os mais nobres artistas cultivam ao longo de séculos. Barcelos terá assim mais um motivo de orgulho quando, em outubro próximo, for reconhecida como Cidade Viva e Criativa, uma terra de mestres artesãos com reconhecimento no país e no mundo por ser terra de barristas”, remata o autarca.




Oferta de animação até ao último dia

Além do mais rico e variado artesanato, os visitantes têm diariamente um conjunto de ofertas de animação que se tornam num excelente cartão de visita desta Mostra de Artesanato e Cerâmica, e ainda uma praça de alimentação com música ao vivo todos dias.

Na edição deste ano, o Município volta a apostar nas tradições do passado com os workshops diários onde se pode aprender as artes e ofícios, que passam pela tecelagem, olaria, figurado, bordados, chapéus de palha, entre outras.

O Concerto ao Artesanato, este ano, acontece no dia 12 de agosto, e serão entregues os prémios Inovação, Carreira, Revelação Artesanato Contemporâneo e Revelação Artesanato Tradicional. A atuação é da Banda Musical de Oliveira e do Coro de Câmara de Barcelos.

Este certame, um dos mais antigos do país, conta com a presença dos mais importantes artesãos de cada setor do artesanato (figurado, olaria, cestaria e vime, ferro e derivados, madeira e bordados) e retrata toda a riqueza da arte e do trabalho tradicional.

Na animação diária, pode sempre contar com as arruadas dos grupos tradicionais do concelho, a música ao vivo na Praça da Alimentação, e muita música no palco principal. Este ano ainda pode ver Quinta do Bill, Sons do Minho, e muitos outros que farão parte desta edição.

A Mostra abre às 16h00, aos sábados e domingos, e às 18h00, de segunda a sexta-feira, encerrando todos os dias à meia-noite.

Fonte e fotos: CMB.

Associação barcelense RECOVERY IPSS é finalista do prestigiado Prémio Manuel António da Mota

Agosto 5, 2017 em Atualidade, Concelho, Cultura, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

A RECOVERY IPSS, presidida por Miguel Durães, foi escolhida como uma das dez instituições finalistas do Prémio Manuel António da Mota, passando à 2ª fase, como anunciado ontem, dia 4 de agosto.

Este é um prémio atribuído pela Fundação Manuel António da Mota, cujo mecenas é o Grupo Mota-Engil e tem a TSF como parceiro de comunicação.

O Comité de seleção, composto por representantes da Fundação Manuel António da Mota e TSF – Rádio Notícias, deliberou a passagem à 2ª Fase de dez instituições finalistas, sendo elas, a barcelense Associação RECOVERY IPSS; a AE2O – Associação para a Educação de Segunda Oportunidade; a Associação das Orquestras Sinfónicas Juvenis Sistema Portugal; a Associação para o Planeamento da Família; o Centro Social e Cultural S. Pedro de Bairro; a Crianças da Vila – Associação de Proteção de Menores e da Família; a Fundação do Gil; o G.A.To- Grupo de Ajuda a Toxicodependentes; a Santa Casa da Misericórdia de Marco de Canaveses; e a Santa Casa da Misericórdia do Peso da Régua.

A fase seguinte será a da avaliação das candidaturas por parte do Júri de seleção, que é composto por Padre Lino Maia – Presidente da Confederação Nacional das Instituições de Solidariedade (CNIS); Dr.ª Maria Joaquina Madeira – Coordenadora Nacional do Ano Europeu do Envelhecimento Ativo e da Solidariedade entre Gerações em 2012; Dr.ª Maria Manuela Eanes – Presidente do Conselho de Curadores da Fundação Manuel António da Mota; Dr.ª Maria Manuela Mota – Vogal do Conselho de Administração da Mota-Engil SGPS e Presidente do Conselho de Administração da Fundação Manuel António da Mota; e Eng.ª Maria Inês Mota Sá – Vogal do Conselho de Administração e Membro da Comissão Executiva da Fundação Manuel António da Mota.




