Arquivo de Categorias

Mundo - page 301

Joel Sá apresenta dois Projetos de Lei no âmbito da defesa dos consumidores

Março 13, 2017 em Atualidade, Concelho, Mundo, Política port barcelosnahorabarcelosnahora

Dia 15 de março, próxima quarta-feira, vão a debate na Assembleia da República, dois Projetos de Lei que promovem a defesa do consumidor, da autoria do deputado barcelense Joel Sá.

O primeiro determina a sujeição dos litígios de consumo de reduzido valor económico à arbitragem necessária, quando tal seja optado pelo consumidor, e determina a obrigatoriedade de constituição de advogado nas ações de consumo.

O segundo determina a criação, no seio da Direção-Geral do Consumidor, de um portal de registo nacional de consumidores aderentes a publicidade telefónica.

Joel_Sá
Joel Sá

Juntamente com os Projetos de Lei, vão ser debatidos dois Projetos de Resolução, em que Joel Sá é coautor, que recomenda ao Governo a adoção de medidas que promovam os meios alternativos de resolução de litígios de consumo, e ainda um outro que recomenda ao Governo a assunção de medidas de formação, informação e fiscalização de defesa dos direitos dos consumidores.

“Os Aurora”, banda do barcelense Tiago Araújo, editam o primeiro disco

Março 11, 2017 em Atualidade, Concelho, Cultura, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

A banda “Os Aurora”, que tem na sua composição o barcelense Tiago Araújo, editou esta sexta-feira, dia 10 de Março, o primeiro álbum de estreia e de originais.

Dia 10 de Março de 2017 será uma data que jamais será esquecida pela banda “Os Aurora”. Após três anos desde a sua formação, a edição do seu disco de estreia tem finalmente data marcada.

O lançamento do seu disco tardou, mas foram os anos de espera e de aprendizagem que levaram à maturação da banda e o resultado final são canções com grande significado e de mensagem de esperança.

“Grita” é um disco que apesar de ter as tradicionais canções de amor, tem como grande componente a afirmação da banda. O “Acreditar”, o “Nunca Desistir”, são o fio condutor em grande parte das canções do disco.

Assumidamente uma banda pop, “Os Aurora” não se contentam com a simples cópia do que já existe, tentando sempre inovar. Produzido por Filipe Survival, “Grita” mistura as tradicionais guitarras acústicas com as novas tendências e sons mais eletrónicos.

Quatro rapazes com uma grande vontade de mostrar a sua música a todos, sem exceções! No auge da sua juventude, desejam levar este disco aos ouvidos do maior número de pessoas possível. Eles nunca desistiram e este álbum é a prova disso. David Silva, Eduardo Monteiro, João Carrasqueira e Tiago Araújo formam esta banda a quem se augura grande futuro.

Ligações (basta clicar):

FACEBOOK: https://www.facebook.com/osauroraoficial

INSTAGRAM: https://www.instagram.com/osauroraoficial

TWITTER: https://twitter.com/osauroraoficial

WEBSITE: http://www.osaurora.com/

 

iTunes: http://apple.co/2mIov7Y

Spotify: http://spoti.fi/2ncTEOB

TIDAL: https://t.co/F5jTU78kvz

FNAC: http://bit.ly/2mszEsO

 

A banda anunciou, já, os concertos de apresentação:

  • Porto, Hard Club, 24 Março
  • Lisboa, Hard Rock, 26 Março

Fonte e imagem: a banda.

Mau tempo: fenómeno extremo atinge Parque Industrial da Várzea

Março 3, 2017 em Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

Na madrugada desta sexta-feira, um fenómeno extremo de vento atingiu o Parque Industrial da Várzea, causando milhares de euros em prejuízos.

A notícia surgiu em vários órgãos de comunicação social. De acordo com Jornal de Notícias, uma das empresas mais afetadas terá sido a João António Lima Malhas.

O resultado da intempérie foi o de chapas dos telhados arrancadas, vigas que caíram e danos no interior de pavilhões. Terão sido afetados dez pavilhões.

Entretanto, as autoridades afastam a hipótese de mini tornado, falando, no entanto, em fenómeno de vento extremo, que terá durado poucos minutos e que terá começado cerca das 5 horas da madrugada.

Apesar de tudo, não há feridos a registar.

Numa última nota, refira-se que no restante território do concelho não houve ocorrências idênticas às da registada na Várzea. Não fossem as notícias e a maioria dos barcelenses nem se teria apercebido deste acontecimento. Relatos no local indicam que o fenómeno terá ocorrido num espaço de pouco mais do que uma centena de metros.

Foto: João Paulo Magalhães/Global Imagens.

Maastricht está de parabéns. E nós?

