“Gerês Extreme Marathon” com grande participação e barcelense Fátima Melo vence em Femininos

Dezembro 6, 2017 Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo

No passado fim de semana de 1 e 2 de dezembro, as ruas da Vila do Gerês receberam os atletas que se aventuraram a participar na 4ª edição da “Gerês Extreme Marathon” – “a maratona mais bela e mais dura do mundo!”, segundo a organização.



Organizada pela Carlos Sá Nature Events, com a supervisão do conceituado ultramaratonista barcelense Carlos Sá, em parceria com a Câmara Municipal de Terras de Bouro, do Turismo do Porto e Norte de Portugal e com o apoio de vários patrocinadores.

Percorrendo as estradas de montanha do único Parque Nacional de Portugal – o Parque Nacional Peneda-Gerês (PNPG) –, os 1450 atletas, de 12 nacionalidades, que se aventuraram na “Gerês Extreme Marathon” usufruíram de paisagens e cenários de montanha incríveis, rodeados de vegetação luxuriante e verdejante, com vistas sensacionais sobre os espelhos de água da Albufeira de Vilarinho das Furnas e da Albufeira da Caniçada.

A harmonia com as florestas nativas portuguesas e com o silêncio tão característico da montanha do Parque Nacional Peneda-Gerês foram apenas quebrados pela dureza e desnível positivo da prova. A “Gerês Extreme Marathon”, com 1350m de desnível positivo, levou os atletas da prova “rainha” desde a Vila do Gerês até à Pedra Bela, numa subida vertiginosa, seguida de uma grande descida e nova subida até à Portela de Leonte. Apenas com 18 km percorridos, mas já com cerca de 2/3 do desnível positivo percorrido, os atletas percorreram a mata da Albergaria passando pelo Museu da Geira, no Campo do Gerês, ao quilómetro 32, e rumaram a nova subida até ao alto da Calcedónia, altura em que iniciaram a vertiginosa descida de regresso à meta.

O primeiro atleta a cortar a meta foi o búlgaro Mihail Lalev, do SPORTING CLUBE DE BRAGA, que, pela quarta vez consecutiva e com o tempo de 2:48:13, voltou a vencer a “Gerês Extreme Marathon”, não dando hipótese aos seus mais diretos concorrentes, batendo, inclusive, o seu próprio recorde em 17 segundos. Partilharam o pódio, os atletas Diogo Fernandes, da DR. MERINO/4MOOVE, com 02:54:27, em 2º lugar e, no 3º lugar, classificaram-se, ex-aequo, Leonardo Diogo (CLUBE AVENTURA DA MADEIRA) e Luís Gil (DECATHLON MAIA), com o tempo de 03:01:05. Nas concorrentes femininas, a barcelense Fátima Melo (individual) [ndr: foto de destaqueconquistou, pela terceira vez consecutiva, o lugar mais alto no pódio, com 03:20:44, batendo também o seu próprio recorde em 3m:25s. Seguiram-se Alice Lopes (GINÁSIO FIT 4 FUN), com 03:46:08, e Isabel Moleiro (SS CGD) com 03:49:13.

Para além da prova “rainha” de 42 km, a “Gerês Extreme Marathon” contou, também, com mais três provas em diferentes distâncias. Com a distância de 42 Km mas em estafetas, os atletas puderam participar em equipas de três elementos e partilhar a dura prova, passando o testemunho entre os diferentes elementos da equipa, com o 1º segmento de 14Km e 750m de desnível positivo, o 2º segmento de 15.5Km e 350m de desnível positivo e o terceiro e último segmento de 12 km e 200m de desnível positivo. As distâncias de 21Km e 670m de desnível positivo e de 13 Km e 540m de desnível positivo fecharam o leque das opções de participação. Todas as provas tiveram partida e chegada no centro da Vila do Gerês.

