José Maria Fonte: “Que o concelho não pare de crescer e olhem mais para a juventude”

Setembro 23, 2017 Atualidade, Concelho, Entrevistas, Política

Na senda de entrevistas a Presidentes de Junta que, por imposição da lei, não se podem recandidatar após três mandatos consecutivos, o Barcelos na Hora contactou José Maria Fonte, um histórico militante PSD, autarca desde o 25 de abril de 1974, que acedeu responder a algumas perguntas, por escrito, sobre o seu trajeto e futuro, deixando, pelo meio, alguns conselhos.



José Maria Fonte, empresário do ramo têxtil, de 74 anos, tem, como referido anteriormente, uma longa experiência enquanto autarca na Freguesia de Carvalhas. Após o 25 de abril de 1974, ocupou o cargo de Secretário da Junta, então presidida por Bernardino de Oliveira Pereira, entretanto falecido. Ocupou esse cargo até 2005, ano em que José Maria Fonte encabeça a candidatura à Junta de Freguesia, substituindo aquele que foi até aí o único Presidente de Junta que Carvalhas conheceu. Venceu as eleições e tem vindo a manter-se no cargo, sendo reeleito nas eleições autárquicas que se sucederam. Por limitação de mandatos, nas deste ano já não pode encabeçar uma candidatura à Junta mas, mesmo assim, integra uma lista.

1 – Fazendo um exercício de memória, consegue dizer-nos o que o levou a candidatar-se pela primeira vez? E o que sentiu ao saber que tinha conquistado a Junta?

O que me levou a candidatar à Junta de Freguesia de Carvalhas foi o facto de o anterior Presidente de Junta, Bernardino de Oliveira Pereira, ter atingido o limite de mandatos. Como eu era, nessa altura, o Secretário, assumi ser candidato. Quando soube que tínhamos ganho as eleições, foi, para mim, uma grande satisfação, pelo facto de poder dar continuidade ao projeto do meu antecessor.

2 – Ao longo dos seus mandatos teve, certamente, momentos altos e momentos baixos. Consegue nomear qual o mais alto e qual o mais baixo?

Para mim, os momentos mais altos dos meus mandatos foram conseguir fazer o alargamento da estrada municipal 306-1 e a ampliação e vedação do campo de futebol. Já o momento mais baixo, por outro lado, foi o de não ter conseguido implantar bancadas nesse mesmo campo de futebol.

“Tudo o que consegui fazer é, para mim, um grande orgulho” (José Maria Fonte)

3 – Se pudesse voltar atrás, mudaria alguma coisa do que fez?

Se pudesse voltar atrás não mudaria nada. Acho que tudo o que consegui fazer é, para mim, um grande orgulho.

4 – Dada a sua enorme experiência, quer de vida, quer política, que conselhos pode deixar para aqueles que estão a começar agora o seu trajeto político?

Os conselhos que posso deixar àqueles que agora vão começar a sua vida política e pública é que façam mais do que aquilo que eu consegui fazer, no que a Carvalhas diz respeito. Já em relação ao concelho de Barcelos, aquilo que lhes peço é que façam com que o concelho não pare de crescer e olhem mais para a juventude.

“Que a freguesia consiga desenvolver-se ainda mais” (José Maria Fonte)

5 – Agora que sai, o que espera para o futuro de Carvalhas?

Espero que a freguesia consiga desenvolver-se ainda mais do que no tempo em que eu estive à frente da Junta de Freguesia.

6 – Por fim, e pedimos desculpa pelo teor mais pessoal desta última pergunta, mas … e agora? Vai continuar na “vida política”? Ou vai deixá-la?

Sim, vou continuar na vida política. Aliás, até porque faço parte de uma lista candidata à Junta de Freguesia de Carvalhas nas próximas eleições autárquicas.

Termina, assim, a entrevista a José Maria Fonte, histórico autarca de Carvalhas, que após 1 de outubro próximo deixará o seu cargo de Presidente da Junta de Freguesia, por limitação de mandatos. A ele, o Barcelos na Hora deixa um enorme agradecimento pela simpatia e por ter aceite responder, por escrito, a todas as nossas questões.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*

Últimas de

Surpresa em Vila Cova

Mais um fim de semana, mais uma jornada dos campeonatos da Associação

Pin It on Pinterest

Shares
Share This

Partilha esta Notícia

Partilha com os teus amigos

Ir Para Cima