De acordo com a nota publicada na página do prémio (http://premiomam.mota-engil.pt/ ), o “processo de escolha da candidatura vencedora envolverá, nos termos do Regulamento do Prémio, a apreciação in loco dos projetos concorrentes, ação esta integrada no conjunto de reportagens que a TSF-Rádio Notícias irá realizar com cada uma das instituições finalistas”. Assim, cada uma das instituições finalistas será contactada tendo em vista o agendamento das reportagens em apreço.

Miguel Durães

Em declarações ao nosso jornal, o presidente de Direção da RECOVERY IPSS, Miguel Durães, salientou que “sabemos que este é um Prémio muito concorrido no nosso país. Sermos selecionados para a fase final do prémio nacional desta prestigiada Fundação é um grande reconhecimento do nosso trabalho junto dos que estão em situação de desvantagem social e económica, junto daqueles que mais precisam. Pela primeira vez em Portugal existem Unidades de Cuidados Continuados Integrados de Saúde Mental na Infância e Adolescência, que estão sediadas cá em Barcelos. Estamos felizes porque trabalhamos muito e damos muito de nós a esta causa. Da nossa parte, vamos continuar a fazê-lo e a acreditar que um mundo melhor é possível. As crianças e as famílias que sofrem com este drama exigem isso mesmo, o melhor de todos nós”.

O “Prémio Manuel António da Mota” distinguiu, anteriormente, instituições que se destacaram nos domínios da luta contra a pobreza e exclusão social (2010), promoção do voluntariado (2011), promoção do envelhecimento ativo e solidariedade entre gerações (2012), promoção da cidadania europeia e da concretização dos objetivos nacionais inscritos na estratégia Europa 2020 (2013), naqueles que foram os Anos Europeus dedicados a estes temas, tendo distinguido em 2014 as instituições que atuam no domínio da valorização, defesa e apoio à família nas mais variadas áreas, por ocasião do 20º aniversário do Ano Internacional da Família. Em 2015, distinguiu as instituições socialmente inovadoras nas respostas aos problemas sociais, tendo, em 2016, consagrado instituições que se notabilizaram na apresentação de projetos nos domínios da educação, emprego e combate à pobreza e à exclusão social.

Na edição deste ano, a 8ª, a Fundação Manuel António da Mota retoma o tema do combate à pobreza e à exclusão social, com particular enfoque na pobreza infantil, dos jovens e das famílias, acolhendo, ainda no seu âmbito, as questões da educação e do emprego, com que o tema da pobreza se encontra transversalmente correlacionado, distinguindo instituições que se notabilizem pelos projetos apresentados nestes domínios.

O anúncio da candidatura vencedora terá lugar numa cerimónia a realizar no dia 3 de dezembro, a partir das 14h30, no Palácio da Bolsa, na cidade do Porto.

A referida fundação, na nota publicada, refere que “muito nos honrará a presença na cerimónia de todas as instituições concorrentes, ficando desde já aqui o convite que será oportunamente formalizado”, deixando, por fim, uma mensagem a todas as candidaturas, “os nossos parabéns às candidaturas finalistas, e uma saudação muito especial a todas as instituições que nos honraram com a sua candidatura e a quem queremos testemunhar o nosso mais profundo agradecimento”.

Fotos e imagens: RECOVERY/FMAM.

F.C.Porto vence na apresentação do Gil Vicente

Agosto 3, 2017 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

Em clima de festa, a equipa do Gil Vicente apresentou o plantel para a época 2017/2018 aos seus adeptos, com um convidado “de peso”, o Futebol Clube do Porto, em jogo disputado no Estádio Cidade de Barcelos.