Fevereiro 26, 2017 em Atualidade, Mundo, Opinião, Política port barcelosnahorabarcelosnahora
raquelsfernandes
Raquel dos Santos Fernandes

Entre as margens do rio Mosa, cravada entre a Alemanha e a Bélgica, Maastricht, uma das mais antigas cidades holandesas, foi palco da assinatura do Tratado que adotou o seu nome, a 7 de fevereiro de 1992. Na semana* em que se comemora os seus 25 anos, a União Europeia vive agora na realidade do eurocentrismo, dos fluxos migratórios e das divisões internas na sinuosidade do bloco europeu.

Comunidades Europeias, Política Externa e de Segurança Comum (PESC) e Cooperação nos domínios da Justiça e dos Assuntos Internos conduziram a União a uma nova etapa na integração europeia, agora com uma clara dimensão política, com o objetivo de reforçar a legitimidade democrática e a eficácia das instituições, desenvolvendo a vertente social da Comunidade e instaurando uma União Económica e Monetária. Ora, o apoio ao projeto europeu – criação de um mercado único e a confiança dos europeus de que juntos somos mais fortes – entra em declínio com a crise da zona euro. Apesar do fundamento de que a integração seria benéfica para todas as nações participantes, os europeus começaram a duvidar dessa suposição, alicerçados com a vitória de Trump do outro lado do Atlântico, que visivelmente se revelou num impulso às forças populistas que convelem os principais políticos da Europa e, acima de tudo, o projeto europeu. O facto do novo Presidente dos Estados Unidos da América ser um apoiante assumido do Brexit só reforça o argumento eurocético de que a União Europeia seguiu uma direção errada.

A corporalização de um certo desprezo pela democracia nacional e supranacional – e seria importante que os apoiantes do Brexit, que agora culpam Merkel e Hollande, refletissem sobre aquela que foi a postura de Tony Blair na Europa – não estará isenta de culpas na deriva ultranacionalista da Polónia e da Hungria. E depois a humilhação económica e social da Grécia, a incapacidade de implementar cotas de refugiados equitativas, o papel hegemónico de um Estado-Membro sobre os demais Estados, o fracasso em distinguir e unificar a Europa e a falta de vontade em restabelecer um modelo social europeu. A ideia de Estado-nação também desafia a ambição do projeto europeu, daí a importância de construir um ambiente político pós-nacional e não agressivo. A concessão de poderes especiais a alguns Estados-Membros, a promoção de uma integração não harmoniosa em detrimento de “fatores alternativos”, a aprovação de uma maioria de parlamentos nacionais para bloquear a legislação da União Europeia significam, essencialmente, legitimar os nacionalismos locais e o crescimento, cada vez mais, de uma retórica eurocética.

Se as ambições pós-nacionalistas não são uma opção para a realpolitik dos nossos tempos e se continuamos a querer promover a democracia e os direitos humanos, a paz, a prosperidade, a solidariedade e a harmonia, não esqueçamos que, aos olhos do projeto europeu, que também é nosso, as várias culturas e línguas que nos unem continuam a ser uma mais-valia para o velho Continente, in varietate concordia.

*ndr: este artigo foi entregue na semana de 07 de fevereiro de 2017

Por: Raquel dos Santos Fernandes.

Barcelos marca presença no II Encontro do Programa Europeu “Europe for Citizens” na Hungria

Fevereiro 24, 2017 em Atualidade, Concelho, Educação, Mundo, Política port barcelosnahorabarcelosnahora

No II Encontro da rede de países e respetivos municípios que integram o Programa Europeu “Europe for Citizens” – Europa para os Cidadãos, a apresentação de Barcelos marcou a diferença através de uma abordagem clara, prática e objetiva dos projetos de integração levados a cabo junto da comunidade cigana – Projeto “Escolhas”, GaloArtis -, assim como o acompanhamento que tem sido feito junto da família de refugiados que o Município acolhe desde setembro do último ano.

armandina-saleiro
Armandina Saleiro

Tendo em conta a importância dos temas em debate, este encontro contou com a presença da Vice-Presidente da Câmara Municipal de Barcelos, Armandina Saleiro. O ponto fulcral de todo o evento, que decorreu de 14 a 19 de fevereiro na Hungria, na cidade de Kistelek, e que juntou representantes de Itália, Espanha, Grécia, Estónia, Hungria e Portugal, centrou-se na discussão das políticas migratórias e a situação problemática que a União Europeia atravessa relativamente à entrada, acolhimento e integração de refugiados.

Houve, ainda, uma visita à fronteira do Condado, seguida de uma sessão informativa e debate acerca de todo o processo legal inerente à entrada/legalização de refugiados e a apresentação de dados estatísticos dos últimos anos.

