Mário Figueiredo: “Alterar o caminho político de retrocesso e construir um futuro melhor”

Setembro 22, 2017 Atualidade, Concelho, Entrevistas, Política




[NOTA AO LEITOR:

Pautando-se este jornal pela seriedade e igualdade de tratamento, informa os leitores que no dia 09/09/2017, através de e-mail, o Diretor deste jornal, Pedro Sousa, solicitou uma entrevista por escrito a todos os candidatos à Câmara Municipal de Barcelos. Apenas os candidatos do Bloco de Esquerda, da CDU e do MAS aceitaram ser entrevistados, sendo que até ao fecho desta edição os outros candidatos não responderam.]

Visando ajudar a um melhor conhecimento, por parte dos barcelenses, das propostas e ideias dos candidatos à Câmara Municipal de Barcelos, nestas autárquicas de 1 de outubro, o Barcelos na Hora solicitou à candidatura da Coligação Democrática Unitária (CDU), encabeçada por Mário Figueiredo, uma entrevista por escrito, solicitação essa que foi aceite. Saliente-se que foram feitas, exatamente, as mesmas perguntas a todos os candidatos. Desde já, este jornal agradece, na pessoa do seu candidato, à candidatura autárquica da CDU (PCP+PEV) por ter aceite a nossa solicitação.

Mário Figueiredo, barcelense de 44 anos, Técnico Oficial de Contas, é militante do Partido Comunista Português (PCP), membro da Concelhia de Barcelos do PCP, da Direção da Organização Regional de Braga do PCP e do seu Executivo. Esta é a sua terceira candidatura à Câmara Municipal de Barcelos, tendo encabeçado, igualmente, as de 2009 e 2013. Foi, igualmente, candidato da CDU nas legislativas de 2009, 2011 e 2015. Desde 2009 que é membro da Assembleia Municipal de Barcelos, eleito pela CDU.

1 – O que o levou a candidatar-se e que análise faz do Concelho?

O motivo da candidatura é permitir aos eleitores a escolha de um projeto político alternativo e distinto, alicerçado no Trabalho, Honestidade e Competência. O Projeto CDU contém propostas estratégicas que permitem o desenvolvimento do Concelho e que correspondem às reais aspirações dos Barcelenses. Barcelos tem grandes potencialidades – humanas, naturais, culturais, económicas, geográficas – que foram desaproveitadas, mandato após mandato, pelo PSD e PS votando ao atraso social, económico e cultural, o nosso Concelho. Neste sentido, o reforço da CDU é indispensável para alterar o caminho político de retrocesso e construir um futuro melhor.

 

“A concessão, tal como todas as privatizações, é um desastre para os interesses da população” (Mário Figueiredo)

 

2 – Qual a sua opinião sobre o contrato original da concessão da água e, sendo Presidente, como resolverá este problema?

A concessão, tal como todas as privatizações, é um desastre para os interesses da população, que está quantificado em mais de 200 milhões euros e irá marcar o futuro de Barcelos. Os Barcelenses recusaram a concessão, quer pelo voto, quer pela negação de se tornarem clientes da concessionária. Essa recusa tem uma leitura política: os Barcelenses não querem a concessão. A CDU é a única força política que há anos defende o resgate da concessão, isto é, o fim do contrato, respeitando a vontade popular. Não se pode defender a Água Pública sem exigir o fim da concessão. Não há solução no seio da concessão.

3 – Nas autárquicas, por norma, os eleitores votam nas pessoas. Sendo assim, quais são as maiores potencialidades dos seus escolhidos para o acompanhar no Executivo Municipal?

Não partilho a tese “Nas autárquicas, por norma, os eleitores votam nas pessoas”, embora reconheça que há candidatos que, pela capacidade de criar união em torno da candidatura, a possam tornar mais forte. Um candidato isolado pouco influencia…poderá acontecer em freguesias muito pequenas. Nesta linha de pensamento, quem me acompanha vale pelo coletivo que representa: a CDU. Candidatos que se revêem num projeto político de esquerda e que o defendem com Trabalho, Honestidade e Competência.

 

“O projeto da CDU assenta em cinco eixos estratégicos fundamentais para o desenvolvimento social, económico e cultural do concelho” (Mário Figueiredo)

 

4 – O que gostaria de destacar do seu programa eleitoral?

A CDU tem muitas propostas para a resolução dos problemas Barcelenses. Tudo que diz respeito à vida coletiva é preocupação da CDU, que reflete sobre ela e com a população e os trabalhadores encontra soluções. Contudo, o projeto da CDU assenta em cinco eixos estratégicos fundamentais para o desenvolvimento social, económico e cultural do concelho: 1º- Água Pública: pelas razões acima referidas; 2º- Direitos dos Trabalhadores: Pôr fim à precariedade na Câmara Municipal de Barcelos. Trabalho Permanente, Contrato Efetivo; 3º- Novo Hospital: A luta pela construção do Novo Hospital, exigindo ao Governo que cumpra o prometido. Defender o Serviço Nacional de Saúde (SNS), exigindo mais recursos humanos, físicos e mais valências para o Hospital, Centros de Saúde e Extensões Saúde; 4º- Transportes Públicos: A mobilidade eficiente tem um papel central na coesão e desenvolvimento do nosso Concelho. A defesa do Transporte Ferroviário, a criação dos Transportes Urbanos, a conclusão do Nó de Sta. Eugénia e novos acessos à Central de Camionagem são necessidades que melhoram a mobilidade no concelho; 5º- Defesa do Cávado: A defesa do Cávado é fundamental para o aumento do bem-estar e para o desenvolvimento do Concelho de Barcelos. Defender o Cávado é promover a despoluição do rio; erradicar as espécies invasoras; recuperar o património ribeirinho – açudes, moinhos –; e limpar e desobstruir as margens, criando zonas pedonais e de lazer.

Com esta resposta termina a entrevista, por escrito, que o candidato da CDU à Câmara Municipal de Barcelos, Mário Figueiredo, acedeu conceder a este jornal. A ele e à sua candidatura, o Barcelos na Hora expressa o seu agradecimento.

Foto: CDU.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*

Últimas de

Surpresa em Vila Cova

Mais um fim de semana, mais uma jornada dos campeonatos da Associação

Pin It on Pinterest

Shares
Share This

Partilha esta Notícia

Partilha com os teus amigos

Ir Para Cima