Fuga de gás

Abril 4, 2019 Atualidade, Concelho, Mundo, Opinião
Hugo Pinto



Esta semana: vitória magra com o Tondela, no fim de semana, e derrota com o Sporting na meia-final de taça. O Benfica está, nota-se, em perda de gás.

Parece-me que, neste momento, há algum excesso de confiança para as bandas da Luz. Depois de uma série de jogos fulgurantes, com resultados de encher a barriga, nota-se uma diminuição da qualidade das exibições do nosso Glorioso, em termos coletivos, mas também em termos individuais.

No coletivo, é notório sobretudo, algum desleixo perante o rigor tático que tanto me agradou no jogo do início de Bruno Lage. O meio campo e a defesa bem subidos, a jogarem com linhas próximas, pressão alta, e a tirar partido da velocidade vertiginosa de Rafa e da qualidade incontestável de Pizzi, entretanto ressurgida. Um letal Seferovic na frente e João Félix, ainda humilde, a jogar entre a linha média e ofensiva, aparecendo de trás e a criar muitas oportunidades de golo, quer para si, quer para os companheiros. Já pouco disso se vê, atualmente. Já se veem jogadores a jogar a diferentes ritmos, alguma descoordenação tática, mas, e de todas as falhas é a que mais me irrita, a falta de humildade com que Félix se tem pavoneado pelo terreno de jogo. Convém que alguém lhe lembre que uma cláusula de rescisão é um valor hipotético e normalmente especulativo. Não é um dado adquirido. Dizer-se que se vale 150 ME não basta. É preciso valê-los de facto. Alguém lhe recorde por quantos milhões foi vendido o Mantorras. Tem uma atenuante: é jovem, está deslumbrado. Mas que volte a ser quem era o quanto antes.

Um breve apontamento quanto ao jogo da Taça. Jogámos pouco, sem vontade, e pareceu, aqui e além, que estávamos a tentar descartar esta competição para se apostar todas as fichas no campeonato e na UEFA. Por mim, lamento. Temos plantel que chegue para tudo…

Na próxima jornada visita-se o Feirense. Mais uma final. Espero que até lá Bruno Lage corrija todas estas questões. Se não, corremos o risco de perder…tudo.

Um abraço benfiquista a todos.

E pluribus unum.

Por: Hugo Pinto*.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade do autor)

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*

Últimas de

Ir Para Cima