Haja “saúdinha” porque futebol há pouco

Junho 6, 2020 Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo, Opinião
Vítor Sá Pereira

Olá, caríssimos leitores do BnH!

Espero que se encontrem bem, seguros e repletos de saúde. 



Está de volta o negócio do futebol! Sim, porque o espetáculo, para já, ainda está em confinamento. Futebol sem adeptos é como francesinha sem molho! A proporção de negócio que o futebol se está a tornar, está a matar a essência do desporto-rei. Mas os “cães grandes” é que mandam e o bolso deles está sempre salvaguardado. Sim, adoro futebol…mas não desta forma.

Quem parece estar em confinamento é o FCP.

Adivinhava-se um jogo muito difícil em Famalicão que, sem dúvida, é das melhores equipas deste campeonato. 

A primeira parte do FCP até foi interessante. Previsível como sempre no ataque à profundidade aproveitando a velocidade de Marega e o virtuosismo de Corona. Foram criadas oportunidades suficientes de golo, mas os pés do Marega estavam virados para oeste, Soares parecia um esteio, Luis Díaz perdulário e inconsistente, Otávio não consegue criar, Manafá e a defesa foram o “Deus me livre” e, assim, fica difícil! Salvou-se Corona, um craque! Depois, também acusámos a ausência de Alex Telles, principalmente na bola parada. Como se isso não bastasse, Marchesín, que pouco ou nada tinha feito, resolve imitar Deco e faz uma assistência brilhante, de nível altíssimo, mas não para um GR. Na minha opinião, o GR do Porto pode, também, fazer muito melhor, mas a cabeça ainda estava inchada do primeiro golo e, por isso, perdeu confiança. 

São demasiados “tiros nos pés” para quem quer ser campeão! 

Depois, o banco de suplentes também era de luxo…ou, melhor, lixo…LOL!

Na minha opinião, há duas grandes penalidades por assinalar, uma falta de Pepe, na primeira parte, e uma mão do defesa do Famalicão, aos 91 min.

Vitória justa de quem fez mais golos e errou menos. O futebol é eficácia.

Quanto ao próximo jogo, e da forma que está o Porto, “prognósticos só no fim”!

Ah e tal, estão sem ritmo…Poupem-me!…

A nossa sorte foi que o “Benfas” empatou em casa, sem o seu habitual “vulcão”, e, para piorar, alguns adeptos quiseram imitar “Alcochete”!

Há que dar uma sopa de “pedra” a esses adeptos para se acalmarem…LOL…

Que liderança tremidinha!

Haja “saúdinha” porque futebol há pouco!

Cuidem-se.

Abraços e força.

Por: Vítor Sá Pereira*.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade do autor)

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*

Últimas de

Ir Para Cima