A grande novidade deste ano da “Gerês Extreme Marathon2 foi a “Extreme Mile!”. Esta decorreu no dia 1 de dezembro, pelas 11h00, e procurou dar a conhecer novos locais do PNPG num desafio curto mas bastante exigente e audaz. Os intrépidos participantes tiveram de correr uma milha com uma inclinação média de 35% e 525m de desnível positivo. Com partida na Albufeira da Caniçada e com chegada no miradouro das Voltas de São Bento, os atletas percorreram a árdua distância tendo como pano de fundo a bela paisagem da Albufeira da Caniçada ladeada pelas suas belas montanhas. O grande vencedor desta primeira edição da “Extreme Mile!” foi José Pereira, que só precisou de 00:23:32 para percorrer a totalidade do percurso e colocar-se no primeiro lugar do pódio. Já no lado feminino, foi Dores Cachetas, com o tempo de 00:44:56, quem se sagrou vencedora.

Procurando divulgar os usos e saberes culturais das Gentes e Habitantes do Parque Nacional da Peneda Gerês, a Carlos Sá Nature Events associou-se à ATACE – Associação Turística da Aldeia Comunitária da Ermida, que levou a cabo um vasto programa de atividades culturais, que deram aos visitantes a possibilidade de conhecer e experienciar algumas das práticas comunitárias ancestrais que são características das aldeias desta região. A Chegada da rês, a Apanha e o Enfarne da Azeitona no Lagar de Azeite Comunitário, o Chamado do Povo, provas de sabores e convívio à fogueira foram algumas das atividades das quais os visitantes da aldeia da Ermida puderam disfrutar nesta tarde proporcionando bons momentos de diversão e contato com mais um dos tesouros do PNPG: a sua cultura.

Houve, ainda, lugar para que a Carlos Sá Nature Events continue a preservar os espaços que utiliza e procura divulgar, ao contribuir para a reflorestação das montanhas do nosso país, com uma ação de plantação de árvores autóctones pelos participantes nesta tarde cultural. Foi, também, esta a razão pela qual a medalha de finisher da “Gerês Extreme Marathon” ter sido feita a partir dos troncos de uma planta invasora do Parque Nacional Peneda-Gerês: a Acácia-Mimosa.

A parte da cultura “saudou”, igualmente, os atletas dos 42Km, 21Km e 13Km à chegada à meta, ao proporcionar a todos a já tradicional e habitual “sopa do pote”, feita em pote de ferro fundido e lentamente cozinhada ao sabor das quentes brasas que nem o frio do momento conseguiu apagar.

Em mais um ano consecutivo, a “Gerês Extreme Marathon” mostrou ser uma ótima oportunidade para dar a conhecer uma das mais belas regiões de Portugal, as suas gentes, os seus costumes e a sua gastronomia, não só aos milhares de atletas nacionais que participaram e suas famílias, bem como aos atletas internacionais cuja participação vai aumentando ano após ano, revelando-se, desta forma, um importante “porta-estandarte” na promoção de Portugal, do Minho e em particular do Parque Nacional Peneda-Gerês.



Nas restantes provas competitivas os resultados foram os seguintes:

21Km (masculino)

– Paulo Mendes (individual) – 01:20:08;

– Emil Krhel (LAUFSPORT SAUKEL B_FASTER) – 01:22:40;

– Nuno Fernandes (CLUBE ATLETISMO DE FAFE) – 01:22:56.

21Km (feminino)

– Diana Sousa (CENTRO CICLISTA DE GONDOMAR) – 01:37:47;

– Anita Costa (ROYAL WELLNESS CENTER) – 01:48:50;

– Rita Ribeiro (CORRER LISBOA) – 01:49:15.

13 km (masculino)

– José Pereira (AMA): 00:49:22;

– Ricardo Castro (SOCIEDADE RECREATIVA CEPANENSE) – 00:51:05;

– Nuno Carneiro (CLUBE ZUPPER) – 00:51:37.

13 km (feminino)

– Cristiana Ferreira (RUNNING ESPINHO) – 00:59:53;

– Sandra Araújo (TEAM GINÁSIO CORPOS 3) – 01:04:33;

– Tatiana Silva (LION RUNNERS – G.D. LEÕES DA GUARDA) – 01:07:10.

42Km Estafetas

– GRUPO DESPORTIVO UNIDOS DO CANO – 03:02:06;

– CENTRO CICLISTA DE GONDOMAR 1 – 03:03:29;

– GRUPO DESPORTIVO SANTANDER TOTTA – 03:04:55.

 

Fonte e fotos: CSNE.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*

Últimas de

Imagina

Imagina, O dia sem sol A noite sem lua O querer sem
Ir Para Cima