Antes da partida, os jogadores do Gil foram chamados, um a um, ao palco, começando pelos Guarda-redes: Rui Sacramento, Júlio Neiva e Rafa, seguindo-se os jogadores de campo: Sandro, Jonathan Rubio, Vítor Tormena, James Igbekeme, Luís Tinoco, Ricardinho, André Fontes, Fall, Jumisse, Rui Miguel, Luiz Eduardo, Reko, Miguel Abreu, João Pedro, Rui Faria, Henrique, Tiger e Peter. Ficando para último, a surpresa reservada pela direção do Gil, o recém contratado ao Inter de Milão, Gastón Camara. A equipa técnica, liderada por Jorge Casquilha, também foi apresentada em palco bem como o diretor-desportivo, Mário Faria.

Findada a apresentação, seguiu-se o respetivo jogo  com o Gil Vicente a alinhar com: Rui Sacramento, Sandro, Jonathan Rubio, Vítor Tormena, James Igbekeme, Luís Tinoco, Ricardinho, André Fontes, Fall, Jumisse e Rui Miguel.
O F.C.Porto alinhou com: José Sá, Marcano, Felipe, Ricardo Pereira; Layún, André André, Óliver Torres, Otávio, Hernâni, Marega e Soares.

O jogo começou de feição para os dragões, com Soares a fazer o gosto ao pé logo aos 3 minutos de jogo, após assistência de Otávio. O Gil respondeu com bons lances de entrosamento no último terço do terreno; o primeiro aos 20 minutos, com uma bela jogada de James da esquerda para o meio, a assistir Fall, que na cara de José Sá atirou ao poste. Aos 24 minutos, novamente uma bela jogada do Gil a surgir de um entrosamento entre André Fontes e Jonathan Rubio, onde este terminou a jogada com um pontapé a rasar o poste de José Sá. Rubio que viria a restabelecer a igualdade aos 32 minutos.




O F.C.Porto podia ter ampliado a vantagem ainda na primeira parte, com Soares a rematar forte para defesa de Rui Sacramento.

Na segunda parte, e com as substituições da praxe em jogos particulares, o jogo baixou de intensidade e de espetacularidade, tendo os portistas mais controlo do jogo, destacando-se uma jogada de entendimento entre Otávio e Soares, aos 78 minutos, em que o primeiro cabeceou por cima da barra, já no interior da pequena área.

Mas golos mesmo só mais perto do final, quando aos 85 minutos, Soares bisou na partida após uma jogada individual em que tirou com uma finta de corpo o defesa gilista do caminho e rematou para o fundo das redes. Cinco minutos volvidos, o mesmo Soares volta a molhar a sopa e faz o hat-trick, respondendo que “sim” a um belo cruzamento de Sérgio Oliveira, estabelecendo o resultado final: 1-3.

 

No final, o treinador do Gil Vicente, Jorge Casquilha, manifestou-se insatisfeito com o resultado, mas satisfeito com a exibição da equipa de Barcelos, mediante tamanho adversário. Atirando até que: “merecíamos ir aos penaltis”.

Sérgio Conceição proferiu que: “foi o nosso pior treino da época, talvez por termos jogado de manhã, mas vamos conversar todos para ver o que aconteceu”.

Fotos: DR.

XIX Festival Folclórico S. Tiago de Carapeços é já sábado

Agosto 3, 2017 em Atualidade, Concelho, Cultura, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

No próximo dia 5 de agosto, sábado, realiza-se o XIX Festival Folclórico S. Tiago de Carapeços, no Espaço de Lazer da Coutada, com início marcado para as 19h45.

Este é um festival organizado pelo Rancho Folclórico São Tiago de Carapeços, que contará com a presença do Rancho Folclórico Bela Vista de Gáfete (Crato – Alentejo), do Rancho Folclórico de Arga S. João (Caminha), do Rancho Folclórico A.C.R. de Cabreiros (Braga) e do Rancho Folclórico de Rio Covo Santa Eugénia, deste concelho.

O evento conta com o apoio institucional do Município de Barcelos e da Junta de Freguesia de Carapeços, assim como, com o do casal Dr. Adalberto Neiva de Oliveira e Dr.ª Luísa Quintas Neiva Oliveira.




Imagem: RFSTC.