 

O encontro pretendia que o município representante de cada país divulgasse as boas práticas em atuação no seu município em relação à questão das migrações. Barcelos deixou a sua marca em território húngaro, e prepara-se já para ser o anfitrião do próximo encontro, que irá realizar-se de 1 a 5 de maio, em plena época festiva barcelense.

O III Encontro dará lugar ao tema relacionado com as políticas da União Europeia e de que forma estas podem contribuir para o crescimento sustentável da comunidade local.

Fonte e foto: CM de Barcelos

Joel Sá entrega Projeto de Resolução sobre valorização dos “Cemitérios dos Nossos Heróis”

Fevereiro 21, 2017 em Atualidade, Concelho, Mundo, Política port barcelosnahorabarcelosnahora

O deputado barcelense Joel Sá entregou, na passada sexta-feira, 17 de Fevereiro, um Projeto de Resolução que recomenda medidas urgentes de valorização dos “Cemitérios dos Nossos Heróis”, nomeadamente o cemitério militar de Richebourg l’Avoué, no norte de França, que é um cemitério militar exclusivamente português, no qual, entre 1924 e 1938, se sepultaram 1831 soldados.

Este Projeto de Resolução, da autoria de Joel Sá, visa dignificar a memória dos heróis compatriotas portugueses e desses os muitos conterrâneos barcelenses. Daí que a base tenha partido do documentário do Dr. Penteado Neiva, “Lutaram como Diabos”, baseado em diários, cartas, postais e com testemunhos de familiares de combatentes de Barcelos que participaram no conflito da I Guerra Mundial.

Escolas do concelho de Barcelos precisam do seu voto

Fevereiro 13, 2017 em Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

A competição decorre em www.heroisdafruta.com até 10 de março e vai eleger quatro “Hinos da Fruta” finalistas de cada distrito. Os alunos gravaram telediscos para incentivar os adultos a comer de forma mais saudável e de Barcelos estão a concurso 4 escolas: EB de Arcozelo, EB1 de Oliveira, CE de Viatodos e EB/JI António Fogaça.

A APCOI – Associação Portuguesa Contra a Obesidade Infantil divulgou, na passada sexta-feira os vídeos, apelidados de “Hinos da Fruta”, criados pelos 53.399 alunos de todos os distritos do país, que participam, este ano lectivo, na 6ª edição do projeto «Heróis da Fruta – Lanche Escolar Saudável». Nesta divertida competição nacional que começa hoje, as crianças partilham a cantar as lições que aprenderam ao longo do projeto sobre a importância dos hábitos saudáveis e convidam os adultos para votar no “Hino da Fruta” da turma ou da escola.

A votação já está aberta a todo o público e decorre até às 23:59 do dia 10 de março no site www.heroisdafruta.com. Vai apurar 80 hinos finalistas: os 3 mais votados, bem como o mais partilhado de cada distrito ou região autónoma.

Mário Silva, presidente e fundador da APCOI e mentor do projeto “Heróis da Fruta – Lanche Escolar Saudável” lembrou que “cada voto em qualquer hino da fruta reverte como donativo para a «Missão 1 Quilo de Ajuda» um fundo social que permite à APCOI distribuir gratuitamente cabazes semanais nas escolas para apoiar a inclusão de fruta no lanche escolar dos alunos mais carenciados do país”.

Acrescentou, ainda, que “todas as pessoas que votarem nos hinos da fruta ficarão também habilitadas a ganhar fantásticos prémios. São mais de mil experiências à escolha para parques aquáticos, zoológicos, museus, aquários, centros de ciência viva e parques de diversões. Além disso, há um super prémio: uma viagem de sonho aos Açores”.

Lista dos 4 vídeos das escolas participantes do concelho de Barcelos (basta clicar no link):

  • Escola Básica de Arcozelo – 3ºG

http://www.apcoi.pt/heroisdafruta6/web/hinodafruta/?fs=&idhino=531

  • Escola Básica do 1º Ciclo de Oliveira – OL1, OL2

http://www.apcoi.pt/heroisdafruta6/web/hinodafruta/?fs=&idhino=656

  • Centro Escolar de Viatodos – 2ºV

http://www.apcoi.pt/heroisdafruta6/web/hinodafruta/?fs=&idhino=558

  • EB/JI António Fogaça – Sala R, Sala S, 3ºB

http://www.apcoi.pt/heroisdafruta6/web/hinodafruta/?fs=&idhino=664

 

Para mais informações, por favor, contactar:

APCOI – Associação Portuguesa Contra a Obesidade Infantil

Tel: 210 961 868 | Telm: 960 47 47 00

E-mail: geral@apcoi.pt

 

Fonte: Município de Barcelos.

