Despacito, ou…

Abril 6, 2018 Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo, Opinião
Hugo Pinto

Devagar, devagar, devagarinho, se preferirem a versão do “seu” Jorge. É assim que o Glorioso tem feito o seu percurso ascendente ao longo desta época. É verdade que ainda ninguém ganhou nada. Mas neste momento o Benfica só depende de si. Já era assim quando estava em segundo lugar, pois bastava que ganhasse ao Porto, em casa. Agora, temos a vida mais facilitada.



A verdade é que num campeonato nestes moldes, ganha a equipa que fizer mais pontos e, portanto, a mais regular. E este Benfica, contra ventos e marés, lá tem andado pelo seu pé e chegou onde se pretendia. Diga-se o que se disser, desde muito cedo se percebeu que havia uma campanha dragartiana que visava derrotar o Benfica e impedi-lo de chegar ao penta. Ao Porto interessa manter o posto de único clube a ser “penta”. Ao Sporting, e em particular ao seu presidente, a única coisa que importa é que o Benfica perca. Ora, se a estratégia do Porto foi mais inteligente, arranjando um “peão” para fazer o trabalhinho e poupando a imagem do padrinho, do lado do Sporting vimos um presidente cheio de “ganas” mas inexperiente, que deu o peito às balas e acabou por fazer vítimas apenas no seu “quintal”.

Assim, e uma vez mais (e inclusivamente para minha surpresa), o meu querido Benfica lá se foi reinventando todas as semanas, sobrevivendo a escândalos semanais de e-mails e toupeiras, e sem se deixar abalar por nada, está, a poucas jornadas do fim, em primeiro lugar e a depender exclusivamente de si para ser campeão. Se isto não é “à Benfica”, então não sei o que o é…

Será cedo para começar a pedir o #38 ?

Quero ser penta!

Viva o Benfica!

Por: Hugo Pinto*.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade do autor)

[NDR: Infelizmente, por motivos pessoais, o “representante das cores portistas”, Vítor Sá Pereira, não escreveu o seu habitual artigo semanal. O Barcelos na Hora aproveita o ensejo, e este espaço, para lhe endereçar um forte abraço e demonstrar-lhe solidariedade neste seu momento de perda pessoal e familiar. Força, Vítor!]

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*

Últimas de

O princípio do fim

O princípio do fim… como era no princípio. O princípio do fim

Vamos ao Jamor

Bem-haja, caros leitores do BnH! Quando presumia que toda a controvérsia que
Ir Para Cima