Direto ao assunto e de forma frontal

Dezembro 7, 2017 Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo, Opinião
Vítor Sá Pereira

Olá, caríssimos leitores!

Neste artigo não vou entrar em questões técnicas ou táticas. Vou direto ao assunto e de forma frontal!



É vergonhosa esta campanha para tentar tirar o FCP do primeiro lugar e aproximar a equipa do Centro Comercial “Colombo”! Primeiro foi nas Aves e agora em pleno Estádio do Dragão! Não consigo qualificar o “roubo” na mão do Luisão e do golo anulado. Assim também eu sou “penta” ou “deca”! Reconheço que Felipe devia ter visto cartão ou ter sido expulso durante a partida e também o desacerto do Marega na finalização. Mas fizemos o suficiente para ganhar, fizemos golos e tudo…só que não validaram! Vergonhoso!…Este VAR, que apareceu para a verdade desportiva, apenas sabe dizer: “Siga, siga” e noutros casos “Aguenta, aguenta”!

Depois disto tudo, vem um tal de “Tiago Pinto” que, para sacudir a pressão, chutou – e mal – uma bola que estava pronta para ser arremessada pela Marega e arranjou logo ali uma confusão de todo o tamanho! Condeno, também, a atitude do adepto e a agressão do Pizzi ao seu colega de profissão!

No que diz respeito à Liga dos Campeões, foi uma grande vitória e que permitiu estarmos nos oitavos da Champions! É que na UEFA as arbitragens são sérias e competentes.

Estamos nas 16 melhores da Europa…e outras estão nas piores! Lei da vida…temos pena!

Apesar dos “roubos”, estamos em 1º e agora venha o Setubal, uma deslocação tremendamente dificil!

Falando agora da nossa cidade, o Gil Vicente deixou-me triste com esta derrota caseira! Estava à espera de mais e melhor. Força Gil, arrebita porra!!

Parabéns ao OCB, pela réplica de deu no Pavilhão da Luz!

Bons jogos para todos e desculpem a minha sinceridade!

Por: Vítor Sá Pereira*.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade do/a autor/a)

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*

Últimas de

Imagina

Imagina, O dia sem sol A noite sem lua O querer sem
Ir Para Cima