E ao colinho a criança vai crescendo!

Maio 18, 2017 Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo, Opinião
Hugo Pombal Lopes
Hugo Pombal Lopes

E consumou-se o tão pretendido tetracampeonato pelo Benfica!

Há quem queira reduzir esta merecida conquista, encobrindo com argumentos de passadas conquistas. Pessoas essas que abominavam tais considerações quando eram feitas ao contrário. Mas temos que nos saber adaptar e cada um usa as “armas” que pode.

Estou satisfeito por poder comemorar o presente, que tem sido risonho, e um futuro que se perspetiva, igualmente, feliz!

Sim, porque a vitória está muito para além do campeonato. Está, para mim, na retoma de tudo o que envolve a entidade Benfica, desde a estrutura à efetiva conquista de títulos nas mais diversas modalidades, enaltecendo, e já aqui o fiz, que a própria comunicação de clube é mais assertiva, mais focada no discurso “para dentro”.

Fazendo uma consideração final quando terminar o campeonato, aproveito para fazer um apontamento ao jogo com o Vitória de Guimarães.

Pensou-se que o Benfica iria ceder à pressão de ter que vencer o campeonato em casa e que isso faria adiar a consagração para a última jornada.

Contudo, a equipa venceu de forma contundente e categórica, realizando das exibições mais bem conseguidas do campeonato.

Diminuiu o Vitória de Guimarães, por mérito próprio, que nem chegou a entrar no jogo tendo em conta a capacidade de gestão do Benfica, quer com ou sem bola.

Não tinha intenções de ressalvar individualidades. No entanto, acho pertinente fazer menção ao jogo realizado pelo Pizzi, que apareceu no espaço vazio (que é o que se lhe pede) e jogou mais à frente daquilo que tem vindo a fazer nos últimos jogos. Para o ano, mais disto, se faz favor!




O nosso (porque tem que ser nosso, no bom e no mau momento) Gil Vicente sofreu uma derrota pesada diante do União da Madeira, que não se previa.

Estou confiante que o bom trabalho que vinha a ser feito, vai ser continuado, e esperemos que para o ano seja mesmo o ano de subida!

Aproveito para parabenizar todos os portugueses que também se sagraram campeões lá fora.

É a prova do valor que temos neste país pequeno, que nem sempre valoriza a “matéria-prima” que tem!

Continuação de uma ótima semana!

Cumprimentos.

Por: Hugo Pombal Lopes*.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade do/a autor/a)

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*

Últimas de

Ir Para Cima