Gil Vicente com duas vitórias em outros tantos jogos

Agosto 20, 2018 Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo

O Campo de Ribes, em Santa Maria de Oliveira (VN de Famalicão) recebeu a 2º jornada da Série “A” do Campeonato de Portugal, opondo a equipa da casa – AD Oliveirense – ao Gil Vicente FC, que terminou como vencedor, por 0-2.



A AD Oliveirense alinhou com Fábio Santos, João Sidónio, Soro, Fernando Neves, Jorginho (Stanly, 65’), Mohamed Touré, Lassina Touré (João Cardoso, 74’), Dibola Júnior, Tiago Silva, André Pereira e Apolo Silva. O treinador Tonau deixou no banco Jorge Sousa, André Gomes, Rui Ribeiro e Hélder Veloso.

Já Nandinho fez o Gil Vicente FC alinhar com Wellington, Júnior, Rui Faria, Bruno Morais, Edwin Vente, Tiago Gomes, Juan Villa (Ramalho, 68’), Gabriel Mejía (Henrique Brito, 74’), Joãozinho (Bruno Lopes, 65’), Tanko e Ahmed Isaiah. No banco ficaram Rafa Pires, Tiger, Dimba e Victor Hugo.

O Gil Vicente controlou o jogo, debaixo de intenso calor, com a AD Oliveirense a dar boa réplica. O primeiro golo gilista foi apontado por Gabriel Mejía, aos 39 minutos, num grande trabalho deste jogador colombiano, que recebe no peito, na zona da meia-lua, uma bola longa do seu compatriota Juan Villa, amortece-a e, de cabeça, coloca-a à disposição do seu pé direito, rematando sem hipóteses para o guarda-redes da casa. Grande passe e grande trabalho individual destes dois jovens (18 anos) colombianos que começam a mostrar qualidade. Gabriel que ainda teve uma bola na trave durante a 1ª parte.

Na 2ª, e poucos minutos depois de entrar, Bruno Lopes recebe um passe longo de outro jovem colombiano, no caso, Edwin Vente (22 anos), passa “na raça” por um defesa, entra na área e remata, permitindo a defesa de Fábio Santos com o pé. No entanto, a bola sobra de novo para o jogador gilista que recebe, vira para a baliza, prepara e aponta o remate, metendo a bola entre o guarda-redes e um jogador adversário, fechando o marcador em 0-2 para o Gil Vicente FC.

A equipa de arbitragem, dirigida por Carlos Macedo, coadjuvado por David Macedo e Ulisses Costa, mostrou dois cartões amarelos. Um a Ahmed Isaiah (35’), do Gil Vicente, e outro a Tiago Silva (37’), da Oliveirense.

No final, em declarações à GVTV, Nandinho salientou que era objetivo chegar a Santa Maria de Oliveira e vencer o jogo, algo que foi concretizado “com mérito, com justiça”. “Se calhar os números pecam por escasso, face ao volume de jogo que tivemos, em termos de oportunidades de golo e volume ofensivo. Mas acho que a vitória não sofre qualquer contestação. Fizemos uma boa exibição, na generalidade. Na segunda parte, ‘caímos’ um bocadinho, o jogo ficou um bocadinho mais repartido a partir do meio da segunda parte e segundo golo trouxe-nos, realmente, alguma tranquilidade. Há que realçar, acima de tudo, a globalidade, um jogo bem conseguido e uma vitória inteiramente justa da nossa equipa”, concluiu.

O Gil Vicente é, conjuntamente com o São Martinho, uma das duas únicas equipas apenas com vitórias (2) nesta Série “A”. Na próxima jornada, no dia 26 de agosto, os gilistas recebem, pelas 17h00, os Caçadores das Taipas.

Uma palavra para os adeptos que se deslocaram num final de domingo à tarde abrasador a terras do concelho famalicense, nomeadamente, para os membros da claque Nação Barcelense, que puxaram constantemente pela equipa, debaixo de sol, pois a bancada onde se encontravam não tinha cobertura, nem havia sombras para se resguardarem. Sem dúvida, de louvar.

Fotos: GVFC.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*

Últimas de

Ir Para Cima