Guarda Partilhada ou Conjunta – Com ou sem residência alternada

Fevereiro 5, 2017 em Atualidade, Concelho, Mundo, Opinião port barcelosnahorabarcelosnahora
regina
Regina Penedo

Todos sabemos que quando um casal se divorcia ou separa e têm filhos menores é imperativo regular as suas responsabilidades parentais.

E aqui reside o cerne da questão. Muitas são as vezes em que os progenitores não se entendem e usam a criança “como arma de arremesso”. Mas, a verdade é que cada vez mais se vê um perfeito entendimento entre os ex-cônjuges sendo assim possível, sem divergências nem conflitos, resolver pacificamente a questão da regulação das responsabilidades parentais dos filhos menores.

A regra no nosso sistema jurídico Português, é a guarda conjunta ou partilhada e a exceção o regime da guarda única. – cfr. art.º 1906 Código Civil.

Ou seja, guarda conjunta ou partilhada significa que “cada um dos pais detém a guarda da criança alternadamente”, exercendo, no período de tempo em que detém aquela guarda “a totalidade dos poderes-deveres integrados no conteúdo do poder paternal, enquanto o outro beneficia de um direito de visita e de vigilância”.

Contudo, esta guarda conjunta ou partilhada pode coexistir com uma residência alternada do menor, mas esta somente poderá ser equacionada na regulação das responsabilidades parentais, quando os pais conseguem manter o diálogo, quando os pais sabem digerir perfeitamente o fim da relação sem conflitos nem desentendimentos, colocando sempre os interesses da criança acima dos seus desígnios pessoais, quando os pais conseguem tomar decisões de comum acordo mantendo o respeito pela criança e respondendo sempre às necessidades desta e não às suas próprias necessidades, permitindo assim uma maior estabilidade na vida da criança.

No entanto, e caso estas condições não estejam asseguradas, tal regime de guarda conjunta ou partilhada com residência alternada, não deverá ser equacionada pois terá uma grande probabilidade de apenas favorecer um vaivém de conflitos, discórdias e confusões.

 

Por: Regina Penedo (advogada)

Urb. das Calçadas, Rua Irmãos S. João de Deus, Ed. Redondo, Lote 70, Lj 2, 4750-169 Barcelos

e-mail: penedoregina@sapo.pt

Tlf. 253772203

Concerto de Reis com cantoras de ópera barcelenses

Janeiro 20, 2017 em Atualidade, Cultura, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

É já no próximo domingo, dia 22 de janeiro, pelas 18h15, que se realizará o Concerto de Reis da Paróquia de São José de São Lázaro (Braga), com organização da referida Paróquia e com o apoio da União de Freguesias de São José de São Lázaro e de São João do Souto.

O evento contará com a atuação do “Minho Vocal Studio”, sob orientação dos professores Elisabete Matos, Dora Rodrigues e João Lima. A audiência poderá assistir a obras de Vivaldi, Piccini, Haydn, Mozart, Rossini, Mendelssohn, Gounod, Brahms, Bizet, Grieg, Tosti e Léhar.

De acordo com a organização, serão interpretadas, entre outros, pelas Sopranos barcelenses Ana Isabel Carvalho e Ana Sofia Vintena.

Marcha pela Paz em Barcelos

Janeiro 12, 2017 em Atualidade, Concelho, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

No passado sábado, dia 7 de janeiro, realizou-se, em Barcelos, uma Marcha pela Paz. Cerca de 400 pessoas puderam manifestar-se por uma causa que é de todos e à qual ninguém pode ficar indiferente: a PAZ.

Durante a marcha ouviu-se poesia sobre a paz, de poetas portugueses. Crianças e jovens leram mensagens de paz e foram lidas mensagens de personalidades como o Frei António Pojeira (Missionário em Timor), Eugénio Fonseca (Cáritas Portuguesa), Sheik David Munir (Mesquita de Lisboa) e D. Francisco Senra (Bispo Auxiliar de Braga).

No final, tivemos o testemunho, na primeira pessoa, de uma voluntária da PAR (Plataforma de Apoio aos Refugiados), que elogiou o Concelho de Barcelos por estar, já, a acolher uma família síria vítima da guerra e, simultaneamente, apelou à necessidade urgente de surgirem mais organizações disponíveis para acolherem mais famílias.

Por fim, foram interpretadas músicas que nos apelam a um sonho de Paz para toda a humanidade: “Imagine” e “We are the world“.

A organização agradece a todos os que tornaram possível esta manifestação pública de apelo à Paz.

Por: Hugo Fernandes (Organização).

IMG_3982

Agradecimentos: O Barcelos na Hora agradece a Hugo Fernandes e a Luís Moita Flores.

Fotos: Hugo Fernandes.

Ir Para Cima