VilaWork organiza atividades no âmbito do programa “Open Center”

Agosto 3, 2017 em Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

Decorre, no próximo dia 11 de agosto, no VilaWork-Barcelos Business Center, em Vila Boa, a Atividade OPEN CENTER, destinada a todos que queiram passar uma tarde divertida.

Será uma atividade para “todas as idades”, com insufláveis, vários jogos divertidos, Decoupage, conselhos de um especialista em exercício físico, saúde e nutrição sobre como conseguir uma vida mais saudável e, portanto, mais duradoura e feliz.

A atividade é gratuita mas sujeita a marcação prévia.

Sobre os animadores das atividades, António Castro é um investigador na área do exercício físico, nutrição e saúde e profissionalmente tem neste Centro um Gabinete de Treino Especializado. Já Sílvia Carvalho faz decoupage nos tempos livres e é licenciada em solicitadoria.

Já agora, o que é decoupage? –  poderá estar a interrogar-se. É uma palavra francesa que significa recortar, designa a arte de recortar e colar papel decorado para revestir um objeto. Qualquer pessoa pode aprender esta técnica, ela é extremamente simples e produz resultados originais e exclusivos.




Como referido antes, a atividade é aberta a qualquer tipo de público mas necessita de inscrição, através do contacto telefónico 253 292 861 ou do site www.vilawork.pt.

Fonte e imagem: VW.

Centro Ciclista de Barcelos no top-10 coletivo do 29º Grande Prémio do Minho

Agosto 2, 2017 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

Entre os dias 28 e 30 de julho, o CENTRO CICLISTA DE BARCELOS/AFF/ORBEA/ONDA marcou presença no 29º Grande Prémio do Minho, também conhecido por Volta ao Minho, regressado este ano com um figurino destinado ao escalão de juniores.

A prova foi composta por três etapas, todas com o mesmo formato: início e término na mesma localidade. A primeira em Cabeceiras de Basto, a segunda em Vieira do Minho e a terceira em Melgaço.

A equipa barcelense conquistou um bom 10º lugar na classificação final coletiva, numa prova que contou, não só, com algumas das melhores formações portuguesas, como também, com algumas equipas espanholas.

Individualmente, destacou-se Fábio Costa, que terminou a prova na 16ª posição mas que teve boas prestações, durante as etapas, como um 4º lugar num prémio de montanha da primeira etapa; um 9º lugar na geral da segunda etapa; e dois 3º lugares em duas metas volantes da última etapa.

Mas um equipa não tem apenas um elemento. Os restantes atletas da equipa, que competiram neste Grande Prémio, foram: Juliano Silva (33º), João Afonso (48º), André Terroso (50º), Hugo Alves (56º) e José Dias (65º).



Fotos: ACM/Rui Jorge.

João Carvalho, da ACR Roriz, em 18º no Festival Olímpico da Juventude Europeia

Agosto 2, 2017 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

No Festival Olímpico da Juventude Europeia, que decorreu entre 23 e 29 de julho, em Györ, na Hungria, João Carvalho, da ACR RORIZ SEISSA/ KTM-BIKESEVEN/ MATIAS&ARAÚJO/FRULACT, e representação da Equipa Portugal, conseguiu um 18º lugar na prova em linha de ciclismo de Estrada.

O ciclista da equipa barcelense foi o atleta melhor posicionado da Equipa Portugal, chegando integrado no pelotão, na 18ª posição, com o tempo de 01h34m57s. O seu companheiro de equipa, Pedro Silva, quando disputava o sprint final para o TOP 10, nos últimos 700m, teve um furo na roda traseira, levando a que não conseguisse terminar no pelotão, quedando-se por um 68º posto.

Daniel Dias (MAIA) era o outro representante da equipa Nacional e foi 32º, com o mesmo tempo de João Carvalho. O vencedor foi o italiano Andrea Piccolo, com o tempo de 01h34m02s.




Fonte: ACRR.

Fotos: DR.

Ir Para Cima