Haja respeito pela “família” do futebol popular!!!

Outubro 11, 2019 Atualidade, Concelho, Desporto, Opinião
Gonçalo Santos

Olá, “família” do Futebol Popular!

Passado o interregno das férias, já com uma imensa saudade do futebol popular, cá estou eu novamente para vos falar um pouco sobre o “nosso futebol”.



Não há melhor forma de começar este artigo de opinião do que parabenizar os vencedores do primeiro troféu oficial, a Supertaça, o Carapeços. Também uma palavra de honra para os vencidos, o Carvalhal.

E claro, não podia deixar em branco o fator mais negativo da Supertaça, que foi o local onde foi disputada. Não que tenha algo contra o Estádio Padre Sá Pereira, mas sim, os motivos pelo qual levaram os responsáveis da AFPB a realizarem em Esposende o jogo que marcou o arranque das competições da época desportiva. De salientar que foi antes das eleições autárquicas 2017, que elegeu este executivo municipal e, principalmente, este vereador do desporto, que se disputou a última final do futebol popular, ou da supertaça, em recintos municipais. Ficando aqui esta nota negativa para os responsáveis municipais, que não tiveram qualquer consideração para com os milhares de pessoas que fazem parte desta nossa “família”, da “família” do futebol popular, que semana após semana se deslocam de freguesia para freguesia para assistirem ao nosso futebol.

No que ao campeonato diz respeito, este início de campeonato foi marcado por algumas surpresas, quer positivas, quer negativas. Começando pela primeira divisão e pelas surpresas positivas, destaco o excelente início de campeonato que o Oliveira está a realizar, com 3 vitórias em outros tantos jogos, sendo o fator diferencial para as outras equipas, que também partilham a primeira posição e os 9 pontos na tabela, as goleadas em todas as 3 jornadas disputadas. O Leocadenses, o Leões da Serra e o Carapeços são as equipas que também partilham a liderança no campeonato. Também um destaque positivo para o Paradela, que ascendeu à primeira divisão e está a fazer um bom início de temporada, registando duas vitórias fora de portas e apenas uma derrota com o Carapeços, que é campeão em título.

Os destaques negativos começam pelas duas equipas que ainda não pontuaram, o Palme e o Fonte Coberta. Mas há ainda duas equipas a merecer destaque negativo, o Sequeade, porque na época transata fez uma excelente primeira volta, e o Carvalhal, que na época passada defendia o título conquistado na época 2017/2018 e também era apontado como um dos mais fortes candidatos ao título de campeão. Esta época, estão ambos com um ponto conquistado à terceira jornada do campeonato.

Na segunda divisão, e começando pelos destaques positivos, as 3 equipas que lideram a classificação: “Os Estrelas”, o Feitos e o S. Martinho. Entre estas três equipas, a que surpreende mais nesta posição é “Os Estrelas”, devido ao facto de, nos últimos anos, a turma de Vila Frescaínha S. Pedro estar afastada das primeiras posições da tabela classificativa. O Feitos não surpreende muito, devido ao facto de ainda no início da temporada passada ter conseguido 8 vitórias em outros tantos jogos e só não conseguiu a promoção à primeira divisão porque descarrilou bastante logo após as míticas oito vitórias consecutivas. O S. Martinho é uma equipa que nos tem habituado a estar em lugares de luta pela subida, mas que tem tido prestações menos conseguidas durante as segundas voltas dos campeonatos. Apesar de nesta temporada estar com novo alento em virtude da colocação de piso sintético no seu recinto desportivo.

Os destaques negativos vão para as três equipas que se encontram no fim da tabela, com 3 derrotas e, consequentemente, 0 pontos, sendo elas: Cambeses, Silveiros e Baluganense. O Baluganense, pelo facto de ser um despromovido da primeira divisão, leva um destaque ainda mais negativo, porque, de facto, esperava-se mais da equipa mais nortenha do concelho de Barcelos.

Despeço-me com votos de um bom campeonato para todos e com a promessa de nos vermos por aí.

Do vosso amigo, Gonçalo Santos*.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade do/a autor/a)

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*

Últimas de

Perdida em mim…

Vagueio na solidão Sem saber para onde vou Só, de mim, Perdida
Ir Para Cima